Mensagens de Termino de Namoro

Encontradas mais de 50 Mensagens de Termino de Namoro:

O namoro acabou, mas a amizade não!

Ainda que não concorde com o término do nosso namoro, pensei bem e percebi que foi imaturidade minha achar que não deveríamos continuar com a nossa amizade. Somos amigos há tanto tempo, seria muito bobo acabar completamente com nossos laços apenas porque nosso namoro não deu certo.

Mesmo reconhecendo todas as minhas falhas, ainda preciso de um tempo para aceitar tudo isso que está acontecendo. É muito difícil não ter você mais assim tão perto, e acho que ainda não consigo separar nossa relação como somente bons amigos.

Sei que o fim foi doloroso para todos os lados, mas esse longo período como namorados me trouxe muita felicidade e ótimos momentos para serem relembrados. Fiquei triste por não ter dado certo e não posso esconder que os sentimentos ainda estão muito confusos aqui dentro.

Espero que eu consiga me livrar dessa angústia o mais rapidamente, você sempre foi muito especial na minha vida e realmente não quero que fique ausente. Espero também que entenda as minhas considerações, pode ter a certeza que abri totalmente o meu coração e cada palavra mencionada represente toda a minha sinceridade.

Postar no Facebook
Acabou o Namoro

E agora, acabou o namoro! Você se desesperou, argumentou, chorou, implorou, mas não adiantou, ele terminou o namoro, quando isso ocorre para as que estão apaixonadas a sensação de tristeza e solidão é ainda pior.

Procuramos consolo nas amigas, tentamos muitas vezes até brincar com o "toco”, mas não adianta, desmoronamos, parece que não vamos sobreviver ao fim desse relacionamento, a sensação de fracasso, vem à tona com as lamentações de tudo o que podíamos ter feito e não fizemos.

Se você está passando por essa fase, e consegue ver claramente que não há chance de reatar o namoro, o melhor, minha amiga, é levantar a cabeça de tempo ao tempo. Por mais que essa fala pareça um clichê, é hora de se reerguer, quando a dor passar e a razão prevalecer, você perceberá que para tudo há uma razão, e que aprendemos tanto com o amor, quanto com a dor.

Todas nós pobres mortais apaixonadas já levamos, em algum momento, um cartão vermelho, mas perceba que muitas vezes é preferível terminar o namoro a sermos enganadas durante a relação. Tentarei postar aqui, algumas dicas que te façam sentir-se pelo menos um pouquinho melhor:

Garota, entenda! Quando se termina uma relação, estamos livres, leves e soltas para futuros relacionamentos, portanto, faça a fila andar. E não fique tentando saber do seu ex o que ele fez, o que comeu, com quem saiu, ex, será sempre ex, valorize-se.

Sempre que surgirem aquelas doces lembranças de algum momento feliz, associe a uma ruim, aconselham os psicólogos. Isso fará com que diminua o significado que ele representa para você.

Saia de casa ao invés de ficar depressiva, chorando, fechada em seu quarto, isso não o trará de volta, e você perderá grandes oportunidades de conhecer pessoas novas e interessantes. Desapaixone-se, buscando outros por quem admirar, com certeza já ouviu aquele ditado “nada como um novo amor para curar outro amor”, pois bem, melhore sua auto-estima, se ele não te quer mais outros irão querer, nada de ficar mendigando migalhas de afeto e atenção.

Cabeça erguida, valorizar-se, sair à luta e entender que nada é eterno, talvez sejam as chaves para ajudá-la a passar mais rápido por essa fase dolorosa. Entenda, a dor até pode ser intensa, mas um dia ela passará, nada é para sempre.

(Mundo Mulheres)

Postar no Facebook
Tristeza não tem fim, Felicidade Sim..

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor

(Vinicius de Moraes)

Postar no Facebook
Ainda bem que o namoro acabou!

