Mensagens de Justiça

Encontradas mais de 127 Mensagens de Justiça:

Desculpe a grosseria

Mil perdões. Tenho que, sinceramente, pedir-lhe desculpas por ontem. Estou envergonhado pela baixaria que protagonizei, mas tenho coragem de pedir que você me perdoe, porque você sabe muito bem que eu não sou assim. Nem eu mesmo, revendo na memória aquele triste filme, posso me reconhecer naquele papel.

Eu sei que meras desculpas não vão resolver os danos causados por minha atitude grosseira, mas peço que você pondere bem antes de tomar uma atitude radical porque, mais uma vez, você sabe que eu não sou assim; pelo contrário, sou uma pessoa delicada e sensível.

Não quero justificar o injustificável, pois minha atitude foi terrível, mas acho que aquele Gin-Tônica bateu mal e eu acabei falando bobagem. De qualquer maneira, gostaria de contar com a sua soberana condescendência. Se você quiser, posso telefonar e me desculpar com cada um dos presentes, coisa que, aliás, já estou fazendo por conta própria.

Aceite mais uma vez as desculpas e um beijo carinhoso do seu arrependido e envergonhado,

Postar no Facebook
Estado da (In)Justiça

Dizem que o reino anda mal governado, que nele está de menos a justiça, e não reparam que ele está como deve estar, com sua venda nos olhos, sua balança e sua espada, que mais queríamos nós, era o que faltava, sermos os tecelões da faixa, os alferidores dos pesos e os alfagemes do cutelo, constantemente remendando os buracos, restituindo as quebras, amolando os fios, e enfim perguntando ao justiçado se vai contente com a justiça que se lhe faz, ganhado ou perdido o pleito. Dos julgamentos do santo ofício não se fala aqui, que esse tem bem aberto os olhos, em vez da balança um ramo de oliveira, e uma espada afiada onde a outra é romba e com bocas. Há quem julgue que o raminho é da paz, quando está muito patente que se trata do primeiro graveto da futura pilha de lenha, ou te corto, ou te queimo, por isso é havendo que faltar à lei, mais vale apunhalar a mulher, por suspeita de infidelidade, que não honrar os fiéis defuntos, a questão é ter padrinhos que desculpem o homicídio e 1000 cruzados para pôr na balança, nem é para outra coisa que a justiça a leva na mão. Castiguem-se lá os negros e os vilões para que não se perca o valor do exemplo, mas honre-se a gente de bem e de bens, não lhe exigindo que pague as dívidas contraídas, que renuncie à vingança, que emende o ódio, e, correndo pleitos, por não se poderem evitar de todo, venham a rabulice, a trapaça, a apelação, a praxe, os ambages, para que vença tarde quem por justiça justa deveria vencer cedo, para tarde perca quem deveria perder logo. É que, entretanto, vão-se mungindo as tetas do bom leite que é o dinheiro, requeijão precioso, supremo queijo, manjar de meirinho e solicitador, de advogado e inquiridor, de testemunha e julgador, se falta algum é porque o esqueceu o pe. Antonio vieira e agora não lembra.

(José Saramago - Memorial do Convento)

Postar no Facebook
Injustiças

Rumores de dúvidas,
Caminhos incertos,
Amanhã desconhecido,
Coração misterioso
Dono de grandes segredos.
Céu discreto
Com poucas estrelas.
Uma vida testemunha
De injustiças,
Injustiças cruéis
Que atropelam verdadeiros sentimentos,
Que escondem sonhos.
Uma visão
De fantasias ao mundo
Sossego imaginário,
Mundo violento
Incapaz de adormecer e se envolver em sonhos.
Estrelas perdidas,
Céu apagado,
Amor esquecido,
Ferida de dor
Cicatriz no coração.
Estrelas especiais sem salvação.
Coragem cega
Olhos sem direção.
Injustiças que levam as estrelas
E deixam apenas um céu apagado...

Postar no Facebook
O Poder da Oração do Justo

“... A ORAÇÃO DE UM JUSTO É PODEROSA E EFICAZ.” (Tiago 5.16).

