Poemas sobre o Tempo

Desde a primeira vez que vi você
me encantei com o seu jeito.
Sorriu um sorriso tão bonito
que mal pude acreditar.

Não resisti. Entreguei meu coração
logo de início e ele segue sendo seu.
Você me ganhou no primeiro olhar
e eu ganhei um amor para a vida inteira.

As flores continuarão a desabrochar
e os dias que terminam e os que se
iniciam todas as manhãs; a água que
corre nos rios e cobre os peixes a toda
hora; e o vento que leva as andorinhas
e todos os pássaros; e as ruas sempre
calcadas por quem passa e as uvas que
espremidas dão o vinho a quem a vida
deseja provar, ao almoço e ao jantar;
as flores continuarão a desabrochar
mesmo quando você morrer, mesmo
na hora que seus olhos chorarem o
adeus de quem parte sem se despedir;
de quem parte sem que devesse partir.

E os rios e os mares e o vento e as ruas
e as uvas, tudo existe devagar mesmo
quando este mundo você um dia deixar.

A morte
fria
deixa quente
a sensação de vazio
que toma conta
de quem fica
de quem parte
para parte alguma
de quem com a vida
se revolta
e revolta e revolta
noite
dia
de noite
de dia

de dia
de noite
dia
noite
uma espécie crua
de existir
como se viver não se
pudesse nunca mais
e só quem fica
mesmo assim
triste e vivendo
a sensação de vazio
que deixa quente
ou frio
o coração

O amor é uma condição,
Que traz àquele que o procura,
Sentido em atos vãos,
E realidade em ilusão.

Perdido em uma aventura,
Faz da vida uma proeza,
Certo de que no amor,
Felicidade é consequência.

Um véu que se despe, uma nuvem que se veste
uma serena dor que se carrega como se nem
se carregasse e um odor a mel que um dia já
conheceu fel e do mal virou bem e do nada tudo.

Uma lágrima que corre no coração de quem já
o perdeu só perdida é a mulher que dele só ela
se encontrou e cabelos de poeira passaram a flor
de amendoeira como se de amor se tratasse a vida.

Só quem é mulher sabe o que é perder e do que
foi se tornou maior e mais bela e mais sábia e
mais forte. Mais forte.

Só quem conhece o suor como qualquer mulher
conhece é que se encontra no nevoeiro ou no vento
mais forte. Sempre mais forte.

Então este o fim?
O adeus eterno?
A última página do livro,
O cessar da música,
Um último suspiro.

Não quero deixar para trás
Palavras engasgadas,
Sentimentos não vividos,
Por medo do rídiculo
Feito de olhares vazios

De um coração que ainda bate
Para outro que esvai
Segure a minha mão,
Pois não houve viagem ou perigo,
Que não enfrentei contigo

Ainda que aqui em corpo,
Não mais presente.
“É permitido sofrer”
Em meios de abraços,
Que preferia dar, mas não receber.

Coloco minha máscara de força,
Postura, serenidade,
Frente ao que se espera,
A vida continua e na sua sabedoria,
Sua certeza chama saudade.

Há muitos lugares para onde eu poderia ir,
Há muitos lugares onde você poderia estar,
Mas eu escolhi aquele que me faz sorrir,
Seu doce abraço faz meu tempo parar.

É para ele que fujo quando sinto o perigo,
É nele que encontro conforto para o coração.
Seu abraço é tudo, é meu maior abrigo,
Seu abraço é feito de ternura e paixão.

Quero estar ao seu lado hoje e todos os dias,
Quero estar ao seu lado e ser feliz assim.
Não sua presença não há tristeza, melancolias.
Se estivermos juntos nosso amor não terá fim

E podemos fazer nossos sonhos acontecerem
E podemos tornar nossa promessa cumprida,
Olhar nos seus olhos e deixar os meus dizerem
Que quero você pelo resto da minha vida.

O amor é uma cereja
daqueles repletas de
sabor que amaciam
a garganta e a vida
enchem de cor

Fosse morango ou a
papaia seu preferido
fruto e seria para mim
esse fruto o do amor
o seu preferido

Só me interessa amar
o seu amor seja ele o
morango ou a papaia
a laranja ou a maça
a cereja ou outra coisa

Deixe
a tristeza ir
deixe o sol
se opor ao
que se vai.

Deixe
o mar se
transformar
e eleve-se
ao que em
baixo mel
se tornou.

Deixe
porque a
vida não
resiste e
se altera
para o que
hoje ou um
dia será.

E só você me mantém em vida
e nem que em vida me perca é
em nós dois que me encontro;
no mar de sensações nossas.

Desistir é sempre
a opção correta se
amar é a indireta
forma de tentar.

Mas lembrar é o
gênero de vida e
a força do poder
do amor tão nosso.

