Uma mulher de coragem é aquela que não tenta agradar

Uma mulher de coragem é aquela que não tenta agradar

Uma mulher de coragem é aquela que não tenta agradar e que é sempre genuína. Continuem assim e nunca mudem.

Mensagens Relacionadas

Eu sou aquela mulher
a quem o tempo muito ensinou.
Ensinou a amar a vida
e não desistir da luta,
recomeçar na derrota,
renunciar a palavras
e pensamentos negativos.
Acreditar nos valores humanos
e ser otimista.

(Cora Coralina)

Hoje é o dia de celebrar aquilo que mais me dá forças e aquilo do que tenho muito orgulho: ser mulher. Que este dia venha para nos lembrar que somos mulheres guerreiras.

Vamos sempre celebrar este dia porque é uma forma de honrar a nós mesmas e às mulheres incríveis que estão ao nosso lado. Sejamos aliadas, irmãs!

Esta é uma data para não esquecer!

Hoje é o aniversário da minha segunda mãe! Minha querida sogra, o carinho com o qual você me acolheu é algo que nunca vou esquecer.

Fico extremamente feliz por ter uma mulher tão incrível como você na minha vida. Neste seu dia especial, só posso desejar as melhores coisas deste mundo.

Que seu aniversário traga toda a felicidade que você merece e que este novo ano seja repleto de alegrias e muito sucesso.

Espero poder estar sempre perto de você e da sua família em momentos assim. Feliz aniversário, querida sogra!

Muitas pessoas se comportam da forma que imaginam que agradará a todos. Esta metáfora nos fala da impossibilidade de realizar este objetivo e sobre a necessidade de confiarmos em nosso julgamento interno.

Em pleno calor do dia um pai andava pelas poeirentas ruas de Keshan junto com seu filho e um jumento. O pai estava sentado no animal, enquanto o filho o conduzia, puxando a montaria com uma corda.

- Pobre criança! - exclamou um passante. Suas perninhas curtas precisam esforçar-se para não ficar para trás do jumento. Como pode aquele homem ficar ali sentado tão calmamente sobre a montaria, ao ver que o menino está virando um farrapo de tanto correr.

O pai tomou a sério esta observação, desmontou do jumento na esquina seguinte e colocou o rapaz sobre a sela. Porém não passou muito tempo até que outro passante erguesse a voz para dizer: - Que desgraça! O pequeno fedelho lá vai sentado como um sultão, enquanto seu velho pai corre ao lado.

Esse comentário muito magoou o rapaz, e ele pediu ao pai que montasse também no burro, às suas costas. - Já se viu coisa como essa?, resmungou uma mulher usando véu. Tamanha crueldade para com os animais! O lombo do pobre jumento está vergado, e aquele velho que para nada serve e seu filho abancaram-se como seu o animal fosse um divã. Pobre criatura!

Os dois alvos dessa amarga crítica entreolharam-se e, sem dizer palavra, desmontaram. Entretanto mal tinham andado alguns passos quando outro estranho fez troça deles ao dizer: - Graças a Deus que eu não sou tão bobo assim! Por que vocês dois conduzem esse jumento se ele não lhes presta serviço algum, se ele nem mesmo serve de montaria para um de vocês?

O pai colocou um punhado de palha na boca do jumento e pôs a mão sobre o ombro do filho. - Independente do que fazemos - disse, sempre há alguém que discorda de nossa ação. Acho que nós mesmos precisamos determinar o que é correto.

Com certeza você já ouviu a expressão entre marido e mulher, não se mete a colher. Pois é, mas se muitas pessoas se acham no direito de meter a colher, é porque alguém abriu a panela Tenha muito cuidado com o que diz e para quem diz. O que acontece com um casal, na maioria das vezes, deve ser resolvido entre eles.

Quando desabafamos com um amigo ou amiga, sempre contamos a nossa versão da história e muitas vezes nos colocamos no lugar de vítima e o nosso parceiro se torna o vilão. Como desabafamos com os nossos amigos, eles tomam o nosso partido e querem nos ver longe dessa pessoa que tanto nos faz sofrer!

Abrir a boca para reclamar do casamento, do marido ou da mulher, é dar abertura para que os outros metam a colher no nosso tempero. Depois de aberta a panela, é difícil fechar! Todo mundo se acha no direito de opinar, de aconselhar, e até de cobrar! O casal acaba perdendo as referências e a percepção do que realmente está acontecendo entre eles.

Guarde os seus problemas e discussões de casal entre quatro paredes, a não ser que seja algo realmente grave. Muitas pessoas a falar ao mesmo tempo só causam ruído, e muito facilmente deixamos de ouvir a nossa própria voz. No final, quando decidimos ficar com aquela pessoa que tanto nos fez sofrer, como contamos aos amigos, ninguém entende como somos capazes.

Mas a verdade, é que só quem está dentro de uma relação é realmente capaz de saber o que se passa e qual a dimensão real das coisas. Preserve a sua vida conjugal, preserve a sua intimidade!