Mensagens de Tristeza Amorosa

Encontradas mais de 241 Mensagens de Tristeza Amorosa:

O fim do amor é ainda mais triste

Eu sei, eu sei, o eterno clichê “isso passa”. Passa sim e, quando passar, algo muito mais triste vai acontecer: eu não vou mais te amar.

É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer.

O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim. Meu amor está cansado, surrado, ele quer me deixar para renascer depois, lindo e puro, em outro canto, mas eu não quero outro canto, eu quero insistir no nosso canto.

Eu me agarro à beiradinha do meu amor, eu imploro pra que ele fique, ainda que doa mais do que cabe em mim, eu imploro pra que pelo menos esse amor que eu sinto por você não me deixe, pelo menos ele, ainda que insuportável, não desista.

(Tati Bernardi)

Postar no Facebook
Superar uma Decepção Amorosa

Superar uma decepção amorosa é muito difícil. O processo de recuperação é sempre bastante doloroso. Mas, deixar que esta frustração influencie os seus relacionamentos afetivos, pode fazer de você uma pessoa infeliz na vida sentimental. Com raras exceções, é bastante comum, em alguma vez na vida, passarmos por essa experiência. A diferença é que uns superam e outros não.

Para a psicóloga Luzia Pacheco, é importante que a pessoa que sofreu uma decepção amorosa dê a si mesma a chance de ser feliz. "Se frustrar, achando que todas as pessoas são iguais, só vai prejudicar ainda mais sua vida sentimental. É importante que a pessoa que está atravessando essa fase se dê uma oportunidade para ser feliz ao lado de alguém que valorize seu sentimento".

Muitas pessoas, que já passaram por uma desilusão amorosa, se trancam para o amor. Algumas ficam meses e até mesmo anos isoladas com medo de se envolver numa nova cilada. Elas criam uma barreira que impede qualquer aproximação afetiva.

"Com certeza haverá momentos tristes de lembranças, raiva e decepção. O que tem que ser feito é passar pela fase de dor e deixar que ela vá embora quando achar que o momento certo para renovação. Isso não ocorre de uma hora para outra, mas, também, não dura para sempre", orienta Luzia.

Tire lições, aprenda e siga em frente em busca de novas chances! Não vale a pena sofrer a vida inteira, ou parte dela, por alguém que não valorizou seus sentimentos.

(Yasmin)

Postar no Facebook
Como Superar Uma Decepção Amorosa Pela Fé

1° - Jogue fora tudo o que traz lembranças:
Fotos, chaves, presentes (estou sendo radical). Como você quer “esquecer” de alguém guardando pertences ou presentes dela dentro da sua casa? Já ouviu aquela expressão no seu aniversário: É só uma lembrancinha!
Pois é, lembrancinha é para lembrar. Presente lembra momentos, conversas, discussões e até PROMESSAS.

2° - Evite tocar no assunto:
Quando alguém perguntar se você terminou um namoro, noivado e etc. Diga: SIM e pronto. “Pra quê” ficar dando satisfações da sua vida para a vendedora, cabelereira ou açougueiro? (risos)

3° - Busque força através do Espírito Santo:
Eu sou psicóloga, no exercício do meu trabalho eu não posso induzir ninguém à religião, minha missão é fazer a pessoa ver que ela tem uma força dentro dela que é capaz de ajudá-la a sair daquela depressão, bipolaridade, tristeza e etc. Porém, como Cristã eu sei que há coisas que somente o Espírito Santo é capaz de “apagar” da nossa memória. Então nestes momentos difíceis de separação ou término, é necessário ir muito à igreja, buscar pelo Espírito de Deus e se comunicar com os irmãos da igreja.

4° - Saia, se divirta:
Infelizmente há casos onde um namoro termina e parece que junto com o namoro acabou a vida da pessoa. Minha irmã, acorda para vida. Vai no salão, arrume sua unha e seu cabelo, vai fazer alguma coisa e largue este pote de sorvete (risos). Acorde para a vida, você é linda, não se deixe destruir por causa de um “babaca” que não tem capacidade de amar de verdade. Eu tenho certeza que DEUS tem o melhor para você.

