Mensagens de Solidariedade


Olhemos ao nosso redor e veremos inúmeras possibilidades de sermos úteis ao nosso próximo. Há tantos que necessitam de uma palavra amiga, um sorriso, um aperto de mão, um telefonema. Há momentos em que uma mínima atitude da nossa parte pode ser essencial para devolver a alguém a coragem e a força para continuar na caminhada da vida.
Não nos furtemos em prestar nossa solidariedade a quem quer que seja. Somos todos irmãos, filhos do mesmo Criador.
Hoje alguém está necessitando do nosso amor, do nosso carinho, da nossa amizade e da nossa compreensão, mas amanhã poderemos ser nós mesmos os necessitados. Então, deixemos que nossos melhores sentimentos possam emergir, que nossa luz possa brilhar
e iluminar a escuridão que esteja circundando a vida de tantos ao nosso redor. Como nos disse Jesus: “Brilhe a vossa Luz”!

Infelizmente vivemos em um mundo onde poucos têm muito e a grande maioria não tem quase nada. Ainda por cima, somos regidos por uma sociedade que nunca está satisfeita com aquilo que tem, procurando sempre mais, independente da necessidade dos que vivem ao lado.

Mas a salvação contra a ganância ainda persiste com a solidariedade, temos o privilégio da existência de pessoas que se compadecem com o outro e se sente muito bem em dividir o que tem com aqueles que não têm nada.

Partilhar aquilo que tem é uma das melhores virtudes do ser humano, apesar de ainda pouco utilizada, doar roupa, dinheiro, comida, ou até bons sentimentos, é um ótimo combustível para a alma e quem tem o hábito de ser solidário certamente já encontrou uma boa finalidade para continuar sua vida.

Sentir a força que a solidariedade nos proporciona é um dos melhores sentimentos que existe. Saber que o poder de levar alegria a alguém depende da sua atitude e de muito pouco do que tem, é reconhecer que podemos sim mudar o mundo. Embora ainda existam muitas barreiras para serem derrubadas, ter a certeza que individualmente somos poderosos, aumenta ainda mais a nossa força para reduzir o sofrimento que assola tantas pessoas nesse mundo.

Senhor...
faça que eu partilhe a vida com meus amigos.
Que eu seja tudo para cada um deles .
Que a todos dê minha amizade,
minha compreensão,
meu carinho,
minha simpatia,
minha alegria,
minha solidariedade,
minha atenção,
minha lealdade.
Que eu os aceite e os ame como são.
Que eu seja um refúgio poderoso
e um amigo fiel.
faça com que permaneçamos unidos,(as)
pela nossa eternidade.
Que essa amizade floresça sempre
como um belo jardim,
para que nós possamos nos lembrar
com gratidão.
Que sejamos todos cúmplices de bons
e maus momentos.
Que eu possa estar presente
sempre que precisarem,
mesmo que seja só para dizer:
- Oi , tudo bem com você?
Senhor!...
presente em meu coração!
Eu peço que continue a nos guiar,
amparar e proteger"

Salmo 42:11 “Porque você esta assim tão triste, ó minha alma? Porque esta assim tão perturbada dentro de mim? Ponha sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; Ele é o meu salvador e o meu Deus”

Lamentamos e choramos com vocês a perda de seus queridos jovens, que no vigor de sua juventude foram surpreendidos pela fatalidade do acidente ocorrido. Com certeza a dor esta grande e o desespero deseja controlar suas vidas, ora pelas perdas, ora pela indignação causada pela irresponsabilidade do estabelecimento que não ofereceu segurança aos seus queridos.

Como Igreja Metodista no Brasil e em Santa Maria, como escolas Metodistas, Instituto Metodista Centenário e Fames, nos unimos a vocês neste momento de dor e perdas. Não há palavras para expressar nosso desejo de consolo para vocês, por isto recorremos ao Deus e Pai, na pessoa de Jesus Cristo, pois Nele vocês podem encontrar consolo frente às tristezas que invadem seus corações e forças diante das fragilidades que se encontram em todos nós nesta hora.

