Bebê a caminho

Que alegria, minha irmã! Um neném vai preencher um espaço muito importante na nossa família! Esse bebê que você está carregando em seu ventre é sinal que a vida faz todo o sentido.

É seu primeiro filho, seu grande passo na construção da sua linda família e isso é razão de sobra para festejar.

Pode ter certeza que seu bebê vai ter uma tia babona e sempre muito presente no seu crescimento. Na verdade, não encontro palavras para demonstrar toda a minha alegria por esta notícia tão especial!

Parabéns, querida irmã!

Mensagens Relacionadas

Você está prestes a embarcar na maior aventura da sua vida. Você já é mãe desde o primeiro momento que soube que estava grávida, e agora, cada dia mais está próxima do grande dia.

Tenho certeza que você se sairá muito bem, porque tem um coração bom. Sei que seu bebê terá uma sorte imensa de nascer com uma mãe como você.

Não se preocupe com nada, porque tudo irá ficar bem e você poderá aproveitar todas as delícias de ser mãe pela primeira vez. Curta cada momento, pois passa voando.

Você será uma ótima mãe!

Carrego no coração o sonho de uma vida sem dor, sem desilusão, sem tristeza! Infelizmente, tudo pode acontecer, porque nada é garantido e tudo é permitido. Você tem de encontrar sua força interior!

É hora de encarar essa doença que está desafiando sua coragem, e partir para a luta! É que não tem outra alternativa senão batalhar de forma incansável com a fé e a esperança no pensamento. Tenho certeza que você vai sair dessa muito em breve! Força!

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens. Levantou no mundo as muralhas do ódio, e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado na penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(Charles Chaplin)

Por mais voltas que o mundo dê, um dia todos nós iremos nos encontrar em algum ponto.
Um ponto pacífico,onde estaremos falando a mesma língua, bebendo o mesmo vinho, contando nossas histórias e rindo, um riso leve e sincero.
Assim, estaremos prontos para percorrer juntos este longo caminho; em que simplesmente falamos de nossos dias, vendo o futuro com olhos livres.

(Charles Chaplin)

Durante seis anos, Siddhartha e os seus seguidores viveram em silêncio e nunca sairam da floresta.

Para beber, tinham a chuva, como comida, comiam um grão de arroz ou um caldo de musgo, ou as fezes de um pássaro que passasse. Estavam tentando dominar o sofrimento tornando as suas mentes tão fortes que se esquecessem dos seus corpos.

Então um dia, Siddhartha escutou um velho músico, num barco que passava, falando para o seu aluno...

Se você apertar esta corda demais, ela arrebenta; e se a deixar solta demais, ela não toca.

De repente, Siddhartha percebeu que estas palavras simples continham uma grande verdade, e que durante todos estes anos ele tinha seguido o caminho errado.

Se apertar esta corda demais, ela arrebenta; e se a deixar solta demais, ela não toca.

Uma aldeã ofereceu a Siddhartha a sua taça de arroz.

E pela primeira vez em anos, ele provou uma alimentação apropriada.

Mas quando os ascetas viram o seu mestre banhar-se e comer como uma pessoa comum, sentiram-se traídos, como se Siddhartha tivesse desistido da grande procura pela iluminação.

(Siddhartha Gautama os chamou)

- Venham...
- e comam comigo.

Os ascetas responderam:

- Traíste os teus votos, Siddhartha. Desistiu da procura. Não podemos continuar a te seguir. Não podemos continuar a aprender com você.

Enquanto foram se retirando, Siddharta disse:

- Aprender é mudar.

- O caminho para a iluminação está no Caminho do Meio.

- É a linha entre todos os extremos opostos.

O Caminho do Meio foi a grande verdade que Buda descobriu, o caminho que ensinaria ao mundo.