Terminar um relacionamento nunca é fácil, mas o que muitas vezes pode acabar com tristeza, desilusão e mágoas, pode se transformar em felicidade através da tranquilidade. Seja qual for o motivo do fim do namoro, mesmo que a decisão não tenha vindo da sua parte, primeiramente é preciso ter calma, pois não adianta achar que o mundo acabou, muito menos que nunca mais encontrará outro companheiro.

Mesmo que você não estivesse no lado descontente, tenha em mente pelo menos, que não vale a pena permanecer em um relacionamento onde o outro não compartilha da sua felicidade, certamente mais cedo ou mais tarde a insatisfação aumentará, se tornando muito mais aparente.

Portanto, siga em frente, aprenda com todos os erros acontecidos no passado e faça o possível para não mais cometê-los. Pense no alívio em não forçar um relacionamento que no futuro provavelmente não haveria felicidade. Lembre-se que com o término do namoro você está livre para continuar buscando um relacionamento feliz, onde também haja amizade.

Postar no Facebook
Meu Namoro Acabou

Hoje, você está sofrendo muito por causa do fim do seu namoro ou noivado. A dor do amor é uma das piores dores que uma pessoa pode sentir na vida. Não se desespere. Essa dor, embora seja muito forte, embora ela lhe traga um sofrimento muito grande, não se esqueça: ela também vai passar. Tudo nessa vida passa. Respire fundo e Tenha calma. Procure Deus. Ore a Ele. Converse com Ele, pois somente o Senhor Jesus pode colocar nos corações humanos o único, fiel e verdadeiro Amor.

Ouça o que o Seu Deus de Amor tem para lhe falar:

Hoje você está assim:

Tem compaixão de mim, ó Senhor, porque estou angustiado; consumidos estão de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu corpo. Salmos 31:9

A minha alma se consome de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra. - Salmos 119:28

Mantenha a calma e não se preocupe! Entregue toda dor e tristeza nas mãos do Senhor Jesus Cristo.

28 Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.
30 Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve.

- Mateus 11:28 a 30

Ainda que tudo e todos te abandonem o Nosso Deus Poderoso jamais te abandona. Confie em Deus. Acredite: Ele está aí ao seu lado. Chame por Ele. Converse com Ele.

Deus te ama!

(Deus Quer Falar Contigo)

Postar no Facebook
Dicas Para Superar o Fim do Namoro

1 - Viva as emoções

Antes de botar um fim definitivo no namoro, tenham uma boa e velha DR. Conversem sobre tudo que se passou entre o casal, sem acusações, mas com argumentos que incentivarão a evolução de cada um. Bote para fora tudo o que sente e deixe bem claro o motivo do fim. Caso tenha tomado um fora, explique como se sente e não tenha vergonha de se expressar. è melhor chorar tudo de uma vez do que chorar aos poucos.

2 - Fique sem ver o ex por um tempo

Entenda de uma vez por todas que a regra número 2 para quem quer dar um fim em uma história de amor, sem dores de cabeça, é ficar um tempo sem ver o ex. Assim será possível desintoxicar dos anos vividos e guardá-los como boas lembranças. Ver o ex com frequência, além de criar esperanças para ambos os lados, desenvolve um vínculo não agradável e situações – como o ciúmes – que serão corriqueiras e futuramente incontroláveis.

3 - Se puder, dê um tempo nas redes socais

Uma pesquisa feita pela Western University (Canadá) revelou que 88% dos usuários do Facebook acessam o perfil de seus respectivos ex-namorados e 52% assumiram que ficam com ciúmes das fotos publicadas no mural dos antigos namorados. Por isso o Facebook, Twitter e até o saudoso Orkut é um prato cheio para cair em um bad romance. Para não se tornar uma stalker profissional, determine um prazo longe das redes, por exemplo, um mês e cultive o outro lado da vida.