Sejam fortes na força que está em Deus, sejam consolados pelo consolo que vem de Deus, dos amigos e de seus familiares, recebam todos a graça de Deus e nossa solidariedade.

Contem com a comunidade metodista que se coloca à disposição de vocês com tudo o que é e tem. Nossa solidariedade em Jesus nos permite sentir a dor que está em vocês.
Contem com nossas orações e apoio.

Salmo 30: 5 “O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo”.

Fraternalmente em Jesus Cristo,

Bispo Adonias Pereira do Lago – Presidente do Colégio Episcopal
Bispos, Bispa, Pastores, Pastoras, Escolas Metodistas e Colégio Centenário.

(Igreja Metodista)

Se não estivesse fora de moda...
Eu iria falar de Amor.
Daquele amor sincero, olhos nos olhos,
frio no coração.
Aquela dorzinha gostosa,
de ter muito medo de perder tudo.
Daqueles momentos que só quem já amou um dia,
conhece bem.
Daquela vontade de repartir,
de conquistar todas as coisas...
Mas não para retê-las no egoísmo material da posse,
mas doá-las, no sentimento nobre de amar.
Se não estivesse fora de moda...
Eu iria falar de Sinceridade.
Sabe, aquele negócio antigo
de fidelidade, respeito mútuo...
e outras coisas mais.
Aquela sensação que embriaga mais que a bebida.
Que é ter, numa pessoa só, a soma de tudo que
as vezes procuramos em muitas.
A admiração pelas virtudes, aceitação dos defeitos...
E sobretudo, o respeito pela individualidade,
que até julgamos nos pertencerem,
sem o direito de possuir.
Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar em Amizade.
O apoio, o interesse, a solidariedade de uns
pelas coisas dos outros e vice-versa.
A união além dos sentimentos
e a dedicação de compreender para depois gostar.
Se não estivesse tão fora de moda...
Eu iria falar em Família.
Sim! Família!!!
Pai, mãe, irmãos, irmãs, filhos, lar...
O bem maior de ter uma comunidade unida
pelos laços sanguíneos e protegidas pelas
bênçãos divinas.
Um canto de paz no mundo, o aconchego da morada,
a fonte de descanso e a renovação das energias.
Família...
O ser humano cumprindo sua missão mais sublime
de sequenciar a obra do criador.
E depois...
Eu iria até, quem sabe, falar sobre algo como...
a Felicidade.
Mas é pena que a felicidade,
como tudo mais, há muito tempo já está
fora de moda.
Sabe de uma coisa...
Me sinto feliz por estar tão fora de moda.
E você?
Também está fora de moda como eu?
Espero que sim!!!