5° - Seja jovem:
O jovem tem aquela coisa da descoberta, já viu? Tudo é novo, quer ir para todos os lugares, quer conhecer gente nova e etc. Quando você namora durante uns 2 anos direto, dependendo do namoro, você esquece completamente o que significa a palavra diversão. Então, vai lá e procure lembrar o que é, seja jovem. Vá em congressos de jovens, vá em shows Gospel, acesse a internet, faça amizades (cuidado, hein) participe dos encontros da igreja, seja jovem, seja jovem. Quando eu era noiva, para ser senhora bastaria o fio de cabelo branco (risos). Eu me sinto muito bem hoje, quando digo ser jovem, não quero dizer: SEJA IMATURO. Quero dizer: SEJA LIVRE, APROVEITE!

Deus nos deu o Espírito Santo, e o Espírito Santo é chamado pelo SENHOR JESUS de O ESPÍRITO CONSOLADOR. Portanto, o Espírito Santo continua sendo a maior solução para você superar todas as decepções, não somente amorosa, mas todas no geral. Abra o teu coração para receber o Espírito de Deus.

(Emanuele Guterres)
(Evangelizai)

Postar no Facebook
Conselhos para o Ano Novo

Quando nos olhamos no espelho, sempre vemos marcas que o tempo se incumbe de nos ofertar; machucados por um acidente qualquer, linhas que o próprio tempo deixa, olhos que exprimem sofrimento, alegria, tristeza, satisfação, decepção, enfim, vemos a matéria, ou seja, o resultado de nossa vida em forma física... isso, vemos em nós mesmos e podemos ver nos outros... mas a alma... ah... isso somente nós podemos ver e sentir, quando se trata de nós mesmos.

Olhe para dentro de si e tente lembrar o que foi feito de bom ou ruim; procure repetir as coisas boas, muitas e muitas vezes...

Erros?

Não esqueça para não repeti-los...

Acontecimentos ruins involuntários, esqueça e pense que no futuro virão muitas coisas boas e que você será forte para enfrentar quaisquer situações complicadas ou embaraçosas que possam aparecer.

Seja positivo, afinal há o livre arbítrio e é você quem decide como quer viver a sua vida.

Escolha o melhor!

Desejo a você um ano novo repleto de saúde, paz, felicidade, amor e prosperidade.

(Sonia Mello Macêdo)

Postar no Facebook
Mensagem de Decepção Amorosa

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez acionado, nem chega com hora marcada.

Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida
só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia é só mais agradável.

Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos,
e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não contaram que estas
fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras
alternativas. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

Postar no Facebook
Mágoa, o Cárcere da Alma

Nós sofremos mais por causa das pessoas do que por causa das circunstâncias. As pessoas nos fazem chorar mais do que as vicissitudes da vida. As pessoas nos decepcionam e nós decepcionamos as pessoas. Os relacionamentos dentro da família, no trabalho e até igreja, algumas vezes, se tornam tensos. Feridas são abertas na alma e mágoas profundas se instalam no coração. Amizades são rompidas, casamentos são abalados, relacionamentos sólidos entram em colapso. Nesse processo, a comunicação é rompida, o silêncio gelado substitui as palavras de amor e a desconstrução da imagem do outros se torna uma verdadeira ação de desmonte.

O resultado do adoecimento das relações humanas é a mágoa. Esse sentimento de amargura se instala no solo do coração e lança suas raízes trazendo perturbação para a alma e contaminação para os que vivem ao redor. A mágoa é a ira congelada. A mágoa é o armazenamento do ressentimento. A mágoa é entulhar o coração com rancor, é alimentar-se do absinto do ranço, é afogar-se no lodo do ódio, é viver prisioneiro da armadilha da vingança.

A mágoa é uma prisão. Ela é o cárcere da alma, o calabouço das emoções, a masmorra escura onde seus prisioneiros são atormentados pelos verdugos da consciência. Quem se alimenta da mágoa não tem paz. Não tem liberdade. Não tem alegria. Não conhece o amor. Não tem comunhão com Deus. Não pode adorar a Deus, nem trazer sua oferta ao altar. Quem retém o perdão não pode orar a Deus nem receber dele o perdão.