4 - Leia um livro

Já percebeu que o pior inimigo de quem precisa ficar longe do ex é a mente? Por isso, ocupe-a da melhor maneira possível. Não troque a vontade de vê-lo por um hábito novo, mas sim, ocupe a mente com outros interesses seus. A leitura é uma ótima pedida, afinal, dá para desencanar do roteiro real e viver outra história e até mesmo entender melhor o que se passa na própria vida, baseada nas histórias lidas.

5 - Ligue para uma amiga

Quando a saudade for forte e a vontade de ver o ex for maior ainda, ligue para uma amiga. Prefira aquela que acompanhou o relacionamento por mais tempo e que vai entender sem julgamentos o que se passa no momento. Desabafe mesmo, ela vai entender perfeitamente seu lado. Só não vale ligar todos os dias, afinal ela não é sua psicóloga, mas sim, sua amiga.

6 – Segure-se antes do próximo relacionamento

Com o tempo, após o fim do namoro, todo mundo sabe que bate uma carência. É ai que mora o perigo. Nada de trocar uma paixão antiga, por uma nova paixão. Às vezes, aparece aquele amigo legal que de repente nem se sente atraída, mas por estar fragilizada acaba se envolvendo demais. Depois do fim de um namoro é normal ficar frágil e assim se apaixonar facilmente também. O ruim disso é substituir as emoções e até comparar as atitudes do atual, com o ex. Não é saudável, seja verdadeira consigo mesma.

7 - Trabalhe a autoestima

Ficar triste por dentro, transparece por fora. Por isso, dê um trato no visual! Se estiver insatisfeita com o peso é hora de investir em uma nova dieta, mude o look, invista naquele esporte que sempre teve vontade, compre uma roupa nova, etc. Nenhuma mulher resiste a mimos, não há humor que não melhore!

8 - Desacredite nas falsas esperanças

Ninguém quer deixar o posto de ex, para ser step de ninguém, certo? Portanto, aquela ligação de madrugada, a mensagem no celular que o ex mandou só para saber se está tudo bem, pode ser até fofo, mas deve acabar ali, sem resposta. Isso vale também para você, mocinha! Nada de ficar pedindo ajuda para ele, ou ligando quando bater a saudades. Enquanto os dois lado não estiverem prontos para se ver, qualquer olhar 43 é uma bomba relógio.

9 - Faça uma reavaliação do namoro

Depois de um tempo, reflita os momentos vividos a dois e faça uma autoavaliação sua perante o namoro acabado. Veja quais foram os pontos mais frágeis e como agiria se fosse atualmente. Lembre-se que não é para cair na tristeza, ou nostalgia. A autoavaliação está longe de ser um túnel do tempo ao antigo namoro! É um exercício para evoluir seus atos e ver fora da situação o namoro como um todo.

10 – De quem é a culpa?

Tentar remoer o que já aconteceu só piora as coisas. No namoro, só o casal realmente sabe o que aconteceu durante o período juntos. Se existiu alguma coisa a qual te magoou, supere e continue a vida para frente. Não adianta ficar tentando saber quem errou e esclarecer mais ainda o que já acabou. A vida continua!

(Corpo a Corpo)

Postar no Facebook
O Fim dos Melhores Momentos

Infelizmente nosso relacionamento acabou,
Sei o quanto nos esforçamos,
Mas a maldita distância nos separou.
No primeiro momento que
Meus olhos encontraram os seus,
Percebi logo que você seria meu!
Foi chegando a minha vida tão devagar,
Com um jeitinho tão especial
Que demorou um tempo para acreditar.
Apesar de não estarmos mais como namorados
Não quero jamais perder sua amizade
Muito menos definir nosso laço como acabado.
Todos os sentimentos vividos durante esse tempo
Encheram-me de felicidade
Nunca esquecerei nenhum momento
Pois ficarão guardados na memória por toda eternidade.
Espero que esse tempo longe um do outro
Só aumente nosso desejo de nos encontrarmos novamente.
Nem que seja para jogar conversa fora,
Pois apenas isso já me deixaria muito contente.