E eu vou sempre amar a vida
enquanto a vida demonstrar o
amor através da sua existência
nos meus dias; todos os dias.

Aos olhos de Deus e dos homens
Dissemos que ‘sim’
Unimos as mãos e os corações
E duas almas assim percorrem
Um só destino.

E como é fácil prometer a vida
Como é fácil amá-lo
Quando nos seus olhos me perco
Nesses mesmo olhos que me prometem
Todos os dias
O que eu quero jurar eternamente:

Que o amarei
Enquanto a vida existir em mim
Que o amarei
Depois que a vida se esvair de mim!

No coração um buraco
uma ferida de bala
na cabeça um saco
de plástico pior ainda

Na verdade a mentira
e o que se fala é dor crua
seja vestida ou toda nua
chega morte minha ou sua

Sentado ou de pé aguardo
minha hora chegar pois
da hora me perdi na vida
esperando ela começar.

Vivi mal toda existência
julgando que a vivi bem
agora que me morro sei
que dela fui ninguém.

Mais um ano de vida,
Mais quatro estações,
Muito aprendizado,
Felicidades e emoções.

Um grande dia de festa,
Amigos, família, presentes,
O que sentimos no coração,
Imaginamos com a mente.

Cantamos em sua homenagem,
Palavras de amor e sorte,
Para o aniversariante de hoje,
Todo o meu carinho e um abraço bem forte.

Mulher, que sorte teria de estar ao teu lado,
Te admirar mesmo que fosse calado,
Teus olhos serenos e teu perfume de flor.

Quem te vê sentada assim,
Numa tranquilidade sem fim,
Não sabe a importância que tens,
E nem o que significas para mim.

Ainda que seja por pouco tempo,
Escuta esse verso que faço com alento,
Numa tentativa desatina de quem sente dor.

Sou pessoa fraca e não tenho coragem
De pegar na tua mão e dizer a verdade,
Sobre o que sinto aqui dentro,
E quais são os pensamentos,
de quem está morrendo de amor.

No ar é seu nome que enxergo
sua voz que escuto
seu cheiro
seu toque.

É seu beijo que anseio toda hora
seu abraço apertado
a lua o sol
amar, amar.

Resisto ao tempo e no tempo não
me perco e me solto
todo mundo
toda hora.

Um sentimento tão só nosso e meu
só e de ninguém ou
de alguém ou
de nós, amor.

Venha a morte por um
instante

Chegue ela de surpresa
fugidia
talvez
Não me assustam dores
nem me doem feridas
preocupa-me
a falta do toque
as lágrimas que nuas
sempre cairão
das pessoas que amo
dos filhos que criei
na vida
dos pais que amei
na morte
Que venha ela
a maldita
com seus passos
elegantes
suaves
tentadores
que chegue se quiser
quando quiser
estarei me preparando
para a receber
de malas prontas
triste
chorando
quem agora
fica sem meu toque.

Podem abrir a porta,
Deixar a alegria entrar,
Hoje alguém faz mais um ano,
Vamos comemorar.

Amigos não vão faltar,
Família e alegria também,
Mas se você hoje sente a idade chegando,
Não coloque a culpa em ninguém.

Parece que o tempo não passa,
Que idades são só números,
Se ser amado entrasse nessa conta,
Já estaria com mais de mil invernos.

Cantamos todos juntos,
Acompanhados por salvas de palmas,
Um brinde às amizades,
E que esta festa nos lave a alma.

Na hora de deitar eu adormeço
pensando em nós dois, e depois
quando acordo surgimos nós ou
você e eu. Sempre assim.
Você e eu.

Na história do mundo encontro
nós dois em qualquer época, e em
todas as eras não resisto ao tempo
de me perder em nós. Sempre.
Você e eu.

As verdades poderiam escapar aos
dedos que são meus, mas mais seus
que meus. Talvez de nós dois.
Sempre.
Você e eu.

As mentiras não incomodam corações
como os nossos, não por desprezo mas
por não existirem. Talvez sem dúvida.
Sempre.
Você e eu.

Tanto amor no mundo para dar
e é em você que a cair me senti
e em nós dois um de nós sempre
senti. Tanta amizade, tanta...

Onde as lágrimas secam e onde
os abraços surgem; onde o amor
ganha vida e onde os sorrisos se
tornam honestos e cheios de vida.

Só assim, na amizade, só assim
se vive de verdade, o amor, a
amizade. Não importa o credo
ou a cor; só o sentimento verdade.

Abriria o peito se assim me pedisses
Com as próprias mãos
E sem hesitar, te daria o coração
Se dele dependesse a tua vida.

Vazaria os olhos
Não mais os piscaria
Não mais por eles veria o dia
Não mais através deles
Enxergaria teu sublime rosto
Se assim garantisse tua felicidade.