A mágoa é autodestrutiva. Ferimo-nos a nós mesmo quando nutrimos mágoa por alguém. Guardar mágoa no coração é como beber veneno pensando que o outro é quem vai morrer. Quem guarda mágoa no coração vive amarrado pelas grossas correntes da culpa. Quem vive nessa masmorra adoece emocional, física e espiritualmente. Há muitas pessoas doentes porque se recusaram a perdoar. Na igreja de Corinto havia pessoas fracas, outras doentes e algumas que já estavam mortas em virtude de relacionamentos adoecidos (“Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo.” 1Co 11.3). Tiago ordena os crentes a confessarem seus pecados uns aos outros para serem curados (“Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.” Tg 5.16). Há muitas pessoas vivendo cativas no calabouço do diabo, prisioneiras do ódio, acorrentadas pela mágoa, cuja vida espiritual está arruinada. Gente que precisa ser liberta dessa prisão existencial, desse cativeiro espiritual.

O Salmista Davi orou pedindo a Deus para tirar a sua alma do cárcere (“Tira a minha alma do cárcere, para que eu dê graças ao teu nome.” Sl 142.7) A chave que abre a porta dessa masmorra é o perdão. O perdão traz cura onde a mágoa gerou doença. O perdão traz reconciliação onde a mágoa gerou afastamento. O perdão traz alegria, onde a mágoa produziu tristeza e dor. O perdão restitui aquilo que a mágoa saqueou. O perdão é a faxina da mente, a assepsia da alma, a limpeza dos porões do coração. Perdoar é zerar a conta. É nunca mais lançar no rosto da pessoa a sua dívida. Perdoar é lembrar de sentir dor. Perdoar é não retaliar. É pagar o mal com o bem. É abençoar aqueles que nos amaldiçoaram. É fazer o bem àqueles que nos fizeram o mal. Perdoar é ser um vencedor, pois é vencer o inimigo não com a espada, mas com o amor. Perdoar é sair do cárcere da alma, é ser livre, é viver uma vida maiúscula, superlativa e abundante. Perdoar é viver como Jesus viveu, pois ele não retribuiu o mal com o mal, antes por seus algozes intercedeu. Perdoar é ter o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.

Chegou a hora de raiar a liberdade em sua vida. A Palavra de Deus liberta: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8.32). Jesus Cristo liberta: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8.36). É hora de sair do cárcere que prende a sua alma com as grossas algemas da mágoa. É hora de experimentar a liberdade do perdão. É hora de tomar posse da vida abundante que Jesus lhe oferece!

(Rev. Hernandes Dias Lopes)
(Vivos)

Postar no Facebook
A Alegria na Tristeza

O título desse texto na verdade não é meu, e sim de um poema do uruguaio Mario Benedetti. No original, chama-se "Alegría de la tristeza" e está no livro "La vida ese paréntesis" que, até onde sei, permanece inédito no Brasil.

O poema diz que a gente pode entristecer-se por vários motivos ou por nenhum motivo aparente, a tristeza pode ser por nós mesmos ou pelas dores do mundo, pode advir de uma palavra ou de um gesto, mas que ela sempre aparece e devemos nos aprontar para recebê-la, porque existe uma alegria inesperada na tristeza, que vem do fato de ainda conseguirmos senti-la.

Pode parecer confuso mas é um alento. Olhe para o lado: estamos vivendo numa era em que pessoas matam em briga de trânsito, matam por um boné, matam para se divertir. Além disso, as pessoas estão sem dinheiro. Quem tem emprego, segura. Quem não tem, procura. Os que possuem um amor desconfiam até da própria sombra, já que há muita oferta de sexo no mercado. E a gente corre pra caramba, é escravo do relógio, não consegue mais ficar deitado numa rede, lendo um livro, ouvindo música. Há tanta coisa pra fazer que resta pouco tempo pra sentir.

Por isso, qualquer sentimento é bem-vindo, mesmo que não seja uma euforia, um gozo, um entusiasmo, mesmo que seja uma melancolia. Sentir é um verbo que se conjuga para dentro, ao contrário do fazer, que é conjugado pra fora.

Sentir alimenta, sentir ensina, sentir aquieta. Fazer é muito barulhento.

Sentir é um retiro, fazer é uma festa. O sentir não pode ser escutado, apenas auscultado. Sentir e fazer, ambos são necessários, mas só o fazer rende grana, contatos, diplomas, convites, aquisições. Até parece que sentir não serve para subir na vida.

Uma pessoa triste é evitada. Não cabe no mundo da propaganda dos cremes dentais, dos pagodes, dos carnavais. Tristeza parece praga, lepra, doença contagiosa, um estacionamento proibido. Ok, tristeza não faz realmente bem pra saúde, mas a introspecção é um recuo providencial, pois é quando silenciamos que melhor conversamos com nossos botões. E dessa conversa sai luz, lições, sinais, e a tristeza acaba saindo também, dando espaço para uma alegria nova e revitalizada. Triste é não sentir nada.

