Mensagens de Consolo

Encontradas mais de 234 Mensagens de Consolo:

São oito anos...

e são oito anos, conhecendo sua pessoa maravilhosa ! Não quero, e jamais irei esquecer dos quatro mágicos anos que estudamos juntos, e consolar os outros quatro anos que não o vejo, sinto demais sua falta ! dos nosso recreios, nossas bagunças nas aulas, nossas conversas e etc .saiba, que te admiro muuito, e assim sempre será, pessoa igual a você, ainda estão para inventar !

te amo muitooooooooooooo, (L)

Postar no Facebook
O Homem de Bem

O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos, a si mesmo perguntará se violou essa lei, se não praticou o mal, se fez todo o bem que podia, se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.

Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria. Sabe que sem a Sua permissão nada acontece e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.

Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.

Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.

Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.

Encontra satisfação nos benefícios que espalha, nos serviços que presta, no fazer ditosos os outros, nas lágrimas que enxuga, nas consolações que prodigaliza aos aflitos. Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.

O homem de bem é bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque em todos os homens vê irmãos seus.

Respeita nos outros todas as convicções sinceras e não lança anátema aos que como ele não pensam.

Em todas as circunstâncias, toma por guia a caridade, tendo como certo que aquele que prejudica a outrem com palavras malévolas, que fere com o seu orgulho e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever de amar o próximo e não merece a demência do Senhor.

Não alimenta ódio, nem rancor, nem desejo de vingança; a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas e só dos benefícios se lembra, por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.

É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que também necessita de indulgência e tem presente esta sentença do Cristo: "Atire-lhe a primeira pedra aquele que se achar sem pecado." Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios, nem, ainda, em evidenciá-los. Se a isso se vê obrigado, procura sempre o bem que possa atenuar o mal.

Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para poder dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.

Não procura dar valor ao seu espírito, nem aos seus talentos, a expensas de outrem; aproveita, ao revés, todas as ocasiões para fazer ressaltar o que seja proveitoso aos outros.

Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.

Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe que é um depósito de que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.

Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.

O subordinado, de sua parte, compreende os deveres da posição que ocupa e se empenha em cumpri-los conscienciosamente. (Cap. XVII, nº 9.) Finalmente, o homem de bem respeita todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza, como quer que sejam respeitados os seus.

Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem o homem de bem; mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar, no caminho se acha que a todas as demais conduz.


(Allan Kardec)

Minhas Conclusões

Hoje parei para pensar na vida e cheguei a algumas conclusões:
- Por mais que seu coração tenha sido partido por amores desfeitos e paixões impossíveis, jamais perca a esperança de amar mais uma vez...
- Por mais que você tenha chorado por um alguém que julgou não merecer, não ligue, e se for necessário chore uma, duas, três ou quantas vezes quiser; porque as lágrimas não são méritos dos fracos e sim daqueles que possuem sentimentos...
- Por mais que seus sonhos pareçam ser impossíveis de realizar, não deixe de sonhar; porque quem não sonha não vive...
- Por mais que você sinta que a solidão só nos causa sofrimento... não se engane, é através dela que vemos onde temos que melhorar para tentar fazer outras pessoas felizes...
- Por mais que seja difícil, diga a todas as pessoas que gosta o quanto elas são importantes ; porque você não sabe até que momento elas estarão presentes ao seu lado...
- Por mais que seja difícil a vida, não deixe de lutar porque só fracassam aqueles que não lutam por aquilo que desejam...
- Por mais que você ache que as aparências são tudo, pense numa coisa: As aparências enganam e o seu príncipe encantado pode virar sapo em apenas um segundo...
- Por mais que ouça as mais belas frases de amor, sempre acredite não acreditando, porque o amor se prova agindo e não falando...
- Por mais que a vida seja complicada, jamais deixe de viver, porque a vida é um presente que nem todos têm a chance de ganhar...
- Por isso, faça tudo o que quiser fazer...
- Chore se quiser chorar...
- Grite se quiser gritar...
- Ame se quiser amar...
- Fique só por um momento se quiser ficar... por que afinal de contas você nunca sabe se tudo se repetirá novamente e nem quando será sua última vez.
- Portanto seja e faça alguém feliz, porque todos têm esse dom , mas poucos aprenderam a desfrutar desta felicidade.
- A vida é apenas uma e se você fechar os olhos para ela, ao abrir talvez já será tarde demais!!!!

Mantendo a Alegria de Viver

A alegria é o primeiro passo para conquistar e manter a saúde. Viver em plenitude, apesar das dificuldades próprias de nossa condição humana, é investir no próprio equilíbrio e serenidade.

Mas o que é exatamente viver em plenitude? Como manter a alegria de viver diante de tantos e complexos desafios sociais e individuais que nos atingem diariamente?

