Aceitação


Por que simplesmente não aceitas os fatos
e vives a vida com tudo que ela te oferece?

Te perdes e perdes tanto tempo procurando explicações
para as explicações, que a razão verdadeira acaba ficando terrivelmente mutilada, transfigurada,
e o fato perde a razão de ser.

É na simplicidade e na alegria com que vives
e realiza as tarefas, desde as maiores até
as menores, que encontrarás respostas.
Quando cessarem tuas buscas e tua alma aceitar
"sem lutas", todo o teu dia-a-dia, terás então,
enfim satisfeita, tua necessidade de questionar.

Verás simplesmente o que simplesmente recebestes,
e distribuirás fartamente o que simplesmente tens na vida:
a própria vida!

Mensagens Relacionadas

A felicidade não se procura. Ela não tem residência, muito menos tem corpo, rosto, cheiro. Ser feliz é aceitar o que você é juntamente com o que você tem e com o que a vida lhe oferece. Nessa hora de aceitação, a felicidade, aquela alegria maior, estará viva em você.

Só assim você seguira o trilho do bem-estar. É que ser feliz dá muito trabalho, é necessário você se esforçar muito na única tarefa necessária para conseguir ser feliz: contentamento.

A gente passa a vida em busca da felicidade plena. A felicidade é um país demasiado estranho para existir no mundo que conhecemos. Na verdade todo o tempo que andamos procurando essa coisa, nos esquecemos de viver de forma inteira, completa. A importância de ser feliz é enorme, contudo não passa de uma visão ofuscada em relação às transparências que cegamos com nossos ávidos olhos.

Ser feliz é encantar o mundo com um sorriso, é bajular até o chão que magoado nos suporta todos os dias. Não há fortuna ao longo desta busca, há sim angústia porque todo o tempo que andamos às voltas com destino à indefinição da felicidade, nós estamos esquecendo que o expoente máximo da realização consiste na aceitação. E é só isso. A felicidade não é mais que breves momentos em que nos apresentamos ao mundo, às pessoas, à vida de forma completa.

Ser feliz consiste somente na aceitação. Ser feliz é lutar por atingir nossos objetivos reais e nos contentarmos com o que a vida nos presenteou. A vida é uma oferta, uma bênção e isso aí, já é mais do que motivo para você se congratular.

que você não me conhece...
E eu tenho que gritar isso porque você está surda e não me ouve!
A sedução me escraviza à você ...
Ao fim de tudo você permanece comigo, mais presa ao que eu criei e não a mim .
E quanto mais falo sobre a verdade inteira um abismo maior nos separa ....
Você não tem um nome , eu tenho...
Você é um rosto na multidão , e eu sou o centro das atenções ,
Mas a mentira da aparência do que eu sou , é a mentira da aparência do que você é .
Por que eu , eu não sou o meu nome, e você não é ninguém ...
O jogo perigoso que eu pratico aqui , ela busca a chegar ao limite possível da aproximação.
Através da aceitação , da distância , e do reconhecimento dela.
Entre eu e você existe a notícia que nos separa ...
Eu quero que você me veja nua , eu me dispo da notícia.
E a minha nudez parada , te denuncia , e te espelha...
Eu me relato , tu me delatas...
Eu nos acuso , e confesso por nós.
Assim , me livro das palavras,
Com as quais você me veste.

Não é fácil encontrar alguma vantagem quando perdemos algo, mas como tudo nesta vida tem um lado positivo, o melhor a fazer com certeza é focar exatamente nisto. Após o período de admissão e aceitação, é necessário colocar a tristeza de lado e começar a pensar nas melhores formas para viver o futuro.

Qualquer que seja a perda, sempre nos restará um espaço valioso para ser preenchido, mas nunca com a intenção de substituição, pois nem o pior dos sofrimentos devem ser totalmente descartados, mas sim tidos como bons aprendizados.

Quando o espaço vazio causado pela perda é detectado, cabe a você escolher o tipo de sentimento que irá ocupá-lo. Com uma perda sempre ganhamos mais um oportunidade de conhecer algo novo da nossa imensidade, novas senções e comportamentos, que são pouco utilizados.

Temos que treinar o nosso coração para lidar da melhor forma possível com as adversidades da vida, para que nos momentos mais difíceis não seja tão duro encontrar uma boa saída.

Se despedir do que quer que seja nunca é algo muito simples, depois do adeus, as lembranças tomam conta de quase todos os pensamentos do dia, tornando cada vez mais doloroso o processo de aceitação da despedida.

Como tudo nesta vida, um afastamento também pode ter seu lado positivo. Quando ele está relacionado a algo que gostamos imensamente, a dor inicial é inevitável e intensa, mas não tenha dúvidas que também será passageira.

É impossível não sentir nenhum sofrimento ao se distanciar de uma pessoa querida ou algo que lhe era bem quisto. Por mais que tentemos resistir ao descontentamento, ele sempre chegará primeiro, mas isto não quer dizer que ele deve permanecer na sua vida o tempo inteiro.

Pense nas despedidas como um ponto de transição, onde se inicia mais um novo ciclo sua vida, sem a presença do que ocasionou a despedida. Apesar de toda dificuldade, caso o distanciamento seja irreversível, faça o possível para focar apenas nas lembranças positivas.


Não se concentre no lado ruim da despedida, faça dela um momento de reflexão e a utilize como mais um ponto de partida, onde infelizmente a presença não pode ser mais esperada, mas as boas recordações permanecerão para o resto da vida.