Poesias


Sorrio sempre que olho
o seu sorriso sincero.
Sua alegria é o que me
faz mais feliz.

Por isso, prometo, meu amor,
que sempre farei de tudo
para ser fonte da sua alegria.

Quero fazer você feliz,
quero lhe fazer gargalhar,
quero seu sorriso todos os dias
porque o amor só existe assim,
vivendo ao lado da felicidade.

Amo você!

Um beijo seu
Dois meus em você
Três um no outro
Quatro de uma só vez
Um beijo; dois, três
Um beijo meu de novo
Dois outra vez
Três no seu rosto
Quatro seus no peito meu
Só mais um beijo agora
Dois antes de ir embora
Três na testa por respeito
Quatro na boca e é pouco
Beijos meus, beijos nossos
Beijos que oferecemos
Um ao outro
Sem vergonha, com vontade
Aquela vontade de que ama
Aquela vontade de quem quer
De quem percebe a urgência
De amar para viver
Vivendo o amor sem parar

De olhos nos teus, os teus
Nos meus, o tempo para e
Só a paixão existe, curas
Para todos meus males ou
Vozes para todos os meus
Silêncios. Cabelo longo ou
Curto, com mais ou menos
Peso, se for teu eu quero,
Quero do jeito que for, não
Interessa do jeito que é,
basta que teu seja, basta
que de ti chegue, que sejas
a origem, porque serás a
eterna razão, o amor maior.

Não sei o que é o amor,
mas sei que dói a sua ausência
e que custa não poder lhe falar,
nem conseguir escutar a sua voz.

Não sei o que é o amor,
mas sei que passo noites em claro
pensando em você
e em quando estaremos novamente juntos.

Não sei o que é o amor,
não sei se você sabe o que é também,
mas pode ser que queira descobrir juntamente comigo
ou lhe dar um novo significado.

Há muitos lugares para onde eu poderia ir,
Há muitos lugares onde você poderia estar,
Mas eu escolhi aquele que me faz sorrir,
Seu doce abraço faz meu tempo parar.

É para ele que fujo quando sinto o perigo,
É nele que encontro conforto para o coração.
Seu abraço é tudo, é meu maior abrigo,
Seu abraço é feito de ternura e paixão.

Quero estar ao seu lado hoje e todos os dias,
Quero estar ao seu lado e ser feliz assim.
Não sua presença não há tristeza, melancolias.
Se estivermos juntos nosso amor não terá fim

E podemos fazer nossos sonhos acontecerem
E podemos tornar nossa promessa cumprida,
Olhar nos seus olhos e deixar os meus dizerem
Que quero você pelo resto da minha vida.

Ainda que o tempo passe
E as rugas surjam no nosso rosto,
Perante tribulações,
Diante da perda e de cada desgosto.
Mesmo que venha a distância
E tudo pareça nos querer afastar,
E até a rotina chegue,
As brigas consigam nos magoar.

Continuarei amando você
Com a mesma paixão, a mesma vontade,
Continuarei desejando você
De alma e coração, amor de verdade,
Continuarei querendo você
Dia após dia, a todo o momento,
Continuarei leal a você,
Nada mudará meu sentimento.

Vou amar você até ao fim,
Vou guardar você até ao fim,
Porque eu não sei viver sem você
E você não sabe viver sem mim.

Não preciso que me digam que é amor
Porque o sinto no bater do coração,
Ao seu lado tudo tem outro sabor,
Minha vida, meu teto, meu chão.

Olhar nos seus olhos me acalma
E tocar na sua pele me revigora.
Você tem o que preenche minha alma
E me faz ver meu futuro agora.

Passo a passo construímos nossa história,
Pois sabemos qual o rumo a seguir.
Guardaremos para sempre a memória
Do que juntos nós pudemos sentir.

Esperaremos pelo nosso amanhã
Como quem olha para um céu infinito.
Não importa como ele será,
Só sei que de você não desisto.

gostaria de abrir a porta de casa e
puxar a cadeira para você se sentar
de pedir sua mão em casamento
em um fim de tarde qualquer

gostaria de oferecer flores e jantares
bebidas sem você estar à espera
passeios de mão dada pela praia

gostaria de cantar ao seu ouvido
de lhe dar o último pedaço de comida
de ver aquele filme que nem gosto

gostaria de não me esquecer de
beijar seu rosto antes de adormecer
e dar carinho até amanhecer

gostaria de lhe dar meu casaco
para abrigar seu corpo do frio
e de lhe preparar café da manhã

gostaria de ter atitudes românticas
mas meu coração só sabe o que é
amar o seu; não deixa sobrar tempo
para ser mais romântico com você

No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos alunos, e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém que não conhecêssemos ainda.

Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro. Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo radiante para mim. Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser. Ela disse:

“Ei, bonitão. Meu nome é Rosa. Eu tenho oitenta e sete anos de idade. Posso te dar um abraço?” Eu ri, e respondi entusiasticamente: “É claro que pode!”, e ela me deu um gigantesco apertão.

Não resisti e perguntei-lhe: “Por que você está na faculdade em tão tenra e inocente idade?”, e ela respondeu brincalhona: “Estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e então me aposentar e viajar”. “Está brincando”, eu disse.

Eu estava curioso em saber o que a havia motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse: “Eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!”

Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e dividimos um milk shake de chocolate. Nos tornamos amigos instantaneamente. Todos os dias nos próximos três meses nós teríamos aula juntos e falaríamos sem parar.

Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela “máquina do tempo” compartilhar sua experiência e sabedoria comigo. No decurso de um ano, Rosa tornou-se um ícone no campus universitário, e fazia amigos facilmente, onde quer que fosse.

Ela adorava vestir-se bem, e revelava-se na atenção que lhe davam os outros estudantes. Ela estava curtindo a vida!

No fim do semestre nós convidamos Rosa para falar no nosso banquete de futebol. Jamais esquecerei o que ela nos ensinou. Ela foi apresentada e se aproximou do podium. Quando ela começou a ler a sua fala, já preparada, deixou cair três, das cinco folhas no chão.

Frustrada e um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente: “Desculpem-me, eu estou tão nervosa! Eu não conseguirei colocar meus papéis em ordem de novo, então deixem-me apenas falar para vocês sobre aquilo que eu sei”. Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou:

“Nós não paramos de jogar porque ficamos velhos; nós nos tornamos velhos porque paramos de jogar. Existem somente quatro segredos para continuarmos jovens, felizes e conseguir o sucesso.

“Primeiro, você precisa rir e encontrar humor em cada dia. Segundo, você precisa ter um sonho. Quando você perde seus sonhos, você morre. Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem desconfiam!

“Terceiro, há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer... Se você tem dezanove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos. Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos.

“Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho. Isso não exige talento nem habilidade, é uma consequência natural da vida. A ideia é crescer através das oportunidades. E por último, não tenha remorsos. Os velhos geralmente não se arrependem por aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer. As únicas pessoas que têm medo da morte são aquelas que têm remorsos”.

Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente “A Rosa”. Ela desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida diária. No fim do ano Rosa terminou o último ano da faculdade que começara há tantos anos.

Uma semana depois da formatura, Rosa morreu tranquilamente em seu sono. Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à maravilhosa mulher que ensinou, através de seu exemplo, que nunca é tarde demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente desejar.

Lembre-se: Envelhecer é inevitável, mas crescer é opcional!

Nos seus olhos se escondem mistérios,
se revelam perfeições.
Os seus lábios são suaves e doces
almofadas onde se aninham os meus.
O seu corpo é o sonho onde o meu dorme.
Em você eu existo; em você eu me justifico.
Bom dia, amor da minha vida!

Longe de você não existe paz, sonho ou
alegria. Na privação do seu olhar mora
a escuridão infinita, o sufoco de um
moribundo, o desespero de uma alma perdida!

Longe de você não existe nada, apenas
o vazio, o mesmo que comandava a
minha vida antes de você vir preenche-la
com sua sublime existência.

Com todas as cores você veio pintar
meu sorriso, colorir meu pensamento.
Tenha um bom dia, meu bem, meu amor!
Você que tem poesia no corpo, melodia
na voz e no olhar universos de encanto.

Um dia você vai procurar no infinito e verá apenas uma estrela dizendo que fui embora. Pedirá a ela que lhe mostre o caminho, mas será inútil, pois apagarei minhas pegadas com a minha dor. Mas não quero esquecê-lo para que eu lembre que esse amor terá que morrer no passado.

Um dia a saudade ferirá seu peito, não que eu tenha sido importante para você, mas porque fui inútil na sua vida. E quando precisar de alguém nos momentos decisivos da sua vida, encontrará apenas o vazio. Certamente lembrará de mim, e seus olhos impressivos chorarão lágrimas de sangue.

Um dia buscará minha poesia no pôr do sol e no despertar da lua, mas encontrará apenas o silêncio e perguntará: onde está? E respostas não terá, porque até mesmo a natureza se negará a dizer.

Um dia quando os seus sonhos forem derrubados pela incompreensão, sentirá no peito a flecha do arrependimento por não ter amado quem muito o amou. A verdade é que um dia sentirá minha falta, mas será inútil chorar, pois suas lágrimas não me trarão de volta, porém, farei delas um rio e navegarei para longe do porto onde estiver.

