Mensagens de Frio

Recordações...
Daquela paixão delirante
Dos beijos apaixonados
Dos abraços apertados
De tudo o que fomos antes

Recordações...
Dos carinhos, dos beijinhos
Dos passeios de mãos dadas
Dos sorrisos, das risadas
Do aconchego em nosso ninho

Recordações...
Das bebidas que tomamos
Das viagens que fizemos
Da história que escrevemos
Das noites que nos amamos

Recordações...
Das noites frias de inverno
Dos nossos corpos colados,
Dormindo sempre abraçados
Das juras de amor eterno

Recordações...
Da nossa ingenuidade
Da nossa conversa bobinha
Quero novamente esses
Nossos momentos especiais!

Meu dia a dia é mais tranquilo até ao momento em que minha cabeça me leva até você. Minha cabeça me trai, o coração aperta, a atenção esvanece o frio na barriga... Com tantos sintomas a saudade até parece doença, mas sei que a cura é a sua presença.

(Bob Marley)

Não precisei muito tempo do seu lado para descobrir que sorriso igual ao seu não existe no mundo. Que alegria mais contagiante que a sua é impossível de encontrar. E que quando tenho o privilégio da sua companhia, não existe tristeza. Feliz aniversário, minha amiga mais divertida!

Você sabe melhor do que ninguém curar uma dor da alma, amparar uma lágrima, aquecer o frio da solidão que às vezes é inevitável. Você é amiga e certeza de sorriso e conforto, pois do seu lado parece que sentimentos abaixo da alegria, entusiasmo, esperança, amor ou semelhantes, são impossíveis de serem sentidos.

Talvez você tenha nascido com o dom da perpétua alegria, ou talvez você seja assim para fazer os outros felizes, mas seja como for você é simplesmente a melhor! A melhor amiga, a melhor pessoa que eu já conheci, e merece toda felicidade do mundo e mais ainda.

Parabéns para hoje, e felicidades eternas para você que tanta felicidade dá aos outros!

Eu tenho a sorte de ter em minha vida uma pessoa iluminada. Você é o meu sol quando o dia amanhece nublado, é o meu verão quando o inverno insiste em ficar.

Você é uma flor tão linda, que todos os beija-flores querem beijar. E tem tanto mel que todas as abelhas lhe querem tocar.

Você me faz querer sussurrar as palavras mais doces, e depois transformá-las em canção de ninar. Com você, eu não preciso de muita coisa mais, pois já tenho a maior riqueza que alguém pode sonhar.

O seu amor me faz sentir pleno como o mar, numa linda noite de luar. Eu te amo tanto, será que alguém pode duvidar?

Você é minha namorada e eu sou realmente feliz por te amar, e a minha vontade é te colocar num altar. Os meus amigos me dizem que você vai se endoidecer, e logo de mim vai se cansar. Mas eu não tenho medo. Aconteça o que acontecer, eu terei sempre o meu amor você.

A vida é possível apenas por meio de desafios.

A vida é possível apenas quando você tem ambos, bom tempo e mau tempo, quando você tem ambos, prazer e dor, quando você tem ambos, inverno e verão, dia e noite.

Quando você tem ambos, tristeza e alegria, desconforto e conforto. A vida se move entre essas duas polaridades.

Movendo-se entre essas duas polaridades, você aprende como ter equilíbrio. Entre essas duas coisas, você pode aprender como voar até a estrela mais distante.

As dificuldades sempre existem, são parte da vida. E é bom que existam, ou não haveria crescimento. Dificuldades são desafios. Elas o incitam a trabalhar, a pensar, a descobrir meios de sobrepujá-las.

O próprio esforço é essencial. Assim, sempre tome as dificuldades como bênçãos. Sem dificuldades, estaríamos perdidos. Dificuldades maiores virão, e isso significa que a existência está cuidando de você, está lhe dando mais desafios. E, quanto mais você os soluciona, maiores desafios estarão esperando por você.

As dificuldades desaparecem somente no último momento, mas esse último momento chega somente devido às dificuldades. Assim, nunca tome negativamente qualquer dificuldade.