(Martha Medeiros)

Postar no Facebook
Como Pode?

O Pedigree se torna duvidoso.
A propriedade de se fazer gostar, escassa.
O gosto refinado, passa a ser impreciso.
A maneira de falar, ludibriosa.
O jeito de olhar, enganoso
O beijo, deixa sabor de desconfiança.
O abraço, causa amargura.
As carícias, trazem intenso desgosto.
Os contatos não feitos, trazem angustia.
As piadas fora de hora, causam desapontamento.
As insatisfações sexuais, corriqueiras.

Como pode algo ser tão rejeitado e tão amado?

As loucuras cometidas, presentes.
Os desejos insatisfeitos, ardentes.
Os beijos fora de hora, instigantes.
A carícia na hora do amor, eternizantes.
A mão por baixo da saia, tentadora.
O enroscado de pernas, alucinante.
O entra e sai de amor, agonizante.
O Urro do Urso, estonteante.
As palavras na hora do gozo, enlouquecedoras.
O aperto nas ancas, avassalador.
O descanso depois do amor, gratificante.
Como pode algo ser tão rejeitado e tão amado?

Postar no Facebook
A Última Despedida

Sempre é muito triste a última despedida
A ausência eterna causa em nós imensa dor
É doloroso perder pra sempre um grande amor
Jamais nos conformamos com essa partida.

Procuramos desesperadamente uma saída
Algo que nos faça conviver com esse horror
Ficamos longo tempo em estado de torpor
Sofrendo amargurados pra fechar essa ferida.

Só Deus que é da vida e da morte o detentor
Será capaz de trazer consolo pra nossa vida
Aninhando-nos com seu manto protetor.

Mas infelizmente pra esse mal não há saída
Teremos que um dia suportar tamanha dor
Na esperança de um encontro em outra vida.

(Almir)
(Texto Livre)

Postar no Facebook
A tristeza transborda...

Ah! A tristeza me consome. Hoje me peguei tantas vezes pensando em ti, por que? Por que? Por que tanta dor, tanto sofrimento? Sinto tanta falta dos seus beijos, dos seus abraços, mas sei que não será mais possível tocar em sua boca e sentir o calor do seu corpo. Ah! Como eu queria agora mesmo arrancá-lo do meu coração e da minha mente, mas eu não consigo! Não posso... Por que, por que fizeste isso comigo? Por que fizeste isso conosco, poderíamos ter vivido algo tão bonito, mas não preferiste me trair... Trair o meu amor, a minha confiança... Trair tudo, tudo que passamos juntos, trair cada dia e cada minuto que passei pensando em ti. E ainda me traiu com as palavras, com mentiras, isso sim... Isso é imperdoável. Mentiu! Me disse que não me trairia, que não me traiu; e é isso, é isso que mais me doe, que mais me faz não conseguir te perdoar. Cobraste uma confiança de mim, que não podia ter cobrado, afinal você não me deste motivo para confiar, pelo contrário quando confiei em você, você me decepcionou, abusou de minha confiança, usou-a a seu favor. E eu não posso te perdoar, está tudo acabado, tudo! Mesmo assim a única coisa que me arrependo de ter feito, foi de ter gostado tanto de você. Não me arrependo de ter confiado em você, como não me arrependeria de ter confiado em qualquer outra pessoa. A única coisa que me faz ter pena de você, é que você... Você que se acha tão adulto e crescido ainda não tenha aprendido a respeitar a confiança que os outros depositam em você; pois no dia que isso acontecer você será feliz... E também fará os outros felizes, principalmente a mulher que você gostar. Agora, a única coisa que posso fazer é rezar.

Postar no Facebook
Superando as Dificuldades

O pior está atrás de você.

Para superar todos os desafios anteriores deve-se ultrapassar e ir além da situação. Transforme todos os sentimentos menos elevados do que o amor, pois este é o caminho da cura de todas as situações, sentimentos e pensamentos passados ou presentes.

Este é o caminho da iluminação e você está realmente despertando para um aspecto mais grandioso do espírito em você. Libere todas as ilusões de se sentir preso, de tristeza ou desgosto, pois estes o ligam às energias e pensamentos menos elevados e atraem mais disto para você.

