Mensagens de Sentimentos


Se prepare para receber de braços abertos a transformação mais pela que pode acontecer na vida de uma mulher: você vai virar mãe! O seu foco de atenção vai mudar, os seus interesses vão mudar, o seu corpo vai mudar, o seu coração vai sair do seu peito, e você vai amar e agradecer a Deus.

Você vai se sentir uma borboleta, nascida de um casulo. Você vai se sentir mais viva do que nunca. Tudo aquilo que você achava que dava sentido à sua vida, de repente, vai parecer muito simples e sem importância. Você vai entender o que é prioridade.

Minha amiga, coisas maravilhosas vão acontecer em sua vida e você vai ter a oportunidade de aprender e crescer muito, e reaprender coisas que já tinha esquecido. Você vai sentir um amor que nunca imaginou que seria capaz caber num só peito. Você vai ser muito feliz! Parabéns por esse presente que você recebeu em sua vida. Parabéns pelo bebê, parabéns por ser abençoada com a beleza e o milagre da vida e da maternidade.

Eu desejo tudo de bom para você nesta nova e maravilhosa fase da sua vida!

Meu amor
corre contra o tempo
na esperança
de que um dia
ao seu lado
possa estar.

Só vou te encontrar
no dia em que
meu coração parar,
mas isso
não quer dizer
que não vou mais
te amar.

Quanto tempo se passou ...
e saudades
você me
deixou .

Não sei quando
vou te ver,
pois cada um tem seu tempo
de não mais sobreviver.

Mas feliz eu fico,
por saber
que bom tempo
de minha vida
estive com um homem
do qual tive orgulho de conhecer.

"Vossos filhos não são vossos filhos,
são os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor,
mas não vossos pensamentos.
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles,
mas não podem fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás
e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos
são arremessados como flechas vivas.
O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito
e vos estica com toda a sua força
para que suas flechas se projetem rápido e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria;
Pois assim como Ele ama a flecha que voa,
ama também o arco que permanece estável."


(Khalil Gibran)

Abandono... Medo... Solidão... Melancolia... Morte... Matar... Culpa... Suicidio...
É assim que começa
Você se sente abandonado...
Parece que ninguém se importa
Ou será que realmente não se importam?
Você sente medo...
Medo de ser só... medo de ser nada...
Medo de sentir medo... Medo de cair... de se afogar
Você se sente só...
Solidão parece ser tudo.
Você não quer e nem tem ninguém por perto...
Pois essas coisas te atrapalham, te incomodam...
Mas sozinho você chora... Se culpa sem motivo
Se sente infeliz... tem medo.
Agonia... Melancolia...
Elas te atacam e você está sozinho...
Sem ninguém... ninguém vai te ajudar
E você não demonstra o que sente...
Guarda tudo dentro de si
A raiva, o ódio, o medo...
O amor...
Amor não correspondido..
Ele te sufoca... quase te mata...
Você pensa em morte...
Quer se matar... se suicidar...
A culpa te ataca novamente... você se culpa sem motivo...
Você tenta fugir... Mas foge da vida.
SUICIDIO
A morte te conforta... mas você não quis fugir.
Quis apenas aplacar a dor
Que te consome dia após dia...
Te matando... tirando suas forças...
Tirando sua alma...

Sem querer você apareceu,
não te esperava,
não esperava reencontrar o que há muito havia
perdido...

Você me trouxe de volta o brilho no olhar...
O sorriso nos lábios...
Mas também o medo de me machucar.

Nãto te culpo por trazer de volta
um sentimento que eu havia prometido apagar de mim,
mas te culpo por fazer desse sentimento
o melhor que eu já senti...

De um jeito muito especial
Você me fez acreditar de novo que o amor pode ser
verdade...
Nunca amei, não sei bem o que essa palavra significa
pra mim,
mas o importante agora é que sinto por você algo que
eu nunca senti.

Não te prometo a perfeição,
pois isso eu não tenho...
Mas te prometo o que você também me prometeu...
O meu melhor desempenho!

Você é alguém mais do que especial pra mim,
é alguém diferente, assim como eu sou...
Você foi um desafio pra mim,
e sem que eu percebesse, escreveu seu nome em meu
coração,
e aqui o deixou.

Você foi uma das melhores coisas que na minha vida
aconteceu...
Você não é só um brinde,
mas sim um presente...
Um presente que Deus me deu!