Descubra o algo positivo nela para o seu aprendizado. A mesma rocha que bloqueia o caminho poderá funcionar como um degrau. E se não houvesse essa rocha no caminho, como você se elevaria? E o próprio processo de ir acima dela, tornando-a um degrau, dá-lhe uma nova atitude de ser.

Quando você pensa criativamente sobre a vida, tudo é útil e tudo tem algo a lhe dar. Nada é sem sentido.

(Osho)

Se arrependimento nos fizesse voltar atrás no tempo, evitaríamos esta briga que nos magoou profundamente. Mas as palavras proferidas de forma irrefletida já não podem ser silenciadas e os gestos descontrolados têm sempre um impacto à nossa volta. Na verdade, eu e você acabamos por provar dessa amarga realidade e agora nos sentimos verdadeiramente desconfortáveis.

Meu querido, me deixe tentar consertar esse sentimento ferido. Vou untar essa dor com todo o meu carinho e mostrar para você como sei fazer as coisas de outro jeito. Sei que por vezes procedo incorretamente e depois de nossa última discussão talvez estejamos mais distantes. Mas quando se ama temos de dar o nosso melhor e eu estou disposta a mudar em mim, aquilo que corrompe nossa relação.

Vem, vamos recolher nossos corações quebrados e aquecer o frio de nossos olhares. Amanhã tudo será uma página do passado e é do seu lado que eu vou querer estar.

O dia mais IMPORTANTE:
foi quando te conheci,
O dia mais ESTÚPIDO:
foi quando brigamos,
O dia mais EMOCIONANTE:
foi quando você falou comigo pela primeira vez
O dia mais TRISTE:
foi quando vi você ir embora
O dia mais GOSTOSO:
foi quando você me deu um beijo,
O dia mais LONGO:
foi quando não te vi,
O dia mais BRILHANTE:
foi quando vi você sorrir,
O dia mais ALEGRE:
foi quando pude compartilhar meu dia contigo,
O dia mais ESCURO:
foi quando você ficou longe de mim,
O dia mais DESESPERANTE:
foi quando você não me escutou,
O dia mais FRIO:
foi quando você me ignorou,
O dia mais ANGUSTIANTE
foi quando escondi algo de você,
O dia mais CHATO:
foi fazer algo sem você,
O dia sem PALAVRAS:
foi quando escrevi isto a você.

Algumas palavras magoam e eu sei disso perfeitamente, mas o coração por vezes é traiçoeiro e nos faz falar irrefletidamente. Você não merecia que eu tivesse agido assim, por isso peço desculpas por aquilo que disse.

Não consigo aguentar este clima frio entre nós; acredite que estar nos seus braços é bem mais confortável. Perdoe-me meu amor, quero muito que as coisas corram sempre bem entre nós.

Há aproximadamente 15 anos, quando eu era apenas uma criança, um anjo me procurou e me confiou uma missão muito importante. Ele me disse que o anjo mais lindo e mais especial do Senhor havia sido enviado à Terra, para levar alegria aos corações das pessoas que tenham o prazer e a sorte de conhecê-lo. E que o meu dever é proteger, amar, dar alegrias e muito carinho a esse anjo.

Aquela situação me deixou muito espantado e sem entender muito do que estava acontecendo. Eu perguntei-lhe como iria fazer isso sendo tão pequeno e fraco, ele me respondeu que ia fazer com que eu crescesse e me tornasse uma pessoa com potencial para realizar tal tarefa.

Ele também me disse que eu iria ter que procurar por esse anjo, e que durante essa procura eu iria encontrar várias dificuldades, entre as quais fogo e água, sol e chuva, calor e frio, tristezas e alegrias. E que algumas vezes eu iria até me enganar achando que havia encontrado o meu anjo, e que por esses erros eu iria pagar caro, pagar com solidão e sofrimento, mas que as duas maiores dificuldades mesmo iam ser conquistar o meu anjo e o tempo.

