A Diferença de um Anjo e um Amigo

Anjos e amigos, todos temos um pouquinho de cada coisa.

Um anjo nos toma pela mão e nos aproxima de Deus. Um amigo foi enviado por Deus para nos aproximarmos dele. Um anjo tem a obrigação de cuidar de nós. Um amigo cuida de nós por amor.

Um anjo vê você sorrir e observa suas alegrias. Um amigo faz você sorrir e faz parte das suas alegrias. Um anjo sabe quando necessita da ajuda de alguém. Um amigo ajuda você sem saber que necessita. Um anjo ajuda você evitando problemas. Um amigo ajuda você a resolvê-los.

Um anjo vê você sofrer sem poder abraçar você. Um amigo abraça você porque não quer ver você sofrer. Um anjo, na realidade, faz parte dos seus sonhos. Um amigo compartilha e luta para que seus sonhos sejam uma realidade.

Um anjo sempre está com você, não percebe a sua falta. Um amigo quando não está com você, não só sente a sua falta, mas também pensa em você. Um anjo vela seus sonhos, um amigo sonha com você. Um anjo aplaude seus triunfos.
Um amigo ajuda para que você triunfe.

Um anjo se preocupa quando você está mal. Um amigo se alegra quando você está bem. Um anjo recebe uma oração sua. Um amigo faz uma oração por você. Um anjo ajuda você a sobreviver. Um amigo vive por você.

Para um anjo você é uma missão que cumprir. Para um amigo é uma obrigação defender você. Um anjo é algo celestial. Um amigo é uma oportunidade real de conhecê-lo melhor.

Na semelhança que há entre o amor e a amizade um anjo quer ser seu amigo. Um amigo se propõe também a ser o seu anjo e é alguém que cuida você nas noites mais turbulentas, para que possa compartilhar de todos os seus sonhos!

Mensagens Relacionadas

Bom dia para você que é meu anjo amigo, minha luz na escuridão da vida! Desejo muita alegria para hoje, muitos momentos inesquecíveis, muita paz e muito amor.

Você merece tudo de bom que a vida tem para oferecer e eu sempre estarei aqui torcendo para que assim seja.

Era uma vez um escritor que morava em uma tranquila praia junto de uma colônia de pescadores. Certo dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Ao chegar perto ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, joga-las novamente de volta ao oceano.

Por que está fazendo isso? - Perguntou o escritor.
Você não vê, - explicou o jovem - a maré está baixa e o sol está brilhando. Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia. O escritor espantou-se.

Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praia por este mundo fora, e centenas de estrelas-do-mar espalhadas por elas. Que diferença faz? Você joga umas poucas de volta do oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma.

O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse: Para essa eu fiz a diferença!

Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir. Pela manhã procurou o jovem, uniu-se a ele e juntos começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano. Sejamos, portanto, mais um dos que querem fazer do mundo um lugar melhor!

Houve uma reunião em uma marcenaria, onde as ferramentas se juntaram para acertar suas diferenças. O martelo estava exercendo a presidência, mas os participantes o notificaram que teria que renunciar. A causa? Fazia barulho demais e além disso passava o tempo todo golpeando.

O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo. Diante do ataque o parafuso concordou, mas por sua vez pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.

A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fosse o único perfeito. Nesse momento entrou o marceneiro, juntou todos e iniciou o seu trabalho.

Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, a rústica madeira se converteu em um fino móvel. Quando a marcenaria ficou novamente sem ninguém, a assembleia recomeçou a discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:

- Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o marceneiro trabalha com nossas qualidades, ressaltando nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos e concentremo-nos em nossos pontos fortes.

Então a assembleia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limpar e afinar asperezas e o metro era preciso e exato. Então se sentiram como uma equipe capaz de produzir belos móveis da mais alta qualidade e uma grande alegria tomou conta de todos pela oportunidade de trabalhar juntos.

O mesmo ocorre com os seres humanos. Basta observar. Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação fica tensa e negativa. Ao contrário, quando se buscam com sinceridade os pontos fortes dos outros, florescem as melhores conquistas humanas. É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades, isso é para os sábios!

Todos os dias são maravilhosos e nenhum é igual ao outro. E isso é o que a vida tem de mais fascinante: a surpresa. Por isso devemos procurar a felicidade em todos os instantes. Bom dia!

Celebremos junto de quem mais amamos, dancemos, cantemos, gritemos! É hora de viver a vida e a bênção de mais um dia que pode se tornar o mais belo de todas que já vivemos.

Se você vê estrela demais
Lembre que um sonho não volta atrás
chega perto e diz
Anjo

Se você sente o corpo colar
Solte o seu medo bem devagar
Chega perto e diz
Anjo
Bem mais perto e diz
Anjo

Se uma coisa louca
Sai do seu olhar
Fique em silêncio
Deixe o amor entrar
Pra que tanta pressa de chegar
Se eu sei o jeito e o lugar.