Você já se deu conta da importância dos amigos em suas vida?
Caso ainda não, basta observar algumas circunstâncias e perceberá que há momentos na vida que você distinguirá muito bem os amigos verdadeiros.
Porque, qualquer um pode ficar ao seu lado quando você está certo, mas o amigo verdadeiro permanece ao seu lado mesmo quando você está errado...
Um simples amigo se identifica quando liga para você.
O amigo verdadeiro não precisa, pois você conhece sua voz.
Um simples amigo inicia uma conversa com um boletim de novidades sobre a própria vida.
O verdadeiro amigo diz: "o que há de novo sobre você?"
Um simples amigo acha que os problemas dos quais você está se queixando são recentes.
O amigo verdadeiro diz: "você tem se queixado das mesmas coisas há muito tempo! Saia desse marasmo e faça algo sobre isso."
Um simples amigo nunca viu você chorar.
O verdadeiro amigo tem seus ombros encharcados por suas lágrimas.
Um simples amigo não sabe o nome dos seus pais.
O verdadeiro amigo tem o telefone deles em sua agenda.
Um simples amigo traz uma sobremesa para sua festa.
O verdadeiro amigo chega mais cedo para ajudá-lo a cozinhar e fica até mais tarde para ajudá-lo na limpeza.
Um simples amigo odeia quando você liga depois que já ele foi para a cama.
O amigo verdadeiro lhe pergunta porque demorou tanto para ligar.
Um simples amigo procura conversar com você sobre seus problemas.
O amigo verdadeiro procura ajudá-lo a resolvê-los.
Um simples amigo, quando o visita, age como um convidado.
O verdadeiro amigo abre a sua geladeira e se serve.
Um simples amigo acha que a amizade terminou quando vocês têm uma discussão.
O verdadeiro amigo sabe que não existe amizade se não houver divergências.
Quando tropeça e você cai, um simples amigo se joga junto para parecer solidário.
O verdadeiro amigo fica em pé para lhe estender a mão e ajudá-lo a se levantar novamente.
Um simples amigo espera que você sempre esteja por perto quando ele precisar.
O verdadeiro amigo deseja estar sempre por perto quando você precisar dele.
Um simples amigo ajuda-o a secar as lágrimas.
O verdadeiro amigo faz de tudo para não deixá-las cair.
Se você ainda não tinha se dado conta desses pequenos detalhes, comece agora e perceberá que quem tem amigos verdadeiros é possuidor de valiosíssimo tesouro. E, acima de tudo, busque ser um verdadeiro amigo e não apenas tê-los a sua disposição. A amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar. Suave expressão do ser humano que necessita de intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal. Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enflorasse as
almas, abençoando-as com resistências para as lutas.
O egoísmo afasta as pessoas e as isola.
A amizade as aproxima e irmana.
O medo agride as almas e as infelicita.
A amizade apazigua e alegra os indivíduos.
A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.
A amizade é como chuva fina. Cai de mansinho e penetra o solo ressecado das almas, formando largos lençóis de água cristalina nas profundezas do ser, alimentando-o e dessedentando-o.
Entrei numa loja e vi um anjo no balcão. Maravilhado perguntei:
- Santo anjo do Senhor, o que vendes aqui?
E ele respondeu:
- Todos os dons de Deus.
- E custa muito? Voltei a perguntar.
- Não custa nada. Tudo aqui é de graça.
Contemplei a loja e vi o que havia: Jarros de amor, vidros de fé, pacotes de esperança, caixinhas decoradas de salvação e sabedoria...
Tomei coragem e pedi:
- Por favor, quero o amor de Deus, todo o seu perdão, alguns vidros de fé, bastante felicidade e salvação eterna para toda a minha família.
Então o anjo preparou e entregou-me um pequenino embrulho que cabia na palma da minha mão.
Incrédula eu disse:
- Mas como é possível estar tudo aqui?
Sorrindo o anjo respondeu-me:
- Na loja de Deus só são distribuídas as sementes!
Na seara do Senhor o quanto antes for plantado, mais depressa os frutos serão colhidos.

PAZ, SABEDORIA, PARTILHA, PERDÃO, FÉ, SIMPLICIDADE, EQUILÍBRIO INTERIOR, FORTALEZA E MUITO AMOR.

