Delírios

Colho de tua boca, o doce sabor
De teu amor, que bem sei é meu
E quanto mais eu provo, mais eu dou valor
A tudo o que a vida me escondeu...

Tua face, azulada e lisa
É um repouso certo para minha mão
Teu rosto , em teu olhar me profetiza
A mística densidade da paixão!

Apaixonada, lanço-me sobre teu corpo
Apreciando tuas emoções finais
Abraço-te tão forte, quanto forte posso
E juntos desfrutamos sonhos imortais!!

Amo teus encantos naturais
Tua franqueza fria e a doce malícia
Com que me convences, de modos informais
A mergulhar-me num mundo de delícias...

Mensagens Relacionadas

Fecho os olhos e me imagino em seus braços.
Meu corpo junto ao seu, vibra intensamente,
ao toque sutil das suas mãos.

Vejo a sua boca, a minha procurar
e não a deixo esperar.
Selo, com um beijo molhado,
esta busca gostosa, que me faz delirar.

Quero você junto a mim.
Sentir o seu cheiro e ver seu corpo inteiro
o meu também querer.

Meu peito colado ao seu,
sente o seu coração acelerado
que aumenta a cada carinho recebido,
pois minhas mãos, não consigo mais controlar.

Tudo é tão gostoso.
Até o toque de nossas bocas
em simples beijos, me faz arrepiar,
despertando ainda mais minha louca vontade
de poder te amar.

Em seu rosto, vejo a expressão do desejo.
Sinto suas mãos em meu corpo deslizar.
Todo o meu ser se estremece,
e deixa brotar ainda mais esta ânsia
de lhe pertencer.

Te desejo como nunca.
Queria seu corpo agora, para cobrí-lo de beijos.
Preciso de você, como jamais precisei de alguém.
Não sei mais viver sem o calor do seu corpo,
sem o toque das suas mãos e da sua boca,
que me diz coisas lindas
e a cada beijo, me enlouquece.

É Amor? ... É Paixão? ... É Desejo?
É tudo ...
Estou completamente embriagada por você.
Quero perder a razão
e só retornar a realidade quando, juntos,
explodirmos de prazer, Eu e Você.

Fecho os olhos
e te sinto chegar devagarinho...
E, com um beijo apaixonado,
vou me prendendo aos teus carinhos.

Olhar sedutor,
boca sedenta de amor,
cheiro de prazer,
vontade de te ter!

Vou me perdendo nos teus beijos,
me aquecendo nos teus abraços,
me inspirando nos teus desejos.
me entregando às fantasias...

Sinto tuas mãos quentes deslizando pelo meu corpo,
tua respiração ofegante...
Sinto o meu corpo tremer
e passo a delirar de prazer!

Amor selvagem!
Irresistível, apaixonado,
terno e carinhoso,
com gostinho de quero mais!
É assim que te imagino, meu amor!!!

Fico lembrando das inúmeras vezes em que fiz amor...
Na verdade, eu não amava...mas, mesmo assim buscava desesperadamente, sentir o prazer de um orgasmo...
Hoje, quando fazemos amor, é que eu sinto o quanto eu não tive...
Pois cada toque seu, me faz estremecer e delirar antes mesmo que esteja em mim...
maravilhoso te sentir me tocando, me descobrindo, buscando em mim os sussurros e gemidos que nem um outro jamais ouviu...
E sem que eu possa esperar estou me contorcendo, gemendo alto, quase chorando de tanto prazer...
mas você ainda não está em mim...só está brincando com meu corpo, me deliciando...
Ahhh!!!como é bom essa sensação que sinto e que vai aumentando até que você como louco de desejo entra em mim e mais gritar...me faz estremecer de tanto tesão...desde em que me tocasse pela primeira vez...não houve um só dia em que eu não já estivesse completamente excitada só ao começar os seus toques...
Enfim...gozo...como nunca gozei em minha vida...
Te sentindo dentro de mim...mexendo e gemendo ao meu ouvido...um delírio!!!
adoro fazer amor com você...
Pois esse delírio...só tive e tenho com você.

Viajo
no teu corpo
caminhos
nunca imaginados.

Delírios
de náufrago à deriva
em noite de temporal.

Viajo em ti
sonhos de uma ternura
nunca sentida.

Quero ir contigo
Para todos os lugares,
Subir os montes
Descer ladeiras
E amanhecer em teus braços.
Enfrentar perigos de frente,
Sentir no rosto o vento quente,
Queimar o corpo no sol ardente,
Romper a fúria de uma tormenta,
Molhar o corpo no mar
E dormir com o teu olhar.
Sentir tuas mãos nervosas,
Perder a noção das horas,
Despir as vestes da hipocrisia
E amar-te todo dia.
Penetrar nos teus sentidos,
Sentir na pele o teu abrigo,
Desnudar meu corpo aflito,
Entregar-me aos teus delírios.
Isto sim... É a minha fantasia.

(Márcia Rocha)