Mensagens de Conquista

Encontradas mais de 239 Mensagens de Conquista:

O que aprendi depois dos 30 anos

Aprendi que qualidade é mais importante que quantidade. Aprendi que se respeitar é mais importante do que impressionar. Aprendi a gostar mais de quem eu sou, do que da pessoa que os outros querem que eu seja.

Aprendi a buscar o equilíbrio e ser honesta com os meus anseios, e a não deixar que o que os outros fazem, desejam ou conquistam tenham impacto na minha vida. Aprendi a ficar focada em coisas que façam feliz e me tragam satisfação, e não apenas em coisas que possam me trazer dinheiro.

Aprendi a valorizar mais o meu tempo. Aprendi a não dedicar a minha amizade a pessoas que não merecem. Aprendi a reconhecer para mim mesma quando sinto ciúmes ou inveja, e aprendi a pensar sobre isso até o ponto de entender de onde vem este sentimento para poder me reconciliar comigo e com as minhas fraquezas.

Aprendi que a grama do vizinho nem sempre é tão verde quanto parece, e se realmente é, não é por pura sorte, mas porque ele se dedicou muito ao jardim!

Aprendi que mais importante do que ter um corpo bonito a qualquer custa, é ter saúde. Aprendi que as partes mais importantes do meu corpo são o coração e o cérebro e não os glúteos.

Aprendi que reclamar não adianta se eu não descruzar os braços e arregaçar as mangas. Aprendi que a minha vida está só começando, e que eu não preciso ser tão ansiosa. E aprendi que a felicidade é muito subjetiva, e que algumas pessoas preferem comprar, outras preferem conquistar, e que para alguns a felicidade é grande e cara, e para outros ela pode ser pequenina e passar voando, como uma borboleta.

Meu tesouro

Ele conquista a todos com seu jeitinho doce;
A pureza é uma de suas maiores características;
É meigo e amável;
Seus cabelos pretos e finos como pluminhas
entram em perfeita harmonia com a cor clara de sua pele,
que ao toque é macia e delicada.
Seus olhos arredondados e ainda sem cor definida, acinzentados no momento,
são dois pontinhos brilhantes
que carregam toda a inocência característica das crianças.
O narizinho achatado e pequenininho
ainda está se acostumando aos variados cheiros deste mundo.
Sua boca ainda sem dentes com de lábios finos e rosados
é no momento a coisa mais importante de sua vida,
pois é através dela que se comunica com o mundo.
Seu sorriso discreto é algo magnífico, apesar de não dar gargalhadas,
transmite muita alegria e paz de espírito
através de seus pequenos olhinhos.
A harmonia de seus traços resulta
em um rosto lindo e rechonchudo
que com sua chupeta de cor azul, amarela e vermelha
observa o mundo e as pessoas que o rodeiam.
Seu pescoço é muito cheiroso e adora um cafunezinho;
As mãos gordas, com unhas tão pequenas
ainda não aprenderam a pegar objetos,mas
já sabem tocar com delicadeza e ternura o seio ao mamar.
Seus pés são largos e frágeis, com dedos longos,
e nem sabem o quanto são úteis,
mas a cada dia novas descobertas acontecem e o quão
lindo é observar o desabrochar de uma vida
Seu corpo é coberto por uma lanugem
que o deixa parecer um ursinho.
É tão frágil que se torna dependente,
mas aos poucos vai descobrindo
como é a vida fora do útero.
Enfim, juntando todas as suas partes formamos o todo
de uma "pessoinha" muito especial que é meu filho,
um ser iluminado que veio fazer parte da minha vida e
enriquecer minha existência.
Carrego ele no coração e no pensamento
aonde quer que eu vá , onde quer que eu esteja!

Corrida para a Vitória

Qual é o maior sonho de um atleta? Ser o vencedor e subir no pódio! Não creio que exista algum atleta que não tenha esse sonho. Mas para chegar lá há um longo caminho a seguir. Ninguém nasce vencedor. Essa caminhada envolve muito esforço e dedicação.

