A importância de Deus na minha vida

Há uma luz que todos os dias guia meus passos, uma força que me faz continuar firme no meu caminho. É algo único e especial que provém de Alguém superior a tudo que existe. Falo de Deus, um Pai amoroso que se tornou um verdadeiro alicerce na minha vida.

Não importa as dificuldades que surjam, ou os obstáculos que se atravessem no meu caminho. Com Deus do meu lado sinto que nada me fará desistir.

Mensagens Relacionadas

Deus está presente na minha vida e por isso nada temo e tudo enfrento com fé e esperança.

Deus é glorioso, Jesus é glorioso. Eles salvaram a minha vida. Eles me fizeram feliz! Jesus lavou todos os pecados que estavam em mim, e Deus me perdoou e me abençoou.

Com Deus no meu coração, eu tenho a vida eterna, eu mudei para sempre e nunca mais serei o mesmo. Os meus dias serão felizes e leves, eu agora vivo em estado de graça infinita.

Os sofrimentos e as tristezas da terra já não me afetam tanto, porque eu sei que a paz de Cristo vai me trazer alegria eterna.

A Deus eu confio a minha alma, a Deus eu confio a minha vida, e em Deus eu vivo dias felizes e gloriosos. Deus está aqui, Deus está em minha vida, Ele faz parte de mim!

Existe uma força que sempre me guia quando estou perdido, uma orientação que me leva até ao melhor caminho. Ter Deus na minha vida é saber que nenhum lugar é escuro demais e sentir que a esperança no meu coração nunca será esmorecida.

Vou confiar eternamente no Pai que nunca me abandonará. Ele cuidará de mim em qualquer circunstância. Ter essa certeza é a maior bênção que um ser humano pode alcançar!

A Ti agradeço, meu Deus, pelo maravilhoso presente que é a vida!

Ainda vivemos numa cultura onde a importância do pai na vida de um filho, seja qual for o gênero, é menosprezada e diminuída, como se fosse menos essencial ou de menor valia. Esquecemos que já passou o tempo em que a mulher era obrigada a cuidar da família e do lar e para o homem era atribuído o sustento da família e tudo associado ao que estaria fora de casa, participando muito pouco da vida social dos filhos e consequentemente de todos os parentes.

Apesar da mulher ser biologicamente responsável por prover o primeiro alimento do filho, isto não deveria excluir a presença do pai nos momentos decisivos do filho. As leis trabalhistas não ajudam também pelo fato da sociedade ainda não estar convencida que o pai realmente precisa interagir mais na educação dos filhos.

O próprio pai muitas vezes, se dispensa dessa prioridade, achando mesmo que a mãe tem um entendimento já inerente e seu envolvimento só atrapalhará o processo, acreditando que nem é tão importante assim. Embora a mãe esteja associada à questão biológica do processo o pai não deveria nunca se excluir, muito menos pensar que tem menos valor na vida do filho.

Os pais precisam perceber que a educação deve ser vista como um crescimento conjunto da mesma forma que a criança foi concebida. Os filhos têm que receber carinho e afeto dos dois lados e também construir sua personalidade através da percepção de vida tanto do pai quanto da mãe, e esse desenvolvimento não deve acontecer com apenas uma influência e um espectador. Salvo casos excepcionais, se o pai permanecer como uma pessoa dispensável na vida do filho, o tempo só irá fortalecer essa ideia e é muito difícil reverter tudo isso.