Postar no Facebook
Homenagem aos Excluídos Emocionais

Quero fazer uma homenagem aos excluídos emocionais, os que vivem sem alguém para telefonar no final do dia, os que vivem sem alguém com quem enroscar os pés embaixo do cobertor. São igualmente famintos, carentes de um toque no cabelo, de um olhar admirado, de um beijo longo, sem pressa pra acabar. A maioria deles são solteiros, os sem-namorado. Os que não têm com quem dividir a conta, não têm com quem dividir os problemas, com quem viajar no final de semana. É impossível ser feliz sozinho? Não, é muito possível, se isso é um desejo genuíno, uma vontade real, uma escolha. Mas se é uma fatalidade ao avesso – o amor esqueceu de acontecer – aí não tem jeito: faz falta um ombro, faz falta um corpo.

(Martha Medeiros)

Postar no Facebook
Desgraça da Felicidade

Eu olho pra sua tatuagem e pro tamanho do seu braço e pros calos da sua mão e acho que vai dar tudo certo. Me encho de esperança e nada. Vem você e me trata tão bem. Estraga tudo.Mania de ser bom moço, coisa chata.
Eu nunca mais quero ouvir que você só tem olhos pra mim, ok? E nem o quanto você é bom filho. Muito menos o quanto você ama crianças. E trate de parar com essa mania horrível de largar seus amigos quando eu ligo. Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder.
E lá vem ele dizer que meu cabelo sujo tem cheiro bom. E que já que eu não liguei e não atendi, ele foi dormir. E que segurar minha mão já basta. E que ele quer conhecer minha mãe. E que viajar sem mim é um final de semana nulo. E que tudo bem se eu só quiser ficar lendo e não abrir a boca.
Com tanto potencial pra acabar com a minha vida, sabe o que ele quer? Me fazer feliz. Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz. E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável. E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema. O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.
Não dá, assim não dá. Deveria ter cadeia pra esse tipo de elemento daninho. Pior é que vicia. Não é que acordei me achando hoje? Agora neguinho me trata mal e eu não deixo. Agora neguinho quer me judiar e eu mando pastar. Dei de achar que mereço ser amada. Veja se pode. Anos nos servindo de capacho, feliz da vida, e aí chega um desavisado com a coxa mais incrível do país e muda tudo. Até assoviando eu tô agora. Que desgraça.
Ontem quase, quase, quase ele me tratou mal. Foi por muito pouco. Eu senti que a coisa tava vindo. Cruzei os dedos. Cheguei a implorar ao acaso. Vai, meu filho. Só um pouquinho. Me xinga, vai. Me dá uma apertada mais forte no braço. Fala de outra mulher. Atende algum amigo retardado bem na hora que eu tava falando dos meus medos. Manda eu calar a boca. Sei lá. Faz alguma coisa homem!
E era piada. Era piadinha. Ele fez que tava bravo. E acabou. Já veio com o papo chato de que me ama e começou a melação de novo. Eita homem pra me beijar. Coisa chata.
Minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses. O homem me busca todas as vezes, me espera na porta, abre a porta do carro. Isso quando não me suspende no ar e fala 456 elogios em menos de cinco segundos. Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada. Depois de trinta anos me relacionando só com homens obcecados por amores antigos, agora me aparece um obcecado por mim que nem lembra direito o nome da ex. Fala se tão de sacanagem comigo ou não? Como é que eu vou sofrer numa situação dessas? Como? Me diz?
Durmo que é uma maravilha. A pele está incrível. A fome voltou. A vida tá de uma chatice ímpar. Alguém pode, por favor, me ajudar? Existe terapia pra tentar ser infeliz? Outro dia até me belisquei pra sofrer um pouquinho. Mas o desgraçado correu pra assoprar e dar beijinho.