Primeiramente vamos tentar definir o que é Amizade.
Na minha modesta opinião, amizade é um sentimento completamente inexplicável, que une duas ou mais pessoas de sexos os mais diversos (atualmente existem muitos), visto ser um sentimento totalmente assexuado.
Por razões de difícil explicação, existem algumas pessoas com quem simpatizamos e esse é o primeiro passo para que surja ela, A AMIZADE. Muitas vezes somos mais irmãos de um amigo, de que de nosso próprio irmão. Por que?
A melhor explicação é um segundo sentimento, chamado Afinidade. Bem, o que será Afinidade, então? É o primeiro passo para que surja a Amizade.
Afinidade é um, digamos, encontro de opiniões, de gostos, de preferências musicais, culinárias, artísticas, seja lá o que for. São pessoas que sequer se conhecem, mas gostam das mesmas coisas, ou quase. Começam a trocar idéias, e vão descobrindo seus "pontos afínicos", e assim inicia-se uma amizade.
Essa amizade, automaticamente, traz uma certa intimidade, levando fatalmente a uma troca de confidências. Muitas vezes o grau de amizade permite alguns desabafos, que nem sempre podemos fazer às pessoas que nos cercam, até mesmo para não melindrá-las. Para isso são excelentes as Amizades Virtuais.
Vocês podem ter certeza de que tais desabafos são importantíssimos, pois a pior coisa é ficarmos com alguma coisa "entalada" na garganta. Sapo é bicho de difícil digestão. Então, termos alguém para quem podemos contar certos assuntos delicados, é muito bom.
Por vezes são problemas pessoais que consideramos insolúveis, mas alguém, de fora, com isenção total de ânimo, pode por vezes dar uma opinião que ajude na solução. Ou melhor, ainda, quando "estamos de maré baixa", super aborrecidos com algo que está nos perturbando, só o desabafo com alguém que está longe, e não participa dos fatos, já alivia a tensão.
Por vezes esse amigo, além de escutar o desabafo, ainda encontra uma palavra de apoio ou conforto para conosco. Aí então o benefício é duplo. Desabafamos e ainda por cima somos consolados. E isso é muito bom. Acredito que seja bom para os dois lados, pois para quem escuta, é altamente confortador saber que goza da confiança desse amigo.
Claro que por vezes surgem contratempos, um desabafo pode ser mal interpretado, um mesmo uma opinião pode gerar algum mal entendido, e isso pode abalar uma amizade que parecia sólida.
É nessas ocasiões que precisa haver um diálogo que permita aparar as arestas. Nunca podemos julgar precipitadamente o porque de certos atos de nossos amigos. Da mesma maneira que somos magoados, podemos magoar aos outros. Sem que tenhamos essa intenção deliberada de magoar.
Muitas vezes uma atitude que nos parece ser de ajuda é mal interpretada. Que fazer para remediar a situação? Por vezes uma explicação... por vezes colocar-se uma pedra sobre o assunto. Uma amizade sincera é um bem muito precioso para ser desperdiçada por pequenos desentendimentos.
O que não é recomendável em casos assim, são as atitudes radicais, como um afastamento deliberado, ou um silêncio total. Salvo se não interessa mais a manutenção da amizade. Nesse caso, também o recomendável é uma conversa franca, em que se possa explicar o porque da perda da confiança e da consideração. Tanto em um caso, como em outro, o mais aconselhável é um entendimento amigável, evitando que acabe virando em inimizade, gerando rancores.
Então, o certo é que a base de tudo está no diálogo. Um acerto de contas sempre possibilita reabertura de entendimentos.
O maior de todos os benefícios da Internet é a criação dessas "correntes de amizade". Afinal, penso que a solidariedade é o melhor sentimento que pode existir, e essa troca de amizade é a maior demonstração de solidariedade que existe.
Por vezes, por algumas dessa amizades sentimos um carinho um pouco maior, que automaticamente nos faz dedicar um pouco mais de atenção a certos "alguéns". Por que isso? Sei lá...É um sentimento íntimo totalmente inexplicável, que não posso "traduzir".
Vem lá de dentro. São pessoas com quem afinamos mais, mesmo sem nenhum outro interesse além de ser AMIGO. E isso é muito bonito.
Enfim, Amizade é uma estrada de duas mãos. Para que possamos ser amigos de alguém, é preciso que essa amizade encontre reciprocidade. É algo assim como o Amor.
Não podemos esquecer também que temos ser solidários.

Ele divide o seu tempo,
Caminha, despertando sabedoria,
é parceiro da alegria de tantos.
Abre portas de um novo amanhã,
Questiona a vida e desperta uma realidade.
Nas fórmulas, de raciocínios e regras.

Mestre!
Que estende a mão,
tem o diálogo da nova caminhada
para a aventura da vida.
Faz germinar a missão de ensinar não só letras,
Mas, paz, esperança, solidariedade e coragem,
Para um novo amanhã que virá.
Um exemplo para vencer na vida.
As lições permaneceram: alguém que superou a dor,
que foi lembrança, razão e o progresso,
superando o cansaço a preocupação.
Apenas uma luz, em suas mãos, um livro, uma pintura.
Em seu olhar, a alegria de uma poesia.

Feliz dia 15 de outubro, Dia do Professor!

