Mensagens de Falecimento

Encontradas mais de 143 Mensagens de Falecimento:

Não Permita que a Tristeza Vença

Sei tudo que passa pela sua cabeça neste momento tão difícil, pois você sabe que não faz muito tempo que aconteceu o mesmo comigo. Perder uma pessoa querida assim, tão de repente, nos traz uma dor enorme para dentro do peito, e ficamos com a ideia que nunca mais seremos os mesmos. Infelizmente, em parte, isso é bem verdadeiro, após a partida de uma grande amiga, sempre ficará um vazio na nossa vida, mas nunca, jamais, poderá permitir que a tristeza seja mais forte que a saudade.

Ainda não entendemos o porquê destas coisas, mas sabemos que a vida por aqui continua e temos que ter muita força para que todos esses sentimentos ruins desapareçam. A saudade continuará para o resto da vida, mas é necessário que esse abatimento desapareça. Se permanecer apegado a essa profunda tristeza, só fará com que aumente mais ainda a dor da perda.

Continuar a viver com um sorriso no rosto e de bem com a vida, não mostrará nenhum desrespeito com a partida da sua amiga, pois onde quer que ela esteja, tenho certeza que só quer nada menos que a sua alegria de viver permaneça. Mas, se mesmo após todas essas palavras precisar de um ombro amigo, pode contar comigo a qualquer hora, estarei ao seu lado para o que for preciso.

Postar no Facebook
A dor da perda

Nossos Pais descobrem que um ser está para nascer e trazer as suas vidas um brilho de luz.
A cada sorriso, palavra, olhar ou suspiro, uma cachoeira de lágrimas parece inundar seus olhos de alegria e paz.
Nos tornamos adolescentes e a busca pela independência é cada vez mais clara. A nossa vontade de conquistar espaço nos distância de quem sempre nos amará, esquecemos a família. Esquecemos de dizer o quanto os amamos.
Mas um dia nossos entes queridos se vão. Quando menos esperamos e sem nenhum aviso, Deus tira de nós o que mais amamos.
Em nosso peito apenas a dor de um punhal que a cada "meus pêsames" parece pesar.
Nossos pensamentos divulgam para cada gota de sangue em nosso corpo a culpa de nunca ter dito: "te amo"; "preciso de você", "estou sempre aqui", "me preocupo", e como se não bastasse vem à frase mais forte "a culpa foi minha".
Nossos sonhos caem por terra, nossa independência parece perder a importância.
E a resposta para essa dor? O tempo e uma certeza:
Quando amamos transmitimos em pequenos atos e gestos, e as palavras não importam mais; quando precisamos de alguém, sentimos sua presença, e as palavras não têm mais sentido; quando nos sentimos sós e abandonados, surge uma palavra ou um gesto e descobrimos que nunca estaremos sós.
E a culpa? A culpa é da vida que tem inicio, meio e fim. A nossa culpa está apenas em amar tanto e sentir tanto perder alguém.
Mas o tempo é remédio e nele conquistamos o consolo, com ele pensamos nos bons momentos. E com um pouco mais de tempo, transformamos nossos entes queridos em eternos companheiros.
Nossos sonhos ganham aliados, nossa independência ganha acompanhantes, nossa vida conquista anjos. E no fim apenas a saudade e uma certeza:
Não importa onde estejam, estarão sempre conosco.

Postar no Facebook
O Caminho da Vida

Sei que palavra nenhuma pode confortar nesse momento, mas quero que saiba que estarei aqui para o que precisar, a qualquer hora ou qualquer momento.

Infelizmente a vida tem o seu caminho e nem sempre acontece exatamente como desejamos. Se vale de alguma coisa, sinta que na vida tudo tem seu propósito e é possível que mais na frente entenda tudo isso que aconteceu, e quem sabe também não estarão juntos novamente? Agarre-te nisso e deixa o tempo ir arrancando aos poucos toda essa dor.

Força!

Postar no Facebook
Viver em Família Ainda É Possível

Todos os dias há inúmeras notícias sobre famílias seriamente abaladas e até destruídas, seja por tragédias ambientais, quando vemos um homem chorando a morte de esposa e filhos num deslizamento, ou seja, por tragédias sociais como desemprego ou hospitais desaparelhados e sem profissionais competentes até para fazer um simples parto. Há, também, as tragédias pessoais, como a da família envolvidas na morte da menina Isabella Nardoni.

Isso, sem falar das tragédias silenciosas que não ganham a mídia, como divórcios, abandonos, adultérios, violência doméstica; pais que não exercem seu papel de cuidadores por negligência, irresponsabilidade, omissão, desequilíbrios emocionais; filhos rebeldes que desacatam e desrespeitam seus pais, professores e qualquer figura de autoridade; idosos destituídos de seus papéis de avôs e avós e acabam sendo abandonados em asilos.

Não existem famílias perfeitas.

A família, idéia perfeita de Deus, foi corrompida junto com toda Sua criação, por causa da desobediência do primeiro homem.

Adão e Eva formam a primeira família imperfeita. O primeiro assassinato se dá nesta família, com Caim matando o irmão Abel, por ciúmes e inveja!

