Mensagens de Solidão


Não duvide do valor da vida, da paz, do amor, do prazer de viver, em fim, de tudo que faz a vida florescer. Mas duvide de tudo que a compromete. Duvide do controle que a miséria, ansiedade, egoísmo, intolerância e irritabilidade exercem sobre você.
Quando somos abandonados pelo mundo, a solidão é superável; quando somos abandonados por nós mesmos, a solidão é quase incurável.
Sábio é o ser humano que tem coragem de ir diante do espelho da sua alma para reconhecer seus erros e fracassos e utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de sua inteligência.
Ser livre é não ser escravo das culpas do passado nem das preocupações do amanhã. Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama. É abraçar, se entregar, sonhar, recomeçar tudo de novo. É desenvolver a arte de pensar e proteger a emoção. Mas, acima de tudo, ser livre é ter um caso de amor com a própria existência e desvendar seus mistérios.
Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil. Os sonhos regam a existência com sentido.

(Augusto Cury)

Não é nada
É só vontade chorar
Acredito que não seja nada
Só uma dor que não passa
Um vazio que não se preenche
Uma solidão não passageira
Uma pergunta que não se cala
Por quê?
Parecia tudo tão perfeito
Já deveria ter imaginado que
Algum preço eu teria que pagar
Por que tão caro?
É só tristeza
Não se preocupe tanto
Não vai passar
Mas eu me acostumo
Está muito frio aqui
E não adianta fechar a porta
Só quero que fique longe de mim!

A solidão não é um estado de espírito.
Porque através da transmissão do pensamento, conversamos com quem amamos,
mesmo que esta pessoa esteja longe ou não exista mais.
Basta querer que o seu amor ouvirá o seu recado, esteja onde estiver.

Lembre-se que você nunca estará sozinho,
pois alguém lá em cima
está com você!!!

Como posso estar assim?
O que estou fazendo comigo?
O que estou fazendo da minha vida?
Cadê aquela fortaleza que havia em mim?
Se desfez, quebrou, desmoronou rapidamente....
É sempre assim, quando menos espero isso vem de novo...
Essa onda acaricia meus pés e em seguida domina meu corpo
Me invade a alma
Envolve meu corpo
E me deixa completamente perdida
Sem saber para onde ir
Sem saber o que pensar
Sem saber com quem falar
Sem poder ao menos sonhar...
O amanhã é sempre uma surpresa
Eu preciso do tempo como necessito do meu espírito neste corpo
Mas até quando me vejo vagando por instantes?
Penso que tudo vai ficar bem...
Que tudo passa...
Que tenho que VIVER cada segundo como se fosse o último
Que tenho que aceitar essa situação
Que te ter por instantes satisfaz a enorme ausência de ti em mim....
Acalma ...
Relaxa...
Uma explosão de luz, felicidade e paz vem de repente, e se vai ao mesmo tempo
As vezes fica por um breve e precioso tempo
As vezes se instala de uma tal forma que dói
E fica horas, dias ou até meses, quem sabe?
O dia amanhece, e é mais uma surpresa que surge com ele
Não sei o que há de me concederem
Só sei que com vida, novamente sou presenteada
E vejo que o desafio continua
Tento desafiar meu próprio coração
Meu corpo também....
As vezes vejo que chego ao limite...
E que minha fraqueza domina
Sem forças não consigo me encontrar
E apenas deixo a vida me levar
A onda acariciar meu pés novamente
Olho para o infinito
E de repente tudo me acalma e tranqüiliza
Escuto o barulho do mar
E minhas mágoas, tristezas, e lamentações se vão de repente
Fico dominada pela vida
E nesse momento te queria ali, ao meu lado
Queria te falar da paz que me dominara naquele instante
Ou até mesmo coisas que o tempo me ensinou nesta tua ausência
Mas vejo que estou só
Que não há ninguém comigo, além de espíritos protetores
E assim continuo seguindo
Um dia após o outro
Um pôr-do-sol maravilhoso me acalenta novamente
Olho para o nada e vejo tudo
Consigo enxergar esse enorme vazio que há no meu ser
Até quando? Não sei!!!!!