(Tati Bernardi)

Postar no Facebook
Paixão Efêmera

Conheço pessoas que afirmam que para ser feliz é preciso amar. Amar a família, os amigos, a terra, as árvores e até as alfaces. Sem esquecer, é claro, de um amor desses de tirar o fôlego e bater mais forte o coração.

Porém, já ouvi vários relatos de quem já amou muito, já teve seu coração saindo pela boca e mergulhou em abismo de paixões, de onde sempre demorava para emergir. Por isso mudaram o discurso e dizem que ser feliz é amar a si mesmo e proteger-se. Eles defendem que o melhor romance é aquele com data para terminar.

Num pensamento rápido, é interessante essa corrente. Todo mundo que tem medo de se envolver demais com alguém, poderia se atirar em paixões programadas para terminar antes que ultrapasse seu limite e comece a amar. Haveria apenas paixão entre os namorados, casais e amantes. Seriam todos ficantes, na verdade. A volta da poligamia. A extinção da traição. Mas fazendo uma reflexão maior, não sou adepto de paixão efêmera, que não possibilite o amor.

Talvez não seja tão pós-moderno ou nem moderno para entender esses amigos que pensam assim. Tampouco confiaria plenamente em alguém que não se entrega os próprios sentimentos e propusesse datar a minha paixão.

(Elder Nunes Corrêa Junior)
(Repórter de Bicicleta)

Postar no Facebook
Como Superar Uma Decepção Amorosa Pela Fé

1° - Jogue fora tudo o que traz lembranças:
Fotos, chaves, presentes (estou sendo radical). Como você quer “esquecer” de alguém guardando pertences ou presentes dela dentro da sua casa? Já ouviu aquela expressão no seu aniversário: É só uma lembrancinha!
Pois é, lembrancinha é para lembrar. Presente lembra momentos, conversas, discussões e até PROMESSAS.

2° - Evite tocar no assunto:
Quando alguém perguntar se você terminou um namoro, noivado e etc. Diga: SIM e pronto. “Pra quê” ficar dando satisfações da sua vida para a vendedora, cabelereira ou açougueiro? (risos)

3° - Busque força através do Espírito Santo:
Eu sou psicóloga, no exercício do meu trabalho eu não posso induzir ninguém à religião, minha missão é fazer a pessoa ver que ela tem uma força dentro dela que é capaz de ajudá-la a sair daquela depressão, bipolaridade, tristeza e etc. Porém, como Cristã eu sei que há coisas que somente o Espírito Santo é capaz de “apagar” da nossa memória. Então nestes momentos difíceis de separação ou término, é necessário ir muito à igreja, buscar pelo Espírito de Deus e se comunicar com os irmãos da igreja.

4° - Saia, se divirta:
Infelizmente há casos onde um namoro termina e parece que junto com o namoro acabou a vida da pessoa. Minha irmã, acorda para vida. Vai no salão, arrume sua unha e seu cabelo, vai fazer alguma coisa e largue este pote de sorvete (risos). Acorde para a vida, você é linda, não se deixe destruir por causa de um “babaca” que não tem capacidade de amar de verdade. Eu tenho certeza que DEUS tem o melhor para você.

5° - Seja jovem:
O jovem tem aquela coisa da descoberta, já viu? Tudo é novo, quer ir para todos os lugares, quer conhecer gente nova e etc. Quando você namora durante uns 2 anos direto, dependendo do namoro, você esquece completamente o que significa a palavra diversão. Então, vai lá e procure lembrar o que é, seja jovem. Vá em congressos de jovens, vá em shows Gospel, acesse a internet, faça amizades (cuidado, hein) participe dos encontros da igreja, seja jovem, seja jovem. Quando eu era noiva, para ser senhora bastaria o fio de cabelo branco (risos). Eu me sinto muito bem hoje, quando digo ser jovem, não quero dizer: SEJA IMATURO. Quero dizer: SEJA LIVRE, APROVEITE!