Tanto as famílias representadas na Bíblia, quanto as destes tempos pós-modernos apresentam as mesmas disfunções: favoritismo em relação aos filhos, adultério, mulheres abandonadas, papéis invertidos, rebeldia dos filhos, omissão dos pais, manipulação, conflitos, mágoas,,,

Mas há solução.

A família centrada em Jesus torna-se um dom a ser desfrutado, um espaço de restauração e a fonte de amor verdadeiro que assegura o pleno desenvolvimento da singularidade humana, tal como o Senhor nos projetou para ser.

“Se o SENHOR não edificar a casa, não adianta nada trabalhar para construí-la” (Salmo 127:1).

Deus precisa estar no centro do núcleo familiar e no coração de cada pessoa. Sua verdade precisa ser experimentada para termos força e coragem para combater o orgulho, o egoísmo, o desamor, a irresponsabilidade e o desrespeito. O arrependimento precisa ser vivenciado pelas pessoas, desafiando-as a buscar a Deus, porque só Ele transforma o coração.

(Blog O Povo)

Postar no Facebook
A Aranha


Geralmente, em toda parte,
No ângulo mais sombrio
Dos recantos desprezados,
Vem a aranha e tece o fio.

Escura, silenciosa,
Atendendo ao próprio instinto,
Seja dia, seja noite,
Vai fazendo o labirinto.

Por manter o enorme enredo,
Insiste e nunca esmorece,
Condenar-se por si mesma
É seu único interesse.

Desdobrando movimentos
Nos impulsos insensatos,
Pratica perseguições,
Multiplica assassinatos.

Insetos despreocupados,
Na ilusão cariciosa,
Transformam-se em prisioneiros
Da pequena criminosa.

Satisfeita, a aranha escura.
Prossegue na horrenda lida,
Nos venenos que segrega
Traz a morte e suga a vida.

Mas um dia, o espanador,
Na luta material,
Vem e arranca essa infeliz
Das teias de horror do mal.

A aranha, porém, não cede,
Com teimosia e com arte,
Foge ao bem que se lhe fez,
E vai tecer noutra parte.

Quem medita na conduta
Dessa aranha renitente,
Encontra a cópia fiel
Da vida de muita gente.

A muitos presos do engano,
Deus envia a dor e as provas;
Mas, depois de liberdade,
Vão prender-se em redes novas.

Postar no Facebook
A Grande Pergunta

Em lamentável indiferença, muitas pessoas esperam pela morte do corpo, a fim de ouvirem as sublimes palavras do Cristo.

Não se compreende, porém, o motivo de semelhante propósito. O Mestre permanece vivo em seu Evangelho de Amor e Luz.

É desnecessário aguardar ocasiões solenes para que lhe ouçamos os ensinamentos sublimes e claros.

Muitos aprendizes aproximam-se do trabalho santo, mas desejam revelações diretas. Teriam mais fé, asseguram displicentes, se ouvissem o Senhor, de modo pessoal, em suas manifestações divinas. Acreditam-se merecedores de dádivas celestes e acabam considerando que o serviço do Evangelho é grande em demasia para o esforço humano e põem-se à espera de milagres imprevistos, sem perceberem que a preguiça sutilmente se lhes mistura à vaidade, anulando-lhes as forças.

Tais companheiros não sabem ouvir o Mestre Divino em seu verbo imortal. Ignoram que o serviço deles é aquele a que foram chamados, por mais humildes lhes pareçam as atividades a que se ajustam.

Na qualidade de político ou de varredor, num palácio ou numa choupana, o homem da Terra pode fazer o que lhe ensinou Jesus.

É por isso que a oportuna pergunta do Senhor deveria gravar-se de maneira indelével em todos os templos, para que os discípulos, em lhe pronunciando o nome, nunca se esqueçam de atender, sinceramente, às recomendações do seu verbo sublime.

E por que me chamais Senhor,
Senhor, e não fazeis o que eu digo?
- Jesus. (LUCAS, 6:46)

Postar no Facebook
Frases para os Namorados

Nunca digas que esqueceste um amor diga apenas que consegue falar nele sem chorar, pois o amor é... inesquecível.

O dia mais importante não é o dia em que conhecemos uma pessoa e sim quando ela passa a existir dentro de nós.

O homem não morre quando deixa de existir, mas quando deixa de amar.

Há vários motivos para não amar uma pessoa, e um só para amá-la, este sempre prevalece...

Meu maior sonho, é trazer você para minha realidade.

Meu amor, quando digo que te amo profundamente... estou descrevendo apenas superficialmente tudo o que sinto.

Eu queria ser poeta, mas poeta eu não posso ser, porque poeta pensa muito e eu só penso em você.

Se o amor que sinto por você for um sonho... quero dormir para sempre!

Por sua causa eu tenho lindos sonhos para sonhar. Por sua causa, minha vida está cheia de amor.

Não importa se você está perto ou longe, o que importa é que você existe, para que eu possa sentir sua falta.

Se paixão matasse, muita gente morreria e eu seria o primeiro que a morte levaria.

Se paixão matasse, muita gente morreria e eu seria o primeiro que a morte levaria.