Viver em plenitude seria ter e adquirir coisas, desfrutar de vantagens e confortos que o dinheiro pode comprar e ocupar posições privilegiadas na vida? Não, absolutamente.

Viver em plenitude é, antes de tudo, estar com a consciência em paz e compreender os altos significados da própria vida, tais como a permanente necessidade do autoaprimoramento intelecto-moral e a importância de lutar por uma consciência de paz interior. Ora, manter e viver com a consciência em paz conclama aos deveres perante si mesmo e perante o próximo. Isso inclui todos os deveres próprios da cidadania, do dever humanitário da solidariedade e do perdão e mesmo o dever individual de levantar a cabeça diante das adversidades.

Rápida análise desses itens enumerados no final do parágrafo anterior desdobram inúmeros outros deveres. Fala-se tanto em direitos, mas esquece-se dos deveres que equilibram a vida e garantem a harmonia na convivência.

Viver em plenitude é exatamente essa consciência de viver em paz, perante si mesmo e perante os que nos compartilham a vida. É sim desfrutar a vida, mas com respeito às diferenças todas que nos caracterizam e com a noção plena de que todos precisamos muito uns dos outros e que toda atitude de indiferença, omissão ou discriminação pode gerar violências e comprometer a harmonia que tanto necessitamos.

A postura da alegria de viver é atitude de respeito à vida, de confiança nos poderes maiores que nos dirigem o caminho evolutivo e da iniciativa de agir em favor da harmonia de todos.

Notem que os grandes problemas da humanidade são de ordem moral.

Sejamos, pois, aqueles que respeitam a vida e espalham esperança, com nossa espontânea alegria de viver. Viver sem medo, sem motivos que causem arrependimentos futuros e especialmente viver com dignidade na plena noção de nossos deveres: auxiliar o progresso, instruirmo-nos mutuamente e trabalhar pelo aprimoramento de nossas instituições políticas, religiosas, culturais, esportivas, educativas e sociais de todos os gêneros.

Só quando respeitarmos integralmente a vida é que sentiremos essa alegria de viver que nos garante saúde física, mental e espiritual. A decisão é nossa, só depende mesmo de nossas escolhas. O que estamos aguardando? Por que os ímpetos egoístas e agressivos?

Já é tempo de amadurecermos as próprias ideias e comportamentos.

(Orson Carrara)
(O Consolador)

Quase

Ainda pior que a convicção do não, a incerteza do talvez é a desilusão de um "quase".

É o quase que incomoda, que entristece, que mata, trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou, não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono do quase....

Pergunto então, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não pergunto, contesto.

A resposta sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados.

Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.

Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris teria somente tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros, há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive, já morreu!

Como Melhorar Seu Dia a Dia no Trabalho

A chave para mudar o padrão das relações viciadas ou desgastadas, transformar a rotina e recuperar o espírito de entusiasmo e cooperação está em cultivar atitudes baseadas na espiritualidade.

- Procure em seu trabalho um sentido maior do que apenas um meio de sobrevivência.

Por menos gratificante que seja sua função, é um elo na imensa cadeia de trabalho que traz prosperidade e bem-estar coletivos.

- Identifique seus dons e habilidades.

Ter consciência de que você é a pessoa certa no lugar certo é fundamental para a realização. A competência tem relação direta com o prazer. Avalie se sua função preenche sua necessidade de satisfação pessoal. Se não, é hora de começar a pensar em mudar de emprego ou profissão.

- Aceite e compreenda as diferenças.
Procure ver os aspectos positivos que todos nós temos e exercite a capacidade de perdoar e se colocar no lugar das outras pessoas. Isso evita atritos e desgastes desnecessários.

- Aprenda com a diversidade de pontos de vista.
Pessoas com formação cultural, idade ou nível social diferentes do nosso têm muito a nos acrescentar. Tente se abrir para quem parece diferente de você.

- Exercite o afeto e a gentileza com chefes e colegas.
Um sorriso, ou um gesto atencioso, são suficientes para tornar as relações mais amistosas e produtivas. Seja como um ponto de luz no seu ambiente de trabalho.

- Acredite que você tem vasto potencial a ser explorado.
Às vezes perdemos chances de expansão ou mudança na profissão por não apostar em nós mesmos. É o caso de quem acha não ser capaz de aprender outro idioma.

- Viva o momento presente.
Um dos princípios do budismo destaca a importância de estar sempre focado no momento presente e fazer todas as coisas como se fosse a primeira vez. Isso nos dá motivação e nos conecta com nosso foco.

- Equilibre trabalho, família e espiritualidade.
Dê a devida atenção a cada uma dessas áreas da vida, sem achar que uma é mais importante que outra.

(Alkíndar de Oliveira)