Quando observamos a vida do maior justo que viveu neste mundo entendemos o quanto sua oração era poderosa.
Estamos a nos referir ao Senhor Jesus Cristo. Algumas vezes a Bíblia Sagrada menciona Jesus orando, como também está registrado o resultado da sua oração.
Jesus orou quando foi batizado por João e como está escrito:
“... ORANDO ELE O CÉU SE ABRIU E O ESPÍRITO SANTO DESCEU SOBRE ELE... (Lucas 3.21,22). Que oração poderosa!

Jesus viveu uma vida de oração enquanto esteve na terra, como está escrito:
“DURANTE OS SEUS DIAS DE VIDA NA TERRA, JESUS OFERECEU ORAÇÕES E SÚPLICAS, EM ALTA VOZ E COM LÁGRIMAS, ÁQUELE QUE O PODIA SALVAR DA MORTE, SENDO OUVIDO POR CAUSA DA SUA REVERENTE SUBMISSÃO.” (Hebreus 5.7 – NVI).

Que lindo texto! Jesus orou muito! Orações e súplicas. Orou em alta voz, e não somente oração silenciosa, como alguns tentam fazer entender que não precisamos orar em voz alta. Mas está escrito que Jesus orou em alta voz. Na verdade, sabemos que Deus não é surdo, sem que mesmo haja palavras na nossa boca Ele já sabe o que estamos pensando, glória a Deus! Contudo, há momentos que necessitamos exprimir em alto e bom som o que nos vai na alma, e Ele nos entende nesse particular, glória a Deus!

Jesus também orou com lágrimas, aleluia! O justo ora com lágrimas. Sabemos que há muitos cristãos endurecidos que não conseguem se quebrantar diante de Deus. Dos seus olhos não consegue sair uma gota sequer de lágrima de tão seco que está o coração.
Amados, precisamos ter muito cuidado com a terra do nosso coração. Temos que mantê-la sempre regada com a chuva e orvalho que representam a Palavra de Deus em nossa vida (Deuteronômio 32.2). Triste da pessoa cujo coração se tornou um deserto, uma terra seca, sem água, porque terra seca só produz cardos e espinhos e como está escrito:
“MAS A TERRA QUE PRODUZ ESPINHOS E ERVAS DANINHAS, EH INUTIL... (Hebreus 6.8).

Todos quantos estão em Cristo são justificados pela fé nele, visto que Ele ressuscitou para nossa justificação, aleluia!
Somos justos nele e por isso podemos orar e suplicar como menciona a Palavra de Deus.
Oremos meus amados, não cansemos de orar;
Oremos meus amados, oremos sem cessar;
Oremos meus amados, pois a necessidade dos nossos irmãos cresce a cada dia;
Oremos meus amados, sentindo a dor dos que sofrem ao nosso redor;
Oremos meus amados, pois conforme diz a escritura a nossa oração tem poder, tem eficácia, gloria a Deus!

(Lídia Fernandes da Silva)
(Amiga do Amigo)

Postar no Facebook
Os justos

Um homem que cultiva o seu jardim, como queria Voltaire.
O que agradece que na terra haja música.
O que descobre com prazer uma etimologia.
Dois empregados que num café do Sul jogam um silencioso xadrez.
O ceramista que premedita uma cor e uma forma.
O tipógrafo que compõe bem esta página, que talvez não lhe agrade.
Uma mulher e um homem que lêem os tercetos finais de certo canto.
O que acarinha um animal adormecido.
O que justifica ou quer justificar um mal que lhe fizeram.
O que agradece que na terra haja Stevenson.
O que prefere que os outros tenham razão.
Essas pessoas, que se ignoram, estão a salvar o mundo.

Postar no Facebook
Aflição Vazia

Ante as dificuldades do cotidiano, exerçamos a paciência, não apenas em auxílio aos outros, mas igualmente a favor de nós mesmos.
Desejamos referir-nos, sobretudo, ao sofrimento inútil da tensão mental que nos inclina à enfermidade e nos aniquila valiosas oportunidades de serviço.

No passado e no presente, instrutores do espírito e médicos do corpo combatem a ansiedade como sendo um dos piores corrosivos da alma. De nossa parte, é justo colaboremos com eles, a benefício próprio, imunizando-nos contra essa nuvem da imaginação que nos atormenta sem proveito, ameaçando-nos a organização emotiva.