Ela vem como um anjo,
como uma criança inocente,
nos dando a esperança que ela
nos trará a alegria e a paz
que até agora não havíamos achado.

Em um certo momento
vemos que tudo está como não era antes.
Achamos o que menos desejávamos:
A Solidão.

A Solidão é assim:
em certos momentos nos traz
a paz em estarmos sós.
Mas em outros, nos traz
arrepios e calafrios por estarmos inseguros,
sem ninguém para nos proteger.

O Anjo veda nossos olhos
com uma faixa negra e nos
põe em um quarto,
onde as paredes são repletas de espinhos
e nos faz incapazes, nos transformando
em pessoas frias e inúteis.

A única maneira de nos livrarmos dela,
é descruzando os braços e
arrancando com toda ferocidade o
que nos cega.
É termos coragem para enfrentar o obscuro.

Só assim conseguiremos ver
que nas paredes, além de espinhos,
havia flores, lindas flores.
E que do outro lado daquela faixa negra,
o anjo havia escrito que
a felicidade só dependeria de mim,
só dependeria do meu amor.

Sempre gostei muito de ficar só. Não digo só o tempo todo, mas só por algum tempo. Acho que todos nós precisamos um pouquinho de solidão e acho que no fundo até mesmo quem diz não gostar de ficar só, tem um pouquinho de solidão dentro de si. A gente pode ter amigos, pode ter irmãos, pode ter toda a família sempre ali em nossa companhia, mas dia ou outro acorda com aquela melancolia, aquela vontade de ficar só, aquela vontade de não conversar com ninguém, aquela vontade de pensar e pensar, de falar com si próprio, de ser só de si.Tem dias que a gente acorda e tudo que menos quer é encarar o mundo lá fora. Ficar escondido, isolado só por aquele momento seria ótimo.

(Thalita S.)

Com a noite veio a solidão porque é nas horas mais mortas que a nossa alma se põe de joelhos e começa a refletir sobre as coisas que ama.
E a noite parecia um manto alto trazido pela tristeza e a nevoa enroscando se na imensidão de vales desolados amortecendo a própria voz dos ramos batidos pelo vento.
E a solidão veio falar de saudade.
Era uma estranha nevoa coroada por uma luz que ia entrando lentamente no meu coração.
Era uma estranho sentimento que iria acariciando de leve a minha alma tocando os recantos mais intimos do meu ser.
Compreendi então, meu amor a tristeza de estar sozinha, pois junto comigo trazia as infinitas magoas de sonhar com a ausência de ser amada.

Se queres compreender
O que é saudade
Terás que antes de tudo conhecer
Sentir o que é querer e o que é ternura
E ter por bem um grande amor viver
Então compreenderás
O que é saudade
Depois de ter vivido um grande amor.

Saudade é solidão, melancolia
É nostalgia, é recordar, viver!

"Saudade"
Música de Renato Teixeira

A melhor maneira de se conhecer a si mesmo, de saber seus limites e medos, é passar algum tempo sozinho, acompanhado apenas pelos seus pensamentos. É um momento onde podemos avaliar atitudes passadas, rever decisões mal tomadas ou até refletir sobre novas formas de evoluir. Aquele velho ditado “antes só do que mal acompanhado” demonstra o bem que pode trazer permanecer um período sem ninguém para interferir ao lado.

Muitas das nossas atitudes dependem de como somos tratados pelo outro, mas quando temos o poder de repensar e perceber que somos capazes de ter uma reação mais positiva quando damos de frente com uma opinião contrária, pode ter certeza que seus relacionamentos melhorarão infinitamente.

Agir impulsivamente pode trazer muitos arrependimentos e para conseguir melhorar aquilo que não gosta, muito no seu comportamento depende também da sua capacidade de refletir sobre seus atos. Para colocar tudo isso em prática, é necessário primeiramente conseguir passar algum tempo sozinho, sem que haja nenhum sofrimento; como você poderá ser uma boa companhia se nem você consegue lidar com você mesmo?

