Mensagens de Otimismo Evangélicas


Às vezes o nosso principal problema não está nos obstáculos que temos que enfrentar, mas sim na nossa teimosia em querermos resolver tudo sozinhos. Esquecemo-nos facilmente que no céu está um Pai amoroso disposto a nos ajudar nos momentos difíceis.

Tenha fé em Deus, siga suas orientações e você vai ver como as coisas começarão a dar certo. Os caminhos do Criador são de sabedoria e aqueles que o seguem sempre recebem a merecida recompensa.

Agradeça a Deus não só por tudo que Ele lhe dá, mas também pelas vezes em que você recebe uma resposta negativa aos seus pedidos. Seja grato por as coisas aconteceram não do jeito que você quer, mas sim segundo a vontade do Criador.

Nosso Pai sabe o que é melhor para nós em qualquer circunstância. E quando menos esperarmos Deus nos fará entender a razão das suas decisões.

A verdadeira fé em Deus supera a nossa condição humana e abre a possibilidade de vermos além daquilo que nossos olhos enxergam. Quem experimenta olhar na perspetiva do Criador, conhece as promessas que Ele tem para a humanidade e é feliz.

Deus é amor e os que creem nele sabem que podem esperar as maiores bênçãos para o presente e também para o futuro.

É hora de relativizar tudo que está acontecendo. Basta de tanta lamúria! Chega de sofrimento! Você, querida sogra, sempre foi forte, dura, invencível. Abrace essa fé que largou faz tempo e jogue fora essa doença.

Conquiste novamente seu bem-estar, seu sorriso de orelha a orelha. Minha energia está direcionada para você. É que tenho certeza que vai sair dessa em breve. Seja batalhadora como sempre demonstrou ser e acredite que amanhã vai acontecer um milagre em sua vida.

A vida é um mundo de maravilhas, de encantamentos! A vida é surpreendente! Acontece que muitas dessas surpresas não são positivas. Essa etapa que você está passando, essa doença que está ferindo sem bem-estar não é mais forte que você, querida prima!

Eu conheço a garra que existe em seu coração. É por isso que tenho total certeza que você vai sair dessa em breve. Encontre a fé, deixe que a esperança guie seus dias e pode acreditar que tudo vai melhorar. Não duvide! Não desista! Tenha fé!

Creio que o maior desafio desta geração é achar jovens destemidos que realmente estão dispostos a pagar o preço de viver uma vida de santidade na presença do Senhor.

Na Bíblia vemos que Jesus nunca dispensou os jovens das batalhas, pelo contrário sempre pôde usá-los de forma poderosa.

Mas hoje em dia satanás tem usado muitos atrativos para que o jovem se corrompa e não tenha ânimo pelas coisas do Senhor. Se observarmos na maioria da juventude de hoje vamos ver jovens dispostos a tudo, mas quando se fala em trabalhar para Deus eles escapam e dão muitas desculpas.

Agora também não vou generalizar, ainda tem os remanescentes fiéis, por isso onde passo aqui no Brasil procuro desafiar os jovens a serem diferentes, ousados e que corram contra a maré deste mundo.

Deus quer usar a todos, mas Ele sabe que somente os radicais contra o pecado é que vão fazer a diferença e impactar esta geração.

Mas também não quero ficar aqui falando que devemos ser diferentes, se não falar em que temos que ser diferentes não é verdade!!!!! Então vou ser mais claro: eu não acredito que um jovem que consegue passar 3 horas ou mais em frente de uma internet por dia e depois não passa mais que 10 minutos orando tenha força para fazer a diferença nesta babilônia que vivemos.

Pois sempre gosto de dizer que temos que ir contra o esquema que nos cercam, contra a multidão, porque saiba meu irmão, se você gostar de ficar por aí quando Jesus vier você também vai ficar, e será tarde demais.

Por isso seja diferente e verá o que Deus faz com um jovem comprometido com Ele.