Deixarei apenas a saudade para que ela o acompanhe por onde você andar. E ela lhe mostrará o quanto minha presença lhe faz falta.

Hoje quero falar de amor.
Quero falar do meu amor,
Quero esquecer de mim
E viver só de você.
Quero colocar o seu amor
Como um selo sobre o meu coração.
Das lágrimas que derramei,
Dos sonhos que não realizei.
Você foi o encontro entre
O meu maior desejo
E a minha maior realização.
Veio até mim tal como um passarinho
E fiz seu ninho em meu coração.
Quero que me veja em cada sonho seu,
Quero ser o ar que respire,
Quero ser sua fantasia e sua realidade,
Quero poder lhe dar
Um mundo de felicidade.
Somos um misto de poesia e canção,
Você é meu sonho, meu sorriso,
Meu ponto de chegada e partida.
Você é Meu Amor, Minha Vida!

Do seu dia...O sol
Da sua noite...A lua
Dos teus olhos...As lágrimas
Da tua dor..O remedio
Da tua alegria...O sorriso
Da tua saldade...O motivo
Da tua poesia...A inspiração
Do teu corpo...O coração
Da tua vida a única mulher.

Amor não se implora, não se pede
não se espera. Amor se vive ou não.
Ciúme é um sentimento inútil.
Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados,
mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que
você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros para
você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem
não explodir.
Ausência de regras é uma regra que
depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida
mal temperada.
A criatividade caminha junto com a
falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única
forma de agradar.
Amigos de verdade nunca nos abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais
bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo.
Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome
e as lembranças acerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor,
são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor.
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos, cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado,
E vive a vida mais alegremente...

(Artur da Távola)

Das mais variadas cores e formas, a mãe natureza nos doa diariamente seu amor. Em cada flor, o seu beijo matinal. Olhamos e não avaliamos o quanto uma roseira quer nos ofertar. Olhamos e achamos bela.

Mas belo é tão pouco, em relação ao muito que as plantas podem nos passar. Infelizmente, estamos acostumados a ver o lado prático das coisas, vemos a utilidade de uma roseira dar rosas, ou do lírio dar lírios. Assim, com a mesma naturalidade com que visualizamos a objetividade das ações dos outros conosco.

Quando paramos e nos detemos mais em uma flor, já a mentalizamos em nosso jardim. Por que não mentalizá-la no nosso jardim interior e, ao menor desejo, sacá-la do inconsciente e vivenciá-la como se a estivéssemos vendo pela primeira vez?

Flor, beleza.
Flor, poesia.
Flor, alegria.

Pense em sua vida como uma flor. Procure observá-la e admirá-la sempre, para que você possa buscá-la e encontrá-la sempre. Sempre que as direções se cruzarem, sempre que o rastro dos caminhos se apagarem para si. Não há sofrimento maior que sentir a solidão de não ter sensibilidade suficiente dentro de nós, para contemplar uma flor.

Flor.
Deixe uma brotar dentro de você.
Paz.

Não sou de baladas,
músicas eletrônicas e bebidas
Não tenho inúmeros amigos
e nem chego em casa nos
finais de semana durante o dia
Não cultivo gargalhadas por
piadas de coisas sem sentido
Não sou dessa era moderna
Desse tempo insano
de não sermos queridos
Desse desgastante tempo
de não poder, de fato,
um grande amor ter vivido
O meu nome é calmaria,
é poesia, é ler bons livros
Meu nome é arte, é
cumplicidade, é vontade de
viver um grande amor um dia
E viver um grande amor
para mim, não é papel,
não é aliança material
Viver um grande amor para
mim é compartilhar dele
de igual para igual
É poder expressar o que sinto
e sentir que é recíproco
Não quero pensar nessas
regras da sociedade
Não quero viver um amor por
vaidade e a todos poder mostrar
Não penso na minha casa e
nem sequer em ter filhos
Isso vem com o tempo, se por
acaso o tempo quiser nos preparar
Eu quero viver um grande amor
Apenas isso
Daqueles de deitar na grama
De fazer amor sem medo,
sem receio com alguém que
também me ama
Quero provocar-lhe suspiros
verdadeiros, não só com palavras,
mas com um amor sorrateiro
Manso, carinhoso, amigo
Quero ter alguém para poder
dizer como foi meu dia
Um amor para poder dedicar-lhe
minhas poesias
Para poder não voltar para
casa num chato dia
Quero viver um grande amor
De forma simples e suave
Quero expressar-lhe minhas vontades
E satisfazer qualquer uma dele
Quero sair para conhecer lugares
Marcar meu nome na árvore
Para ficar registrado que
passamos por ali
Quero viver um grande amor
Para sair dessa chata rotina
Dessa triste vida
De não se ter alguém
Quero viver um grande amor
Para amar-lhe os seus mistérios
Suas brigas, seus momentos sérios
Quero viver um grande amor
Para poder pôr em prática tanta
coisa bonita que tenho aqui dentro
Quero falar-lhe bem baixinho
daquilo que sinto
Quero olhar-lhe de um jeito tímido
Compartilhar tantas e
tantas brincadeiras
Quero viver um grande amor
Para poder andar de mãos dadas
Sair pelas estradas, sem ter
programado um destino
Quero viver um grande amor
Para dar-lhe carinho, enchê-lo de
mimos e, poder ficar feliz com tudo isso
Quero viver um grande amor
Que possa ser como uma história
Da realidade, da verdade em
tempos difíceis
Quero viver um grande amor
Para sentir a fidelidade, a reciprocidade
de sermos mais que amigos
Quero viver um grande amor
Para levantar de manhã e ter um motivo
De sair cantando e de achar
que tudo é lindo
Quero viver um grande amor
Até que a morte nos venha visitar
E para não sentirmos dor alguma
Que juntos ela possa nos levar