Veja as coisas como elas realmente são através dos olhos dos seus anjos e confie em si mesmo para tomar as medidas necessárias para evoluir além de onde você está no momento.

As coisas estão melhorando e as aberturas que você esteve querendo estão se manifestando.

Seja paciente e ainda focado nos resultados que deseja e sentirá a satisfação e o contentamento de um trabalho bem feito, pois isto se torna ancorado no reino físico, enquanto estiver trabalhando no reino espiritual.

Mantenha o seu equilíbrio e os pés em ambos os mundos, e você irá criar a magia que procura.

Você é ternamente amado e apoiado, sempre,

Os Anjos

(Sharon Taphorn)
(De Coração a Coração)

Postar no Facebook
Quando se perde um Grande Amor

É tão difícil compreender as emoções quando se rompe uma relação. Às vezes, temos certeza que tudo passou e de repente tudo volta. Como definir se o que sentimos é amor ou não é? Se é saudade ou solidão? Tristeza ou decepção? Posse ou desejo? Perda. Quando se perde um grande amor, muitas dúvidas emergem sob o fundo do sofrimento. Para alguns é um momento de intenso crescimento. Muito se pode aprender, uma aprendizagem que nos faz humildes diante da própria fragilidade.

Deparamo-nos com o que é a dor, a impotência diante dos sentimentos, a paciência necessária para esperar passar, pois a dor de amor não passa na velocidade da net, do gigas, dos chips, e o tempo que isso leva é indeterminado, é pessoal e singular.

Aceitar os altos e baixos, os enganos, os tropeços, as dúvidas, a falta de controle. Aceitar a não certeza, o não acesso ao que o outro sente e pensa, a incoerência do humano, a fraqueza, o medo, a culpa, o erro que não tem concerto, a marca da mentira e o que fazer com tudo isso?

O tempo não volta e as coisas não se apagam, por amor que tentamos, mas nada vai permanecer do jeito que está. A incerteza do futuro corrói, o medo do que virá, a ansiedade pelo novo e desconhecido, a prisão do passado, do familiar, que falta faz, será abstinência? Temos sim abstinência do outro a quem amamos e perdemos, somos forçados a esquecer quando ainda, ainda não estávamos preparados.

O choro que insiste em voltar, a vida que segue, e o tempo que insiste em passar, a confusão que não consegue chegar ao fim, tempos distintos, tempos diversos, tempo de cada um. Amor perdido, amor doído, amor esquecido, quando? Quando você está preparado para correr o risco de passar por tudo isso de novo e lembrar da abundância de felicidade num coração que ama, e é também amado...

(Priscila Lima e Melissa Coutinho)
(Terapiólogas)

Postar no Facebook
Alegria de Viver

É preciso superar os pensamentos negativos que invadem nossa mente e molestam tanto o coração.

Às vezes carregamos mais lixo do que alimento para nossa alma. Muito mais que tristeza e melancolia, nossa alma precisa de paz, amor e harmonia.

Muito mais que pessimismo, nossa alma precisa de muito otimismo e muita alegria de viver.

Tenha um bom dia!

Postar no Facebook
A Lenda

Conta a lenda que uma jovem mariposa de
corpo frágil e alma sensível voava ao sabor
do vento certa tarde, quando viu uma
estrela muito brilhante e se apaixonou.

Voltou imediatamente para casa,
louca para contar à mãe que havia
descoberto o que era o amor,
mas a mãe lhe disse friamente:

- Que bobagem! As estrelas não
foram feitas para que as mariposas
possam voar em torno delas. Procure
um poste ou um abajur e se apaixone
por algo assim; para isso nós fomos criadas.

Decepcionada, a mariposa resolveu
simplesmente ignorar o comentário
da mãe e permitiu-se ficar de novo
alegre com a sua descoberta e pensava:
ilha poder sonhar..!!!

Na noite seguinte, a estrela continuava
no mesmo lugar, e ela decidiu que
iria subir até o céu, voar em torno
daquela luz radiante e demonstrar
seu amor. Foi muito difícil ir além da
altura com a qual estava acostumada,
mas conseguiu subir alguns metros
acima do seu vôo normal. Entendeu que,
se cada dia progredisse
um pouquinho, iria terminar
chegando à estrela, então
armou-se de paciência
e começou a tentar vencer a
distância que a separava de seu amor.