Desejo de tudo um pouco!

Sensibilidade...
Para não ficar indiferente
diante das belezas da vida...

Coragem...
Para colocar a timidez de lado
e poder realizar o que tem vontade.

Solidariedade...
Para não ficar neutro
diante do sofrimento da humanidade.

Bondade...
Para não desviar os olhos
de quem te pede ajuda.

Tranquilidade...
Para quando chegar ao fim do dia,
poder deitar e dormir o sono dos anjos.

Alegria...
Para você distribuí-la,
colocando um sorriso no rosto de alguém.

Humildade...
Para você reconhecer
aquilo que você não é.

Sinceridade...
Para você ser verdadeiro,
gostar de si mesmo, e viver melhor.

Felicidade...
Para você descobri-la dentro de você
e doá-la a quem precisar.

Amizade...
Para você descobrir que,
quem tem um amigo, tem um tesouro.

Esperança...
Para fazer você acreditar na vida
e se sentir uma eterna criança.

Sabedoria ...
Para entender que só o bem existe,
o resto é ilusão.

Desejos...
Para alimentar o seu corpo,
dando prazer ao seu espírito.

Sonhos...
Para poder, todos os dias,
alimentar sua alma.

Amor...
Para você ter alguém para amar
e sentir-se amado.

Para você desejar tocar uma estrela,
sorrir para a lua.

Sentir que a vida é bela,
andando pela rua.

Para você descobrir que
existe um sol dentro de você.

Para você se sentir feliz
a cada amanhecer
e saber que o amor
é a razão maior para viver.

Mas, se você não tiver um amor,
que nunca deixe morrer em você, a procura.
O desejo de o encontrar.

Tenha de tudo um pouco. E seja FELIZ!

Boa semana para você!

São tão amigos, que voltam.
São tão fraternos, que se unem.
São tão simples, que cativam.
São tão desprendidos, que doam.
São tão dignos, que amam,
compreendem e perdoam.

Os amigos
São tão necessários,
que sempre se fazem presentes.
São tão grandes, que se distinguem.
São tão dedicados, que edificam.
São tão preciosos, que se conservam.
São tão irmãos, que partilham.
São tão sábios, que ouvem, iluminam e calam.

Os amigos
São tão raros, que se consagram.
São tão frágeis, que fortalecem.
São tão importantes, que não se esquecem.
São tão fortes, que protegem.
São tão presentes, que participam.
São tão sagrados, que se perenizam.
São tão santos, que rezam.
São tão solidários, que esquecem de si mesmos.
São tão felizes, que fazem a festa.

Os amigos
São tão responsáveis, que vivem na verdade.
São tão livres, que crêem.
São tão fiéis, que esperam.
São tão unidos, que prosperam.
São tão amigos, que doam a vida.
São tão amigos, que se ETERNIZAM...

Quando se aproxima o Natal, as pessoas parecem ficar mais conscientes dos sentimentos que esta data nos faz relembrar.

Ficamos mais sensibilizados com os problemas alheios, nos deixamos envolver pela magia desse dia.

No entanto, deveríamos ter esse olhar de bondade em todos os dias do ano, e não somente quando o Natal se aproxima.

Muitas pessoas adoram o Natal, porque é a comemoração do nascimento de Jesus. Essa data também nos traz doces recordações da infância; saudades das pessoas que já não estão mais nesse plano terrestre.

Uma onda de nostalgia parece nos envolver e fazer com que tenhamos um espírito de solidariedade maior, atitude que deveria ser cultivada em todos os dias de nossa vida.

Mas, enfim, somos seres humanos com erros e falhas, simples mortais.

Neste Natal, eu desejo que em cada olhar as pessoas sintam mais alegria nos amigos, nos irmãos; em cada gesto, mais esperança; em cada encontro, mais amor, amizade, bondade, compreensão, ternura, carinho e, sobretudo, mais perdão e menos rancor; em cada sorriso, mais sonhos realizados... e que todos possam ver e sentir a luz que iluminará nossos caminhos, neste novo ano que se aproxima.