Numa competição há muitos atletas, mas um só será o vencedor: aquele que conseguir ter a melhor performance de todos os concorrentes na sua modalidade. O atleta precisa, em primeiro lugar, ter o alvo bem focado e observar todas as regras. Nada pode tirar essa concentração. Qualquer deslize pode ser fatal. Fatores importantes a serem observados são: alimentação, descanso, preparo físico, treino, muita vontade de vencer, etc... Isso não é fácil e há muitos obstáculos a serem vencidos. Quantos atletas já sucumbiram por algum detalhe?

A grande verdade é que nossa vida também é uma corrida. A diferença é que essa corrida não é só para um vencedor, mas todos podem vencer. E todos que vencerem receberão um prêmio muito superior ao que um atleta pode ganhar numa competição. A Bíblia diz em 1 Coríntios 9.24-25: “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para a alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível”. No que consiste essa corrida e qual é a vitória? O apóstolo Paulo diz em Filipenses 3.7-10: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo... para o conhecer, e o poder da sua ressurreição...” Ele nos mostra que vale a pena correr, mas que deve ser da maneira certa. Não por força própria, por boas obras, mas sim pela fé em Cristo. Também afirma em Filipenses 3.12: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. Em outras palavras: não estamos correndo sozinhos e não somos os primeiros. Jesus Cristo já correu e venceu por nós quando deu Sua vida na cruz. Ali ele conquistou o prêmio da vida eterna para nós.

Talvez você seja como um atleta que corre sem rumo ou fora das regras da competição. Neste exato momento você tem a oportunidade de mudar. Entregue sua vida a Jesus, inscreva-se em Sua equipe, corra com os recursos que Ele providenciou para você, e Ele transformará a sua vida, e lhe dará o prêmio da vida eterna. Deus quer que você vença! Lemos em João 10.10: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Para conhecer mais do amor de Jesus e tudo que Ele fez por você, leia a Bíblia!

(Markus Steiger)
(A Jesus)

7 Dicas Para Alcançar Sucesso Profissional

Cada profissional é responsável pela gestão da sua carreira. Até aqui, nada de novo. O que mudou foram os pressupostos para a conquista de um emprego e respetiva manutenção. Evidentemente que os conceitos de lealdade ou respeito continuam a ser válidos e importantes, mas não são suficientes.

Com a crise económica que se sente um pouco por todo o mundo, surgiram os
sucessivos despedimentos. Todos nós já passamos pela experiência, direta ou
indireta, de uma situação de desemprego, à qual com relativa frequência até
somos alheios e apenas vítimas.

Qualquer situação desta natureza exige que esses profissionais se posicionem no mercado de uma forma diferente. É conveniente mudar hábitos, rotinas, atualizar competências, desenvolver habilidades, diversificar/solidificar conhecimentos e, também, manter ativa a rede de contactos.

Falava há dias com um familiar próximo sobre o tema. Aos profissionais no ativo
é hoje passada uma mensagem de contenção que surge de todos os quadrantes. É preciso destreza para manter o posto de trabalho mas isso nem sempre é tarefa fácil.

Como se pode conter o descontentamento? Como alterar hábitos que não conduzem ao sucesso? É forçoso promover uma contínua atualização em contraponto com a tendência para nos “acomodarmos” e, em consequência, contribuirmos nós mesmos para uma certa estagnação da carreira.

A mudança deve assentar na procura da excelência, da competência e da especialização na área em que se trabalha ou se quer vir a trabalhar. Deixam-se sete dicas.

1. Promova um comportamento ético afastando-se de jogos duplos e não tenha receio de utilizar as “palavrinhas milagrosas”: por favor, obrigado, bom dia…!

