Angustia

O que há de errado?
Me diga, por favor
Eu não mais deveria procurá-lo
Eu deveria esquece-lo
Mas a verdade é única
Cá estou a lhe escrever
Motivo lógico não encontro
Por mais que eu queira perde-lo
Mais o acho dentro de mim
Não quero este resgate
Não quero!
O que há de errado?
Iludo-me na mentira
Sofro com a verdade
Machuco-me de qualquer jeito
Com ou sem você
Que castigo é este?
Parece não ter fim
Apelo a você
Ajude-me!
Não quero mais sofrer
O seu silêncio me tenta
A sua presença me afasta
O que há de errado?
Ontem, éramos nós
Felizes nas mentiras
Hoje você é um estranho que temo
Na realidade maldita
Não aceito a sua indiferença
Não me trate como ninguém
Sem você tenho o mundo
Mas não tenho nada
O que há de errado?
O que há de errado?

Mensagens Relacionadas

Não procure na angústia da saudade
A lembrança do seu sonho reprimido
De nada valem as recordações que invadem
Se nada foram num tempo já esquecido.
Siga em frente à procura de ideais,
Se eles foram a razão de sua vida.
Esqueça o tempo que não voltará jamais,
Leve consigo a lembrança da partida.
Se algum dia, bem distante, reviver
Mesmo que seja apenas por um instante
A lembrança deste meu triste semblante,
Não se demore, e volte logo a esquecer.

De que vale encarar a vida com angústia e negatividade? Sabemos que o amanhã é incerto, e às vezes o rumo que levamos não é o que desejamos. Mas há portas que se podem abrir quando escolhemos ser otimistas.

Tenha fé e olhe o horizonte com esperança. Tudo que está mal ainda vai mudar e devolver ao seu coração a plena felicidade.

Entre a doçura do primeiro olhar
E a angústia do nosso adeus
Houve um amor verdadeiro, mãe,
Nos unindo de um jeito incondicional.

Agora que você partiu,
Ficam as lembranças de tudo que vivemos,
Assim como a saudade de tudo que sentimos,
Junto com a certeza que você nunca será esquecida.

Quinta-feira, um dia incomum
dentro do comum, o tempo não passa,
de repente ele pára.
Angustia no peito, que demora,
sempre querendo ir embora,
ficar só, junto dos seus.
Mas os seus não se dão,
é ficar só no meio da multidão.

(Shaday Bering Chiarle)

Vivo um amor que não existe, uma angústia que persiste em meu coração. Lutar já não vale a pena, se a pessoa que dá sentido à minha vida nem repara que eu existo. É um esforço em vão dar o meu melhor e alimentar esta paixão sem futuro. E o meu maior medo é saber que não será fácil conseguir desistir de você.