Mensagens de Natureza


Flor, algo incrível de infinita beleza, de aroma suave e eterna firmeza.
Flor rosa,
Flor vermelha,
Flor branca,
Flor de todos os tipos.
Uma flor mais linda que outra,
Mas no meu mundo, só tem uma flor.
Ela é a mais bela das flores, com seu aroma raro
E suas pétalas, que são a beleza do mundo,
Seu brilho ilumina minha vida,
Sua cor é estonteante.
Se nesse mundo tivesse mais flores iguais a ela, mesmo assim , ainda seria ela, a mais bela delas...
Pois a sua face, é a fonte, a fonte da eterna beleza feminina.
Por onde ela passa desperta o desejo, arranca olhares, é impressionante a tua beleza, a ponto de deixar-me louco...
Só em te ver, e não te tocar enlouqueço...
Minha flor!!
Seu nome, é puro e mais belo ainda, por que se criou com sabedoria, coisas que outras flores quase não tem.
Minha flor!!
Seu nome é a beleza pura do meu coração, de uma imensidão profunda do meu ser, do mais puro e inocente desejo o amor,
Minha flor!!

De dentro de uma semente rasgou, certo dia, uma planta...
Ainda era muito cedo para brotar...
Mas era melhor o frio externo do que suportar a casca que lhe sufocava
O vento lhe queimava a pele, e a sol forte quase não a deixava respirar
A terra onde nasceu era seca, e as pedras impediam que criasse raízes
Mas as raízes insistiam em crescer, e apodreciam porque no solo não conseguia se fixar...
Suas folhas pequeninas não sobreviviam muito além de alguns dias... logo secavam e caiam por terra...
E a planta se deixou levar ao vento, na esperança de encontrar solo fértil...
Areias quentes, alagados, solo infestado de raízes velhas
Em algum lugar precisava encontrar terra, onde pudesse florescer
Mas na terra não houve um só canto onde pudesse fixar suas raízes
E numa estranha mutação a planta aprendeu a se nutrir do vento
E se acostumou a ver suas folhas caírem por terra, e frutos nunca ter...
Por muito tempo viajou por mundos ignotos e conheceu seus costumes
Por muitos mundos ela passou sem ser notada...
Por outros deixou suas folhas secas nutrindo a terra...
Seu sonho era ser como as outras plantas, criar raízes, florescer, frutificar...
Um dia um jardineiro a recolheu num vaso, e ali regou suas raízes
E ela cresceu e floresceu, sentia-se viva e feliz
E por uma vez sentiu o calor da terra
Sentiu suas raízes crescerem, sentiu pela primeira vez sua natureza de planta
Todo o seu ser lhe foi grato, como se na vida toda estivesse esperando por este momento
O jardineiro lhe deu o precioso momento de ser...
E a planta nunca esquecerá do jardineiro...
Porque mesmo por pouco tempo,
A lembrança de ser planta, de ser cuidada e de ter raízes na terra ficará para sempre
E agora ameaça o vento a lhe arrancar do vaso numa noite dessas
E de novo lhe levar pelo ar para estranhas terras
E novamente ela terá que aprender a se nutrir do ar
Mas por onde for ela levará a lembrança de que um dia foi planta e teve terra...
E a imagem do jardineiro a regar seu vaso...

Há dentro de ti um sol que quer projetar raios o mais longe que puder.
Não ponhas à frente dele um pano preto de lamentações, revoltas e materialismo.
Deixa-o livre para expandir luz e calor.
Quanto mais creres que tens este sol e que ele te é vida abundante, mais eliminas a escuridão interior e abres
o otimismo e a esperança.
Passas a desfrutar de uma paz que jamais esperavas possuir e te aparece um mundo novo, mais claro, mais
alegre e que te quer bem.
Acredita no teu sol, põe luz no que fazes e confia no futuro.
Deixa o teu sol interior brilhar e serás o primeiro a ser iluminado.

Psiu...
Você mesmo, que está aí olhando...
Que tal uma paradinha para refletir... e refletir sobre você ...
Pensar em tudo de bom que existe aí dentro desse coração!
Saiba que você é uma pessoa maravilhosa, capaz de fazer muita coisa boa, útil e expressiva,
e que no seu coração estão guardadas coragem e confianças suficientes para realizar seus desejos.
Mas não se esqueça, de buscar em cada minuto de seus dias, motivos de alegria e esperança,
não se importando com as situações adversas que aparecem.
Você deve escolher ser feliz e tornar isso possível, com pensamentos positivos,
não perdendo nunca o entusiasmo pela vida e pelo amor, mas principalmente,
tendo a certeza de que Deus sempre abençoa quem ama e quem faz da vida um prazer.
Um dia maravilhoso com muita Paz para você!