Quando te conheci, houve um lugar, um tempo e um sentimento. O tempo ficou marcado. O lugar será sempre lembrado. E o sentimento, jamais terá terminado!

Nada existe de mais lindo... nada é mais encantador... do que os teus lábios sorrindo depois de um beijo de amor.

Amo a liberdade, por isso deixo livre tudo que tenho... Se voltar é porque conquistei, se não, é porque nunca possuí!

Existem coisas que precisamos lembrar para não esquecer, mas tem coisas impossíveis de esquecer: você!

Quando se trata de amor... todo sonho se torna a mais pura realidade.

Um momento não é tudo... Mas você é tudo em um só momento.

Uma grande pessoa é aquela que faz nascer dentro da gente um grande sentimento.

Não sei se dentro de você existe um pouco de mim, mas dentro de mim existe muito de você.

Quando duas pessoas se amam, elas não se submetem e não se dominam, apenas se completam.

A beleza das pessoas está na capacidade de amar e encontrar no próximo a continuidade de seu ser.

Nada é pequeno no Amor. Aqueles que esperam por grandes ocasiões para demonstrar a sua ternura não sabem amar.

Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro. Nem estes olhos tão vazios, nem o lá a morte levaria.

Quando te conheci, houve um lugar, um tempo e um sentimento. O tempo ficou marcado. O lugar será sempre lembrado. E o sentimento, jamais terá terminado!

Nada existe de mais lindo... nada é mais encantador... do que os teus lábios sorrindo depois de um beijo de amor.

Amo a liberdade, por isso deixo livre tudo que tenho... Se voltar é porque conquistei, se não, é porque nunca possuí!

Existem coisas que precisamos lembrar para não esquecer, mas tem coisas impossíveis de esquecer: você!

Quando se trata de amor... todo sonho se torna a mais pura realidade.

Um momento não é tudo... Mas você é tudo em um só momento.

Uma grande pessoa é aquela que faz nascer dentro da gente um grande sentimento.

Não sei se dentro de você existe um pouco de mim, mas dentro de mim existe muito de você.

Quando duas pessoas se amam, elas não se submetem e não se dominam, apenas se completam.

A beleza das pessoas está na capacidade de amar e encontrar no próximo a continuidade de seu ser.

Nada é pequeno no Amor. Aqueles que esperam por grandes ocasiões para demonstrar a sua ternura não sabem amar.

Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro. Nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.

O tempo faz tudo valer a pena. E nem o erro é desperdício.

Nada de grande no mundo é feito sem paixão.

Se a natureza me oferecesse duas coisas e me mandasse escolher, eu não me importaria com a segunda, desde que a primeira fosse você.

Pensei em te mandar um beijo... mas achei muito pouco e decidi mandar milhões
deles! Te Amo!

O Amor é como um sonho, que eu desejo realizar com você.

Estar apaixonado é querer dividir o dia-a-dia, mesmo que sejam coisas comuns, mas se feitas com alguém amado se tornam especiais.

Continuo te amando, e sempre irei te amar, pois um amor nunca é esquecido e quem esquece não sabe o que é amar.

No céu da minha vida... você sempre será a estrela!

As mais lindas frases de amor são ditas no silêncio de um olhar.

Meu maior sonho, é trazer você para minha realidade.

Se o amor que sinto por você for um sonho... quero dormir para sempre!

Eu queria ser poeta, mas poeta eu não posso ser, porque poeta pensa muito e eu só penso em você.

Meu amor, quando digo que te amo profundamente... estou descrevendo apenas superficialmente tudo o que sinto.

Por sua causa eu tenho lindos sonhos para sonhar. Por sua causa, minha vida está cheia de amor.

bio amargo.

O tempo faz tudo valer a pena. E nem o erro é desperdício.

Nada de grande no mundo é feito sem paixão.

Se a natureza me oferecesse duas coisas e me mandasse escolher, eu não me importaria com a segunda, desde que a primeira fosse você.

Pensei em te mandar um beijo... mas achei muito pouco e decidi mandar milhões
deles! Te Amo!

O Amor é como um sonho, que eu desejo realizar com você.

Estar apaixonado é querer dividir o dia-a-dia, mesmo que sejam coisas comuns, mas se feitas com alguém amado se tornam especiais.

Continuo te amando, e sempre irei te amar, pois um amor nunca é esquecido e quem esquece não sabe o que é amar.

No céu da minha vida... você sempre será a estrela!

As mais lindas frases de amor são ditas no silêncio de um olhar.

Meu maior sonho, é trazer você para minha realidade.

Se o amor que sinto por você for um sonho... quero dormir para sempre!

Eu queria ser poeta, mas poeta eu não posso ser, porque poeta pensa muito e eu só penso em você.

Meu amor, quando digo que te amo profundamente... estou descrevendo apenas superficialmente tudo o que sinto.

Por sua causa eu tenho lindos sonhos para sonhar. Por sua causa, minha vida está cheia de amor.

Não importa se você está perto ou longe, o que importa é que você existe, para que eu possa sentir sua falta.

Plante o fruto da paixão para mais tarde colher o do amor! Como eu te conheci outras pessoas te conheceram... como eu te amei jamais outra pessoa te amará...