O tempo porque ele ia fazer com que eu ficasse ansioso e em alguns momentos até pensasse em desistir, mas ele também disse que conquistar o meu anjo não iria ser nada fácil, mas eu deveria persistir até consegui. E antes que ele encerrasse a conversa eu perguntei como ia saber quem é o meu anjo e ele me respondeu que eu iria saber quando o encontrá-se, e que ia ser recompensado por todos os sacrifícios pelos quais passei, e que o meu anjo ia ter o que lhe foi prometido quando foi enviado à Terra.

E agora tendo superado todas as dificuldades anteriores tenho certeza de que finalmente encontrei o meu anjo e é por isso que estou insistindo tanto. Quero que saiba que gosto muito de você e que tenho certeza de que é o meu anjo. Talvez esta seja uma das últimas chances que tenho de conquistar você, por isso, mesmo correndo o risco de parecer bobo, chato, e não ser perdoado pelo silêncio eu lhe peço: Fica comigo!

O casamento é a união de duas pessoas imperfeitas que se amam e, por isso, tanto a esposa como o marido irão magoar e ser magoados com palavras e ações irrefletidas do seu parceiro. Não adianta insistirmos que quem ama não machuca. Quem ama machuca sim, porque todos falhamos. A diferença é que quem ama procura solucionar o seu erro e cuidar da pessoa a quem fez sofrer.

O perdão e o arrependimento surgem então como essenciais em qualquer relacionamento. Durante anos e anos de convívio, algumas vezes iremos estar no papel do arrependido e em outras ocasiões na posição do perdoador. Partir para um casamento sem essas duas atitudes tão nobres, traria sérios riscos de correr mal. Seria como sair com pouca roupa para um lugar onde está bastante frio, com a diferença de que, neste caso, a consequência seria uma constipação, mas no que se refere ao matrimónio, o resultado poderia ser uma triste separação.

Será que é amor
esse sentimento que
acelera meu coração?
O que é amor?
Ficar acordada
pensando na pessoa amada,
pensando como será o amanhã.
Imaginando se aquele alguém
está com fome, sede ou frio.
Imaginando como seria
se a distância não existisse.
Querer a todo momento
sentir o sabor do beijo,
o beijo apaixonado
que é aprovado pelo amor.
Não parar de escrever
poesias apaixonadas
que falam de sonhos a dois.
Sentir a saudade apertar
e chorar, chorar de saudade.
Desejo de estar ao lado
daquela pessoa especial.
Se tudo isso tem alguma
coisa com o amor,
acho que posso declarar:
eu Amo Você!

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Ás vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

(William Shakespeare)

Te encontro,
Na melodia da mais linda canção.
O vento sopra seu nome,
O frio traz a solidão.
Te encontro,
Não apenas em pensamentos,
Mas na combinação perfeita dos sonhos...
Sinto a presença de seu toque,
Como se a eternidade abençoasse simples momentos.
Te encontro,
Sem que meus passos te sigam.
Te encontro,
Sem planejar procuras.
Basta pensar em você,
Que navego com a saudade
Em busca do tempo em que éramos
O mesmo refúgio do amor...
Te encontro,
Nas simples palavras da poesia.
Te encontro,
Nas simples notas da canção.
Te encontro,
Nas noites turbulentas do coração,
Onde sem querer sou refém da saudade.
Como fugir,
Se em cada destino,
Te Encontro!!!


Amigo Nescau - Energia que dá gosto(!)

Amigo BomBril - Mil e uma utilidades.

Amigo Ponto Frio - O bonzão(o maldito!).

Amigo Casas Bahia - Dedicação total a você.

Amigo Toddinho - Companheiro de Aventuras.

Amigo Tenaz - Só descole se for capaz!

Amigo Sprite - Imagem não é nada.

Amigo Redbull - Te dá asas.

Amigo Brahma - O número 1.

Amigo Nike - Just do it.

Amigo Havaianas - Todo mundo usa.

Amigo Telefônica Celular - A sua melhor companhia.

Amigo C&A - Abuse e use!

Amigo Free - Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum.

Amigo Close-up - Fale de perto.

Amigo Avanço - Você usa, elas avançam.

Amigo Maisena: Você mexe e ele engrossa.

Amigo Engov: Te dá um trato na bebedeira.

Amigo Telescópio: Te faz ver estrelas

Amigo Pilha: Te deixa ligadão.

