Mensagens de Dúvidas

Encontradas mais de 151 Mensagens de Dúvidas:

Um dia você aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que
companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante,
com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno amanhã é incerto demais para os
planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima
se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai feri-lo de vez em quando
e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se leva anos para se construir confiança
e apenas segundos para destrui-la,
e que você pode fazer coisas em um instante,
das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer
mesmo a longas distâncias.

E o que importa não é o que você tem na vida,
mas quem você tem na vida.

E que bons amigos são a família que nos permitiram
escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos
se compreendemos que os amigos mudam,
percebe que seu melhor amigo
e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que devemos deixar as pessoas que amamos com
palavras amorosas,
pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes
tem influência sobre nós,
mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve
comparar com os outros,
mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo
para se tornar a pessoa que quer ser,
e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou,
mas onde está indo, mas se você não
sabe para onde está indo,
qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos
ou eles o controlarão, e que ser
flexível não significa ser fraco
ou não ter personalidade,
pois não importa quão delicada
e frágil seja uma situação,
sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas
que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes
a pessoa que você espera que o chute,
quando você cai é uma das poucas
que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver
com os tipos de experiências que se
teve, e o que você aprendeu com elas,
do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você
do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer
a uma criança que sonhos são bobagens,
poucas coisas são tão humilhantes,
e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva
tem o direito de estar com raiva, mas isso
não lhe dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do
jeito que você quer que ame,
não significa que esse alguém não sabe amar,
contudo, o ama como pode,
pois existem pessoas que nos amam,
mas simplesmente não sabem como demonstrar
ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga,
você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos
pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa
voltar para trás, portanto, plante seu jardim
e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores...

E você aprende que realmente pode suportar...
que realmente é forte, e que pode ir muito mais
longe depois de pensar que não se pode mais.

E que realmente a vida tem valor
e que você tem valor diante da vida!

Nossas dúvidas são traidoras
e nos fazem perder o bem que poderíamos
conquistar, se não fosse o medo de tentar.

(Willian Shakespeare)

Perdoa-me por dizer o que não quero

Perdoa-me por dizer o que não quero
Pelo desespero que ocupa meu ser
Por dizer palavras que ofendam alguém
Pelo modo como enxergo as coisas
Se falo demais o que não devo
Por acusar e querer ser tão certa
De apontar os defeitos alheios
Por procurar ser correta demais
Ou responder à altura aos outros
Pelos erros que eu cometer ou já fiz
Por amar com loucura como eu amo
Talvez por ser egoísta e honesta
Por procurar estar sempre do lado certo
Por receber tantas humilhações
E nunca ser baixo astral
Por guardar rancor se é errado
Por trazer no peito tanta mágoa
Por ser uma pessoa só
E não ter com quem desabafar
De desejar um verdadeiro amigo
Por procurar ser sensata
Por enganar a minha própria pessoa
Pela tristeza que me faz ser fria e dura
Pelo sorriso sem vontade
Por eu ser o que não sou
Quando disfarço um amargor
Pelo desatino da minha vida
Da injustiça na qual sou lançada
E levar tantos tapas na cara
Eu ter que sorrir e procurar esquecer
Por eu ser vaidosa
Quem sabe até calculista
Ao esconder coisas que não podia
Perdoa os meus erros e também as minhas virtudes
Perdoa por eu querer modificar o mundo
E desta feita também as pessoas
Perdoa por eu estar viva e a procura de novos horizontes
Perdoa toda vez que eu descer na minha escalada
Perdoa-me por eu estar num mundo bom onde as pessoas não se entendem mais
Perdoa se tudo isso que eu tento arrumar me torne nojenta
E que isso não atrapalhe a vida daqueles que amo
Perdoa por meus olhos enxergarem além do que deviam
E sobretudo perdoa-me pelas muitas vezes que chego a duvidar da tua existência
Perdoa-me apesar de que, mesmo sabendo de tudo isto, eu me alegre por estar sendo iluminada com tua luz espiritual a me envolver em teu amor supremo, e estar vivendo o que vivo agora.
Tento tudo isso, na nítida esperança de que um dia eu consiga de alguma maneira merecer o teu perdão!!!