Deus nos deu o Espírito Santo, e o Espírito Santo é chamado pelo SENHOR JESUS de O ESPÍRITO CONSOLADOR. Portanto, o Espírito Santo continua sendo a maior solução para você superar todas as decepções, não somente amorosa, mas todas no geral. Abra o teu coração para receber o Espírito de Deus.

(Emanuele Guterres)
(Evangelizai)

Postar no Facebook
Vivo a procura

De uma mulher, que me faça sonhar
De uma mulher, que me faça delirar
De uma mulher, que saiba me amar

Agora,
não preciso mais procurar
Pois, certamente,
acabei de encontrar
Ela apareceu,
só para me conquistar
Ela apareceu,
só para eu me apaixonar
É linda como uma rosa
Que nasce num grande jardim
Que corpo, minha nossa!
Venha para mim!
###### é o nome dela
Ela sabe o que quer
É muito extrovertida
Já tem corpo de mulher
Vou me declarar
Abrirei meu coração
Que frio na barriga
Que incrível sensação!
- ###### você é linda!
- Você é minha luz!
- Você é minha vida!
- Sua beleza me seduz!
- Não te quero por um dia.
- Não te quero por um ano.
- Te quero por toda a vida.
- Te quero porque te amo.
- Preciso de você
- Aceite o meu amor
- Quer namorar comigo?
- Diga sim, por favor!
Se ela disser não
Não irei desistir
Tentarei eternamente
Até conseguir.

Postar no Facebook
Quem não tem namorado

Namorado é a mais difícil das conquistas.
Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia.
Paquera, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil, mas namorado mesmo é muito difícil.
Namorado que quando se chega ao lado dele, a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser forte, decidida ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de carinho
Quem não tem namorado não é quem não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar,
Não tem um namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche dividido ou drible no trabalho.
Não tem namorado, quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa, e quem ama sem alegria.
Não tem namorado, quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pacto com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar.
Não tem namorado, que não sabe o valor de mãos dadas, de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente; de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar, de ânsia enorme de viagens juntos para a Escócia, metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.
Não tem namorado, quem não gosta de dormir agarrado, ou passear de mãos dadas pela beira da praia.
Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério de dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez ou loucura do amor.
Não tem namorado, quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não troca bilhetinhos, ou quem não se chateia com o fato de seu bem ser paquerado.
Não tem namorado quem ama sem gostar, quem gosta sem curtir, quem curte sem aprofundar.
Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou no meio do dia de sol em plena praia cheia de rivais.
Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar, quem vive cheio de obrigações.
Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho em paz.
Não tem namorado quem não fala sozinho e não ri de si mesmo.
Então, enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperanças. De alma escovada e de coração perfumado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim.
Acorde com o gosto de morango e sorria lírios para quem passar em baixo de sua janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fadas.
Ande como se o chão estivesse repleto de sons, de flores e do céu descesse uma pérola falante dizendo frases sutis e palavras de românticas.
Quem não tem namorado, é porque não enlouqueceu o necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que tem sentido, mesmo que a gente vire adolescente e nem tenha medo de parecer ridículo... deliciosamente ridículo....

Postar no Facebook
É Namoro ou Amizade?

Coragem, confesse: você assiste ao programa "Em nome do amor" do Sílvio Santos, domingos à tarde. É aquele programa onde garotas e rapazes que nunca se viram mais gordos tiram uns aos outros para dançar ao som de Julio Iglesias, enquanto aproveitam para trocar três palavras. No final da música, Sílvio pergunta para cada casal: é namoro ou amizade? Se a menina responder amizade, volta para o banco de reservas. Se responder namoro, ganha um buquê de flores e sai de mãos dadas com um amor novinho em folha. Já pensou que paraíso se fosse fácil assim?