(Webservo)

Apaixone-se pela manhã, pelo nascer do sol, que ilumina sua vida ou com a chuva que te levanta com as gotas da vida.
Apaixone-se pelas canções, que mesmo quando todos se calam, elas ainda sussurram o refrão em seus ouvidos.
Apaixone-se pelo hoje, que te faz respirar, enxergar, sentir, viver...
Apaixone-se por você, pois não existirá ninguém melhor para se amar do que a si mesmo, pois só descobrimos o que é amor, quando nos apaixonamos primeiramente por nós mesmos, pois assim passamos a praticar o altruísmo.
Apaixone-se pela vida, ela é o único presente que você diz que não pediu, mas que jamais deseja perder, e que é infinita em suas possibilidades e renovações.
Apaixone-se mil vezes pela mesma coisa, se esse sentimento te faz crescer, Apaixone-se cada dia mais e mais, se possível ame um pouco mais as pessoas a cada dia.
Apaixone-se pelos dias, eles passam depressa e quando você menos esperar eles já não existem mais, então não perca tempo com coisas, ações ou pessoas que fazem do seu dia algo ruim.
Apaixone-se por cada conversa, pois ela pode ser definitiva dependendo da circunstância, e pode te mostrar a diferença entre calar e abrir o coração.
Apaixone-se pela dança, principalmente se for a dois, pois ela te faz sentir vivo, capaz.
Apaixone-se por quem te faz sorrir, pois essa pessoa merece muito mais do que você imagina.
Apaixone-se! A vida te presenteia quando você se entrega e acredita no amor, e passa a viver cada novo minuto, de amor.
Apaixone-se pela vontade de amar, pois existirá um momento em que sozinho não dará mais para ficar, afinal, não somos nada e nem ninguém solitários, nossa capacidade de sorrir de alegrar de fazer a diferença tem que ser usada na vida daqueles que cruzam nossa estrada.
Algumas pessoas sentem medo de se apaixonar, e no entanto não se dão a oportunidade para apaixonar-se por um sonho, por uma tentativa, por uma oportunidade da vida, as vezes, se fazem cegos perante aquilo que foi mandado para lhe fazer feliz.
A vida é curta e na entrega ao medo perdemos um tempo precioso, o medo é igual a dor, salva, é um sinal que algo precisa ser feito. Então tente, só assim saberá o que podia ter ganhado com aquilo, perder tenho certeza que nunca perderá nada arriscando, tudo na vida é um aprendizado, uma nova experiência, então tente!
Apaixone-se por um sonho, acredite que tudo dará certo, pois somente a sua fé trará seu sonho pra perto de você, e comece a provar a força das palavras e dos pensamentos positivos.
Você poderá se perder em meio a uma multidão, mas alguém predestinado irá te encontrar, na hora no dia e no lugar certos, mas claro que só vai ocorrer se você fizer sua parte, ficar em casa esperando a pessoa certa aparecer ou do nada te ligar, não vai acontecer, o máximo que pode fazer ficando em casa é pedir uma pizza.
Você poderá sentir solidão, querer e não ter alguém para compartilhar um desejo, uma risada, um sonho, uma história mas acredite, e às vezes essa solidão vai te fazer esquecer alguns critérios de escolha, vai fazer você querer alguém qualquer, aí nasce a ilusão, as lágrimas o sofrer doido, neste momento você vai achar que será sempre assim, que a pessoa que procura não existe e que todos vão te fazer sofrer, vão te iludir, ai você se fecha para o amor. Não faça assim, tenha paciência, e aprenda e sentir os sinais do amor verdadeiro. Olhos nos olhos, coração palpita quando vê a pessoa, o primeiro e o último pensamento do dia é essa pessoa, os flashs da memória são as imagens dessa pessoa, estar longe faz doer o coração mas quando se falam seja por sms ou por telefone parece que estão juntos, o ar passa a ter perfume e claro o perfume dessa pessoa, o beijo tem sabor, o abraço é acolhedor... sim! Esse é o amor, e quando isto acontecer, se entregue, seja o melhor de você mesmo para esta pessoa e viva intensamente. Não beije por beijar, não abrace por abraçar, não chore por chorar e não viva por viver, perceba os sinais e de valor a eles, ame!
Apaixone-se, pois uma vida repleta de canções aromas e sabores te espera.
E o amor simplesmente virá trazendo consigo uma alma apaixonada de sorriso fácil e amor nos olhos.
Apaixone-se, pois no final poderá contemplar a magia de tudo aquilo que teve fé que acreditou e que hoje faz parte do seu viver.
Tudo tem hora e lugar para acontecer, basta você confiar, confiar que tudo que aconteceu é merecimento por seus sinceros desejos e que irá colher aquilo que plantar e será o primeiro a provar os frutos.
O tempo vai passar, e com ele você irá envelhecer...
E nessa rotina da vida, nunca se esqueça...
Apaixone-se mil vezes por Deus pela sua família, amigos, trabalho, por você pela vida, seja em qual época ou lugar for...
Simplesmente APAIXONE-SE!