Amigo Cavalo: Dispensa comentários.

Amigo Volkswagen: Você conhece, você confia.

Há amor que acaba, há verão e inverno, há fases da vida, há o hoje e o amanhã. Mas há coisas que são permanentes, como uma amizade verdadeira. Os amigos transformam a nossa vida, trazem leveza, trazem aprendizados.

Os amigos fazem parte da nossa vida, fazem parte das nossas memórias e fazem parte de quem somos. Os bons amigos fazem de nós pessoas mais felizes, mais confiantes, mais alegres. Ter amigos é saber-se bem acompanhado no mundo.

A amizade é uma das relações mais nobres e duradouras que podemos ter na vida. Há amores e paixões que vêm e vão, mas uma verdadeira amizade pode durar a vida inteira. E um amigo que faz parte da nossa vida, transforma a nossa existência.

A vida nem sempre é fácil. Sofremos, quebramos o coração e a cara, choramos e temos que lidar com decepções e desilusões.

Mas no final, e por mais difícil que a vida seja, ela vale a pena ser vivida. Pois apesar de todas as coisas menos boas, há muitas mais que valem a pena.

Há os bons amigos, o carinho da família, a emoção de um novo amor. Há um sofá quentinho em uma tarde de chuva e frio.

Há vários sonhos para concretizar e muita vontade de os alcançar. Há o sorriso que se abre ao ver que em toda manhã nasce de novo o sol.

Nunca desista, pois por muito difícil que seja, a vida vale sempre a pena!

"O mais altruísta dos amigos que um homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona e nunca mostra ingratidão ou deslealdade, é o cão.

- Senhores Jurados, o cão permanece com o seu dono na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos invernais sopram e a neve se lança impetuosamente. Quando só ele estiver ao lado de seu dono, ele beijará a mão que não tem alimento a oferecer, ele lamberá as feridas e as dores que aparecem nos encontros com a violência do mundo. Ele guarda o sono de seu pobre dono como se fosse um príncipe. Quando todos os amigos o abandonarem, o cão permanecerá. Quando a riqueza desaparece e a reputação se despedaça, ele é constante em seu amor como o Sol na sua jornada através do firmamento. Se a fortuna arrasta o dono para o exílio, o desamparo e o desabrigo, o cão fiel pede o privilégio maior de acompanhá-lo, para protegê-lo contra o perigo, para lutar contra seus inimigos. E quando a última cena se apresenta, a morte o leva em seus braços e seu corpo é deixado na laje fria, não importa que todos os seus amigos sigam seu caminho: lá, ao lado de sua sepultura se encontrará seu nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes, mas em atenta observação, fé e confiança mesmo à morte."

Este tributo foi apresentado ao júri pelo ex-senador George G. Vest (então advogado), que representou o proprietário de um cão morto a tiros, propositalmente, pelo vizinho. O fato ocorreu há um século na cidade de Warrensburg, Missouri, nos Estados Unidos. O senador ganhou o caso e hoje existe uma estátua do cão na cidade e seu discurso está inscrito na entrada do tribunal de justiça da cidade.

Uma lágrima, uma única lágrima caiu do meu olho esquerdo... solitária, sozinha... Simplesmente eu escutei um "Não te amo mais", tão duro e seco e frio que eu questionei "Algum dia me amou?". O silêncio foi a resposta mais cruel que recebi, como se fossem palavras cortantes e chicoteadas em meu ser.

O silêncio doeu tanto que desejei escutar tumulto, agora eu abominava este silêncio. "Por que você não me responde? Eu queria tanto ouvir...". Olhou-me e secamente disse "Quer ouvir alguma coisa, mas não o que tenho a dizer...". Eu não podia me conformar com o silêncio.

"Algum dia você me amou?", perguntei novamente. "Não. Eu só estava tentando esquecer um amor com você." O que era pior a verdade das palavras ou a verdade do silêncio?

Partir o coração era pouco. Meu coração foi triturado. Meu coração não seria mais o mesmo tolo e inocente que até dois segundos atrás foi. Punhaladas assim não se reconstituem rápido, estarei para sempre deformada.

