Mensagens Eróticas

Encontradas mais de 73 Mensagens Eróticas:

Meu Desejo!

Te vendo ali deitado tão calmo e sereno tive vontade de deitar ao teu lado...
Como sentindo o meu olhar distante, observando teu corpo nu,
sorriu suavemente abrindo os olhos a me fitar...
Como num sonho suave de amor fui andando lentamente em tua direção,
fitando teus olhos a me esperar...
Te vendo ali deitado tão perto e tão longe...
tive vontade de jogar-me nos teus braços.
Como que sentindo o meu desejo saltitante e me sentindo tão sua,
foi calmamente me abrindo te braços.
Como num sonho suave de amor,
fui me entregando aos desejos nos teus olhos,
fui me deixando abraçar pelo teu corpo..
E ali deitada em teu braços fui sentindo o calor dos teus lábios,
a doçura das tuas mãos, a firmeza do teu corpo...
E ali deitada ardendo em desejos, te amo calma e feroz,
tomando o teu corpo no meu, sentindo teu coração disparar querendo-me tua...
E ali deitada confundindo nossos corpos, te sinto por inteiro,
sem medo e sem pudor te aconchego suavemente
e em movimentos lentos e ritmados te levo a loucura e me deixo levar..
E ali deitada entre beijos e sorrisos, entre desejos e carinhos,
sou tua... e sentindo meu corpo desfalecer, me inunda de vida e amor...
Me faz sorrir e até chorar, me faz amar!

Postar no Facebook
Nectar dos Deuses

Invades meus pensamentos
Me deixas esquecido em teus olhos
Procuro o segredo do que fazes em mim

Minhas mãos percorrem teu corpo
Num caminho de prazer
Nos rumos do nosso querer

Um calafrio de emoção percorre tua pala macia
Teu corpo se entrega ao prazer
Deslizando, avanço teu intimo

Diante da tua beleza, vou contra a correnteza
Almejo estar em teus braços
O meu peito arde em chamas

Teu corpo é braza
Que vai desvendando os mistérios do meu ser
Derramo sobre o teu corpo o pecado consumado

Um instante para saborear o momento presente,
quase ausente
Rosto iluminado pro um sorriso

Vejo o dssejo de quem quer mais.
Quero mais!
Minha razão me diz pra esquecer

Meu coração bate por você, o que fazer?
Então procuro gardar o que sinto
E nessa viagem prometo voltar

Somente pra te tocar
E teus lábios docemente beijar.

Postar no Facebook
Uma carta

Lembra da nossa primeira vez?
eu não era mais virgem e você, 1 ano mais novo do que eu era...
estava sozinha em casa...
e então você veio aqui.
Subiu, viu umas fotos e eu te provocando não te deixava vê-las.
Assim, mandei você ir ate meu quarto e deitamos na cama...
a Tv estava ligada e então eu te olhei e começamos e anos beijar...
e eu te acariciei (acho que você estava com vergonha) ficou olhando pra televisão ate que eu a desliguei...
Você tremia e eu... Nem sei explicar o que estava sentindo...
Parecia estar tendo minha primeira vez...depois que terminamos você estava diferente...
Me olhando diferente... Como se eu fosse uma caixinha de surpresas prestes a ser descoberta de novo! Me senti desejada e então você que tomou a iniciativa...
Depois adormecemos juntos!
Depois disso tivemos outras vezes melhores, mas essa foi especial...
depois terminamos e você me queria de volta.
E eu também voltamos!
Traiu-me... terminamos e então eu vacilei contigo.
Tive consciência disso e então corri atrás de você durante 6 meses.
Voltamos. Eu ia embora pra fora do pais e você me fez ficar...tendo mais uma vez especial... Novamente fui descoberta. Ficamos cada vez mais íntimos. Fazíamos de tudo. depois terminamos e eu agora estou aqui lembrando de nossos momentos...Especiais... Sei que me quer de volta, mas não vou mover nenhum fio pra que volte pra mim...Porque o que eu tinha que fazer já foi feito.
mas te desejo ainda...
muito!

