Lágrimas que caem de um olhar triste

Há sempre uma lágrima que cai. Às vezes porque estamos tristes, outras porque estamos decepcionados, e às vezes ela cai por estamos sentindo as duas coisas. Mas não há melhor saída do que chorar e expulsar as angústias que carregamos no coração.

É duro aceitar a realidade quando ela é amarga, é cruel ter de conviver com aquelas sensações que nos impedem de ser feliz. E é por isso que é tão importante soltar aquela lágrima que está presa há algum tempo. Esse é o único segredo para ultrapassar uma dificuldade.

Precisamos olhar para dentro de nós mesmos e enfrentar com coragem e clareza os fantasmas e medos que nos assombrar. Só assim conseguiremos dar a volta por cima e superar aquele problema tão difícil e pessoal.

Chorar, entender e dar uma revirada no que estamos fazendo pode ser crucial para retomar aquele sonho, a felicidade ou simplesmente para ficarmos de bem com a vida. Desistir não é opção, lutar é a única salvação. Ser feliz não é um luxo, mas uma obrigação e todos temos de batalhar até a encontrar.

Mensagens Relacionadas

São as lágrimas que como
penas caem após não mais
aguentar.

São os versos que escrevo
e que do nada se perdem no
olhar.

São as nuvens que voando
me despem a mente e a
alma.

São as forças que tinha que
não tendo mais me levam a
chorar.

Seja tristeza ou não é assim
que triste danço em vão no
palco da vida.

As lágrimas que caem dos meus olhos
são como folhas despencando
de uma árvore no outono.
Perceptíveis para quem está próximo,
mas insignificantes para o mundo.

Quando nosso destino é o sucesso os dias serão de suor, lágrimas e sangue. É que tudo que é valioso na vida é difícil de alcançar. Tudo tem seu preço e o sucesso tem um valor inestimável.

Por isso prepare-se para lutar todos os dias para atingir seus objetivos. Se quer realizar seus sonhos é melhor começar trabalhar agora mesmo. Não pense em desistir e batalhe com todas as suas forças!

Tento definir essa sensação de impotência, essa fraqueza que abala minha mente já doente e sozinha. Tentei encontrar-me nos olhares de quem estava ao meu lado, tentei me sustentar nos sonhos que ouvi, tentei encontrar forças aonde não mais havia.

Caminhando sozinha percebi quantos sonhos abri mão, quantas vezes passei por cima de mim para que outro alguém sorrisse de corpo e alma e iluminasse o mundo por aí, de quantas pessoas conheci e apaixonada deixei voar pra longe de mim; encontrei a escuridão e o vazio de persistir e acreditar que conseguiria caminhar sozinha, quando na verdade até mesmo o maior dos tolos sabia que sozinha, nem uma alma é capaz de vagar sem se lesar pelas quinas da estrada.

Cai em becos sem saída, caí em vertigens e alucinações, caí sem forças pra levantar me apoiando em ter que continuar não por mim, mas por aqueles que estavam à minha volta. Hoje percebo que ali, esqueci de mim, esqueci de viver pra mim, esqueci que precisava de mim para continuar a seguir. Ali percebi que já não suportava mais a solidão, não queria mais esse caminho de escuridão, talvez ali também, percebi que era tarde demais

Olhei ao meu redor, no chão havia sangue e estilhaços espalhados do que um dia foram meus sonhos, minha esperança, minha força; encontrei fotos rasgadas de pessoas que deixei passar, de pessoas que saíram do meu caminho sem cogitar; havia folhas espalhadas da minha história esmaecidas irrecuperáveis; em um canto, havia amor, esquecido, largado, jogado como algo sem valor e por toda extensão havia medo, fúria, dor, lágrimas Tá um caos, tudo se tornou um caos, vozes sumiram, sorrisos se tornaram lembranças doces, presenças se espatifaram com o vento e a escuridão veio tomar conta de uma morada que não era dela.

Pode ter sido só um erro, talvez o erro foi abrir mão do primeiro sonho e desencadear sucessivas desistências; talvez tenha sido encontrar conforto na escuridão e no silêncio, como se de silêncios fizessem um mundo bom; talvez foi ter deixado passar por cima de mim, colocando a vontade dos outros melhores ou mais urgentes que as minhas vontades, ter aberto mão de sorrir para ver os outros sorrirem, ou talvez é ter feito tudo na esperança de um dia todo o feito voltar pra mim como uma avalanche de boas energias. Talvez o erro não tenha sido desistir, tenha sido ser incapaz, impotente, incoerente quando necessitava só um pouquinho de garra e vontade; talvez nem tenha tido erro, mas o medo tenha tomado conta do que um dia fazia toda a história ter sentido

Talvez ninguém sinta que há necessidade de sentido, ou talvez o sentido esteja nos motivos, e os motivos são tantos que nem cogitem percebê-los, só sabem que são eles que dão toda a coerência em viver, dão todo o brilho em querer seguir cada vez mais E talvez seja esse querer, e esse motivo que não fazem mais parte do que hoje sou talvez não seja meu sorriso que faça falta, mas o sorriso de alguém ao olhar pra mim, talvez também nem tenha mais importância, se a importância de existir já sucumbiu em mim.

(Devaneadora)

Uma folha cai
e se perde no vento
e aguenta seu tempo
enquanto cai.

Choram as lágrimas
bebem-se as dores a
pé ou sentado lá na
poltrona.

Tristeza que me morde
e me fere sem morder.

Tristeza que me agarra
e me fará sempre perder.

Poltrona.
Meu lugar favorito
para chorar e saborear
o vento que me leva

A lágrima cai
a mão abraça e foge
perdida no seu tempo
enquanto cai.

Recomendados para você

35 frases de flores para dar cor à sua vida
35 frases de flores para dar cor à sua vida