(Juliana Sabbatini)

O que eu sonho noite e dia,
O que me dá poesia
E me torna a vida bela,
O que num brando roçar
Faz meu peito se agitar,
E o teu seio, donzela!

Oh! quem pintara o cetim
Desses limões de marfim,
Os leves cerúleos veios
Na brancura deslumbrante
E o tremido de teus seios?

Ouando os vejo, de paixão
Sinto pruridos na mão
De os apalpar e conter...
Sorriste do meu desejo?
Loucura! bastava um beijo
Para neles se morrer!

A vida é uma jornada cheia de surpresas. É preciso coragem, perseverança, amor e muita generosidade para achar as boas surpresas, pois a vida às vezes as esconde muito bem, em lugares que nunca imaginamos.

Quem passa pela vida sem buscar essas surpresas, nunca viveu de verdade. A vida é essa busca constante por coisas inesperadas e surpreendentes que nós presenteiam com felicidade. Por isso, entregue-se à vida, aproveite as oportunidades que a vida te oferece. Não tenha medo, acredite no seus sentimentos e faça aquilo que manda o seu coração. No final, você provavelmente se arrependerá daquilo que não fez. Do amor que não viveu, da árvore que não abraçou, da viagem que adiou, do trabalhou que recusou por não acreditar em você.

Inspire-se! Leia poesias, viaje, aprenda outras culturas, converse com estranhos, escute o coração do próximo mas acima de tudo escute o seu coração. Deixe a sua esperança crescer, a sua fé tomar conta de você até derrotar todos os seus medos.

Nunca deixe de sonhar e tente realizar ao máximo seus sonhos. Sonhos realizados são lindas surpresas da vida. Sonhos adiados trazem grande amargura. Não deixe nunca a amargura tomar conta de você. Chore, grite e expulse a amargura. E deixe o amor, a paz e o perdão envolverem todo o seu ser.

Só assim a vida poderá revelar suas lindas surpresas!

Toda a mulher é única na sua essência, especial no seu conjunto e naturalmente bela. E beleza de mulher é igual a aurora que todo o dia desperta o mundo em sussurro, e como o ocaso que o adormece.

Beleza de mulher é sublime e rara, é recheio de amor, de carinho. É um conjunto de formas, de curvas e contracurvas onde, com tinta vermelha de paixão, se escreve o conto da criação.

Beleza de mulher é arte, é poesia, são todas as notas da mais bela melodia, são encantos de mistério e loucura onde se guarda a origem da vida.

Beleza de mulher é igual à própria vida, cheia de mistério, de aventura, perigo e sedução.

Será que é amor
esse sentimento que
acelera meu coração?
O que é amor?
Ficar acordada
pensando na pessoa amada,
pensando como será o amanhã.
Imaginando se aquele alguém
está com fome, sede ou frio.
Imaginando como seria
se a distância não existisse.
Querer a todo momento
sentir o sabor do beijo,
o beijo apaixonado
que é aprovado pelo amor.
Não parar de escrever
poesias apaixonadas
que falam de sonhos a dois.
Sentir a saudade apertar
e chorar, chorar de saudade.
Desejo de estar ao lado
daquela pessoa especial.
Se tudo isso tem alguma
coisa com o amor,
acho que posso declarar:
eu Amo Você!

