Mensagens de Reflexão

Encontradas mais de 305 Mensagens de Reflexão:

Um Dia...

Um dia você pára de esperar. Você pára de sonhar, de desejar e de se importar. E você entende que andou sozinho a maior parte da tua vida. Quanto mais cedo você compreende essa assustadora verdade, mais preparado você ficará para viver neste lugar desamparado.

Um dia você acorda e tudo está preto e branco. Você tenta desesperadamente encontrar um pouco de cor, mas é inútil. Você tenta pintar uma nova realidade, mas você não é um artista. Até que um dia você simplesmente esquece a beleza de um mundo colorido.

Um dia você acha que encontrou o amor. Mas na realidade você não encontrou. Você tropeçou e caiu no amor. Se o amor fosse tão bom, será que ele te faria cair? O que parecia ser um grande ponto de apoio acabou por ser uma pedra de tropeço. E você fica no chão, sofrendo e se perguntando: Será que eu quero me levantar de novo?

Um dia você se olha no espelho e não reconhece a pessoa do outro lado. E você tenta rastrear seus movimentos, suas escolhas, suas encruzilhadas. Só para tentar descobrir onde você se separou da sua concha. E você tenta descobrir: será que você vai encontrá-la, e vai se encontrar? Você quer se encontrar? Será que vale a pena?

Um dia, o sol deixa de te aquecer, e a chuva não consegue mais limpar a mancha de uma existência miserável. A comida não tem o mesmo gosto, e mesmo que tivesse, nunca conseguiria disfarçar o gosto ruim e azedo que dominou a sua boca.

Um dia você esquece como sorrir. Como sorrir de forma genuína. Você só mexe os lábios, você finge. Você é oco, vazio, você não tem motivação, inspiração, força de vontade. E todos os dias você vai para o seu próprio funeral, e você não tem últimas palavras para dizer. Você cava, cava e cava. Você vai enterrando partes de você. Sem últimos sacramentos, sem orações. Apenas silêncio e apatia. Tudo o que você pode fazer é continuar cavando. Porque isso é o que você faz melhor: você cava suas próprias sepulturas.

Um dia você simplesmente se recusa a ligar a luz. Ela não pode mais te ajudar. Mas a escuridão também não é sua amiga. Porque você não tem amigos. Você tem conhecidos, pessoas que te testam e te usam como um fantoche para a sua própria diversão.

Um dia todos os seus medos e fraquezas aparecem na sua porta. E eles não tocam a campainha. Eles derrubam a porta, te derrubam e roubam tudo o que você tem. Seu mundo desaba e você só pode olhar enquanto tudo desmorona.

Um dia... Um dia você decide escrever sobre esse dia. E quando você termina de escrever você entende que... Hoje é esse dia.

Postar no Facebook
Uma Grande Lição de Vida

Em uma cidadezinha vivia um homem que nunca se irritava nem discutia com ninguém. Ele morava em uma modesta pensão, onde era querido e admirado por todos, justamente por sempre encontrar uma saída cordial para não se aborrecer com as pessoas.

Para testá-lo, um dia seus amigos combinaram armar uma situação que, certamente, o levaria à irritação. Convidaram-no para um jantar e trataram todos os detalhes com a garçonete, que seria a responsável por atender à mesa reservada para a ocasião. Assim que iniciou o jantar, como entrada, foi servida uma saborosa sopa. A garçonete se aproximou do homem, pela esquerda, e ele prontamente levou seu prato para aquele lado, a fim de facilitar a tarefa. Mas ela serviu todos os demais e, quando chegou a vez dele, foi embora para outra mesa.

Ele, calmamente e em silêncio, esperou que a moça voltasse. Quando ela se aproximou, agora pela direita, para recolher o prato, ele levou outra vez o seu na direção da funcionária, que novamente se distanciou, ignorando-o.

Após servir todos os demais, passou a seu lado, acintosamente, com a sopeira fumegante, exalando o saboroso aroma. E, como havia terminado sua tarefa, voltou à cozinha. Naquele momento não se ouvia qualquer ruído. Todos observavam, discretamente,para ver sua reação.

Para surpresa dos amigos, o homem, educadamente, chamou a garçonete que se voltou,fingindo impaciência, e lhe disse: "O que o senhor quer?" Ao que ele, naturalmente, respondeu: " senhora não me serviu a sopa". E ela, para provocá-lo, retrucou: "Servi, sim senhor!" Ele então olhou para a garçonete e em seguida contemplou o prato vazio e limpo, ficando pensativo por alguns instantes...

Todos apostaram que agora ele iria brigar... Suspense e silêncio total. Mas o homem, mais uma vez, surpreendeu a todos, ponderando tranquilamente: "É verdade, a senhorita serviu sim, mas eu aceito um pouco mais!"

MORAL DA HISTÓRIA: Na maioria das vezes, não importa quem está com a razão. O fundamental é evitar discussões desgastantes e improdutivas. Muitas brigas surgem motivadas por coisas insignificantes, que se avolumam e inflamam com o calor da discussão. Pense nisso: a pessoa que se irrita aspira o ar tóxico que exterioriza e envenena a si mesma.

(Luciana dos Santos)

Postar no Facebook