Lágrimas que rasgam a pele

Lágrimas que rasgam a pele

Há lágrimas que nos rasgam a pele e invadem nosso coração de tristeza profunda.

Mensagens Relacionadas

Agora sim, meu coração está completo de felicidade! É que hoje é Carnaval! Este é o dia de todas as emoções, a jornada das paixões, das cores novas e do samba no corpo, na mente, na pele! Feliz Carnaval para todo mundo é meu profundo desejo para hoje!

Na mente martelo um nome
Nome lindo e especial
Vem puro, sem sobrenome
Mesmo que haja outro igual

Quando escuto o teu nome
Meu corpo logo reage
Vibra, pula, vira e vê
Mas sei que não é você

Você não está aqui
Está bem longe de mim
Mas meu corpo não entende
Te procura a todo instante

E minhalma não obstante
Nota o que o olho não vê
E pra suprir sua falta
Me faz sonhar com você

Chegou a hora de fechar os olhos e entregar o corpo ao descanso de uma noite recuperadora. Bons sonhos, amiga! Você merece relaxar após mais um dia difícil e recarregar novas e positivas energias.

Na verdade, sinto que o dia de amanhã vai ser surpreendente. E é por isso que precisamos descansar, manter o brilho na nossa pele e encarar o amanhecer com um longo sorriso no rosto. Boa noite, querida!

Quem é que disse que o amor não vale a pena?
Que faz doer o coração, que pode trazer decepção?
Pode até ser que o amor não traga felicidade plena!
E que com o fim da paixão, o amor pareça uma simples uma ilusão.
Ora, mas se o amor é mesmo forte,
Vale a pena, a alma e a pele arriscar!
Já dizia o poeta, quem entra na chuva é para se molhar!
Quando o coração acelera, não consegue mais frear.
E na pista molhada é ainda mais difícil parar!
Se foi para a chuva, agora é cantar e dançar.
E se no final, o amor não correr bem,
A água vai secar, e logo a dor vai passar
E para voltar a se alegrar, basta lembrar:
depois da tempestade, vem a sempre a bonança.
No fim do arco-íris, há sempre a esperança de um tesouro.
E o seu tesouro pode ser um amor que vale ouro.

As lágrimas que caem dos meus olhos
são como folhas despencando
de uma árvore no outono.
Perceptíveis para quem está próximo,
mas insignificantes para o mundo.