(Rogério Stankewski)

Ter fé em Deus é saber que por maiores que sejam nossos problemas, nunca teremos razões para temer. Não há ninguém mais poderoso que nosso Pai celestial, e ele está ao nosso lado quando nos esforçamos em fazer a sua vontade.

Às vezes tentamos superar problemas que estão além das nossas capacidades e nos esquecemos que não precisamos de o fazer sozinhos. Deus nunca nos abandonará e sempre nos ajudará a conseguirmos alcançar o impossível.

Nós sofremos mais por causa das pessoas do que por causa das circunstâncias. As pessoas nos fazem chorar mais do que as vicissitudes da vida. As pessoas nos decepcionam e nós decepcionamos as pessoas. Os relacionamentos dentro da família, no trabalho e até igreja, algumas vezes, se tornam tensos. Feridas são abertas na alma e mágoas profundas se instalam no coração. Amizades são rompidas, casamentos são abalados, relacionamentos sólidos entram em colapso. Nesse processo, a comunicação é rompida, o silêncio gelado substitui as palavras de amor e a desconstrução da imagem do outros se torna uma verdadeira ação de desmonte.

O resultado do adoecimento das relações humanas é a mágoa. Esse sentimento de amargura se instala no solo do coração e lança suas raízes trazendo perturbação para a alma e contaminação para os que vivem ao redor. A mágoa é a ira congelada. A mágoa é o armazenamento do ressentimento. A mágoa é entulhar o coração com rancor, é alimentar-se do absinto do ranço, é afogar-se no lodo do ódio, é viver prisioneiro da armadilha da vingança.

A mágoa é uma prisão. Ela é o cárcere da alma, o calabouço das emoções, a masmorra escura onde seus prisioneiros são atormentados pelos verdugos da consciência. Quem se alimenta da mágoa não tem paz. Não tem liberdade. Não tem alegria. Não conhece o amor. Não tem comunhão com Deus. Não pode adorar a Deus, nem trazer sua oferta ao altar. Quem retém o perdão não pode orar a Deus nem receber dele o perdão.

A mágoa é autodestrutiva. Ferimo-nos a nós mesmo quando nutrimos mágoa por alguém. Guardar mágoa no coração é como beber veneno pensando que o outro é quem vai morrer. Quem guarda mágoa no coração vive amarrado pelas grossas correntes da culpa. Quem vive nessa masmorra adoece emocional, física e espiritualmente. Há muitas pessoas doentes porque se recusaram a perdoar. Na igreja de Corinto havia pessoas fracas, outras doentes e algumas que já estavam mortas em virtude de relacionamentos adoecidos (“Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo.” 1Co 11.3). Tiago ordena os crentes a confessarem seus pecados uns aos outros para serem curados (“Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” Tg 5.16). Há muitas pessoas vivendo cativas no calabouço do diabo, prisioneiras do ódio, acorrentadas pela mágoa, cuja vida espiritual está arruinada. Gente que precisa ser liberta dessa prisão existencial, desse cativeiro espiritual.