Que nos deixemos guiar pela magia dessa luz, dessa paz, dessa solidariedade cristã, e pratiquemos o perdão e o amor ao próximo.

Que todos nós possamos compreender e aceitar a nossa vida como ela é, sem mágoas, sem revoltas, mas, sim, com o amor puro, sincero e verdadeiro que temos dentro de nossos corações sem nos envergonhamos de demonstrar.

Desejo felicidades a todos que lerem este texto !

Causa-te surpresa o fato de ser o teu acusador de agora, o amigo aturdido de ontem, que um dia pediu-te abrigo ao coração gentil e ora não te concede ensejo, sequer, para esclarecimentos.
Despertas, espantado, ante a relação de impiedosas queixas que guardava de ti, ele que recebeu, dos teus lábios e da tua paciência, as excelentes lições de bondade e de sabedoria, com as quais cresceu emocional e culturalmente.

Percebes, acabrunhado, que as tuas palavras foram, pelo teu amigo, transformadas em relhos com os quais, neste momento, te rasga as carnes da alma, ele, que sempre se refugiou no teu conforto moral.

Reprocha-te a conduta, o companheiro que recebeste com carinho, sustentando-lhe a fragilidade e contornando as suas reações de temperamento agressivo.

Tornou-se, de um para outro momento, dono da verdade e chama-te mentiroso.

Ofereceste-lhe licor estimulante e recebes vinagre de volta.

Doaste-lhe coragem para a luta, e retribui-te com o desânimo para que fracasses.

Ele pretende as estrelas e empurra-te para o pântano.

Repleta-se de amor e descarrega bílis na tua memória, ameaçando-te sem palavras.

Não te desalentes!

O mundo é impermanente.

O afeto de hoje torna-se o adversário de amanhã.

As mãos que perfumas e beijas, serão, talvez, as que te esbofetearão, carregadas de urze.

Há mais crucificadores do que solidários na via de redenção.

Esquecem-se, os homens, do bem recebido, transformando-se em cobradores cruéis, sem possuírem qualquer crédito.

Talvez o teu amigo te inveje a paz, a irrestrita confiança em Deus, e, por isto, quer perturbar-te.

Persevera, tranqüilo!

Ele e isto, esta provação, passarão logo, menos o que és, o que faças.

Se erraste, e ele te azorraga, alegra-te, e resgata o teu equívoco.

Se estás inocente, credita-lhe as tuas dores atuais, que te aprimoram e te aproximam de Deus.

Não lhe guardes rancor.

Recorda que foi um amigo, quem traiu e acusou Jesus; outro amigo negou-o, três vezes consecutivas, e os demais amigos fugiram dele.

Quase todos O abandonaram e O censuraram, tributando-Lhe a responsabilidade pelo medo e pelas dores que passaram a experimentar. Todavia, Ele não os censurou, não os abandonou e voltou a buscá-los, inspirá-los e conduzi-los de volta ao reino de Deus, por amá-los em demasia.

Assim, não te permitas afligir, nem perturbar pelas acusações do teu amigo, que está enfermo e não sabe, porque a ingratidão, a impiedade e a indiferença são psicopatologias muito graves no organismo social e humano da Terra dos nossos dias.

Se somente eu lutar por um mundo melhor, um dia eu me cansarei e, certamente, desanimarei diante das dificuldades. Eu sou um ser humano e tenho também meu limite, por mais que Deus em mim habite.

Mas se eu tiver o seu ombro amigo e você caminhar comigo, com a fé que abre portas e a sua palavra de encorajamento, nem por um momento ficarei desanimado. Eu irei, sim, além do meu limite e chegarei ao castelo de sonhos que em algum lugar sei que existe. Eu preciso muito de você e, certamente, você precisa também de mim. Vamos unir nossas forças para nos tornarmos fortes.

Com o amor sendo um suporte venceremos muitas barreiras e até mesmo a morte. Não importa o seu passado, limitações que tenha e nem sua crença também. Falhas, quem é que não tem? Eu somente espero que você seja sincero, respeite minhas emoções, ajude nos meus erros, mas aponte também as soluções.