Aceitemos a hora difícil com a paz do aluno honesto, que deu o melhor de si, no estudo da lição, de modo a comparecer diante da prova, evidenciando consciência tranqüila.

Se o nosso caminho tem as marcas do dever cumprido, a inquietação nos visita a casa íntima na condição do malfeitor decidido a subvertê-la ou dilapidá-la; e assim como é forçoso defender a atmosfera do lar contra a invasão de agentes destrutivos, é indispensável policiar o âmbito de nossos pensamentos, assegurando-lhes a serenidade necessária...

Tensão à face de possíveis acontecimentos lamentáveis é facilitar-lhes a eclosão, de vez que a idéia voltada para o mal é contribuição para que o mal aconteça; e tensão à frente de sucessos menos felizes é dificultar a ação regenerativa do bem, necessário ao reajuste das energias que desastres ou erros hajam desperdiçado.

Analisemos desapaixonadamente os prejuízos que as nossas preocupações injustificáveis causam aos outros e a nós mesmos, e evitemos semelhante desgaste empregando em trabalho nobilitante os minutos ou as horas que, muita vez, inadvertidamente, reservamos à aflição vazia.

Lembremo-nos de que as Leis Divinas, através dos processos de ação visível e invisível da natureza, a todos nos tratam em bases de equilíbrio, entregando-nos a elas, entre as necessidade do aperfeiçoamento e os desafios do progresso, com a lógica de quem sabe que tensão não substitui esforço construtivo, ante os problemas naturais do caminho. E façamos isso, não apenas por amor aos que nos cercam, mas também a fim de proteger-nos contra a hora da ansiedade que nasce e cresce de nossa invigilância para asfixiar-nos a alma ou arrasar-nos o tempo sem qualquer razão de ser.

Postar no Facebook
Ensinamentos de Krishna

Krishna falava na sua missão e da sua própria natureza em termos sobre os quais convém meditar. Dirigindo-se aos seus discípulos, dizia:

“Tanto eu como vós temos tido vários nascimentos. Os meus só de mim são conhecidos, porém vós nem mesmo os vossos conheceis. Posto que, por minha natureza, eu não esteja sujeito a nascer e a morrer, todas as vezes que no mundo declina a virtude, e que o vício e a injustiça a superam, torno-me então visível; assim me mostro, de idade em idade, para salvação do justo, para castigo do mau, e para restabelecimento da verdade.
“Revelei-vos os grandes segredos. Não os digais senão àqueles que os podem compreender. Sois os meus eleitos: vedes o alvo, a multidão só descortina uma ponta do caminho.”

Por essas palavras a doutrina secreta estava fundada. Apesar das alterações sucessivas que teve de suportar, ela ficará sendo a fonte da vida em que, na sombra e no silêncio, se inspiram todos os grandes pensadores da antiguidade.

A moral de Krishna também era muito pura:

“Os males com que afligimos o próximo perseguem-nos, assim como a sombra segue o corpo. – As obras inspiradas pelo amor dos nossos semelhantes são as que mais pesarão na balança celeste. – Se convives com os bons, teus exemplos serão inúteis; não receeis habitar entre os maus para os reconduzir ao bem. – O homem virtuoso é semelhante a uma árvore gigantesca, cuja sombra benéfica permite frescura e vida às plantas que a cercam.”

(Srimad Bhagavatam)

Postar no Facebook
Cuantas Veces

Cuantas veces pensamos en desistir, dejar de lado, nuestros ideales y nuestros sueños;
Cuantas veces nos vamos en retirada, con el corazón triste por la injusticia;
Cuantas veces sentimos el peso de la responsabilidad, sin tener con quien compartirla;
Cuantas veces sentimos soledad, aunque estemos rodeados de personas;
Cuantas veces hablamos, sin que nadie nos note;
Cuantas veces luchamos por una causa perdida;
Cuantas veces volvemos a casa con la sensación de derrota;
Cuantas veces aquella lágrima, cae, justamente en la hora en que necesitamos parecer fuertes;
Cuantas veces pedimos a Dios un poco de fuerza, un poco de luz;
Y la respuesta llega, sea ella como una flor, una sonrisa, una mirada cómplice, un mensaje, un billete, un gesto de amor;
Y la gente insiste; Insiste en proseguir, en creer, en transformar, en compartir, en estar, en ser;
Y Dios insiste en bendecirnos, en mostrarnos el camino:
Aquel mas difícil, mas complicado, mas bonito.
Y la gente insiste en seguir, por que tiene una misión.........
SER FELIZ!