A solidão pode nos trazer muitos benefícios se colocada de uma forma positiva nas nossas vidas. Aprenda a gostar de si mesmo quando está sozinho, isso também pode fazer com que selecione melhor suas companhias, já que ficar só não será mais algo negativo.

Uma pessoa pode sentir-se sozinha quando está longe de suas pessoas queridas, quando não tem (ou pensa que não tem) amigos, pessoas que a entendam, lhe deem carinho, atenção, quando termina um relacionamento afetivo, perde um ente querido... São muitas as possibilidades que trazem o sentimento de solidão.

Mas, a pior solidão que alguém pode sentir é a de não ter a si, estar distante de seu interior, de sua verdade, não saber quem é. Quando não sabemos de verdade o que somos, o que queremos, nos sentimos perdidos e sozinhos. Ora, nem nós mesmos nos conhecemos, por conseguinte, não conseguimos saber ao certo o que somos e queremos, não somos companheiros de verdade da gente. Não agimos seguindo decisões e desejos autênticos, somos levados pela opinião dos outros, pela vida ou por valores que estão dentro de nós mas que aí se instalaram vindo de fora, com nossa permissão, claro, mesmo que inconsciente, mas não representam nosso eu verdadeiro.

Alguém nesse estado pode estar rodeado de gente que a ame, dê apoio, compreensão, mas mesmo assim estará se sentindo só, muito, desesperadamente até. Uma solidão que nada que vem de fora pode aplacar de verdade se algo não for feito pela própria pessoa que se sente solitária.

É muito ruim olharmos para dentro de nós e encontrarmos ideias confusas, valores duvidosos, falta de autoconfiança criada por mensagens incorporadas vida afora e pelo não conhecimento de nossa real identidade. Se eu não sei quem sou verdadeiramente, não me conheço, não sei me ajudar, me acompanhar, me amar.

Essa profunda solidão, da ausência do eu verdadeiro, provoca imensa instabilidade e dor. Muitos distúrbios afetivos podem daí advir, como a depressão, por exemplo. Quem passa ou passou por isso sabe como é duro viver nessa condição. E às vezes nem todo o apoio externo a suaviza.

O caminho para resolver essa solidão interior é voltar-se para dentro, cada um em seu tempo, de seu jeito, às vezes procurando a orientação de alguém habilitado, e tentar resgatar seu eu autêntico, suas vontades, preceitos, qualidades e aptidões que podem estar esquecidos lá no fundo, encobertos por toneladas de elementos errôneos, pensamentos exteriores de qualidade duvidosa e mensagens negativas que se permitiu que estacionassem no íntimo do ser.

Esse trabalho de autoconhecimento e redescoberta, de resgate do eu verdadeiro, nos aproxima mais de nós mesmos, de nossa verdade. Vamos nos achando de novo, percebendo o que temos feito que está ou não de acordo com o que realmente queremos e precisamos. Esse resgate, invariavelmente, faz com que reconheçamos nossas verdadeiras qualidades, limites também (e esses concluímos se podem e devem ser superados, quando e como). Vamos limpando o interior do que não é nosso e percebendo o que de bom temos, vamos reaprendendo a nos gostar.

Assim, começamos a nos nortear novamente na existência, mais seguros, mais senhores e companheiros de nós, mais centrados, com mais autorrespeito, autovalorização. Nos amando e conhecendo mais, sabendo pelo que queremos lutar sinceramente; temos para onde olhar quando procuramos respostas e referências: dentro da gente. Somos uma grande companhia e amizade para nós mesmos, não estamos mais sós. Quando tenho a mim, sinceramente, não me sinto só nem desorientado, Posso ficar confuso às vezes, mas sei como parar, refletir e encontrar o rumo novamente.

Não me sentindo mais só, com falta de mim, posso perceber melhor a vida (e aprender melhor com a leitura que faço dela), seus acontecimentos, as pessoas a meu lado e o que têm de bom a me oferecer. Fico cada vez mais aberto e firme, melhor para viver minha relação comigo e as relações interpessoais de todos os tipos (profissionais, familiares, afetivas, etc.). Fico cada vez mais distante da solidão.