O Salmista Davi orou pedindo a Deus para tirar a sua alma do cárcere (“Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome.” Sl 142.7) A chave que abre a porta dessa masmorra é o perdão. O perdão traz cura onde a mágoa gerou doença. O perdão traz reconciliação onde a mágoa gerou afastamento. O perdão traz alegria, onde a mágoa produziu tristeza e dor. O perdão restitui aquilo que a mágoa saqueou. O perdão é a faxina da mente, a assepsia da alma, a limpeza dos porões do coração. Perdoar é zerar a conta. É nunca mais lançar no rosto da pessoa a sua dívida. Perdoar é lembrar de sentir dor. Perdoar é não retaliar. É pagar o mal com o bem. É abençoar aqueles que nos amaldiçoaram. É fazer o bem àqueles que nos fizeram o mal. Perdoar é ser um vencedor, pois é vencer o inimigo não com a espada, mas com o amor. Perdoar é sair do cárcere da alma, é ser livre, é viver uma vida maiúscula, superlativa e abundante. Perdoar é viver como Jesus viveu, pois ele não retribuiu o mal com o mal, antes por seus algozes intercedeu. Perdoar é ter o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.

Chegou a hora de raiar a liberdade em sua vida. A Palavra de Deus liberta: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8.32). Jesus Cristo liberta: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8.36). É hora de sair do cárcere que prende a sua alma com as grossas algemas da mágoa. É hora de experimentar a liberdade do perdão. É hora de tomar posse da vida abundante que Jesus lhe oferece!

(Rev. Hernandes Dias Lopes)
(Vivos)

Sempre confiei totalmente nos planos que o Senhor traçou para a minha vida, mas nunca imaginei que Ele guardaria uma esposa tão maravilhosa para compartilhar comigo os melhores sentimentos.

Você consegue transformar os maiores problemas em tranquilidade, um choro de tristeza em confortantes sorrisos, o nunca em talvez e o amor no maior sentimento que existe. O meu agradecimento a Deus por ter nos unido já é ouvido por Ele todos os dias, mas você merece muito mais que um “obrigado” ao final de um gesto bondoso.

Quero agradecer a você por trazer mais felicidades aos meus dias, pela demonstração eterna de carinho e por andar ao meu lado seguindo os passos do nosso Senhor Jesus Cristo. Agradeço a você por todas as maravilhas que descobri quando o seu amor entrou na minha vida. Amo você, minha querida!

Deus é glorioso, Jesus é glorioso. Eles salvaram a minha vida. Eles me fizeram feliz! Jesus lavou todos os pecados que estavam em mim, e Deus me perdoou e me abençoou.

Com Deus no meu coração, eu tenho a vida eterna, eu mudei para sempre e nunca mais serei o mesmo. Os meus dias serão felizes e leves, eu agora vivo em estado de graça infinita.

Os sofrimentos e as tristezas da terra já não me afetam tanto, porque eu sei que a paz de Cristo vai me trazer alegria eterna.

A Deus eu confio a minha alma, a Deus eu confio a minha vida, e em Deus eu vivo dias felizes e gloriosos. Deus está aqui, Deus está em minha vida, Ele faz parte de mim!

Teólogos eminentes, tentando harmonizar interesses temporais e espirituais, obscureceram o problema da morte, impondo sombrias perspectivas à simples solução que lhe é própria.
Muitos deles situaram as almas em determinadas zonas de punição ou de expurgo, como se fossem absolutos senhores dos elementos indispensáveis à análise definitiva. Declararam outros que, no instante da grande transição, submerge-se o homem num sono indefinível até o dia derradeiro consagrado ao Juízo Final.