Você está no bar da faculdade tomando um suco quando surge aquele colega que é um gato e que só faz uma cadeira nas quintas. Ele vem na sua direção e sorri. É seu dia de sorte. Está cada vez mais perto. Finalmente chega e lhe entrega um minidicionário Aurélio. "Você deixou cair ali fora". Antes que você consiga dizer obrigada, ele dá meia-volta, mas não consegue dar um passo. Sílvio Santos está de microfone na mão interrompendo a fuga: é namoro ou amizade? "Namoro", responde você. A plateia do bar aplaude, você segura a mão do cara e não larga nunca mais.

Você está de bobeira no posto de gasolina, sábado à noite, encostado num Kadett. Sua cerveja está ficando quente e você não tem mais um tostão no bolso. Olha para o relógio: hora de saltar fora. Nisso surge uma clone da Cameron Diaz e pede licença para sair com o carro. Você desencosta. "Está bem cuidado, princesa", diz naquele seu jeito cafajeste. Ela entra, tenta arrancar mas quase atropela Silvio Santos, que surge não se sabe de onde, perguntando à queima-roupa: é namoro ou amizade? "Namoro", responde você entrando no Kadett da loira. Arranjou uma carona e uma paixão.

Você é divorciada e não é uma ninfeta: quase já esqueceu para que serve um homem. Está no cinema sozinha, para variar. Nisso entra um cinquentão boa pinta, sem aliança no dedo. Senta quase ao seu lado, apenas uma poltrona os separam. As luzes ainda estão acesas e na fila da frente três retardadas não páram de rir e de fazer barulho com o papel de bala. O bacana olha para você e diz: "Espero que, quando o filme iniciar, esse frege termine". Ele fala frege, como você. Feitos um para o outro. Nisso Sílvio Santos materializa-se na poltrona do meio e lasca: "É namoro ou amizade?" Você agarra o microfone: "Namoro". Sílvio sai de fininho, você pula para a cadeira do lado e assiste todo o filme com a cabecinha apoiada no ombro do tipão.

Ou você põe a imaginação para funcionar ou se inscreve no "Em nome do amor". Mas vai ter que aguentar o Julio Iglesias.

(Martha Medeiros)

Postar no Facebook
Ter ou Não Namorado

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil
porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, de lágrima, nuvem,
quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiriu, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado
mesmo, é muito difícil.
Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a
gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida, ou
bandoleira; basta um olhar de compreensão ou mesmo aflição.
Quem não tem namorado não é quem não tem amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três
pretendentes, dois paqueras, um envolvimento, e dois amantes, mesmo assim não pode ter namorado.
Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche de
padaria ou drible no trabalho. Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de
virar sorvete ou largatixa e quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a
infelicidade. Namorar é fazer pactos de amor com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível
de durar.
Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme;
de flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico
Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de
viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete
interplanetário.
Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do
outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor. Não tem namorado quem não
redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton
Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos,
quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gostntade de
virar sorvete ou largatixa e quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a
infelicidade. Namorar é fazer pactos de amor com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível
de durar.
Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme;
de flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico
Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de
viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete
interplanetário.
Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do
outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor. Não tem namorado quem não
redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton
Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos,
quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta
sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de
repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais. Não tem namorado
quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem
esperar o outro ir junto com ele. Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem
namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.
Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de
grilo e medo, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com
margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado,
saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem
passe debaixo de sua janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse
repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a
dizer frases sutis e palavras de galantearia. Se você não tem namorado porque ainda não enlouqueceu aquele
pouquinhoa
sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de
repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais. Não tem namorado
quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem
esperar o outro ir junto com ele. Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem
namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.
Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de
grilo e medo, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com
margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado,
saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem
passe debaixo de sua janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse
repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a
dizer frases sutis e palavras de galantearia. Se você não tem namorado porque ainda não enlouqueceu aquele
pouquinho necessário a fazer a vida passar e de repente parecer que tudo faz sentido:
Enloucresça

Postar no Facebook