(Marcus Facciollo)
(Portal da Psique)

Sentada em minha sala...
Perdida em meus pensamentos...
Para onde irão?
Para onde irei?

Solidão enorme me invade
Como sentir-se só quando a temos como nossa companheira?
Eterna companheira, vai mas sempre retorna,
E bate em nossas costas e nos diz:
- Pensou que te abandonaria?
Jamais...

Ela se mostra da maneira mais matreira,
Um icq vazio, uma tela em branco...
Um telefone que jamais toca...
Uma noite que não passa...
É essa minha amiga e companheira Solidão!

Um copo abandonado de cerveja,
sozinho num canto da mesa!!!!
Solidão é abstêmia!!!!!
Tão sem gracinha ela....

Mas é companheira, isso é!
Está sempre disponível!!!
Ela abriu minha agenda em cima da escrivaninha:
Olha aí, vamos sair com esse povo?

Eu olho com carinho para ela e digo:
- Para quê, minha querida....
Só você vai se divertir,
Pois irá continuar lá, ao meu lado, firme!

Tanto faz lá, como aqui com você,
Minha amiga Solidão....
Melhor aqui...
Assim ao menos você, minha querida amiga,
Conversa comigo!

(Tânia Lemke)

Sentimento amargo que nos invade
Outros dias iguais, poderão chegar
Ligeiramente se estalar
Inutilmente iremos nos debater
Depois;Descobriremos que somos culpados
Amando assim de corpo e alma.
Outros dias de solidão teremos

As vezes, nos julgamos correto
Boas vibrações sentimos, é amor...
Sinceramente, isso não é possível
Usamos toda nossa força
Ridicularizando, por amar demais
Deliberadamente a quem não nos ama
A "Solidão Absurda" recebo por te amar.

O que é significativo na existência de cada um é algo de que dificilmente temos consciência e não deve seguramente incomodar os outros. O que sabe um peixe acerca da água na qual nada durante toda a vida?
A amargura e a doçura vêm do exterior, as dificuldades do interior, dos nossos próprios esforços. Na maior parte das vezes faço as coisas que a minha própria natureza me compele a fazer. É embaraçador ganhar tanto respeito e amor por isso. Também me foram atiradas setas de ódio, mas nunca me atingiram, porque de algum modo pertencem a outro mundo, com o qual não tenho qualquer tipo de ligação.
Vivo naquela solidão que é penosa na juventude, mas deliciosa nos anos de maturidade.

(Albert Einstein)
(Citador)

Meu pai, meu querido e amado pai... Você era o meu herói, a fortaleza, a generosidade e a integridade personificadas, e agora você partiu para sempre, me entregando à solidão da sua ausência, a uma saudade terrível e uma dor que não se calará nunca.

Você era, e para sempre continuará sendo, o meu maior exemplo de vida, a minha melhor inspiração. Eu para sempre vou amar você, meu pai, e sei que jamais me abandonará esta saudade de você...

Com cada vez mais estímulos e possibilidades de encontrar a felicidade, ainda existem muitas pessoas que engrandecem a solidão, mesmo quando momentos de alegria estão longe se ser uma realidade.

A tecnologia está nos deixando cada vez mais independente, o problema é que esta autonomia nos ensinou que a solidão já não é algo optativo e sim naturalmente estabelecido. O contato físico com outras pessoas deixou de ser relevante, computadores, tablets e smartphones viraram intermediários obrigatórios para os mais diversos tipos de diálogos.

Passamos a apreciar a solidão e nos permitimos cada vez mais a continuar vivendo em um mundo individualista e solitário. Não podemos excluir das nossas vidas os benefícios trazidos pela interação entre pessoas, que jamais serão completamente substituídos.

Precisamos abraçar a solidão um pouco menos, e valorizar mais as boas sensações que o contato humano nos permite, curtindo as mais verdadeiras relações e todos os conflitos que não deixam nosso aprendizado tão restrito.