Postar no Facebook
Desculpa a Grosseria

Mil perdões. Tenho que, sinceramente, pedir-lhe desculpas por ontem. Estou envergonhado pela baixaria que protagonizei, mas tenho coragem de pedir que você me perdoe, porque você sabe muito bem que eu não sou assim. Nem eu mesmo, revendo na memória aquele triste filme, posso me reconhecer naquele papel.

Eu sei que meras desculpas não vão resolver os danos causados por minha atitude grosseira, mas peço que você pondere bem antes de tomar uma atitude radical porque, mais uma vez, você sabe que eu não sou assim; pelo contrário, sou uma pessoa delicada e sensível.

Não quero justificar o injustificável, pois minha atitude foi terrível, mas acho que aquele Gin-Tônica bateu mal e eu acabei falando bobagem. De qualquer maneira, gostaria de contar com a sua soberana condescendência. Se você quiser, posso telefonar e me desculpar com cada um dos presentes, coisa que, aliás, já estou fazendo por conta própria.

Aceite mais uma vez as desculpas e um beijo carinhoso do seu arrependido e envergonhado,
(assinatura)

Postar no Facebook
Você Perfura a Minha Alma

Não posso mais ouvir em silêncio. Preciso falar com você pelos meios de que disponho neste momento. Você partiu minha alma. Sou metade agonia, metade esperança. Não me diga que é tarde demais, que sentimentos tão preciosos foram-se para sempre. Ofereço-me para você de novo com um coração muito mais seu do que quando você quase o despedaçou há oito anos e meio atrás. Não se atreva a dizer que o homem esquece mais rápido do que a mulher, que seu amor morre mais cedo. Eu tenho amado somente você, mais ninguém. Injusto posso ter sido, fraco e ressentido também, mas nunca inconstante. Você, apenas você trouxe-me para Bath. Faço planos pensando somente em você. Você não ainda percebeu? Terá você falhado em entender meus desejos? Eu não teria esperado nem estes dez dias se tivesse podido ler seus sentimentos como eu penso que você penetrou nos meus. Quase não posso escrever. A todo instante ouço alguma coisa que me atordoa. Você abaixa sua voz, mas eu posso distinguir seus tons mesmo quando perdidos em meio aos outros. Boníssima e excelente criatura! Você nos faz justiça, deveras. Você crê que há afeto verdadeiro e constância entre os homens.

(trecho do livro "Persuasão" da autoria de Jane Austen)
(Paixão Por Livros)

Postar no Facebook
Corrida para a Vitória

Qual é o maior sonho de um atleta? Ser o vencedor e subir no pódio! Não creio que exista algum atleta que não tenha esse sonho. Mas para chegar lá há um longo caminho a seguir. Ninguém nasce vencedor. Essa caminhada envolve muito esforço e dedicação.

Numa competição há muitos atletas, mas um só será o vencedor: aquele que conseguir ter a melhor performance de todos os concorrentes na sua modalidade. O atleta precisa, em primeiro lugar, ter o alvo bem focado e observar todas as regras. Nada pode tirar essa concentração. Qualquer deslize pode ser fatal. Fatores importantes a serem observados são: alimentação, descanso, preparo físico, treino, muita vontade de vencer, etc... Isso não é fácil e há muitos obstáculos a serem vencidos. Quantos atletas já sucumbiram por algum detalhe?

A grande verdade é que nossa vida também é uma corrida. A diferença é que essa corrida não é só para um vencedor, mas todos podem vencer. E todos que vencerem receberão um prêmio muito superior ao que um atleta pode ganhar numa competição. A Bíblia diz em 1 Coríntios 9.24-25: “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para a alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível”. No que consiste essa corrida e qual é a vitória? O apóstolo Paulo diz em Filipenses 3.7-10: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo... para o conhecer, e o poder da sua ressurreição...” Ele nos mostra que vale a pena correr, mas que deve ser da maneira certa. Não por força própria, por boas obras, mas sim pela fé em Cristo. Também afirma em Filipenses 3.12: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. Em outras palavras: não estamos correndo sozinhos e não somos os primeiros. Jesus Cristo já correu e venceu por nós quando deu Sua vida na cruz. Ali ele conquistou o prêmio da vida eterna para nós.