Passamos por tantas fases durante a vida que seria muito desperdício não ser nada além que um simples sobrevivente. Certamente não é fácil se destacar com tantas pessoas almejando o mesmo objetivo, mas para isso é preciso começar devagar, fazendo a diferença primeiramente com aqueles que vemos diariamente.

O primeiro passo para fazer diferença é perceber de que forma pode alterar o que acha não deve permanecer mais o mesmo. Se no trabalho as pessoas estão desanimadas e desinteressadas, acrescente divertimento e seja aquele que provoca bons momentos. Nem todo mundo tem a coragem de usar a ousadia para buscar melhores sentimentos, seja o primeiro, contagie os que te rodeiam de alegria e melhore o ambiente.

Não seja mais um contaminado pelo mau humor adquirido pela vida corrida e competitiva que levamos atualmente. Tenha mais medo de continuar como está do que ter a ousadia de mudar, faça a diferença na sua vida e transmita esse pensamento adiante, aumentando o nível de felicidade das pessoas que habitam esse mundo.

Mãe não é apenas quem gera e bota no mundo. Mãe é quem cria, quem ama. Todos já escutaram essa ideia, todos parecem concordar, mas apenas alguns eleitos, como eu, podem atestar plenamente a sua veracidade.

Você, mamãe do meu coração, provou e continua provando, desde o primeiro momento, que mãe adotiva pode ser tão ou mais mãe verdadeira que aquela que carrega o filho no ventre.

Este é o seu dia, tanto como de qualquer mãe de sangue, e esta a minha pequena e humilde homenagem para alguém que merecia um universo de honras – feliz dia das Mães!

Eu te amo muito, mamãe. O seu colo sempre foi o mais confortável, os seus braços os mais protetores, as suas palavras as mais sábias. É um orgulho e uma bênção te ter na minha vida, e logo como mãe! Mamãe querida, desfrute do seu dia e seja feliz, hoje e sempre.

João 1.14 “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai”.

Graça é uma palavra interessante. É uma palavra atraente, convidativa, graciosa… Entender a graça de Deus e vivê-la é ainda mais arrebatador…

Mas é interessante saber que haverá sempre aqueles que vão querer tirar a sua alegria de provar da graça libertadora em sua vida.

No livro de Gálatas, temos exemplos de pessoas que não entendiam a graça de Deus. Por não entenderem a graça de Deus que produz no homem força espiritual, habilidade Divina e capacidade sobrenatural, era fácil ver a infelicidade de alguns que queria tirar a liberdade e alegria que a graça proporciona.

Práticas da velha aliança, o velho jeito de pensar, o tradicionalismo e a religiosidade misturada com uma falsa piedade, um padrão artificial de viver, um legalismo operando em sincronia com o medo, vergonha e culpa.

Era assim que as pessoas que se apoiavam na lei viviam. Uma vida tediosa, frustrada. Não é tão agradável viver assim, mas é mais fácil…

É delicado dizer isso, mas é a verdade. Há pessoas assim no meio cristão. Há pessoas assim não nascidas de novo.

Se você ler com um pouco mais de cuidado o livro de Gálatas, vai perceber que Paulo não estava disposto a deixar a sua liberdade em Cristo, assim como a dos seus irmãos na fé perderem a virilidade do Cristianismo pelo velho estilo de vida que nunca produziu resultado algum.

Em João 1.16,17 a Bíblia diz que todos nós temos recebido da sua plenitude e graça sobre graça. Também diz que a lei veio por intermédio de Moisés, mas a Graça e a verdade vieram por meio de Cristo.

Jesus veio inaugurar um novo tempo. Ele veio manifestar um novo estilo de vida. As palavras dele eram graciosas. Sua fisionomia era graciosa, suas ações provaram que a Graça devia ser vivida!

Quando os fariseus perguntaram a ele se era lícito no Sábado fazer o bem, “pois para eles era melhor ver alguém morrer do que trabalhar em favor do próximo em um dia de Sábado”, Jesus simplesmente fez o que Ele foi chamado para fazer: Manifestar a Graça e a verdade!

Quando os fariseus pegaram a mulher adúltera para condená-la, pronta para apedrejá-la, pois assim a lei ordenara. Jesus simplesmente demonstrou a Graça de Deus, não a condenando e sim a perdoando.