Primavera é quando, num pedacinho da Terra, as flores se abrem,
o sol fica mais forte e a vida fica mais alegre.

Quando, num canto da Terra, se faz primavera, nos outros cantos se faz verão, inverno e outono.

Das quatro estações, a primavera é a mais bonita, porque colore a terra, perfuma o ar
e contagia os corações sensíveis com sua alegria.

A primavera é uma boa época para renovar o espírito, assim como as flores se renovam. E de colher os frutos e semear a terra.

Semear a terra sempre, pois isso significa mantê-la sempre fértil.
E de terra fértil, sempre brota a vida.

Bom seria se a primavera acontecesse o tempo todo, em todos os corações humanos... florescendo, enfim, na forma de atos, palavras e pensamentos, sempre positivos...
se cada ser vivente, fosse como uma flor, bela, pura e cheirosa, toda a Terra viveria uma eterna primavera...

Depende de cada um, fazer do próprio coração, a terra...
semeá-lo e cuidá-lo, para cultivar o espírito da primavera, todo o tempo...
em qualquer estação...

Sagrado e precioso líquido que muitos não dão a devida importância.
A água é imprescindível para qualquer espécie de vida existente na terra.
A água que lava a ferida, que sacia a sede, que banha o corpo cansado e suado da lida terrena.
Tudo à vossa volta clama por ela.
A água é vosso alimento, vosso remédio e, até mesmo, vosso divertimento.
Como é bom e saudável um banho de rio, mar ou cachoeira!
Quantos irmãos sofrem por não possuir essa dádiva divina!
Roguemos ao Pai por tantos que sofrem por não possuir a bendita água, nem mesmo a das chuvas.
Senhor, não permiti que vossos filhos padeçam com a secura do coração e dos sentimentos de fraternidade. Banhai-os com vossa doçura. Derramai sobre tantos corações endurecidos, o bálsamo do vosso amor.

Oi! Tudo bem?
Saia de casa só pelo gosto
de caminhar. Sorria para todos. Faça um álbum
de família. Conte estrelas. Telefone para os seus amigos.
Diga : gosto muito de você! . Converse com Deus. Volte
a ser criança. Pule corda. Apague de vez a palavra rancor. Diga sim.
Dê uma boa risada! Leia um livro. Peça ajuda. Corra. Cumpra uma promessa.
Cante uma canção. Lembre o aniversário de seus amigos. Ajude algum doente.
Pule para se divertir. Mude de penteado. Seja disponível para escutar. Deixa seu
pensamento viajar. Retribua um favor. Termine aquele projeto. Quebre uma rotina.
Tome um banho de espuma. Escreva uma lista de coisas que lhe dão prazer. Faça uma
visita. Sonhe acordado. Desligue o televisor e converse. Permita-se errar. Retribua uma
gentileza. escute os grilos. Agradeça a deus pelo Sol. Aceite um elogio. Perdoe-se...
Deixe que alguém cuide de você. Demonstre que está feliz. Faça alguma coisa que
sempre desejou. Toque a ponta dos pés. Olhe com atenção uma flor. Só por hoje,
evite dizer não posso. Cante no chuveiro. Viva intensamente cada minuto de Deus.
Inicie uma tradição familiar. Faça um piquenique no quintal. Não se preocupe.
Tenha a coragem das pequenas coisas. Ajude um vizinho idoso.
Afague uma criança. Reveja fotos antigas. Escute um amigo.
Feche os olhos e imagine as ondas do mar.
Brinque com seu mascote.
Permita-se brilhar. Dê
uma palmadinha nas
suas próprias costas.
Torça pelo seu time.
Pinte um quadro.
Cumprimente um
novo vizinho.
Compre um presente
para você mesmo.
Mude alguma
coisa. Delegue
tarefas. Diga
bem vindo
a quem chegou.
Permita que
alguém o ajude.
A-gra-de-ça!
Saiba que não
está só. Decida-se
a viver
com ‘paixão’: sem ela
nada de grande se consegue
Conserve esta árvore diante de si durante os 365 dias do Ano Novo. Ela garante boa saúde,
excelentes relações pessoais, rápido crescimento pessoal e comunitário e uma eternidade feliz!