Das coisas boas da minha vida... você certamente é a melhor!

Feliz Dia dos Namorados! Do meu coração para o seu.

Existem vários problemas no mundo sem solução... mas meu maior problema é conquistar seu coração.

Atenção, por favor! Pare um pouco para uma importante mensagem... Eu Te Amo!

Amor é bem mais do que o luar e as rosas... é o dia a dia, é dividir, é acolher e participar... amor é a vida que vivemos juntos.

Detesto fazer drama, mas é Dia dos Namorados. E eu estou morrendo de amor por você.

O Dia dos Namorados é um dia especial para lembrar das pessoas especiais em nossas vidas.

Para você, neste dia... Por tudo que compartilhamos, nossos sonhos, nossos risos, nossas lágrimas... meu amor por você é especial, maior e mais profundo a cada ano. Feliz Dia dos Namorados.

Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, porque tudo passa a acontecer dentro de nós. (Paulo Coelho)

Se você quer saber o quanto eu te amo Não importa se você está perto ou longe, o que importa é que você existe, para que eu possa sentir sua falta.

Plante o fruto da paixão para mais tarde colher o do amor! Como eu te conheci outras pessoas te conheceram... como eu te amei jamais outra pessoa te amará...

Das coisas boas da minha vida... você certamente é a melhor!

Feliz Dia dos Namorados! Do meu coração para o seu.

Existem vários problemas no mundo sem solução... mas meu maior problema é conquistar seu coração.

Atenção, por favor! Pare um pouco para uma importante mensagem... Eu Te Amo!

Amor é bem mais do que o luar e as rosas... é o dia a dia, é dividir, é acolher e participar... amor é a vida que vivemos juntos.

Detesto fazer drama, mas é Dia dos Namorados. E eu estou morrendo de amor por você.

O Dia dos Namorados é um dia especial para lembrar das pessoas especiais em nossas vidas.

Para você, neste dia... Por tudo que compartilhamos, nossos sonhos, nossos risos, nossas lágrimas... meu amor por você é especial, maior e mais profundo a cada ano. Feliz Dia dos Namorados.

Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, porque tudo passa a acontecer dentro de nós. (Paulo Coelho)

Se você quer saber o quanto eu te amo é simples: multiplique as estrelas do céu pelas gotas dos oceanos...

Por sua causa eu tenho lindos sonhos para sonhar. Por sua causa, minha vida está cheia de amor.

Você é único motivo para está feliz neste dia tão especial. Te gosto Muito!

Espero está com você comemorando está data sempre ao seu lado.

Postar no Facebook
Além-Túmulo

Teólogos eminentes, tentando harmonizar interesses temporais e espirituais, obscureceram o problema da morte, impondo sombrias perspectivas à simples solução que lhe é própria.
Muitos deles situaram as almas em determinadas zonas de punição ou de expurgo, como se fossem absolutos senhores dos elementos indispensáveis à análise definitiva. Declararam outros que, no instante da grande transição, submerge-se o homem num sono indefinível até o dia derradeiro consagrado ao Juízo Final.

Hoje, no entanto, reconhece a inteligência humana que a lógica evolveu com todas as possibilidades de observação e raciocínio.

Ressurreição é vida infinita. Vida é trabalho, júbilo e criação na eternidade.

Como qualificar a pretensão daqueles que designam vizinhos e conhecidos para o inferno ilimitado no tempo? como acreditar permaneçam adormecidos milhões de criaturas, aguardando o minuto decisivo de julgamento, quando o próprio Jesus se afirma em atividade incessante?

Os argumentos teológicos são respeitáveis; no entanto, não deveremos desprezar a simplicidade da lógica humana.

Comentando o assunto, portas a dentro do esforço cristão, somos compelidos a reconhecer que os negadores do processo evolutivo do homem espiritual, depois do sepulcro, definem-se contra o próprio Evangelho. O Mestre dos Mestres ressuscitou em trabalho edificante. Quem, desse modo, atravessará o portal da morte para cair em ociosidade incompreensível? Somos almas, em função de aperfeiçoamento, e, além do túmulo, encontramos a continuação do esforço e da vida.

"E, se não há ressurreição de
mortos, também o Cristo não
ressuscitou."
Paulo. (1 CORINTIOS, 15:13.)

Postar no Facebook
Bater do Coração

Como descrever um sentimento mais brilhante que o sol?
Como falar de um amor mais forte do que a própria morte?

Você eliminou a escuridão dentro de mim, venceu o meu medo, abriu os meus olhos para que eu pudesse ver a beleza da vida...

Antes de te conhecer, eu morria um pouco a cada dia, a cada desgosto, a cada desilusão. Mas quando você entrou em minha vida, foi como se eu tivesse ressuscitado. Você me deu uma vida nova, com cores que eu nunca tinha visto.

Agora tudo é mais bonito, mais alegre, mais especial. Tudo porque você mudou o meu mundo.

No nosso aniversário de namoro, gostava de poder retribuir tudo aquilo que você me faz sentir. Quando você estiver nos meus braços e as minhas palavras falharem, espero que o bater do meu coração consiga transmitir o amor inabalável que eu sinto por você.

Parabéns a nós!