Leia os Evangelhos e você verá mais exemplos da vida Graciosa de Jesus.
A religião é ridícula. Ela valoriza mais as leis do que as pessoas. Jesus não veio trazer mais uma religião, e sim um relacionamento entre Deus e o homem.

Jesus extravasou graça por meio das suas palavras. Ele viveu uma vida de alegria, paz, prazer, satisfação, liberdade e amor. Ele veio trazer essa vida graciosa para qualquer um que a desejasse.

Uma vida sem a graça de Deus é uma vida desgraçada. Coisa sem graça é um crente sem graça! Não me vejo mais vivendo sem a graça de Deus ao meu dispor.

Eu já vivi sem a graça de Deus. Era uma vida muito chata. Não valia a pena continuar daquela forma. Mas graças a Deus pela Graça de Deus! Ela me alcançou!

Se você não conseguia ser uma pessoa animada, disposta, criativa, amorosa, cheia de força e expectativa, saiba que a graça de Deus nos educa para que possamos viver no presente século uma vida sensata, justa e piedosa.

Você pode viver uma vida sem pecado, medo e condenação.

A graça de Deus pode te ensinar a ser quem você sempre quis ser, mas nunca conseguiu por suas próprias forças. Lembre-se que a graça é a habilidade, suficiência, capacidade Divina, a bondade de Deus em ação ao teu favor!

Prove-a e nunca mais seja o mesmo!

(André Martins)
(Estudos Cristãos)

Saudade,
Do tempo em que eu ainda
brincava na rua de amarelinha,
Do tempo em que no olhar se via a
inocência e a vontade de viver,
Dos sorriso puros e dos sonhos tão bonitos...
Saudade,
Das bagunças, das traquinagens
e até dos tapas que a mamãe dava,
quando descobria alguma "arte" feita por mim...
Bons tempos os de criança!
Tempo em que tudo era uma brincadeira,
Tudo era alegria
Tempo que não volta mais,
Restando assim, somente lembranças,
Daquele tempo de criança
Que os anos não trazem mais
E que a saudade,
Se encarrega de guardar
Com tanto carinho e amor
Dentro do coração...

Quando se está tomando um caminho novo, ter dúvidas é normal. E a dúvida é útil porque serve para esclarecer e averiguar com mais informações e reflexão a situação na qual nos encontramos e o que temos à disposição.

Lidar com a dúvida, porém, não é tão simples. Por um lado, ela parece ser racional, exigindo raciocínio e informações para ser resolvida. Por outro, ela pode se tornar uma espinha no pé que impede o caminhar. Isso acontece porque por trás da dúvida se esconde outra questão, mais séria. Digamos, por exemplo, que temos a dúvida em relação a qual caminho tomar, se o da serra ou aquele da beiramar para chegar em determinado lugar. Não sabemos qual é mais rápido e o mais seguro numa determinada hora do dia. Uma vez que juntarmos as informações sobre distância, trânsito e condições da rua, sobre experiências passadas e parecer dos outros, a resposta final vai nascer de um ato de fé. Não temos como ter certeza de nada, portanto, a dúvida não pode nunca ser extinguida por completo (a menos que não seja uma dúvida matemática!). Essa fé, por sua vez, é fé na vida, mas também é sobretudo na fé-no-que-se-sente-da-vida. A fé na vida é mediada pela nossa percepção dele, por nós mesmos, ou seja, pela fé que temos em nós mesmos. Enfim, a confiança que depositamos em nossas percepções (internas e externas) está ligada à nossa autoestima.

Ao focar na busca por certezas e seguranças, estamos traindo nossa baixa autoestima e, num círculo vicioso, alimentando a própria dúvida. Como não há certezas absolutas fora as equações numéricas, procurar certezas eleva automaticamente o grau de nossa insegurança, além de nos iludir. Mascarados de racionalidade, bom senso e cautela, os discursos da dúvida cozinham no fogo sempre aceso da falta de confiança em si, no que se sente, no que se pensa, no que se quer e no como se faz. Ou seja: na baixa autoestima.