Vamos construir um mundo onde haja mais justiça, fraternidade, paz entre as pessoas e muita solidariedade. Isso não é uma fantasia e nem falo com precipitação. Se cada um fizer um pouco, em breve seremos uma nação onde haverá mais coração!

Para se conservar uma belíssima Amizade,
é necessário cultivá-la,
como se fosse um jardim de rosas raras.
Tem que colocar muitos sentimentos
e estar presente a todo momento,
e ser amigo de verdade,
para se ter uma grande amizade.
Ser fiel e realmente verdadeiro
e chegar sempre primeiro,
para lhe oferecer o mundo inteiro,
tudo com muito sentimento,
e nunca esperar nenhum pagamento.
Amizade é simples, mas é coisa séria,
é como um casamento sem papel,
é uma união de amigos que se gostam,
é para as horas amargas,
e também para saborear o mel.
Amizade é sorrir para o amigo e o apoiar,
quando na verdade
o que a gente queria era chorar.
Tem que haver entrega , solidariedade,sem cobranças,
muito carinho e confiança,
um ombro amigo, e muita atenção,
tem que dar tudo incondicionalmente,sem restrição.
Tem que ser o equilíbrio da balança,
ser muito legal é fundamental!
Dar apoio, participar da vida e dar calor,
amizade é quase amor!

(Hamilton Bueno)

A alegria é o primeiro passo para conquistar e manter a saúde. Viver em plenitude, apesar das dificuldades próprias de nossa condição humana, é investir no próprio equilíbrio e serenidade.

Mas o que é exatamente viver em plenitude? Como manter a alegria de viver diante de tantos e complexos desafios sociais e individuais que nos atingem diariamente?

Viver em plenitude seria ter e adquirir coisas, desfrutar de vantagens e confortos que o dinheiro pode comprar e ocupar posições privilegiadas na vida? Não, absolutamente.

Viver em plenitude é, antes de tudo, estar com a consciência em paz e compreender os altos significados da própria vida, tais como a permanente necessidade do autoaprimoramento intelecto-moral e a importância de lutar por uma consciência de paz interior. Ora, manter e viver com a consciência em paz conclama aos deveres perante si mesmo e perante o próximo. Isso inclui todos os deveres próprios da cidadania, do dever humanitário da solidariedade e do perdão e mesmo o dever individual de levantar a cabeça diante das adversidades.

Rápida análise desses itens enumerados no final do parágrafo anterior desdobram inúmeros outros deveres. Fala-se tanto em direitos, mas esquece-se dos deveres que equilibram a vida e garantem a harmonia na convivência.

Viver em plenitude é exatamente essa consciência de viver em paz, perante si mesmo e perante os que nos compartilham a vida. É sim desfrutar a vida, mas com respeito às diferenças todas que nos caracterizam e com a noção plena de que todos precisamos muito uns dos outros e que toda atitude de indiferença, omissão ou discriminação pode gerar violências e comprometer a harmonia que tanto necessitamos.

A postura da alegria de viver é atitude de respeito à vida, de confiança nos poderes maiores que nos dirigem o caminho evolutivo e da iniciativa de agir em favor da harmonia de todos.

Notem que os grandes problemas da humanidade são de ordem moral.

Sejamos, pois, aqueles que respeitam a vida e espalham esperança, com nossa espontânea alegria de viver. Viver sem medo, sem motivos que causem arrependimentos futuros e especialmente viver com dignidade na plena noção de nossos deveres: auxiliar o progresso, instruirmo-nos mutuamente e trabalhar pelo aprimoramento de nossas instituições políticas, religiosas, culturais, esportivas, educativas e sociais de todos os gêneros.

Só quando respeitarmos integralmente a vida é que sentiremos essa alegria de viver que nos garante saúde física, mental e espiritual. A decisão é nossa, só depende mesmo de nossas escolhas. O que estamos aguardando? Por que os ímpetos egoístas e agressivos?

Já é tempo de amadurecermos as próprias ideias e comportamentos.

(Orson Carrara)
(O Consolador)