Postar no Facebook
História dos Samurais

Os Samurais existiram por quase 8 séculos (século VIII ao XV), ocupando o mais alto status social porquanto existiu a ditadura militar nipônica denominada Shogunato. Pessoas treinadas desde pequenos para seguir o Bushido, o caminho do guerreiro.
O samurai era uma pessoa muito orgulhosa, tanto que se seu nome fosse desonrado ele executaria o seppuku, era preferível morrer com honra do que viver sem honra.
Seppuku, suicídio honrado de um samurai em que usa uma tanto (faca) e com ela enfia no estômago e puxa para cima cortanto tudo o que tem por dentro. Uma morte dolorosa e orgulhosa.

Inicialmente, os samurais eram apenas coletores de impostos e servidores civis do império. Era preciso homens fortes e qualificados para estabelecer a ordem e muitas vezes ir contra a vontade dos camponeses.

Posteriormente, por volta do século X, foi oficializado o termo "samurai", e este ganhou uma série de novas funções, como a militar. Nessa época, qualquer cidadão podia tornar-se um samurai, bastando para isso adestrar-se no Kobudo (artes marciais samurais), manter uma reputação e ser habilidoso o suficiente para ser contratado por um senhor feudal. Assim foi até o xogunato dos Tokugawa, iniciado em 1603, quando a classe dos samurais passou a ser uma casta. Assim, o título de "samurai" começou a ser passado de pai para filho.

Um grande samurai foi Miyamoto Musashi, um guerreiro que veio do campo, participou da batalha de Sekigahara e iniciou um longo caminho de aperfeiçoamento. Ele derrotou os Yoshioka em Kyoto e venceu o grande Sasaki Kojiro, outro grande samurai.
Pelo fim da era Tokugawa, os samurais eram burocratas aristocráticos ao serviço dos daimyo, com as suas espadas servindo para fins cerimoniais. Com as reformas da era Meiji, no final do século XIX, a classe dos samurais foi abolida e foi estabelecido um exército nacional ao estilo ocidental. O rígido código samurai, chamado bushido, ainda sobrevive, no entanto, na atual sociedade japonesa, tal como muitos outros aspectos do seu modo de vida.

Os Samurais, como classe social, deixaram de existir em 1868, com a restauração Meiji, quando o imperador retomou o poder do país.
Seu legado continua até nossos dias, influenciando não apenas a sociedade japonesa, mas também o ocidente.

(Uzukashi Ogawa)

Postar no Facebook
A Essência da Amizade

Amizade é algo que nasce dentro do coração, é um sentimento puro e leve... Amizade não é cobrança, é confiança. Amizade não se define com palavras, se define com emoção. Amizade não te leva a sofrer, não decepciona...

Amizade traz carinho, afeto, amor. Amizade não se mostra só em um sorriso, e sim nas lágrimas. Amizade não é feita só de momentos bons, mas sim de momentos difíceis que a gente divide.Amizade não começa por acaso, é destino. Amizade se descobre todo momento, nas pequenas coisas.

Amizade não está perto somente quando você precisa, porque está perto sempre. Amizade não engana, não finge, não desaparece, não deixa de existir. Amizade sempre cresce, ela é parte de nossas vidas, é o que nos completa no caminho.

Amizade é eterna, não é sentimento finito. Amizade começa antes mesmo de nos conhecermos em carne e osso, ela é do Espírito. Amizade não termina com a morte, ela renasce pra ser ainda mais forte...

Nunca pense que perdeu uma amizade, pois se perdeu não era amizade.

(Mensagens e Poemas)

Postar no Facebook
Segue o Teu Coração

Boa Tarde para todos!

Lembrar-me que inevitavelmente terei que morrer é a mais importante ferramenta que eu alguma vez encontrei para me ajudar a fazer as grandes escolhas na vida. Porque praticamente tudo - todas as nossas expectativas externas, todo o nosso orgulho, todo o nosso medo do embaraço ou fracasso - todas estas coisas simplesmente caem em face da morte, deixando apenas aquilo que é realmente importante. Lembrares-te que mais cedo ou mais tarde vais morrer é a melhor forma que eu conheço de evitar a armadilha de que temos alguma coisa a perder. Nós já estamos nús. Não existe nenhuma razão para não seguirmos o nosso coração.

(Steve Jobs)
(Citador)