Talvez você seja como um atleta que corre sem rumo ou fora das regras da competição. Neste exato momento você tem a oportunidade de mudar. Entregue sua vida a Jesus, inscreva-se em Sua equipe, corra com os recursos que Ele providenciou para você, e Ele transformará a sua vida, e lhe dará o prêmio da vida eterna. Deus quer que você vença! Lemos em João 10.10: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Para conhecer mais do amor de Jesus e tudo que Ele fez por você, leia a Bíblia!

(Markus Steiger)
(A Jesus)

Postar no Facebook
O Governo

E cada governo faz as leis para seu próprio proveito: a democracia, leis democráticas; a tirania, leis tirânicas, e as outras a mesma coisa; estabelecidas estas leis, declaram justo, para os governados, o seu próprio interesse, e castigam quem o transgride como violador da lei, culpando-o de injustiça. Aqui tens, homem excelente, o que afirmo: em todas as cidades o justo é a mesma coisa, isto é, o que é vantajoso para o governo constituído; ora, este é o mais forte, de onde se segue, para um homem de bom raciocínio, que em todos os lugares o justo é a mesma coisa: o interesse do mais forte.

- Platão

(A República)

Postar no Facebook
Aos Amigos dos Idosos

Abençoados são aqueles que compreendem meus passos vacilantes, e minhas mãos que tremem.
Abençoados são aqueles que discretamente olham para outro lado quando eu derramo meu café na mesa.
Abençoados são aqueles que sabem que preciso me esforçar para ouvir e, muitas vezes, para apreender o que dizem.
Abençoados são aqueles que sabem que meus olhos são embaçados.
Abençoados são aqueles que respeitam meu sono diurno frente à televisão ou minha insônia descontrolada.
Abençoados são aqueles que percebem quando ajudar é necessário ou não, e quando necessito ser estimulado para preservar minha auto-estima.
Abençoados são aqueles que nunca dizem:
"Você já contou esta história duas, três, quatro vezes ..."; e me escutam pacientemente como se fosse a primeira vez.
Abençoados são aqueles que me aceitam e me respeitam como sou agora e também como fui no passado).
Abençoados são aqueles que não têm preconceitos,
que admiram o belo e o feio.
Abençoados são aqueles que sabem como trazer de volta boas lembranças de outrora.
Abençoados são aqueles que me poupam de preocupações e problemas desnecessários; vocês ainda têm tempo para muitas resoluções.
Abençoados são aqueles que me cedem alguns minutos de seu atarefado dia para uma rápida conversa.
Abençoados são aqueles que, mesmo apressadamente, dizem: "Olá, tudo bem?".
Ou apenas para mim sorriem. Eu entendo.
Abençoados são aqueles que afagam levemente meus cabelos brancos ou minha cabeça calva.
Abençoados são aqueles que fitam meus olhos, tantas vezes a procura de um simples olhar amigo, quando eu, aparentemente, não mais me comunico ou pareço insensível ou "desligado".
Abençoados são aqueles que percebem que eu ainda vivo, que eu ainda tenho sentimentos e emoções.
Abençoados são aqueles que entendem que ainda sou capaz de compreender e sentir o amor e a rejeição, a justiça e a injustiça, a sinceridade e a falsidade, o altruísmo e o egoísmo, a alegria e a tristeza.
Abençoados são aqueles que, quando eu partir, lembrarão de mim com carinho, amor e alegria.
Abençoados são os amigos dos idosos.

Postar no Facebook
Os deuses Hindus

Um dos grandes feitos do Hinduísmo está na fusão de cultos e deuses em uma vasta mitologia. Há uma infinidade incontável de divindades que com o passar dos tempos as características desses deuses se fundiam para formar uma única divindade. É maravilhoso perceber a unidade de todas as mitologias. Dentro do hinduísmo vemos uma série de princípios cósmicos e psicológicos inerentes a todas as religiões.

A imagem dos deuses representava as suas características, os diversos braços que uma divindade apresentava significavam extensões de sua energia íntima, e os objetos em suas mãos os símbolos dos seus vários poderes na ordem cósmica.

