Lembranças e gratidão no coração

Lembranças e gratidão no coração

Levo no coração as lembranças dos bons tempos e uma gratidão por tudo que passei aqui.

Mensagens Relacionadas

Minha gratidão pode tomar várias formas. Por vezes é feita em uma prece, outras por um abraço, mas aqui a faço com uma carta que, assim espero, você a receba de coração.

Seus gestos podem não serem grandiosos para você, mas para mim tiveram um significado enorme e se hoje estou aqui lhe agradecendo, é porque tiveram um impacto enorme em mim e no que será daqui para frente.

Não desejo que você um dia precise de ajuda, mas saiba que se precisar estarei aqui. De braços abertos, esperando retribuir pelo que um dia recebi de você.

Minha eterna gratidão!

Toda minha gratidão por todos que compareceram e fizeram parte de um momento que, certamente, não vou esquecer tão cedo!

Vocês fizeram deste dia ainda mais especial!

A todos, um caloroso e sincero agradecimento do fundo do meu coração!

Meu Deus, já me deste tantas bênçãos que hoje tenho o coração cheio de gratidão!

Eu devo muita gratidão à vida. Ela me deu uma amiga que acabou se transformando em uma irmã de coração. Não compartilhamos o sangue, mas temos algo maior: o amor.

Todos os dias eu agradeço a sorte que tenho. Não há um minuto sequer em que eu não reconheça o privilégio que acontece quando você está ao meu lado, a riqueza de a ter junto na minha vida.

Juro que estarei ao seu lado em todos os momentos, sejam eles fáceis ou complicados. A minha casa será sempre onde você estiver, aconteça o que acontecer. O meu coração é seu, querida!

Não é maravilhoso as lembranças que temos de nossa infância? São lembranças marcantes, têm cheiro, têm sabor, têm uma saudade gostosa que nos faz viajar longe e nos faz sensações bem parecidas com as que sentimos na época.

Lembrar dos amiguinhos imaginários... Nossa, os meus me acompanharam por anos, que delícia! Eu lembro de andar de bicicleta no enorme quintal da minha casa, rodeava aquelas árvores e parecia que eu ia para outra cidade. Meu pai fez um balanço para cada um e assim cada um tinha sua árvores, eu conseguia ficar horas no vai e vem do balancinho sentindo o vento no rosto e minha mente ia criando diversas situações imaginárias, era tão gostoso! Gosto de lembrar do quartinho que tinha no fundo de casa onde brincávamos de escolinha, meus irmãos eram os alunos, e o café da tarde? Nossa! Café com leite e pão com manteiga, sentávamos na beira da porta com os pezinhos pendurados e qualquer coisa era motivo para eu e meus dois irmãos rirmos até quase fazer xixi nas calças! Ai que tempo bom...poucas preocupações...e todos reunidos.
(...)

São doces lembranças do passado, da minha infância...esses registros nos ajudam a crescer e amadurecer e servem também de norte para criarmos nossos filhos, porque eu sempre fico me questionando que tipo de lembrança quero deixar para minha filha... É claro que quero as melhores possíveis!!!

(Cristiane Marino)