"... O mais altruísta dos amigos que um homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona e nunca mostra ingratidão ou deslealdade, é o cão".

"Senhores Jurados, o cão permanece com o seu dono na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos invernais sopram e a neve se lança impetuosamente. Quando só ele estiver ao lado de seu dono, ele beijará a mão que não tem alimento a oferecer, ele lamberá as feridas e as dores que aparecem nos encontros com a violência do mundo. Ele guarda o sono de seu pobre dono como se fosse um príncipe. Quando todos os amigos o abandonarem, o cão permanecerá. Quando a riqueza desaparece e a reputação se despedaça, ele é constante em seu amor como o Sol na sua jornada através do firmamento. Se a fortuna arrasta o dono para o exílio, o desamparo e o desabrigo, o cão fiel pede o privilégio maior de acompanhá-lo, para protegê-lo contra o perigo, para lutar contra seus inimigos. E quando a última cena se apresenta, a morte o leva em seus braços e seu corpo é deixado na laje fria, não importa que todos os seus amigos sigam seu caminho: lá ao lado de sua sepultura se encontrará seu nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes, mas em atenta observação, fé e confiança mesmo à morte ".

Este tributo foi apresentado ao júri pelo ex-senador George G. Vest ( então advogado), que representou o proprietário de um cão morto a tiros, propositalmente, pelo vizinho.
O fato ocorreu há um século na cidade de Warrensburg, Missouri, nos Estados Unidos da América. O senador ganhou o caso e hoje existe uma estátua do cão na cidade e seu discurso está inscrito na entrada do tribunal de justiça da cidade.

O mundo caminha por caminhos tortuosos sem fronteiras.
Mas nem tudo está perdido,
sempre existe na humanidade grupos e
mais grupos de anjos abençoados em busca das soluções...
Tenhamos calma pois o que está escrito ninguém pode mudar,
muitos morreram e muitos ainda vão morrer,
mas é necessário por voltar o "ciclo"...
Ciclo energético de seres mais iluminados para abrandar a caminhada de muitos povos...
Creiam um dia esse planeta será de muita paz,
mas para isso terá que passar por muitas modificações necessárias para um "novo dia"...

As vezes, sinto vontade de voar, com uma pretensiosa convicção de saber planar sobre as nuvens e montanhas.
Mas até nos sentimentos, a força da gravidade nos mantém presos a vínculos, que até hoje, não consegui aceitar
seus mistérios e porquês.
É como se a vida me conduzisse para os meus mais íntimos sonhos e uma força poderosa, mas sem preceitos
estabelecidos por mim, me chamasse para a razão.
Uma razão que não me cabe julgar ou aceitar, pois ela já existe dentro de mim.
Como queria voar! Sem local e hora de pouso. Simplesmente voar! Voar em busca de viver, voar em busca do
meu "eu", voar nos meus sonhos e desejos mais íntimos, como o Condor, que ao olhar para baixo, sente a
fragilidade dos que se encontram sobre a terra e extasiado senti-se distante de todo tipo de mesquinharias que lá
se encontra.
Talvez este condor até tentasse um vôo rapante, mas longe de se iludir com a paisagem tão próxima e batendo
com toda força suas asas, fugiria, como se já conhecesse aquele lado falso do belo e não quisesse mais iludir-se.
Permanecendo longe de tudo e de todos. Evitando sofrimentos e questionamentos.
Sendo um pouco egoísta a quem o quisesse julgar, mas vivendo, não sei como, o seu sonho de superioridade.
Mesmo sendo um sentimento, que dentro dele, não significasse, exatamente superioridade e sim liberdade.

Voar, voar, voar...

Um vôo sem limites, sem rumo, mas um vôo verdadeiro, de um ser que nunca vai se encontrar na realidade, pois
seus sonhos são maiores, mas impossíveis, porque o mundo não é dele e o rumo das leis já estabelecidas, não
mudam.
Voe Condor! Não olhe para baixo, não olhe a razão! Simplesmente voe! Procure ser feliz!
É difícil, eu sei! Mas me faça também um pouco feliz, vendo-o partir. Saia dessa prisão, e não se culpe .
Você foi feito para viver livremente, não se puna por um desejo, que está lhe sufocando.
Ponha-o em prática e se não der certo, o caminho de volta você também conhece e pode tentar regressar, mas,
mais bonito e corajoso, menos deprimido e confiante. Você irá se conhecer e irá com certeza mudar sua pequena
vida.