Postar no Facebook
Desejo Incontível

Já me embriago de prazer apenas em te olhar...
Cada detalhe do que vejo dispara e abala o meu pulsar
É uma sede infinita de tudo o que vejo em ti
Posso ter várias mulheres, mas a que quero está aqui... na minha frente...
À frente deste desejo ainda está o meu amor
É um amor meio que tenso, mais espinho, menos flor
A razão é desprezada, não me refiro ao coração
É a química da pele , o tesão é a sedução
Incontível é o desejo que não cabe só olhar
E como um animal te tenho, só me acalmo no gozar
Mas em mim ainda há um fogo, é o tesão que pede bis
E não vendo em ti o desejo, me contenho infeliz
Para você eu quero sexo, não quero só amar
Para mim te quero sexy, para poder sempre te amar.

Postar no Facebook
Anjo sem Asas...

Hoje me lembrei de você, lembrei-me de como é bom tê-la ao meu lado.
Quando acordei, foi como se você ainda estivesse bem ali, envolta no lençol com teu cheiro de mulher.
Senti seus cabelos negros sobre meu peito, e num gesto os removi lentamente. Fitei seus olhos, azuis, como o mar e que me tira do sério pois neles enxergo todo o meu desejo oculto.
Lembrei-me do sabor de teus beijos, do sabor dos teus lábios, e do arrepio que percorre seu corpo que tanto me excita.
Quero tua boca, macia, gostosa, sem igual, quero sentir o roçar de tua pele na minha enquanto pronuncia palavras de amor e algumas...pequenas indecências.
Ah!, que saudades de tuas mãos macias, lindas, sábias e ingênuas ao mesmo tempo, tentando me tocar completamente e descobrindo a cada toque um novo gemido. Lembrei do cheiro de seu corpo, suave, delicado e que me deixa extasiado. Seu sexo úmido, quente e que me deixa atiçado.
És para mim um anjo, um anjo sem asas que na terra desceu apenas para me amar e deixar ser amada.
Olho ansioso o relógio, as horas não passam, estou louco de ansiedade para que volte para mim, para tê-la em meus braços, para que possamos ir para a penumbra de nosso quarto onde o mundo é só nosso, onde nos desligamos de tudo e de todos, e nos entregamos um para o outro, sem medo, sem receios, como um anjo sem asas... Só com amor, desejo e vontade!

Postar no Facebook
Moça na cama

Papai tosse, dando aviso de si,
vem examinar as tramelas, uma a uma.
A cumeeira da casa é de peroba do campo,
posso dormir sossegada. Mamãe vem me cobrir,
tomo a bênção e fujo atrás dos homens,
me contendo por usura, fazendo render o bom.
Se me tocar, desencadeio as chusmas,
os peixinhos cardumes.
Os topázios me ardem onde mamãe sabe,
por isso ela me diz com ciúmes:
dorme logo, que é tarde.
Sim, mamãe, já vou:
passear na praça em ninguém me ralhar.
Adeus, que me cuido, vou campear nos becos,
moa de moços no bar, violão e olhos
difíceis de sair de mim.
Quando esta nossa cidade ressonar em neblina,
os moços marianos vão me esperar na matriz.
O céu é aqui, mamãe.
Que bom não ser livro inspirado
o catecismo da doutrina cristã,
posso adiar meus escrúpulos
e cavalgar no topor
dos monsenhores podados.
Posso sofrer amanhã
a linda nódoa de vinho
das flores murchas no chão.
As fábricas têm os seus pátios,
os muros tem seu atrás.
No quartel são gentis comigo.
Não quero chá, minha mãe,
quero a mão do frei Crisóstomo
me ungindo com óleo santo.
Da vida quero a paixão.
E quero escravos, sou lassa.
Com amor de zanga e momo
quero minha cama de catre,
o santo anjo do Senhor,
meu zeloso guardador.
Mas descansa, que ele é eunuco, mamãe.

Postar no Facebook
Loucuras

Enquanto segues em frente,
Deito-me maliciosa em teu leito,
Sentindo teu corpo quente:
Diante das tuas mãos, tudo aceito...

Roubas meus seios da minha roupa,
Acariciando-os com intensos beijos,
Deixando-me completamente louca,
Abrindo-se para ti a Flor dos meus Desejos...