Esperava com ansiedade que a noite
descesse e, quando via os primeiros
raios da estrela, batia ansiosamente
suas asas em direção ao firmamento.

Sua mãe ficava cada vez mais furiosa
e dizia:

- Estou muito decepcionada com
a minha filha! Todas as suas irmãs
e primas já têm lindas queimaduras
nas asas, provocadas por lâmpadas..!!
Você devia deixar de lado esses sonhos
inúteis e arranjar um amor que possa atingir.

A jovem mariposa, irritada
porque ninguém respeitava
o que sentia, resolveu sair
de casa. Mas, no fundo, como,
aliás, sempre acontece, ficou
marcada pelas palavras da mãe
e achou que ela tinha razão.

Por algum tempo, tentou esquecer
a estrela, mas seu coração não
conseguia esquecer a estrela e,
depois de ver que a vida sem o
seu verdadeiro amor não tinha
sentido, resolveu retomar sua
caminhada em direção ao céu.

Noite após noite, tentava voar
o mais alto possível, mas,
quando a manhã chegava,
estava com o corpo gelado
e a alma mergulhada na tristeza.
Entretanto, à medida que ia ficando
mais velha, passou a prestar atenção
a tudo que via à sua volta.

Lá do alto podia
enxergar as cidades
cheias de luzes, onde
provavelmente suas primas
e irmãs já tinham encontrado
um amor, mas, ao ver as
montanhas, os oceanos e as
nuvens que mudavam de forma
a cada minuto, a mariposa
começou a amar cada vez
mais sua estrela, porque era
ela quem a empurrava para ver
um mundo tão rico e tão lindo.

Muito tempo depois resolveu voltar
à sua casa e aí soube pelos vizinhos
que sua mãe, suas irmãs e primas
tinham morrido queimadas nas
lâmpadas e nas chamas das
velas, destruídas pelo amor que
julgavam fácil.

A mariposa, embora jamais tenha
conseguido chegar à sua estrela,
viveu muitos anos ainda,
descobrindo que,
às vezes, os amores
difíceis e impossíveis
trazem muito mais alegrias
e benefícios que aqueles
amores fáceis e que estão
ao alcance de nossas mãos.

Com esta lenda aprendemos
duas coisas: valorizar o amor
e lutar pelos nossos sonhos,
porque sabemos que é a
realização deles que nos
faz feliz e lembremos:

O mundo está nas mãos
daqueles que têm coragem
de sonhar, e correr o risco
de viver seus sonhos.

Postar no Facebook
As Longas Colheres

A uma mulher foi concedida a permissão de ver tanto o céu quanto o inferno, ainda em vida. Ela escolheu começar a visita pelo Inferno. Para sua grande surpresa, descobriu que o inferno era uma imensa reunião de pessoas em um banquete que se perdia de vista.

Ela viu mesas e mais mesas abarrotadas com as mais finas iguarias, com as pessoas sentadas em volta delas.

Contudo, as vozes das pessoas eram uma cacofonia de lamentações e queixumes angustiados. Ela tentou descobrir o sentido do que acontecia e chegou à seguinte conclusão: aquilo era o inferno porque a provisão infindável de iguarias acaba por tornar-se entediante, e todas as pessoas que lá estão passam pelo sofrimento de uma aula sem fim sobre a futilidade dos desejos materiais.

Mas, à medida que se acostumava com o alarido e com o quadro diante de seus olhos, ela percebeu que sua conclusão estava errada. Ela percebeu que os talheres e demais utensílios de mesa eram tão compridos que, tentassem as pessoas o quanto pudessem, não eram capazes de trazer comida até a boca. E se tentassem pegar o alimento com as mãos, estes sumiam por entre seus dedos... Ela então compreendeu porque aquilo era o inferno: toda a abundância não trazia nenhum bem para as pessoas.

Com um misto de tristeza e esperança ela então se dirigiu para o céu: certamente lá as coisas seriam diferentes!... Mais uma vez, para sua surpresa, ela se deparou com a mesma cena; fileiras de mesas repletas com deliciosas culinárias e os mesmos talheres compridos. Mas ela notou duas coisas: ninguém tentava pegar a comida com as mãos, e não havia gemidos nem lamúrias. Ao contrário, todos riam e se regozijavam, divertindo-se a valer. Ali, elas davam de comer umas às outras, revelando a importância do amor ao próximo e do trabalho em equipe.

(Rabino Haim)

Postar no Facebook