Como é, então, que se tomam as decisões mais difíceis? Uma vez que a razão fez seu dever de casa – o que é importante – tendo esclarecido tudo o que estava ao seu alcance, tomar a decisão nasce de algo irracionalmente positivo que move (ou não) nossas pernas e nos leva adiante (ou nos mantém firmes), fiéis ao que nosso ser sente como verdade. E as coisas acontecem. Conforme as dúvidas são enfrentadas racionalmente no sentido de atraírem atenção para um determinado tópico que necessita de aprofundamento e reflexão, na pessoa com boa autoestima vai ao mesmo tempo sentindo crescer um sentimento de confiança como tendência para determinada escolha. E o que ela faz? Ela segue, alegre. Quando se encontra o caminho surge junto o sentimento de alegria. O ser (o Si-Mesmo junguiano) está feliz.

Mas a mente pode continuar perturbada, torturada pela dúvida e aí o sentimento de alegria é criticado como leviandade e, portanto, sufocado. A pessoa volta à estaca zero e diz-se que está empacada. Geralmente, ela permanece assim, até um novo ciclo da vida impulsionar a tentar novamente dar o salto de confiança. Às vezes, demora anos. As questões externas e objetivas são somente a ponta do iceberg. O verdadeiro problema reside debaixo d’água, naquilo que está inconsciente a pessoa.

(Adriana Tanese Nogueira)
(Gazeta News)

Qualquer que seja a religião que te ensinaram,

Qualquer que seja a forma pela qual tenhas sido criado,

Qualquer que seja a forma como tenhas compreendido teus mestres,

Nesses níveis compreenderá esta mensagem.

Não basta acreditar nela, deve ser vivida.

A essência da Religião Universal é Paz e Verdade,

O amor e a bondade para com todas as criaturas da terra.

É o momento de expressar essa essência em tua própria vida.

Deve estabelecer-se um começo

E o lugar para começar está em ti mesmo.

Vais reformar o mundo

Começa contigo mesmo.

A mensagem de um reformador não reformado

Raras vezes poderá inspirar uma reforma.

O coração de toda religião é o Amor e a Retidão

Que é o Amor em Ação

É a realização da religião.

Ama não sómente a família e os amigos,

Porque o amor limitado é Amor negado.

Busca a paz dentro de ti mesmo

e busca também o divino alento da vida.

Persiste nisso!

Não abandones esse propósito nem por um momento.

Através de teus atos modelas tua vida

E ajudas a modelar a vida dos outros.

Que responsabilidade!

O espírito encontra em ti seu agente e também seu companheiro.

E na medida que tomes consciência e atues de acordo com isso,

Tua vida se enriquece.

Ocorrerá em ti uma revelação...

Maior que teus sonhos mais exaltados.

Aproxima-se a nova era e nela estará a Igreja de todos.

Desaparecerão as diferenças entre as distintas religiões.

Fundir-se-a o bem que existe em cada uma delas

E será comum a toda a humanidade.

Compreenda que tens o poder de eleger!

Eleger o Amor e não o Ódio,

Eleger a Bondade e não a Violência,

Eleger a Piedade e não a Maldade.

Atreve-te a crer que logo chegará o reino de Amor e Paz!

Prepara-te para ele!

A bondade te abrirá a porta

E mais além da porta está o Amor.

Que o poder divino penetre em todos os aspectos de tua vida,

Dotando-a com as recompensas das conquistas materias,

Com os tesouros de uma existencia útil,

E a luz eterna das Aquisições Espirituais.

Sinto que chegou a hora, já não posso mais. Tentei tudo que podia, cheguei ao meu limite, agora vou embora e não volto atrás. Vou sentir saudades, sei que meu peito vai doer. Mas não posso suportar este jeito de viver.

Você me faz sofrer, só recebo ingratidão. Cansei de machucar o meu pobre coração. Você me trata com descaso, e eu por você de um tudo faço. Mas agora chega, e dessa vez é para valer. Ja tentei outras vezes, mas voltei porque acreditava no nosso amor. Desta vez tenho certeza que o meu sentimento por você acabou.

Chega uma hora na vida que é preciso escolher, ou amo a mim ou me deixo matar pelo meu amor por você. Eu escolho viver. E vou viver longe de você.

Eu não acho as palavras.

Eu sinto muito, mais do que consigo expressar. E isso se torna um veneno em certos momentos. Palavras ficam presas na garganta lhe matando sufocado, é triste morrer do seu próprio veneno.

E em meio ao desespero da ausência de palavras saírem da minha boca eu entro em pranto, eu choro, eu grito, eu fico sem saber o que fazer, mas me sinto melhor depois disso, embora não passe completamente.

