A saudade tomou conta de mim

A saudade entrou nos meus aposentos,
Na parte mais íntima do meu coração,
Deixando ardentes meus sentimentos,
E meus sentidos em convulsão.

Vejo sem olhar a pessoa que amo,
Escuto sem ouvir sua boca falar
Porque saudade é a presença que clamo
De quem não está, mas tento recordar.

A saudade ficou, não quer ir embora
E não me importo que queira permanecer.
A saudade é o amor, aqui e agora,
O encurtar da distância, imaginar e viver.

Mensagens Relacionadas

Quando penso quanto fui feliz ao seu lado nasce em mim uma saudade sem tamanho.

Deus pede estrita conta de meu tempo.
E eu vou do meu tempo, dar-lhe conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta.
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?
Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo me foi dado, e não fiz conta.
Não quis, sobrando tempo, fazer conta.
Hoje, quero acertar conta, e não há tempo.

Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidai, enquanto é tempo, em vossa conta!
Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando o tempo chegar, de prestar conta
Chorarão, como eu, o não ter tempo...

O espírito natalino toma conta de nossos corações nessa época do ano! Quero viver cada momento desse momento mágico ao seu lado. Quero estar presente durante as celebrações, quero lhe dar meu melhor abraço para vivermos juntos essa noite de alegrias!

A mesa cheia, os corações cheios e um amor completo é tudo que eu poderia pedir de presente.

Feliz Natal, meu amor!

Meu amor, desde que você está longe de mim vivo em um misto de alegria e tristeza, de esperança e desespero, de saudade e mais saudade... Ter você tão longe é como ter metade do meu coração arrancado do meu peito.

Mas apesar de ser difícil de aguentar, é o nosso amor que me dá forças para continuar à espera do momento em que voltaremos a estar juntos. E nem que fosse uma eternidade, ou mais, eu esperaria por você, pois eu amo você mais do tudo na vida!

O tempo chegou trazendo marcas de lembranças. Revivi a vida, reencontrando em mim momentos de você. Sufoquei minha voz na dor de lembrar lembranças absorto. Senti o vento me aproximar da saudade. Meus passos voltaram para
desfilar por lugares vividos, e acariciar sorrisos delirantes que um dia
ornamentaram cenas de amor.

Desfilaram em minha mente e o sopro de saudade procurou meu corpo para se aconchegar. Me aproximei mais para ouvir o grito de saudade trazendo para mim momentos para reviver. Despertei dentro de mim cenas adormecidas. Da primavera, do quarto, com corpos em desalinho ocupando espaços com amor. Vozes felizes e sorrisos ocupando bocas acariciantes.

O vento me empurrou para a última saudade. Traguei meus últimos sussurros me agarrando ao silêncio, e meus pensamentos se perderam na última moldura de você.