Entreguei meu coração a quem não foi capaz de me amar, a alguém que só queria esquecer a pessoa que tinha quebrado seu coração. Amei alguém que não teve escrúpulos de quebrar meu coração. Entreguei-lhe meu coração ele o segurou, jogou para o alto e meu coração levou um tombo.

Hoje, não sou mais a mesma. Hoje eu encaro o amor com outros olhos, olhos que duvidam, que têm medo. Olhos que já viram o amor despedaçar muitos corações e matar esperanças!

(Camila Márcia)

Sabe, senhor, ainda não entendi, viemos à praça, pensei ser um passeio, estranhei, ele não tinha esse hábito, mas fui, feliz. Lá chegando, me deu as costas, entrou no carro e nem me disse adeus. Olhei para os lados, nem sabia o que fazer. Ainda tentei segui-lo, quase fui atropelado.

Que teria feito eu de tão mau? À noite, quando ele chegava, abanava o rabo, feliz mesmo que ele nunca viesse no quintal me ver. Às vezes, eu latia, mas tinha estranhos no portão, não poderia deixá-los entrar sem avisar meu dono.

Quem sabe foi minha dona que mandou, devia estar dando trabalho. Mas não as crianças, elas me adoravam. Como sinto saudades! Puxavam-me a cauda às vezes eu ficava uma fera, mas logo éramos amigos novamente. Creio que elas nem sabem, devem ter dito que fugi.

Estou faminto, só bebo água suja, meus pelos caíram quase todos, nossa, como estou magro! Sabe, Pai, aqui nesse canto que arrumei para passar a noite, faz muito frio, o chão está molhado. Creio que, hoje, vou me encontrar contigo, aí no céu meu sofrimento vai terminar, mesmo em espírito vou ter permissão para ver as crianças.

Peço-vos, então, não mais por mim, mas pelos meus irmãozinhos:

Mandem-lhes pessoas que deles tenha compaixão, como eu, sozinhos não viverão mais que alguns meses na terra do homem. Amenize-lhes o frio, igual o que agora sinto, com o calor de atos de pessoas abençoadas. Diminua-lhes a fome, tal qual a eu sinto, com o alimento do amor que me foi negado. Mata-lhes a sede, com a água pura de seus ensinamentos transmitidos ao homem.

Elimine a dor das doenças, estripando a ignorância da terra. Tire o sofrimento dos que estão sendo sacrificados em atos apregoados como religiosos, laboratórios e tudo mais. Tirando das mãos humanas o gosto pelo sangue. Ampare as cachorrinhas prenhas eu verão suas crias morrerem de fome, frio e pestes sem nada poderem fazer.

Abrande a tristeza dos que, como eu, foram abandonados, pois, entre todos os males o que mais me doeu foi esse. Receba, Pai, nesta noite gélida, a minha alma, pois não mais será meu sofrimento, mas dos que ficarem e por eles vos peço.

Nota: Ouço essa oração dos cães moribundos que vejo pelas ruas.
Fonte: Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis.

Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

(Martha Medeiros)

Nossa relação é uma perfeita vergonha! Você continua distante, frio, desligado, aliás, conviver com você tem sido uma experiência muito decepcionante. Você acha que alguma mulher gosta de ter um namorado alheio a tudo que se passa com ela? É que não se trata de outra coisa, você continua desatencioso, desatento e desinteressado de nosso namoro! Não espere o melhor de mim para nós dois!

Toda a relação viva da atenção, do carinho, do afeto, do amor. Todas essas coisas importantes para um namoro resultar, a gente não tem. Acontece que você está nem aí para as minhas necessidades! Na verdade, parece até que você anda vivendo uma vida dupla! É que não me parece normal tanto distanciamento num namoro que tem ainda tanto para crescer e evoluir!

O pior é que também não sinto mais força para dar a volta por cima, sabe? Não acho certo passar meu tempo lutando sozinha por uma relação. Vou deixar o tempo passar até ao dia que decidir tocar minha vida para outro lado! Seja feliz e considere-se avisado!

Mãe, pai,

Vocês são o meu pilar, o suporte que preciso para crescer de bem com a vida. Meu corpo é ainda muito pequeno – sou bebê, mas sinto que me coraçãozinho está cada vez maior e mais cheio de amor por vocês!