Hoje, no entanto, reconhece a inteligência humana que a lógica evolveu com todas as possibilidades de observação e raciocínio.

Ressurreição é vida infinita. Vida é trabalho, júbilo e criação na eternidade.

Como qualificar a pretensão daqueles que designam vizinhos e conhecidos para o inferno ilimitado no tempo? como acreditar permaneçam adormecidos milhões de criaturas, aguardando o minuto decisivo de julgamento, quando o próprio Jesus se afirma em atividade incessante?

Os argumentos teológicos são respeitáveis; no entanto, não deveremos desprezar a simplicidade da lógica humana.

Comentando o assunto, portas a dentro do esforço cristão, somos compelidos a reconhecer que os negadores do processo evolutivo do homem espiritual, depois do sepulcro, definem-se contra o próprio Evangelho. O Mestre dos Mestres ressuscitou em trabalho edificante. Quem, desse modo, atravessará o portal da morte para cair em ociosidade incompreensível? Somos almas, em função de aperfeiçoamento, e, além do túmulo, encontramos a continuação do esforço e da vida.

"E, se não há ressurreição de
mortos, também o Cristo não
ressuscitou."
Paulo. (1 CORINTIOS, 15:13.)

Comecemos por esta afirmativa fundamental: avivar-se significa despertar-se do sono e frieza espiritual. O profeta pediu avivamento porque Israel precisava acordar. Seus líderes estavam dormindo o sono do comodismo e da inércia espiritual. Ele sabia que o povo havia pecado e, consequentemente, seria julgado e condenado. E, por isso, pede para que Deus apareça entre o povo com uma nova manifestação de poder, por meio de sua graça e de seu Espírito. Somente assim eles seriam perdoados e salvos.

O apóstolo Paulo, escrevendo aos crentes de Roma, exorta-os dizendo: “...é hora de despertamos do sono, porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé”, Rm 13: 11. Quer dizer: ele apela aos cristãos e os desafia a uma vida cristã ativa e de trabalho cristão. No verso 12, quando diz que “a noite é passada e o dia é chegado”, cria na volta iminente de Jesus um fator motivador para permanecermos acordados na vida cristã: Jesus está vivo e vai voltar para buscar a igreja.

À semelhança do profeta Jonas que, em razão de sua desobediência a Deus, dormia um profundo sono no porão do navio, Jn 1: 5, muitos estão fugindo da presença do Senhor e estão dormindo espiritualmente nos porões da tristeza, da frieza espiritual, da negligência, do comodismo e da desobediência. A estes, a Palavra de Deus está dizendo todos os dias: “Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá”, Ef 5: 14.

(Pr. Anairton de Souza Pereira)

A habilidade para sorrir é um verdadeiro dom de Deus. Eu acredito que essa é a expressão de um coração que está cheio de alegria. Infelizmente, para uma pessoa comum, gargalhadas só acontecem dependendo das circunstâncias. Mas nós como crentes, temos um privilégio maravilhoso – podemos sorrir mesmo quando as coisas não estão da forma que gostaríamos.

Uma das razões para podermos sorrir e desfrutar nossa vida apesar das atuais circunstâncias, é porque Jesus é a nossa alegria. Ele é a vinha e nós somos os galhos. À medida que nós aprendemos a permanecer nele, vamos render ou produzir o fruto do caráter de Cristo, e a alegria é um fruto. Longe dele, não podemos fazer nada, mas na presença dele nossa vida irá transbordar de alegria, e eu creio que quando a alegria for transbordante, existirá uma ligação para o sorriso.

O SORRISO SURGE DE UM CORAÇÃO ALEGRE.