Postar no Facebook
Girassóis

O que houve com sua cabeça? Fernanda nem se lembrava mais. Doía, latejava, como se mil tambores estivessem lá dentro, tocando, tocando. Como se o surdo da fanfarra, num desfile de Sete de Setembro, tivesse se instalado no seu cérebro, sem a menor cerimônia...
Recordou as manhãs coloridas de sol quente, dos desfiles de Sete de Setembro.
Ela tocava na fanfarra, enluvada, orgulhosa... Velhas e doces lembranças do Colégio da São José, com o famoso sagú da Irmã Benigna nas manhãs de gincanas.
De repente, lembrou-se: hoje é Sábado! Jorginho, ao seu lado, dormia profundamente, a boca aberta... uma saliva grossa corria lentamente do canto de sua boca.
Levantou-se, devagar, sentindo tontura. Foi até a cozinha preparar um café. Por toda a parte, vestígios da festa da noite anterior: garrafas vazias de vodka no chão da sala, papéis imundos no banheiro, resíduos de preparativos das drogas que todos, exceto ela, tinham usado e abusado...
Fernanda sorriu. Sessenta e dois dias limpa.... só por hoje. As únicas coisas das quais gostava, em todo esse apartamento repulsivo, estavam penduradas no teto, nas janelas, no armário do banheiro... por todo canto, ela pendurara girassóis bem amarelos, bregas mesmo, comprados com o troco do supermercado, numa loja de um e noventa e nove.
Jorginho não entendeu. Nenhum dos infelizes amigos dele entendeu. Só dona Fulvia, a vizinha do segundo andar, sabia da história dos girassóis. Aliás, dona Fulvia é quem vinha alimentando Fernanda, almoço e jantar, escondida de Jorginho, desde que ela resolveu ficar "limpa". Há sessenta e dois dias... magra e doente, necessitando fisicamente do pó para dormir e para acordar, para rir e para fazer amor. Fernanda casualmente (?) passou em frente a uma dessas lojinhas de um e noventa e nove, numa rua próxima ao apartamento no qual vivia, ou morria, quem sabe, com o namorado, escondida do resto do mundo. Onde se escondia da vida.
Um amarelo intenso chamou a sua atenção. Entre outras flores artificiais, girassóis enormes, de um amarelo profundo, de gosto duvidoso, lembraram-lhe seus últimos esforços para vencer a droga.
Fernanda fugira, há uma semana, auxiliada por Jorginho, de uma clínica para recuperação de viciados. De poucas coisas ela se lembrava, durante os dez dias em que lá estivera, contra a vontade. Uma delas era a profusão de girassóis no jardim.
Essas flores, imensas e alegres, lembravam a ela o seu pai. Aliás, o pai que Fernanda viu partir quando elato, ela pendurara girassóis bem amarelos, bregas mesmo, comprados com o troco do supermercado, numa loja de um e noventa e nove.
Jorginho não entendeu. Nenhum dos infelizes amigos dele entendeu. Só dona Fulvia, a vizinha do segundo andar, sabia da história dos girassóis. Aliás, dona Fulvia é quem vinha alimentando Fernanda, almoço e jantar, escondida de Jorginho, desde que ela resolveu ficar "limpa". Há sessenta e dois dias... magra e doente, necessitando fisicamente do pó para dormir e para acordar, para rir e para fazer amor. Fernanda casualmente (?) passou em frente a uma dessas lojinhas de um e noventa e nove, numa rua próxima ao apartamento no qual vivia, ou morria, quem sabe, com o namorado, escondida do resto do mundo. Onde se escondia da vida.
Um amarelo intenso chamou a sua atenção. Entre outras flores artificiais, girassóis enormes, de um amarelo profundo, de gosto duvidoso, lembraram-lhe seus últimos esforços para vencer a droga.
Fernanda fugira, há uma semana, auxiliada por Jorginho, de uma clínica para recuperação de viciados. De poucas coisas ela se lembrava, durante os dez dias em que lá estivera, contra a vontade. Uma delas era a profusão de girassóis no jardim.
Essas flores, imensas e alegres, lembravam a ela o seu pai. Aliás, o pai que Fernanda viu partir quando ela mesma tinha seis anos, que "foi morar com o papai do céu", como contou a mãe. Ele adorava tudo o que fosse grande.
Baixinho, alegre, seu pai casou-se com uma mulher grande, tinha um carro grande, fazia grandes aeromodelos que levava para brincar, aos sábados, sempre com Fernanda a tiracolo, com o boné da cor dos girassóis, bem amarelo.
Ela cresceu amando essas flores, e na clínica Oásis o jardim era forrado delas.
Nessa manhã, à frente da loja de um e noventa e nove, Fernanda sentiu falta da vida. Sentiu saudades do pai, da mãe, do irmão adolescente, que não via há mais de um ano... nessa manhã, Fernanda decidiu que pararia de usar drogas.
Contou o troquinho do supermercado, dava para comprar dez girassóis.
Entrou, pediu para embrulhar, orgulhosa de si mesma por não estar roubando, e levou para o apartamento.