Eu busco, busco uma forma de esvaziar emoções, situações, sentimentos, entre outros, mas elas (as palavras) continuam a fugir de mim. Talvez eu não tenha sido feito para explicar nada mesmo, apenas para sentir.

E sem perceber acabei falando o que anda me incomodando: Eu não acho as palavras, ou talvez eu já as tivesse e sem perceber, usei nos momentos errados, com as pessoas erradas.

Eu sinto muito.

(Acredite nas Estórias)

Golfinhos e baleias se engalfinhavam. A batalha renhida já durava muito tempo,quando, vindo das profundezas, uma carpa tentou reconciliá-los.Mas um dos golfinhos falou:

Antes morrer sob os golpes de nossos adversários que te ter como mediador!

Em tempos de conflito, os insignificantes querem se fazer de importantes.

O leão e o golfinho
Um leão que perambulava por uma praia cruzou com o olhar de um golfinho. Logo convidou-o a se juntar a ele.

Eu e tu faremos uma dupla perfeita, pois reinamos, tu sobre os animais marinhos, e eu sobre os terrestres.

O golfinho aprovou com alegria essa idéia. Ora o leão mantinha de longa data uma guerra contra um touro selvagem. Pediu então a ajuda do golfinho. Mas este, por mais que tentasse sair da água, não conseguia, e o leão acusou-o de traição. O golfinho respondeu:

Não me acuses, é minha natureza que me faz viver na água não me permite pisar em terra firme.

devemos escolher os aliados que possam nos socorrer em hora de perigo.

O macaco e o golfinho
Os marinheiros têm o hábito de levar a bordo cãezinhos de malta e macacos: esses animais os distraem enquanto navegam. Por isso um homem viajava em companhia de um macaco. Ora, na altura do cabo Súnio, no sul da Ática, estourou uma violenta tempestade. O navio naufragou e todos, o macaco inclusive, viram-se às voltas com as ondas. Um golfinho viu o animal e, achando que se tratava de um homem, colocou-o nas costas e levou-o à terra firme. Ao chegar a Pireu, o porto de Atenas, o golfinho perguntou se ele era ateniense.

Sim respondeu o macaco , e de boa origem.

E conheces o Pireu? perguntou o golfinho.

É um dos meus melhores amigos respondeu o macaco.

A impostura desagradou ao golfinho: mergulhou no mar profundo e o macaco morreu.

Isto é uma advertência àqueles que, ignorando a verdade, procuram enganar os outros.

O atum e o golfinho
Perseguido por um golfinho. um atum fugia provocando enormes remoinhos na água. Já estava prestes a a ser capturado quando, levado por sua própria força, foi dar sem querer na praia. O golfinho foi também lançado longe das águas. Vendo que seu inimigo estava morrendo o atum lhe disse:

Para mim a morte não me entristece mais, pois comigo vai aquele que me levou até ela.

Eu já sentia saudades de você...
Que me fala de coisas que eu,
de alguma maneira, já tinha ouvido de você.

Eu já sentia saudades,
mesmo sem nunca ter te visto.
Já te imaginava assim: terno, doce
e com um carinho muito grande por mim...
Sim, eu já imaginava você...
Podia até adivinhar como seria te encontrar,
pois eu já sentia muitas saudades de você...

Um você que demorou a chegar,
um você que me fez tanta falta,
um você que se escondeu durante tanto tempo
para só agora aparecer e mudar tudo.
Em segredo me encantar,
me trazer de volta uma felicidade
que eu há havia desistido de sentir...
Me trazer essa paz
que está me fazendo tanto bem!

Eu já sentia saudades desse sentimento,
essa estranha alegria que está em mim
ao lembrar de você.
Para mim é como se tudo isso
já tivesse acontecido.
Cada gesto seu, eu já conhecia;
cada olhar que me lança,
eu já havia esperado.

E eu sabia que seria assim:
uma calmaria dentro do meu coração
e ao mesmo tempo uma enorme chama que queima...

Eu sabia que o nosso primeiro momento
seria como foi: único, sereno, natural, mágico...

E agora que te encontrei,
sinto que você é muito mais do que eu imaginava.
É muito melhor.

E eu começo a sentir a sua falta o tempo todo,
mesmo tendo te visto ainda a pouco...



( Vilma Galvão)