Abraço forte e poderoso

Abraço forte e poderoso

Abraço forte e poderoso é aquele que é dado com carinho e amor. Feliz Dia do Abraço!

Mensagens Relacionadas

Posso até cair, mas sei que Deus sempre estará aí para me ajudar a levantar!

Ser forte é amar alguém em silêncio e desejar felicidade e paz para essa pessoa quando ela estiver triste. É perdoar alguém, mesmo que essa pessoa não seja capaz de reconhecer os próprios erros e que não peça o seu perdão.

Ser forte é manter-se calmo mesmo em momentos de desespero. É ter a capacidade de manter-se sereno em meio a uma tormenta, é mostrar força quando tudo parece desmoronar, é estimular as pessoas em sua volta quando tudo parece mal e quando você mesmo já não se sente capaz de nada.

Ser forte é sair da cama todos os dias para encarar a vida mesmo quando a vida não sorri para você. É buscar sentir-se alegre em vez de entregar-se à tristeza. Ser forte é ser capaz de sorrir quando você só quer chorar.

Ser forte é fazer alguém feliz quando o seu próprio coração está triste. É não reclamar e nem descontar nos outros os seus problemas e angústias. É tentar se reconciliar com você e ter o coração em paz com a sua vida, com as suas experiências, mesmo as mais negativas, e tentar construir coisas boas e alegres.

Ser forte é tentar ver a vida além das suas próprias emoções. Ser forte é ter fé quando parece que não há mais nada em que acreditar!

Mulher forte não se deixa dominar, sabe o que quer e para onde vai e não precisa que a levem. Mulher forte não permite que a definam pela beleza, não se rege pelo espelho, mas espalha encanto por onde passa.

Mulher forte derruba qualquer barreira e seu coração guerreiro enfrenta qualquer batalha. Mulher forte pisa o chão com firmeza e anda de cabeça erguida, e quem não consegue admirar uma mulher assim não merece sequer olhar para ela!

Se você não está bem, eu não ando bem também. Amizade é isso! Sei que você anda em baixo, anda preocupado, estressado. Então isso me deixa preocupado, porque eu conheço seu jeito e você é uma pessoa cheia de vida para dar e vender, no entanto anda sem ânimo, sabe? A gente tem de dar um jeito nisso. Um jeito para tocar você para a frente, para o caminho certo e merecido: o caminho para a felicidade e o bem-estar. Não vou descansar enquanto você estiver metido nesse poço injusto.

A vida é um momento pequeno onde a gente busca o que de melhor está à disposição. Acontece que diversas vezes, o melhor da vida anda meio escondido, anda fugindo de nossos braços. A gente não pode parar nunca de procurar o sumo da vida. Na verdade, o melhor da vida é sempre o agora, o tempo. Tudo o resto são coisas triviais! Então se levanta e parta em busca do seu espaço de satisfação. Não se permita desistir. Sim, porque sempre que você caminha cabisbaixo e sempre que você não oferece um sorriso aberto ao mundo e às pessoas você está desistindo. Abrace o mundo a toda a hora porque a vida é um momento só e que não para nunca. Você não está sozinho.
Conte comigo para tudo!

Meu Deus, como é engraçado!
Eu nunca tinha reparado
como é curioso um laço...
Uma fita dando voltas? Se enrosca...
Mas não se embola, vira,
revira, circula e pronto:
Está dado o abraço.

É assim que é o abraço:
coração com coração,
tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço:
um abraço no presente,
no cabelo, no vestido,
em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta,
o que é que acontece?
Vai escorregando devagarinho
desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo,
fica solto no vestido.
E na fita, que curioso,
não faltou nem um pedaço.
Ah! Então é assim o amor,
a amizade, tudo que é sentimento,
como um pedaço de fita?
Enrosca, segura um pouquinho,
mas pode se desfazer a qualquer hora,
deixando livre as duas bandas do laço.

Por isso é que se diz:
laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga,
então se diz - romperam-se os laços.
E saem as duas partes,
igual meus pedaços de fita,
sem perder nenhum pedaço.

Então o amor é isso...
Não prende, não escraviza,
não aperta, não sufoca.
Porque quando vira nó,
já deixou de ser um laço.

(Maria Beatriz Marinho dos Anjos)