Sentir-se amado

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?
Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.
Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. “Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho”.
Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. “Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato.”
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.
Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.

O Poder da Gratidão

Uma das forças mais poderosas que existem (e pouco entendida) é o poder da gratidão. A gratidão engloba a força do reconhecimento de uma força superior a nós, mexendo as engrenagens do universo. A quem devemos agradecer depende das crenças pessoais de cada um. O ato de agradecer é maior do que qualquer dogma religioso. Engloba também a força do pensamento positivo, que permite que possamos desenvolver o otimismo e a confiança em nós e no futuro. Quando agradecemos, reconhecemos que o universo está sendo justo conosco e que ele mesmo é sábio. Demonstramos uma confiança de que tudo acabará bem.

Motivos para agradecer não devem faltar a você. Se você está doente, agradeça à doença a oportunidade de parar e poder refletir sobre seu corpo, seus hábitos alimentares e de saúde. Se você está com dificuldades financeiras, mas saudável, você tem o instrumento mais perfeito, que é o seu corpo, para desenvolver sua potencialidade e virar a própria mesa. Pergunte a qualquer pessoa paraplégica se não trocaria todo dinheiro pela oportunidade de caminhar novamente? Se você tem uma sequela irreversível como a citada acima, agradeça a oportunidade de ver o mundo por um prisma diferente e ensinar aos outros como fazer a diferença. Se duvida, veja no YouTube qualquer vídeo de Nick Vujicic, um australiano que nasceu sem os quatro membros e que tem uma alegria de viver emocionante. Seu livro, “Uma Vida sem Limites” é uma lição de vida e gratidão para todos nós. Agradeça as dificuldades do caminho, elas nos fortalecem e nos fazem ser melhores e humanos.

Se já agradecemos pelas coisas boas, está na hora de começarmos a agradecer por aquilo que ainda não aconteceu. Agradecendo antecipadamente, estamos criando um ímã para que tudo de bom venha ao nosso encontro.

Podemos criar o hábito de agradecer por escrito às pessoas importantes da nossa vida. Um pequeno bilhete pode criar uma ponte mágica entre nós e as pessoas que nos são caras. Passamos a vida, às vezes, sem reconhecer o carinho e o valor de professores, amigos, pais, médicos, cuidadores e até de pessoas que alguma vez simplesmente falaram a palavra certa na hora certa. Tire cinco minutos por dia para espalhar o perfume da gratidão em pequenos bilhetes. Estes bilhetes, na maioria das vezes, se tornam eternos.

(Humberto Bez Batti)
(Clic RBS)

Amar Incondicionalmente é Uma Arte

Tantos tipos de amor tenho visto por aí...

Amores fracos, desnutridos de coragem; amores fortes, que atravessam muitas barreiras, mas que em certo momento tropeçam numa pequena pedra, caem e não conseguem mais se levantar.

De tantos e todos os tipos de amor que conheci, houve um que jamais esquecerei: o amor incondicional, aquele que existe "apesar de" e que atravessa qualquer tipo de tempestade, tropeça em muitos obstáculos e mesmo assim não deixa de existir; não altera a sua rota, não diminui a sua dimensão, não perde o seu peso, não permite que o seu brilho seja ofuscado.

Só ama incondicionalmente quem é possuidor de uma alma grande e esse tipo de alma normalmente é acompanhada de um espírito de luz.

Amar assim é não viver subjugado a "mas" e "poréns", é não ter critérios para doar esse amor, é não exigir troca e abrir mão de reciprocidade. Quando se ama incondicionalmente tem um espaço dentro do cérebro que fica reservado em definitivo para que nas vinte e quatro horas do dia o pensamento não se afaste do objeto desse amor.

Já no coração, não existe um espaço designado para guardá-lo, porque ele é todo esse amor, vivenciado e sentido enquanto ele bater. Amor incondicional não tem orgulho de nenhuma espécie.