Por ti daria a vida
Por ti roubaria uma vida
Se assim me pedisses
Se assim te fizesse feliz.

Pois não sou senão um sopro
Leve, simples e efémero.
Não existo senão por ti
E nada importa senão amar-te...

Uma folha cai
e se perde no vento
e aguenta seu tempo
enquanto cai.

Choram as lágrimas
bebem-se as dores a
pé ou sentado lá na
poltrona.

Tristeza que me morde
e me fere sem morder.

Tristeza que me agarra
e me fará sempre perder.

Poltrona.
Meu lugar favorito
para chorar e saborear
o vento que me leva

A lágrima cai
a mão abraça e foge
perdida no seu tempo
enquanto cai.

Da vida um degrau
da morte uma ponte
cerrada
presa no tempo
calores suores
ventos frios
fechar os olhos
uma
última
vez
fechar os olhos
morrer
cores despidas
palavras nuas
não há como viver
sobreviver
matar
morrer
nada interessa mais
agora
amanhã
também
morrer morri
amanhã não estarei
aqui
ali me visitará
quem na vida
eu acolhi.

O que passa é o tempo sem que
de tempo se passe o que sentido
se esconde sem se esconder de
verdade; escrevo só da amizade.

Esse sentimento tão
sem sentido ou sem
sentido esse calor é
o sentimento que do
calor abranda o tempo.

Fogem as cores das
telas e as nuvens do
céu ou até as estrelas
do mar mas nunca a
amizade do coração.

Não são vinte, nem são dez, mas
são mais cinco ou menos cinco
os anos que você faz.

Um novo dia, mil novas chances
de ser feliz e uma vida pela frente
com tudo que sempre quis.

E é debutante, e é princesa, é
minha irmã com toda certeza, e
é amor que une o amor.

São quinze, quinze anos reais, de
carinho sem igual, de atenção
sem limite e é só hoje, não
amanha, o dia de lutar por ser
feliz.

Que dia incrível,
Hoje ele é todo seu.
Dos corações que se alegram,
O maior deve ser o meu.

Balões, brincadeiras e danças,
Sorrisos por todos os lados,
As pessoas se unem,
O motivo: seu aniversário.

Vamos juntar as mãos,
Bater palmas, cantar o seu nome,
Homenagens não são exagero,
E que hoje o amor seja enorme.

Então receba os parabéns,
Pois o mundo aqui convida,
Os amigos, o amor e a família,
Para celebrar o milagre da vida.

Ainda não o sabia naquele momento,
Mas a minha vida mudou quando conheci você.
As escuras nuvens se foram com o vento
E um homem fantástico eu consegui ver.

Compartilhamos segredos,
Revelamos os nossos medos
E a força dessa fragilidade
Gerou um amor para a eternidade.

Crescemos juntos, inseparáveis
E perseguimos sonhos admiráveis.
Uma família fundamos.
Hoje com filhos que tanto amamos.

Juntos muito evoluímos
E um mundo nosso construímos.
Amo cada vez mais você
E assim será até um dia morrer.

Sou rei em terra suja e pobre
em lar de realeza; posso ter
pouco em muito e tudo em
nada se seu amor por mim
for minha estrada.

É fogo e é gelo e é primavera
e outono é; e não importa o
tempo ou o vento ou o rio ou
o mar se juntos a solidão
mandarmos calar.

Pode chover – não importa.
Ou nevar – não interessa.
Só amar é meu país enquanto
seu mundo for meu planeta.

O sol nascer
não mais surgirá
restarão afagos
abraços perdidos
angústias pela rua
caminhando
sozinhas
ao meu lado

Que não se eleve
a vida sedenta
de fome sangrenta

Que não resista a
morte ao amor
que de dor já chega

A lua vir ela virá
nem que
para me iluminar
seja ela ela doce
seja serena
que rebente agora
que se faça pequena
viver não mais posso

O amor não bate forte, bate
leve quando o amor bate
forte no nosso coração.

Eu sei que vou amar e
amar você até ao final da
minha vida que será de você.

Amor, eu sei que é vento que
leva quem ama e quem de
tudo se perde no amor.

Só eu sei, meu bem ou
meu tudo que no final serei
de você e você sempre de mim.

Alegria é o que lhe desejo
e também amor e paixão
porque sem isso a vida
não vale tanto. Parabéns!

Saúde é o que lhe desejo
para este dia que vai ser
maravilhoso e encantador
mágico e inesquecível.

Uma festa eu lhe desejo
para celebrar sua data junto
de quem sempre esteve ao
seu lado em todas as horas.

Mil presentes lhe ofereço
todos sem embrulho, todos
cá de dentro do meu coração
e pensamento que é só seu.