Passou primeiro pelo segundo andar, dona Fulvia lhe deu pão de queijo, quentinho. Contou a ela, que entendeu, e deu força. Ela sempre entendia e encorajava, parecia sua mãe.
Subiu sozinha (dona Fulvia tinha medo do Jorginho), não disse nada ao homem que jazia no sofá, fumando um cigarro, nem ele perguntou nada. Subiu numa cadeira e foi pendurando girassóis, esparramando pelo quarto, sala e cozinha. O namorado já nem se importava com ela, ou com o que ela fizess mesma tinha seis anos, que "foi morar com o papai do céu", como contou a mãe. Ele adorava tudo o que fosse grande.
Baixinho, alegre, seu pai casou-se com uma mulher grande, tinha um carro grande, fazia grandes aeromodelos que levava para brincar, aos sábados, sempre com Fernanda a tiracolo, com o boné da cor dos girassóis, bem amarelo.
Ela cresceu amando essas flores, e na clínica Oásis o jardim era forrado delas.
Nessa manhã, à frente da loja de um e noventa e nove, Fernanda sentiu falta da vida. Sentiu saudades do pai, da mãe, do irmão adolescente, que não via há mais de um ano... nessa manhã, Fernanda decidiu que pararia de usar drogas.
Contou o troquinho do supermercado, dava para comprar dez girassóis.
Entrou, pediu para embrulhar, orgulhosa de si mesma por não estar roubando, e levou para o apartamento.
Passou primeiro pelo segundo andar, dona Fulvia lhe deu pão de queijo, quentinho. Contou a ela, que entendeu, e deu força. Ela sempre entendia e encorajava, parecia sua mãe.
Subiu sozinha (dona Fulvia tinha medo do Jorginho), não disse nada ao homem que jazia no sofá, fumando um cigarro, nem ele perguntou nada. Subiu numa cadeira e foi pendurando girassóis, esparramando pelo quarto, sala e cozinha. O namorado já nem se importava com ela, ou com o que ela fizesse. Já nem mais faziam amor... seu Deus era a droga. No pouco tempo de sobriedade que lhe restava, ele passava arquitetando onde e como deixaria de estar sóbrio.
Nessa manhã, à frente da loja de um e noventa e nove, com o pai na cabeça e os girassóis nas mãos, Fernanda decidiu-se pela vida. Há sessenta e dois dias...
Era hoje, ou nunca. Apesar da cabeça que não parava de latejar, apesar de Jorginho, apesar mesmo dos girassóis, ela já se decidira a voltar para a Oásis. Telefonara para a diretora, dona Vera, do orelhão da esquina – a cobrar – e pediu para voltar. Não mais levada pela mãe, no carro grande, mas pelas próprias pernas. Não mais sugestionada por conselhos, mas arrastada pela dor.
Fernanda estava cansada da vida de morte que levava, cansada de traficar para comer, de se prostituir para conseguir droga. Estava cansada das lembranças do pai, com saudade do quindão que a mãe fazia, com saudade dos girassóis...
Tomou um café, pegou a mochila com as poucas roupas que sobraram (de todas as que já tinha vendido), pensou até em passar batom, mas teve medo que Jorginho notasse.
Pulou para alcançar um dos girassóis, e saiu do prédio com a flor nas mãos e os olhos brilhantes.
Já havia se despedido de dona Fulvia, na véspera, e deixara com ela o telefone da Oásis. Pedira-lhe e. Já nem mais faziam amor... seu Deus era a droga. No pouco tempo de sobriedade que lhe restava, ele passava arquitetando onde e como deixaria de estar sóbrio.
Nessa manhã, à frente da loja de um e noventa e nove, com o pai na cabeça e os girassóis nas mãos, Fernanda decidiu-se pela vida. Há sessenta e dois dias...
Era hoje, ou nunca. Apesar da cabeça que não parava de latejar, apesar de Jorginho, apesar mesmo dos girassóis, ela já se decidira a voltar para a Oásis. Telefonara para a diretora, dona Vera, do orelhão da esquina – a cobrar – e pediu para voltar. Não mais levada pela mãe, no carro grande, mas pelas próprias pernas. Não mais sugestionada por conselhos, mas arrastada pela dor.
Fernanda estava cansada da vida de morte que levava, cansada de traficar para comer, de se prostituir para conseguir droga. Estava cansada das lembranças do pai, com saudade do quindão que a mãe fazia, com saudade dos girassóis...
Tomou um café, pegou a mochila com as poucas roupas que sobraram (de todas as que já tinha vendido), pensou até em passar batom, mas teve medo que Jorginho notasse.
Pulou para alcançar um dos girassóis, e saiu do prédio com a flor nas mãos e os olhos brilhantes.
Já havia se despedido de dona Fulvia, na véspera, e deixara com ela o telefone da Oásis. Pedira-lhe que avisasse a mãe de sua decisão, ela ainda não tinha coragem de olhar para seus olhos cansados...
Na manhã clara de sol e Sábado, ninguém entendia por que aquela moça ria, mochila nas costas e um girassol nas mãos.
A caminho da Rodoviária. Ou melhor, no caminho de volta à vida.

