A salvo de todo mal

A salvo de todo mal

Eu acredito em Deus e na sua palavra e quem vive com a mesma fé que eu está a salvo de todo mal.

Mensagens Relacionadas

Quando descobri que não era imune ao mal do amor, ainda não sabia identificar o que sentia. Sentia calor e frio ao mesmo tempo, suores nas mãos, desorientação e falta de concentração. Sentia a minha barriga revirar-se, as bochechas esquentarem e via os meus olhos brilharem. O diagnóstico não tardou muito a chegar Eram sintomas de amor!

O amor não é transmissível, mas é possível que algumas pessoas sejam contaminadas, ao mesmo tempo, só pelo olhar ou até mesmo pela respiração. E quando isto acontece, só há um tratamento possível: viver o amor intensamente!

Dizem que o amor é daqueles males que fazem bem. Uma pessoa pode passar a vida toda sentindo amor e morrer com ele, mas nunca vai morrer por causa dele.

Eu não sei se um dia vou morrer de amor. Não duvido! Mas sou um desses doentes de amor crônico que não querem tratamento. Prefiro morrer de amor, do que viver sem ele.

Me desculpe se sem querer,
não dei atenção a você,
e fiz você esperar muito tempo em vão!
Você que esteve comigo
me amparando nas horas difíceis,
que mal me conhece, mas fala que sou
uma pessoa incrível.
Me desculpe... foi mal... aliás, muito mal!

Muitas vezes, sentimos a nossa vida estagnada, sentimos a necessidade de mudanças, mas temos medo porque muitas vezes mudar implica pôr fim a algo que um dia acreditamos ser a melhor coisa da nossa vida. Mas é preciso pensar que se mudar é fechar um ciclo, também é começar outro.

A vida é muito curta e não podemos ficar presos àquilo que nos faz mal. Se sabemos o que nos causa dor e mal estar, e se sabemos que não há solução possível, precisamos nos desapegar, ser corajosos e colocar um ponto final para começar um novo capítulo na vida.

Não podemos desperdiçar os nossos dias com o que não nos traz paz e tranquilidade, e nos tira o entusiasmo de viver. Provoque mudanças na vida, livre-se de tudo que lhe faz mal, e abra-se para o novo.

Certas pessoas precisam aprender que não adianta falar de mim se não souber fazer melhor.

Se as palavras às vezes são difíceis de interpretar, imagine o silêncio? Dizem que quem cala consente, e eu acreditei. Mas agora sei que o silêncio pode nos enganar.

É preciso entender que cada pessoa tem uma maneira de se expressar, e o silêncio é uma delas. Dizer nada, muitas vezes é dizer tudo. Mas é preciso querer e saber entender.

Eu, com a minha angústia e ansiedade, não quis e não consegui te entender. Interpretei tudo mal, e não me dei conta de que você também sofria, de que você também estava mal com toda a situação. Mas você sofria calada, sofria em silêncio, até mesmo para não causar mais discussões desnecessárias ou para não me magoar com palavras rudes.

Eu te peço desculpas por ter sido injusto com você. Por ter dito coisas sobre o seu silêncio que só te fizeram emudecer ainda mais. Agora eu entendo que eu errei, eu não soube te entender. Peço as mais sinceras desculpas e espero em breve ter a oportunidade de esclarecer tudo pessoalmente se você quiser conversar, ou ao menos quiser me ouvir. Dessa vez, saberei respeitar o seu silêncio.