Sou só desejo, sou toda tua...
Beijo-te inteiro com muito amor,
Enquanto deixas-me totalmente nua,

Provocando em meu corpo arrepios e gemidos,
Embalo com lambidas teu tesão

Até nos tornarmos um só em todos os sentidos...!

Postar no Facebook
A Bunda

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora -- murmura a bunda -- esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem.

Ondas batendo
numa praia infinita.Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar.
Esferas harmoniosas sobre o caos.
A bunda é a bunda, rebunda.

Postar no Facebook
Busca-me e completa-me

Busca-me e completa-me...
Faça de mim sua morada.
Venha de longe...
Venha de perto.
Traga amor a este corpo só...
Mas venha quente, que eu preciso de calor..
Traga consigo, muito amor...
Venha sedento, traga paixão...
Venha correndo, que estou afoita...
Traga desejo e sedução...

Postar no Facebook
A virgem despertada

Dormia calma. O peito brandamente
Arfava como as auras entre flor;
Um riso de inocência meigamente
Brumava-lhe nos lábis de dulçor.

Os seios nus, de neve, tão somente
Velados pelo manto do pudor,
Pareciam dois pombos mansamente
Banhando-se num manso mar de amor.

O coração discreto não batia,
Temendo a virgem despertar; gemia
Ao doce impulso de emoções benditas...

Ela desperta! Num letal pavor
Maldiz da aurora o insolente alvor
Por ver-lhe as formas nuas tão bonitas.

Postar no Facebook
Como Pode?

O Pedigree se torna duvidoso.
A propriedade de se fazer gostar, escassa.
O gosto refinado, passa a ser impreciso.
A maneira de falar, ludibriosa.
O jeito de olhar, enganoso
O beijo, deixa sabor de desconfiança.
O abraço, causa amargura.
As carícias, trazem intenso desgosto.
Os contatos não feitos, trazem angustia.
As piadas fora de hora, causam desapontamento.
As insatisfações sexuais, corriqueiras.

Como pode algo ser tão rejeitado e tão amado?

As loucuras cometidas, presentes.
Os desejos insatisfeitos, ardentes.
Os beijos fora de hora, instigantes.
A carícia na hora do amor, eternizantes.
A mão por baixo da saia, tentadora.
O enroscado de pernas, alucinante.
O entra e sai de amor, agonizante.
O Urro do Urso, estonteante.
As palavras na hora do gozo, enlouquecedoras.
O aperto nas ancas, avassalador.
O descanso depois do amor, gratificante.
Como pode algo ser tão rejeitado e tão amado?

Postar no Facebook
As horas não passam...

Hoje lembrei-me de você, lembrei-me de como é bom tê-la ao meu lado.
Quando acordei, foi como se você ainda estivesse bem ali, envolta no lençol com teu cheiro de mulher.
Senti seus cabelos sobre meu peito, e num gesto os removi lentamente.
Lembrei-me do sabor de teus beijos, do sabor dos teus lábios, e do arrepio que percorre seu corpo que tanto me excita.
Quero tua boca, quero sentir o roçar de tua pele na minha enquanto pronuncia palavras de e amor e algumas....pequenas indecências.
Ah!, que saudades de tuas mãos macias, lindas, sábias e ingênuas ao mesmo tempo.
Olho ansioso o relógio, as horas não passam, estou louco de ansiedade para que volte para mim, para tê-la em meus braços, para que possamos ir para a penumbra de nosso quarto onde o mundo é só nosso, onde nos desligamos de tudo e de todos, e nos entregamos um para o outro.

Postar no Facebook
Horas Rubras

Horas profundas, lentas e caladas
Feitas de beijos sensuais e ardentes,
De noites de volúpia, noites quentes
Onde há risos de virgens desmaiadas…

Ouço as olaias rindo desgrenhadas…
Tombam astros em fogo, astros dementes.
E do luar os beijos languescentes
São pedaços de prata p'las estradas…

Os meus lábios são brancos como lagos…
Os meus braços são leves como afagos,
Vestiu-os o luar de sedas puras…

Sou chama e neve branca misteriosa…
E sou talvez, na noite voluptuosa,
Ó meu Poeta, o beijo que procuras!

Postar no Facebook