Em seguida, estão relacionados alguns dos Deuses Hindus, com suas esposas, seus avatares, seus companheiros e principais características:

Brahma, O Deus Criador considerado outrora o maior dos deuses porque colocava o universo em movimento, decresceu de importância com a ascensão de Shiva e Vishnu. Aparece de manto branco montando um ganso. Possui quatro cabeças das quais nasceram os Vedas, que ele leva nas mãos junto com um cetro e vários outros símbolos. É o Pai Celestial, criador dos céus e da terra.

Shiva, O destruidor. Um dos dois deuses mais poderosos do hinduísmo. Apresenta-se de várias formas: o extremado asceta, o matador de demônios envolvido por serpentes e com uma coroa de crânios na cabeça, o senhor da criação a dançar num círculo de fogo ou o símbolo masculino da fertilidade. Mais que os outros deuses é uma mistura de cultos, mitos e deuses que vêem desde a pré-história da Índia. É a representação do Espírito Santo no hinduísmo.

Parvati (ou Mahadevi) , esposa de Shiva, era a filha das montanhas do Himalaia e irmã do rio Ganges. Com amor, afastou Shiva de seu ascetismo. Representa a unidade de deus e deusa, do homem e da mulher. É nossa Divina Mãe Kundalini, amorosa senhora que é desdobramento do Divino Espírito Santo dentro de nós.

Uma, é a deusa dourada, que como uma forma de Parvati reflete manifestações mais brandas de seu marido Shiva. Serve às vezes de mediadora nos conflitos entre Brahma e os outros deuses. É a Mãe Cósmica, toda luminosa, e que tem como manto o céu estrelado.

Durga, que é outra forma de Parvati como uma deusa feroz de dez braços, nasceu já adulta das bocas flamejantes de Brahma, Shiva e Vishnu. Montada num tigre, usa as armas dos deuses para combater os demônios. É nossa Divina Mãe Interior, responsável pela Morte do Ego em nosso interior.
Kali, é Parvati transformada na mais terrível deusa do hinduísmo, com uma sede insaciável por sacrifícios sangrentos. Aparece em geral manchada de sangue, vestida de cobras e com um colar de crânios de seus filhos. Representa outro aspecto da nossa Divina Mãe Interior, aquela que destrói poderosamente o Ego nos mundos infernais, quando nós não nos interessamos pelo trabalho consciente da morte do Ego. Se não destruimos o Ego conscientemente, a Natureza Infernal o destruirá violentamente. Isso tudo por amor a nós. Essa destruição se efetua nos infernos atômicos da natureza. Essa é a famosa Segunda Morte, escrita no Apocalipse de São João.

Nandi, o touro sagrado para o povo do Indostão como um símbolo de fertilidade. Foi absorvido no hinduísmo como o companheiro constante de Shiva , de quem é montada, camarista e músico. Shiva usa na testa o emblema de Nandi, a lua crescente. Uma das representações das energias sexuais transmutadas, que nosso Divino Espírito Santo (Shiva) utiliza para a redenção da Alma.

Kartiqueia (ou Scanda), substituiu o deus védico Indra como principal deus hindu das batalhas. Filho de Shiva e, em alguns mitos, gerado sem mãe, só se interessa por lutas e guerras. Com seis cabeças e doze braços, comanda as suas legiões celestiais do dorso de um pavão colorido. Representa a Alma Humana, que deve guerrear as forças tenebrosas de nossos inimigos internos, ou Ego. É a Vontade (Thelema), necessária para a Vitória.

Ganesh, filho de Shiva, com cabeça de elefante, é talvez o deus mais popular. Sábio, ponderado e bem versado nas escrituras, é invocado pelos crentes antes de qualquer empreendimento para assegurar seu êxito. É a Sabedoria divina que a todos guia e dá liberdade, prosperidade e triunfo. Existe um grande mestre da Fraternidade Branca chamado Ganesh, que, invocado, nos ajuda a “abrir caminhos”, tanto materiais quanto espirituais…

Vishnu, o conservador. É para muitos hindus o deus universal. Traz em geral quatro símbolos: um disco, um búzio, uma maçã e uma flor de lótus. Sempre que a humanidade precisa de ajuda, esse deus benévolo aparece na Terra como um avatar ou reencarnação. É o equivalente hindu do Cristo Cósmico e do Osíris egípcio.