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda ....de flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete, melando os dedos com algodão doce
da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro, e a vida fica com a cara que ela tem de verdade,mas que a gente desaprende de ver.
Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Tem gente, que ao lado delas é como se estivéssemos
chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo.
Sonhando a maior tolice do mundo com a sensação
de quem não liga pra isso.Ao lado delas, pode ser abril,
mas parece manhã de Natal... do tempo em que
a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.
Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível,
a gente tem certeza que ele existe.
Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria.
Recebendo um buquê de carinhos, abraçando um filhote de urso panda.
Tocando com os olhos os olhos da paz.Ao lado delas, saboreamos a delícia.

Olhar o céu infinito
Admirar as estrelas
Tocá-las com os dedos da imaginação
Vibrar com o brilho delas.
Brincar de fazer mundos
Usar os sentimentos mais puros
Mais profundos.
Para onde vai aquela estrela?
Um pontinho no céu a caminhar?
E olha lá... do outro lado
Outra estrela a vagar!
São meus sonhos... esperanças...
De um mundo melhor encontrar
Que realizo e conquisto
No brilho do seu olhar!

Eu não quero mais mentir
Usar espinhos que só trazem dor
Eu não enxergo o inferno
Que me atraiu
Visite: mensagens, papel de parede, filmes, videos

Dos cegos do castelo me despeço e vou
A pé até encontrar
Um caminho um lugar pro que eu sou
Eu não quero mais dormir
De olhos abertos me esquenta o sol
Eu não espero que um revolver venha explodir
Na minha testa se anunciou
A pé a fé devagar
Foge o destino o azar que estou
E se você puder me olhar
E se você quiser me achar
Se você trouxer o seu lar
Eu vou cuidar
Eu cuidarei bem dele
Eu vou cuidar
Do seu jardim
Eu vou cuidar
Eu cuidarei muito bem dele
Eu cuidarei do seu jantar
Do céu e do mar
E de você e de mim

Eu vi no tempo que o homem não conta
Eu vi no tempo há muito tempo
Há tanto tempo que me perdi

Eu vi a terra engolir o rio
De águas escuras e já sem vida
Levá-lo a seu ventre
Purificá-lo e vomitá-lo por entre as rochas
Límpido, ligeiro, cheio de vida
Distribuindo a vida e saciando
A sede de quem o maculou

Eu vi a árvore decepada e dizimada
Quase arrancada pelas raízes
Brotar dentre as cinzas
A oferecer sombra e frutos
A quem a decepou

Eu vi o homem rasgar a terra
E de suas entranhas retirar jóias brilhantes
Que a terra enternecida oferecia graciosamente
A quem nela penetrasse... sem nenhum respeito

Eu vi o pássaro beijar a flor
E no seu bico perpetuar
Volitando alegremente
A vida e a espécie

Eu vi o homem se perder em perguntas
Tendo à sua frente... respostas
Eu vi o ser cheio de luz...cego
Eu vi a Terra...
Explodir em vida, perfeição e beleza
E o homem cego... se arrastar por ela

Eu vi...
E tanta coisa eu vi
Que desisti de enxergar
Pois perante a luz
Que brotava de dentro de mim
Me inebriei, e por medo de perdê-la
Fui capaz de beber da luz
De quem brilhava menos que eu

Cada ser tem dentro de si mesmo
A centelha divina de luz
E a partir do momento que ela se acende
Precisamos difundi-la e
Abraçar com ela toda a obscuridade
Antes que ela se apague... perdida
Entre os dedos gananciosos
Do homem, que destrói a terra
A árvore, o rio, o pássaro
E toda a vida que há em volta dele
Que cego, se atira em buscas
Ofuscado em sua ânsia de poder
Cego por sua pouca capacidade
De doar e agradecer
O que foi lhe oferecido gentilmente
E em abundância.

Começa dezembro e o sol parece ficar maior. Seja norte ou sul, inverno ou verão, o sol ilumina o mundo com a luz do Natal, e o brilho das luzes de dezembro guiam os nossos corações para o bem.

O lindo sol de dezembro é o espírito do Natal que entra em nossas vidas e deixa tudo mais caloroso, bonito e aconchegante. O amor parece que quer reinar e todo mundo parece desejar paz.

Dezembro é o mês que fecha o ano, mas é também tempo de renascimento. É tempo de olhar para trás e festejar tudo que vivemos, é tempo de olhar para frente e sonhar.

Em dezembro Deus parece estar mais perto de nós e parece ouvir melhor as nossas preces.