É tão bom perceber que vocês cuidam de mim com tanta dedicação e carinho! Sinto uma segurança que não tem preço, nem explicação. Sei que no frio e no calor, no outono ou na primavera, não importa como nem quando; mas sei que estaremos eternamente ligados.

Quero agradecer aos dois pela vida que tenho.
Serei sempre gratidão, serei sempre amor!

Boa semana para todos!
Que esta semana vocês possam
experimentar algumas ou todas essas coisas:
Se apaixonar.
Rir até o rosto doer.
Um banho quente.
Um supermercado sem filas.
Um olhar especial.
Receber cartas.
Escutar sua música preferida no rádio.
Uma boa conversa.
Pegar uma boa praia.
Achar uma nota de R$50,00
na sua blusa de inverno do ano passado.
Rir de você mesmo!
Ter alguém para lhe dizer que você é bonita.
Os amigos.
Ouvir acidentalmente alguém falar Bem de você.
Acordar e perceber que ainda faltam
algumas horas para dormir.
Fazer novos amigos, ou ficar junto dos velhos.
Conversar à noite com seu colega de quarto.
Alguém brincar com seus cabelos.
Bons sonhos.
Viagens com os amigos.
Ganhar um jogo difícil.
Encontrar com um velho amigo,
e descobrir que há coisas que nunca mudam.
Descobrir que o amor é eterno e incondicional.
Abraçar a pessoa que você ama.
Ver o nascer do sol.
Levantar e agradecer a Deus
por outro lindo amanhecer!

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.
Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha. Seu nome era "trabalho" e seu sobrenome "sempre".

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar. Era o inverno que estava começando. A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca repleta de comida.

Mas alguém chamava por seu nome do lado de fora da toca. Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu: sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari com um aconchegante casaco de vison.
E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da minha toca?
E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas! Mas o que lhe aconteceu ? Como você conseguiu dinheiro para ir a Paris e comprar esta Ferrari ?
E a cigarra respondeu:
- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer shows em Paris... A propósito, a amiga deseja algo de lá?
- Desejo sim. Se você encontrar o La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda ele ir se catar!

Moral da História:
"Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão."

Desde a primeira vez que vi você, eu já sabia que seria importante na minha vida. No primeiro beijo, eu tive certeza que era amor e hoje cada novo dia deste namoro sei que você é a mulher da minha vida.

Ainda sinto um frio na barriga quando olho nos seus olhos e sei que sou um cara de sorte por poder dividir meus dias com você. Eu quero muito mais ao seu lado, quero viver cada segundo deste amor porque você me faz muito feliz.

Meu sorriso é muito mais bonito quando estou ao seu lado e minha vida só faz sentido ao lado da sua. Amo você, meu amor, e prometo estar sempre aqui!

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.

Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem o bate-papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada. Seu nome era Trabalho, e seu sobrenome era Sempre.

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer... Cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar. Era o inverno que estava começando.

A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca, repleta de comida.

Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca. Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.

Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari amarela com um aconchegante casaco de vison. E a cigarra disse para a formiguinha:

- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da minha toca?

E a formiguinha respondeu:

- Claro, sem problemas! Mas o que aconteceu?

- Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e comprar esta Ferrari?

E a cigarra respondeu:

-Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz.

Fechei um contrato de seis meses para fazer show em Paris...

A propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?

Desejo sim, respondeu a formiguinha.

Se você encontrar o La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda-o ir para a &u%@ que $@%#&!

MORAL DA HISTóRIA:

Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão.

Trabalhe, mas curta a sua vida.

Ela é única! Seja feliz!

Feliz Aniversário, meu bem! Não tenho mais palavras para definir o amor que sinto por você; não encontro mais formas de demonstrar este desejo que toma conta de todas as minhas vontades.

Você é mais que o melhor namorado que existe. É um amigo, um pedaço de mim e todo meu coração. Tenha um dia inteiro, quente ou frio, mas inteiro! Seja feliz – sempre. Eu te adoro!