A Bíblia diz que quando nós aceitamos Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, a totalidade de quem Deus é começa a existir dentro de nós. Em outras palavras, a divina semente que vai produzir todos os frutos do Espírito de Deus, incluindo alegria, está em nós. Não é uma coisa que estamos tentando adquirir, é algo que já existe. O que precisamos aprender é como desprender esta alegria, pois algumas vezes o “bem-estar” de nossa alma se trava, e isso impede que a alegria de Deus seja liberada.

No Velho Testamento, uma das estratégias de guerra para bloquear o “bem-estar” do inimigo era mostrando ossos e muita sujeira. Quando conseguiam atingir esse “bem-estar”, ninguém mais conseguia encorajá-los. O mesmo acontece conosco. Nosso inimigo tenta atingir nosso bem-estar atirando “pedras” de ressentimento, amargura, falta de perdão, temores, dúvidas, depressão, você pode até listar. Se aceitarmos essa “sujeira”, que vem em forma de pensamentos, vamos impedir grandemente o fluir de “Águas Vivas” em nosso espírito.

Mas Deus não deseja que vivamos assim. Ele deseja liberar nosso bem-estar. Ele deseja que o rio do Espírito Santo flua livremente em nós e através de nós para tocar outros. Interessante que quando os filisteus desestabilizaram Abraão com sujeira, Deus usou Isaque para restaurá-lo. O nome de Isaque significa “alegria”. E foi a alegria que restaurou o bem-estar de Abraão, eu acredito que o desejo de Deus é usar a alegria e o sorriso para restaurar o seu bem-estar também.

Houve um tempo em minha vida que eu raramente sorria, ou deixava um sorriso solitário escapulir. Eu me tornei uma pessoa tão séria e intensa que deixava passar muitas oportunidades de sorrir. Felizmente, Deus mudou isso em minha vida. Agora, quando surge uma oportunidade de sorrir eu simplesmente agarro esta oportunidade. Eu vou direto para o sorriso. Eu aproveito o máximo que posso disso, pois descobri o tremendo alívio do estresse e da tensão uma boa gargalhada pode trazer. Quando estou cansada ou exausta para lidar com as coisas da vida, eu me sinto como um armário sujo, envelhecido e com necessidade de renovo. Mas quando Deus me dá uma oportunidade de sorrir, parece que vem uma “brisa sobre mim”, me levantando da opressão e me refrescando completamente.

(Joyce Meyer)

O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos, a si mesmo perguntará se violou essa lei, se não praticou o mal, se fez todo o bem que podia, se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.

Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria. Sabe que sem a Sua permissão nada acontece e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.

Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.

Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.

Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.

Encontra satisfação nos benefícios que espalha, nos serviços que presta, no fazer ditosos os outros, nas lágrimas que enxuga, nas consolações que prodigaliza aos aflitos. Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.

O homem de bem é bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque em todos os homens vê irmãos seus.

Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam.

Em todas as circunstâncias, toma por guia a caridade, tendo como certo que aquele que prejudica a outrem com palavras malévolas, que fere com o seu orgulho e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever de amar o próximo e não merece a demência do Senhor.

Não alimenta ódio, nem rancor, nem desejo de vingança; a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas e só dos benefícios se lembra, por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.

É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que também necessita de indulgência e tem presente esta sentença do Cristo: "Atire-lhe a primeira pedra aquele que se achar sem pecado." Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios, nem, ainda, em evidenciá-los. Se a isso se vê obrigado, procura sempre o bem que possa atenuar o mal.

Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para poder dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.

Não procura dar valor ao seu espírito, nem aos seus talentos, a expensas de outrem; aproveita, ao revés, todas as ocasiões para fazer ressaltar o que seja proveitoso aos outros.

Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.

Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe que é um depósito de que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.

Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.

O subordinado, de sua parte, compreende os deveres da posição que ocupa e se empenha em cumpri-los conscienciosamente. (Cap. XVII, nº 9.) Finalmente, o homem de bem respeita todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza, como quer que sejam respeitados os seus.

Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem o homem de bem; mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar, no caminho se acha que a todas as demais conduz.


(Allan Kardec)