Não se envaidece de sua capacidade, nem de sua força, não tem necessidade de alardear a sua existência, nem demonstrar o seu imenso universo, ele é simplesmente um amor humilde, puro e despretensioso e justo por isso se torna grandioso.

Corações que vivem esse tipo de amor são generosos, eternos, mesmo depois que param de bater, são sublimes e por isso conseguem guardar dentro deles tanta ternura.

Amor incondicional não faz de conta que é, não se obriga a desistir de si mesmo, não precisa viver de fantasias, nem andar travestido de ilusões para prosseguir o seu caminho.

Esse amor do qual estou falando é por si só inteiro, não agoniza e muitas vezes inexiste aos olhos dos outros. Mas quem ama incondicionalmente, sabe a receita exata de como vivê-lo sem dores.

Felizes daqueles que despertam essa maneira de amar em alguém, esses sim, têm motivos de sobra para se orgulhar por terem conseguido atingir de forma tão especial um coração carregado do mais puro dos sentimentos.

Amor se torna incondicional quando ele já se acomodou dentro do peito, já se conformou com a estrada que terá que percorrer e já não há mais possibilidade de derrapar em nenhuma curva desse caminho, nem ser atropelado por qualquer dúvida.

É quando também, o que ficou para trás já não importa e o que está por vir não vai mudar nada.

O amor incondicional é aquele que doa o melhor de si, mesmo que esteja recebendo o pior de alguém, porque ele não depende de ser querido, nem de ser aceito e não esmorece se for ignorado.

Esse amor é daqueles amores que no passado já sangraram muito, latejaram, abriram enormes feridas, mas que ainda assim não deixaram marcas nem cicatrizes, porque a partir daí, resplandeceram e passaram a viver em eterno estado de graça até o instante que se eternizaram.

O amor incondicional não corre atrás de sonhos impossíveis, não precisa disso.

Ele já é maduro, há muito deixou de ser adolescente e envelhecer também não está nos seus planos; porque o amor que se torna velho, é um amor cansado, desgastado, exaurido.

Já o incondicional é e sempre será, ativo, independente, coerente, autossuficiente, porque se reserva o direito de ser solitário e ainda assim completo e realizado, porque reside nele a certeza de sua inocência, pureza e sinceridade.

Existe um encontro marcado entre o amor incondicional, a glória e o esplendor em algum canto do mundo, em algum instante da vida ou em algum momento após a morte. Mas ele não conta os dias para isso, nem sequer consulta o relógio, embora para ele, o momento desse encontro seja a grande magia da sua existência.

Amor incondicional é de uma elegância imensurável, de uma postura invejável e de uma personalidade única.

Felizes daqueles que são merecedores de serem amados incondicionalmente e mais felizes ainda, aqueles que se permitem amar assim, porque são eles os grandes heróis da vida.

Infelizes daqueles que não conseguem perceber quando despertam esse tipo de amor, que não têm a sensibilidade de senti-lo ao seu redor e valorizá-lo independente do que podem oferecer a ele.

Amar incondicionalmente é uma arte.
Ser amado assim, um presente divino.

(Anne Parker)

Feliz Dia dos Pais... Te amo.

Neste mundo de tantas dificuldades, encontrar pessoas dignas de respeito é algo quase impossível. Mas essa luz brilhou em meu caminho. Eu que ainda busco exemplos encontrei você. Descobri também que ser pai ou mãe, não é simplesmente fecundar alguém, mas principalmente participar da vida de quem se ama. Por isso, vejo em você um grande exemplo de pai, que não precisou me gerar para me amar tanto. Neste dia, onde os filhos buscam palavras para expressar o seu amor e gratidão aos pais, eu busco demonstrar em forma de poesia, que você é muito querido. Que diariamente me inspira a ser um ser humano melhor e mais generoso. Através dos teus exemplos tenho entendido que vale a pena ser uma pessoa honesta e que a dignidade é um dom, uma dádiva concedida àqueles que a buscam. Você é a fonte de minhas respostas para as grandes dúvidas que eu tinha. A luz para a minha vida, para o meu caminho, pois eu te elegi o meu segundo pai! Feliz Dia dos Pais!

Postar no Facebook