Noite, Amiga

Postar no Facebook

A noite vem perdida
Ou sera que sou eu que estou perdida?
A noite vem como minha companheira,
Vem ouvir-me, vem ajudar-me...
Ela nao serve so para eu desabafar...
A noite nao e tristeza, a noite e um sopro da vida,
Porque e na noite que nos abrigamos
Quando nos sentimos desprezados, nesta corrida
Que fazemos desde que nascemos
Em busca do conhecimento
E da felicidade...
Eu nunca desisti, em nenhum momento,
Talvez porque nas horas mais "insanas"
A Lua e as estrelas tenham me acompanhado
Pelas entranhas
Do Universo, sempre acordado!

De olhos abertos, vi, ouvi, senti,
Tudo o que nao vou esquecer...
Nas horas mais loucas talvez tenha visto, ouvido, sentido
E jurado nunca mais lembrar,
Mas nao preciso da lembranca, porque ela existe sempre
Mesmo quando a dada altura a quero apagar, a quero esquecer!
Ela nunca se vai dissipar...

Culpa da Lua! O luar mantem viva a lembranca...