Matsia, o peixe de chifres que representa a intercessão de Vishnu num tempo de dilúvio universal. O peixe avisou Manu (que é o Noé hindu) e salvou-o num barco preso ao seu chifre. O peixe representa a energia inteior, sexual, transmutada.

Curma, a tartaruga. O segundo avatar de Vishnu que apareceu na Terra depois do dilúvio para recuperar tesouros. Na Alquimia medieval, representa o Antimônio, o fixador do ouro em nosso interior. É nosso Ser Interior, todo sabedoria, que, como uma tartaruga, dá um passo após o outro, para a realização da Grande Obra.

Varaa, o Javali. Originalmente o porco sagrado de um culto primitivo que tornou-se um avatar de Vishnu depois de um segundo dilúvio. Cavando sob a água com as presas, fez subir a terra e reestabeleceu a terra firme. Representa a força do elemento Terra. É a força elemental que se necessita para a Grande Obra Alquímica. É a energia que transforma o chumbo em ouro.

Narasima, O leão-homem foi avatar de Vishnu. Brahma, tinha dado invulnerabilidade a um demônio durante o dia e durante a noite. O avatar matou o demônio ao crespúsculo. Representa também a Execução, mais cedo ou mais tarde, da Lei.

Vamana, o anão, outro avatar, que se tornou um gigante para frustrar um demônio que procurava controlar o universo. Tendo permissão para conservar tudo o que pudesse cobrir com três passos, Vamana abrangeu o céu, a terra e o ar intermediário.

Parasurama, foi Vishnu como filho de um brâmane roubado por um rei kshatryia. Parasurama matou o rei, cujos os filhos por sua vez mataram o Brâmane, então Parasurama matou todos os Kshatryias masculinos durante 21 gerações. Ele representa a Justiça Divina, liderada pelo Mestre Anúbis e seus 42 Juízes do Karma (42 é o dobro de 21). O Karma, quando entre em ação, é terrível e invencível.

Rama, O herói da epopeia literário-religiosa “O Ramaiana”, foi Vishnu como um avatar que venceu Ravana, o mais terrível demônio do mundo. Rama representa o hindu ideal: um marido gentil, um rei bondoso e um chefe corajoso contra a opressão. O símbolo do grande mestre Rama (ou Ram, como foi conhecido nos períodos pós-dilúvio atlante) é a estrela de 6 pontas, ou hexagrama. Segundo o doutor Jorge Adoum, grande mestre da Fraternidade Universal, foi o grande líder Ram quem expulsou os negros africanos da Índia, nos primórdios da Segunda Sub-raça Ariana. Isso, obviamente, é totalmente desconhecido pela historiografia acadêmica.

Krishna, o avatar mais importante de Vishnu, foi um deus-herói amado em muitos de seus aspectos: como um menino travesso, como um adolescente amoroso, como um herói adulto que proferiu as grandes lições do Bhagavad Gita. Esses aspectos de Krishna tiveram origens diferentes. Krishna foi o avatar da Era de Áries, divulgando a poderosa doutrina dos Grandes Avataras do Cristo Cósmico.

Buda, como uma encarnação de Vishnu, é um exemplo da capacidade que tem o hinduísmo de absorver elementos religiosos diferentes. Dizem os hindus que o avatar Buda apareceu fundamentalmente para ensinar o mundo a ter compaixão pelos animais. Na verdade, esse grande mestre de compaixão canalizou as energias dos mundos Nirvânicos para o bem da humanidade. Sidarta Gautama (personalidade humana do grande Deus Cósmico, o Buda Amithaba) teve de se encarnar mais algumas vezes na Terra para terminar de cumprir sua missão. Sua encarnação seguinte foi como o mestre Tsong Kapa, o grande reformador do budismo tibetano. O mestre Samael afirma que esse mestre ascenso está, desde o século 17, reencarnado no planeta Marte, cumprindo uma missão cósmica semelhante à missão de Jesus na Terra.