Postar no Facebook
Oficialmente Velho

Neste mês de dezembro completo 70 anos. Pelas condições brasileiras, me torno oficialmente velho. Isso não significa que estou próximo da morte, porque esta pode ocorrer já no primeiro momento da vida. Mas é uma outra etapa da vida, a derradeira. Esta possui uma dimensão biológica, pois irrefreavelmente o capital vital se esgota, nos debilitamos, perdemos o vigor dos sentidos e nos despedimos lentamente de todas as coisas. De fato, ficamos mais esquecidos, quem sabe, impacientes e sensíveis a gestos de bondade que nos levam facilmente às lágrimas,

Mas há um outro lado, mais instigante. A velhice é a última etapa do crescimento humano. Nós nascemos inteiros. Mas nunca estamos prontos. Temos que completar nosso nascimento ao construir a existência, ao abrir caminhos, ao superar dificuldades e ao moldar o nosso destino. Estamos sempre em gênese. Começamos a nascer, vamos nascendo em prestações ao longo da vida até acabar de nascer. Então entramos no silêncio. E morremos.

A velhice é a última chance que a vida nos oferece para acabar de crescer, madurar e finalmente terminar de nascer. Neste contexto, é iluminadora a palavra de São Paulo: ”na medida em que definha o homem exterior, nesta mesma medida rejuvenece o homem interior”(2Cor 4,16). A velhice é uma exigência do homem interior. Que é o homem interior? É o nosso eu profundo, o nosso modo singular de ser e de agir, a nossa marca registrada, a nossa identidade mais radical. Esta identidade devemos encará-la face a face.

Ela é pessoalíssima e se esconde atrás de muitas máscaras que a vida nos impõe. Pois a vida é um teatro no qual desempenhamos muitos papéis. Eu, por exemplo, fui franciscano, padre, agora leigo, teólogo, filósofo, professor, conferencista, escritor, editor, redator de algumas revistas, inquirido pelas autoridades doutrinais do Vaticano, submetido ao “silêncio obsequioso” e outros papéis mais. Mas há um momento em que tudo isso é relativizado e vira pura palha. Então deixamos o palco, tiramos as máscaras e nos perguntamos: Afinal, quem sou eu? Que sonhos me movem? Que anjos que habitam? Que demônios me atormentam? Qual é o meu lugar no desígnio do Mistério? Na medida em que tentamos, com temor e tremor, responder a estas indagações vem à lume o homem interior. A resposta nunca é conclusiva; perde-se para dentro do Inefável.

Este é o desafio para a etapa da velhice. Então nos damos conta de que precisaríamos muitos anos de velhice para encontrar a palavra essencial que nos defina. Surpresos, descobrimos que não vivemos porque simplesmente não morremos, mas vivemos para pensar, meditar, rasgar novos horizontes e criar sentidos de vida. Especialmente para tentar fazer uma síntese final, integrando as sombras, realimentando os sonhos que nos sustentaram por toda uma vida, reconciliando-nos com os fracassos e buscando sabedoria. É ilusão pensar que esta vem com a velhice. Ela vem do espírito com o qual vivenciamos a velhice como a etapa final do crescimento e de nosso verdadeiro Natal.

Por fim, importa preparar o grande Encontro. A vida não é estruturada para terminar na morte mas para se transfigurar através da morte. Morremos para viver mais e melhor, para mergulhar na eternidade e encontrar a Última Realidade, feita de amor e de misericórdia. Ai saberemos finalmente quem somos e qual é o nosso verdadeiro nome.

Nutro o mesmo sentimento que o sábio do Antigo Testamento: ”contemplo os dias passados e tenho os olhos voltados para a eternidade”.

Por fim, alimento dois sonhos, sonhos de um jovem ancião: o primeiro é escrever um livro só para Deus, se possível com o próprio sangue; e o segundo, impossível, mas bem expresso por Herzer, menina de rua e poetisa:”eu só queria nascer de novo, para me ensinar a viver”. Mas como isso é irrealizável, só me resta aprender na escola de Deus. Parafraseando Camões, completo: mais vivera se não fora, para tão longo ideal, tão curta a vida.

(Leonardo Boff - 12/12/2008)

Postar no Facebook
Os Vários Tipos de Amor

Me parece que podemos, com maior razão, distinguir o amor em função da estima que temos pelo que amamos, em comparação com nós mesmos. Porque quando estimamos o objecto do nosso amor menos que a nós mesmos, temos por ele apenas uma simples afeição; quando o estimamos tanto quanto a nós mesmos, a isso se chama amizade; e quando o estimamos mais, a paixão que temos pode ser denominada como devoção. Assim, podemos ter afeição por uma flor, por um pássaro, por um cavalo; porém, a menos que o nosso espírito seja muito desajustado, apenas por seres humanos podemos ter amizade. E de tal maneira eles são objeto dessa paixão que não há homem tão imperfeito que não possamos ter por ele uma amizade muito perfeita, quando pensamos que somos amados por ele e quando temos a alma verdadeiramente nobre e generosa.

Quanto à devoção, o seu principal objeto é sem dúvida a soberana divindade, da qual não poderíamos deixar de ser devotos quando a conhecemos como se deve conhecer. Mas também podemos ter devoção pelo nosso príncipe, pelo nosso país, pela nossa cidade, e mesmo por um homem particular quando o estimamos muito mais que a nós mesmos. Ora, a diferença que há entre esses três tipos de amor se manifesta principalmente pelos seus efeitos; pois, como em todos nos consideramos juntos e unidos à coisa amada, estamos sempre dispostos a abandonar a menor parte do todo que compomos com ela, para conservar a outra.
Isto nos leva, na simples afeição, a sempre nos preferirmos ao que amamos; e, na devoção, ao contrário, a preferirmos a coisa amada e não a nós mesmos, de tal forma que não hesitamos em morrer para a conservar. Frequentemente se viram exemplos disso, nos que se expuseram à morte certa para defender o seu príncipe ou a sua cidade, e mesmo às vezes pessoas particulares às quais se tinham devotado por inteiro.

(René Descartes)
(Citador)

Postar no Facebook