De dentro de uma semente rasgou, certo dia, uma planta. Ainda era muito cedo para brotar, mas era melhor o frio externo do que suportar a casca que lhe sufocava. O vento lhe queimava a pele, e a sol forte quase não a deixava respirar. A terra onde nasceu era seca, e as pedras impediam que criasse raízes. Mas as raízes insistiam em crescer, e apodreciam porque no solo não conseguia se fixar.

Suas folhas pequeninas não sobreviviam muito além de alguns dias, logo secavam e caiam por terra. E a planta se deixou levar ao vento, na esperança de encontrar solo fértil. Areias quentes, alagados, solo infestado de raízes velhas. Em algum lugar precisava encontrar terra, onde pudesse florescer, mas na terra não houve um só canto onde pudesse fixar suas raízes, e numa estranha mutação a planta aprendeu a se nutrir do vento. E se acostumou a ver suas folhas caírem por terra, e frutos nunca ter.

Por muito tempo viajou por mundos ignotos e conheceu seus costumes. Por muitos mundos ela passou sem ser notada. Por outros deixou suas folhas secas nutrindo a terra. Seu sonho era ser como as outras plantas, criar raízes, florescer, frutificar. Um dia um jardineiro a recolheu num vaso, e ali regou suas raízes, e ela cresceu e floresceu, sentia-se viva e feliz. E por uma vez sentiu o calor da terra. Sentiu suas raízes crescerem, sentiu pela primeira vez sua natureza de planta

Todo o seu ser lhe foi grato, como se na vida toda estivesse esperando por este momento. O jardineiro lhe deu o precioso momento de ser e a planta nunca esquecerá do jardineiro. Porque mesmo por pouco tempo, a lembrança de ser planta, de ser cuidada e de ter raízes na terra ficará para sempre. E agora ameaça o vento a lhe arrancar do vaso numa noite dessas. E de novo lhe levar pelo ar para estranhas terras. E novamente ela terá que aprender a se nutrir do ar. Mas por onde for ela levará a lembrança de que um dia foi planta e teve terra e a imagem do jardineiro a regar seu vaso.

Não posso mais viver neste clima frio e distante entre nós. Sei que errei, que falei sem pensar e que não agi da melhor forma. Apesar disso, peço que me perdoe porque minhas motivações não eram más e nunca quis magoar você.

Vamos colocar um ponto final nesta briga sem sentido porque ninguém ganhar nada com isso. Eu amo você de todo o coração e você sabe bem disso. Vamos ficar unidos, meu bem, e ser felizes lado a lado.

Dois corações se quebram, se partem, ao perceberem que juntos não mais se satisfazem. Um nota que o outro não está dando carinho como antes. O outro nota que o jeito do olhar está diferente. Os dois se calam. Longo silêncio.

Tudo continua como se nada estivesse acontecendo. Mas os corações sabem que as coisas não estão normais. Os dias passam, as noites em claro demoram a passar, os pensamentos fervem, as lágrimas caem do olhar; e nada se resolve. Como contar?

Um coração não bate com a mesma intensidade de antes... O outro também não. Tudo é muito confuso. O beijo se torna vazio, o abraço frio, o olhar seco. E o silêncio atrapalha, e a verdade e o medo incomodam. A dor. A tristeza. Como contar?

Esse momento chegará, sim, e será duro como um momento no inferno. E as lembranças não se apagarão. Nunca! Dois corações que durante tanto tempo juntos encontraram dias de intensa felicidade, agora, separados, encontrarão dias de intensa agonia. Estar sozinho nunca é bom, e a solidão dói.

Hoje, nesta noite tão escura, um dos corações (o meu) toma coragem para dizer. Mas não liga. Prefere apagar a luz, dorme, sonha. E acorda, no meio da madrugada, com a lua vagando pelo céu. Chora, chora muito esse pobre coração. Vê que esse sentimento não tem fim. É apenas uma crise, um momento, uma fase. E passa.

E é exatamente nessa mesma noite que o outro coração (o dele), também chora muito. E também descobre que o sentimento é eterno. E amanhã, esses dois corações voltarão aos velhos tempos, e terão momentos de intensa felicidade. Porque se amam!