Saber lidar com o ciúme

Não há amor sem ciúme. Se você ama tem medo de perder e esse receio acaba por falar mais alto em diversas situações. Apesar disso, jamais podemos esquecer que esse mesmo ciúme é como uma chama. Se não tivermos cuidado e não formos equilibrados, ela acaba alastrando e vira um incêndio que consome o nosso relacionamento.

Se você sente medo que a pessoa que ama vá embora, o melhor é lutar todos os dias por conquistá-la e ela vai querer ficar, por vontade própria, para sempre do seu lado.

Mensagens Relacionadas

A decepção faz parte da vida. Afirmo peremptoriamente que é necessário para o desenvolvimento humano. O desapontamento, na grande maioria das vezes é um impulso para a ação, fornece-nos motivação para crescer e ir ao encontro dos nossos objetivos.

A decepção pode considerar-se sempre que identificamos um erro entre aquilo que desejamos alcançar ou que acontecesse e aquilo que realmente alcançámos ou que aconteceu. Sempre que identificamos esta discrepância, na grande maioria das vezes podemos ficar decepcionados, com os outros ou conosco mesmos.

Mas é exactamente essa discrepância que nos permite avançarmos, que nos permite nos questionarmos, que nos permite olhar a realidade de frente e progredirmos. A decepção é uma forma de frustração, e aprender a lidar com a frustração é uma habilidade necessária para conseguirmos lidar com as nossas emoções de forma funcional.

(Miguel Lucas - Escola Psicologia)

Como lidar com uma perda tão grande que faz meu coração parecer que vai quebrar em mil pedaços? Uma pessoa que tinha uma vida inteira ainda pela frente teve sua história interrompida e agora só há espaço para dor, choro e o sentimento de injustiça.

É difícil enfrentar uma situação tão triste e me apegar em memórias boas neste momento. A única coisa que quero agora é estar de luto e chorar a dor da perda dessa pessoa querida.

É estranho como o ciúme dá autorização às pessoas para agirem loucamente. Parece que, quando atacadas por ciúme, dão-se o direito de fazer coisas que em outras situações não fariam.

Geralmente o ciumento é muito preguiçoso, pois ao invés de mudar, de se tornar uma pessoa mais atraente e lutar pela pessoa amada, normalmente prefere proibir o outro de fazer coisas que o ameacem. É muito mais fácil proibir e se dizer ameaçado, com uma desculpa cômoda, do que fazer o que é preciso para manter a chama da paixão acesa!

O mais difícil em uma situação de ciúme é sair dela sem passar pela indiferença e pelo distanciamento, mas quando conseguimos lidar de uma forma sadia com esse sentimento, é bonito ver como ele se desfaz e dá lugar a uma experiência de amor e admiração pelo ser amado.

Existe um lado natural no ciúme, que é o desejo de manter o ser amado por perto, porque se sabe que ele é uma pessoa especial; então o ciúme se torna um lembrete para se cuidar bem da relação e do outro.

Às vezes o ciúme magoa; ele machuca sem noção da dor que provoca! Mas ele é também o amor e a preocupação de perder quem se ama. Ciúme pode ser um animal feroz que deita tudo a perder!

Acontece que como qualquer animal ele pode ser domesticado. Sim, porque um pouco de ciúme é aceitável. O problema é quando ele se aproxima da desconfiança.

Não permita que isso aconteça, mas se já aconteceu mude seu jeito de ser imediatamente! É que a felicidade é prima da harmonia e o ciúme é o irmão mais novo da infelicidade! Opte por ser feliz!

Um tema muito polêmico e que está presente hoje na sociedade como um todo. Ninguém sabe como começa ou onde surge, mas o ciúme acontece e isso prejudica as pessoas em suas relações. Para alguns parece até ser um bom sinal, o parceiro se importa com o que está acontecendo de alguma maneira, mas com o tempo esse bom sinal se transforma em uma doença que dificilmente terá algum remédio. É a partir desse momento que as relações entre o casal começam a se desgastar.

Você já parou para pensar ou refletir realmente o que é o ciúme? O dicionário diz que é o medo de perder o objeto amado, mas será somente isso? Para alguns pode ser a falta de confiança no parceiro o que faz com que essa doença comece a nascer e estrague uma relação. Mas na verdade, não é bem assim, pois o ciúme é a falta de confiança sim, mas não no parceiro e sim em si próprio. Pensando não ser capaz de atingir ou realizar algo, você acaba pensando que a pessoa que está com você a trocará por outra e esse medo faz com que você tenha as reações denominadas de ciúme.

Se essa doença tem cura? Como qualquer doença ela tem uma solução sim, mas para você se curar dela, só há um antídoto: Você querer mudar e tomar a iniciativa para isso. Pensado que você é capaz, acreditando e agindo com essa ideia, o ciúme não virá a aparecer e assim não irá estragar a relação que você tem com seu companheiro.

Evite também falar de assuntos que tragam lembranças ruins, de momentos em que essa epidemia esteve presente, afinal, para que ficar relembrando um passado amargo?

Se for necessário para você, procure algum tipo de auxílio, onde você poderá tratar de problemas como a autoestima e a autoconfiança. Após tudo isso, você mesmo se sentirá muito melhor e o seu romance estará cada vez mais forte com o seu verdadeiro amor.

O ciúme não constrói nada de positivo, muito pelo contrário, destrói aquilo que há de mais bonito, como duas pessoas que se amam e que estão juntas. Pense nisso. A solução está apenas em suas mãos.