Lakshmi, mulher de Vishnu, muitas vezes representada sentada numa flor de Lótus e empunhando outra, representa a boa sorte, a prosperidade e a abundância. Seus companheiros são dois elefantes. Sendo por si mesma uma importante deusa. O mestre Samael afirma, na obra O Matrimônio Perfeito, que Lakshmi, como mestre da Grande Fraternidade Branca, auxilia o devoto a sair conscientemente em corpo astral.

Sita, mulher de Rama, que é um avatar de Vishnu. Ela é uma encarnação de Lakshmi. Representa a esposa hindu ideal. Foi raptada pelo demônio Ravana e levada para a morada deste, mas permaneceu devotada ao marido. Representa a virtude da Fidelidade ao trabalho gnóstico. Não esmorecer nunca.

Hanuman, o rei dos macacos que emprestou sua agilidade, a sua velocidade e a sua força a Rama para ajudar a salvar Sita de Ravana. Pediu em troca que pudesse viver enquanto os homens se lembrassem de Rama. Assim Hanuman tornou-se imortal. Simbolicamente, o macaco é a Ciência Superior, a Lógica Superior, que possibilita “medir o mundo”, medir a Grande Obra, e saber o quanto se gastará para se realizar o Trabalho Alquímico.

Garuda, a montada de Vishnu, é uma ave mítica de cara branca, de cabeça e asas de águia e corpo e membros de homem. Transportando o deus no seu cintilante dorso dourado, era ás vezes confundida com o deus do fogo, Ágni.

(Gnosis Online)

Postar no Facebook
Como Lidar Com o Ciúme?

Segundo a revista Psychology Today, cada pessoa cria e desenvolve uma imagem da pessoa com quem se quer estar.

Quando uma pessoa viola esta imagem e faz com que o outro parceiro se sinta triste, sozinho, insultado ou usado, o resultado é ciúme.

O ciúme pode ser uma emoção normal, se o problema o justificar.

Mas o ciúme é também um sinal de medo - de abandono, de estar sozinho, de ser rejeitado ou qualquer outro sentimento negativo.

Como resolver o problema dos ciúmes?

Primeiro,
Tente compreender o que está a levar a essa crise de ciúmes.

Os ciúmes podem ser normais numa relação saudável, se isso se justificar. Mas poderá representar um problema maior, quando um dos parceiros começa a inventar desculpas que justifiquem os seus ciúmes.

Segundo,
Tente compreender de que forma os ciúmes afetam emocionalmente cada um de vocês. Conversem honestamente sobre o assunto. Comuniquem em vez de ficarem hostis.

Tente identificar as situações em que os ciúmes se tornam um problema e tome atenção à forma como se desenrola uma discussão. Discutir só irá piorar a situação e alimentar a causa inicial dos ciúmes.

Terceiro,
Façam os dois uma lista de comportamentos do seu parceiro que poderiam ser corrigidos. Discutam desejos que gostariam de concretizar como casal.

Tenha cuidado: não faça ultimatos - apenas comportamentos que podiam ser corrigidos, e não características de personalidade. Como por exemplo: "Gostava que passasse mais tempo comigo", em vez de "Não seja negligente, senão...".

Quando discutirem as listas, deixe o outro explicar os seus pontos de vista e ouça atentamente o que tem para dizer, sem interromper.

Quarto,
Tente identificar a ideia que cada um tem de relacionamento. O ciúme é um problema que ocorre quando expectativas como segurança, conforto e estabilidade não são correspondidas.

Identifiquem o que vos atrai. Ao compreender a atração no outro, será mais fácil detectar a origem dos ciúmes, uma vez que pode ser essa a razão dos ciúmes.

Quinto,
Tente compreender a gravidade da situação e os seus efeitos, tanto para si, como para o seu parceiro.

Discuta a possibilidade de recorrer a aconselhamento se as coisas não melhorarem, mesmo depois de se esforçarem por isso. Considere a possibilidade de fazer terapia de casal, caso as discussões acabem em brigas acesas, e/ou se os ciúmes e os comportamentos ciumentos aumentarem.

A terapia de casal vai tentar chegar às razões e aos medos por detrás do ciúme. Uma vez que o ciúme pode ter raízes em experiências de infância, os casais também podem tentar abordagens diferentes e fazer terapias individuais, complementando a de casal.

(Casamento Kasulo)

Postar no Facebook