2. Mantenha uma dose acertada de humildade – não faz mal a ninguém e é de graça. É preciso informar o que se pensa e vivemos em democracia. Mas faça-o de forma correta. Especialmente quando comunica com quem tem um estatuto diferente ou mais experiência profissional, ou já não se é tão jovem…

3. Tente fazer aquilo de que gosta: a motivação aumenta quando temos oportunidade de fazer o que apreciamos.

4. Seja competente e mantenha-se a par das novidades no âmbito da sua profissão e, se possível, acompanhe as áreas conexas. O que nos torna diferentes aos olhos de um empregador assenta nas competências profissionais e nos pormenores, ou no que podemos dar como “extra”: capacidade de trabalho, criatividade, solidariedade…

5. Cultive os relacionamentos profissionais e promova relacionamentos positivos. Este aspecto, além de determinante no bem-estar de cada um, é altamente apreciado em equipe.

6. Alcance metas definindo uma estratégia e sendo empreendedor. Tenha iniciativa, visão e foco nos objectivos, não apenas nos alvos que quer cumprir.

7. Cuide da imagem exterior – é o que se vê primeiro – e use de bom senso na
seleção da indumentária, seja diferente pela positiva. Aqui, como noutros aspectos, a palavra de ordem deve ser: profissionalismo!

(Susana de Salazar Casanova)
(Sábado)

Mantendo a Alegria de Viver

A alegria é o primeiro passo para conquistar e manter a saúde. Viver em plenitude, apesar das dificuldades próprias de nossa condição humana, é investir no próprio equilíbrio e serenidade.

Mas o que é exatamente viver em plenitude? Como manter a alegria de viver diante de tantos e complexos desafios sociais e individuais que nos atingem diariamente?

Viver em plenitude seria ter e adquirir coisas, desfrutar de vantagens e confortos que o dinheiro pode comprar e ocupar posições privilegiadas na vida? Não, absolutamente.

Viver em plenitude é, antes de tudo, estar com a consciência em paz e compreender os altos significados da própria vida, tais como a permanente necessidade do autoaprimoramento intelecto-moral e a importância de lutar por uma consciência de paz interior. Ora, manter e viver com a consciência em paz conclama aos deveres perante si mesmo e perante o próximo. Isso inclui todos os deveres próprios da cidadania, do dever humanitário da solidariedade e do perdão e mesmo o dever individual de levantar a cabeça diante das adversidades.

Rápida análise desses itens enumerados no final do parágrafo anterior desdobram inúmeros outros deveres. Fala-se tanto em direitos, mas esquece-se dos deveres que equilibram a vida e garantem a harmonia na convivência.

Viver em plenitude é exatamente essa consciência de viver em paz, perante si mesmo e perante os que nos compartilham a vida. É sim desfrutar a vida, mas com respeito às diferenças todas que nos caracterizam e com a noção plena de que todos precisamos muito uns dos outros e que toda atitude de indiferença, omissão ou discriminação pode gerar violências e comprometer a harmonia que tanto necessitamos.

A postura da alegria de viver é atitude de respeito à vida, de confiança nos poderes maiores que nos dirigem o caminho evolutivo e da iniciativa de agir em favor da harmonia de todos.

Notem que os grandes problemas da humanidade são de ordem moral.

Sejamos, pois, aqueles que respeitam a vida e espalham esperança, com nossa espontânea alegria de viver. Viver sem medo, sem motivos que causem arrependimentos futuros e especialmente viver com dignidade na plena noção de nossos deveres: auxiliar o progresso, instruirmo-nos mutuamente e trabalhar pelo aprimoramento de nossas instituições políticas, religiosas, culturais, esportivas, educativas e sociais de todos os gêneros.

Só quando respeitarmos integralmente a vida é que sentiremos essa alegria de viver que nos garante saúde física, mental e espiritual. A decisão é nossa, só depende mesmo de nossas escolhas. O que estamos aguardando? Por que os ímpetos egoístas e agressivos?

Já é tempo de amadurecermos as próprias ideias e comportamentos.

(Orson Carrara)
(O Consolador)