Você não é uma pessoa perfeita. A cada dia que passa, eu te conheço melhor, e vou percebendo certas coisas em você que antes não conhecia, e eu sei que você nunca será perfeito. Você não escreve poesias, você não sabe cantar canções de amor, e nem dançar tango apaixonadamente.

Você nem sempre tem a palavra certa na hora certa. Você não sabe a hora certa de agarrar a minha mão, você não diz "eu te amo" todas as vezes que eu precisava ouvir. Você não sabe elogiar uma mulher para fazê-la se derreter. Você não é um galã de Hollywood.

Mas você me faz sorrir, eu fico feliz só de olhar para você. Você pode não saber fazer lindas declarações de amor com palavras, mas o amor que emana do brilho dos seus olhos nenhuma palavra é capaz de traduzir.

O que são os seus pequenos "defeitos", perto de tudo que eu tenho para viver com você. Se você não é perfeito, é porque na sua imperfeição tem muito a me ensinar, e eu tenho muito a aprender com você, com nós dois.

Você não sabe dançar, mas basta me agarrar apertado para me fazer flutuar. Você é tudo que eu quero e que eu preciso. Sinto-me muito feliz de ter você comigo, como você é. Sinto-me muito feliz por sermos nós dois. Eu te amo do fundo do meu coração.

De onde vem essa força que
me prende a seus olhos?
Para onde vão esses prantos
que por você eu choro?
Que fazer para obtê-lo por um momento?
Como fazer para tirar sua imagem
doce do meu pensamento?
Como perder-me por um instante
em seus cabelos?
Como fazer você responder
aos meus apelos?
Meus olhos cantam uma
canção de amor por ti,
canção que nem no mar jamais ouvi.
Se eu pudesse tocar seu rosto
em meio à chuva
e lentamente tocar seus lábios
dóceis e quentes,
tocar seu corpo e nos seus braços,
fechar os olhos lentamente...
Sei que não adianta dizer mais e mais poesias,
pois nenhuma delas explicariam você.
Só me resta fechar os olhos e te esquecer,
meu coração deixar chorar, deixar sofrer,
e em meu peito sua imagem,
aos poucos, deixar morrer...

Te encontro,
Na melodia da mais linda canção.
O vento sopra seu nome,
O frio traz a solidão.
Te encontro,
Não apenas em pensamentos,
Mas na combinação perfeita dos sonhos...
Sinto a presença de seu toque,
Como se a eternidade abençoasse simples momentos.
Te encontro,
Sem que meus passos te sigam.
Te encontro,
Sem planejar procuras.
Basta pensar em você,
Que navego com a saudade
Em busca do tempo em que éramos
O mesmo refúgio do amor...
Te encontro,
Nas simples palavras da poesia.
Te encontro,
Nas simples notas da canção.
Te encontro,
Nas noites turbulentas do coração,
Onde sem querer sou refém da saudade.
Como fugir,
Se em cada destino,
Te Encontro!!!

Ele não é perfeito. Você muito menos, e os dois nunca serão perfeitos. Mas se ele pode fazer você rir pelo menos uma vez, faz com que você pense duas vezes, e se ele admite ser humano e cometer erros, agarre-o e dê-lhe o máximo de amor que puder. Ele não vai citar uma poesia, ele não está pensando em você a cada momento, mas ele vai lhe dar uma parte dele que ele sabe que você pode quebrar. Não o machuque, não o mude, e não espere mais do que ele pode dar. Não analise. Sorria quando ele a fizer feliz, grite quando ele te deixar brava, e sinta falta dele quando ele não estiver aí. Ame muito quando há amor para receber. Porque caras perfeitos não existem, mas há sempre um cara perfeito para você.

(Bob Marley)
(Então mostra, prove, age)

Buda reuniu seus discípulos, e mostrou uma flor de lótus - símbolo da pureza, porque cresce imaculada em águas pantanosas.
- Quero que me digam algo sobre isto que tenho nas mãos - disse Buda.
O primeiro fez um verdadeiro tratado sobre a importância das flores.
O segundo compôs uma linda poesia sobre suas pétalas.
O terceiro inventou uma parábola usando a flor como exemplo.
Chegou a vez de Mahakashyao. Este aproximou-se de Buda, cheirou a flor, e acariciou seu rosto com uma das pétalas.
- É uma flor de lótus - disse Mahakashyao. Simples e bela.
- Você foi o único que viu o que eu tinha nas mãos - disse Buda.

Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimento, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, da madrugada, de pássaros, de sol, da lua, do canto dos ventos e das canções da brisa.

Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja de todo impuro, mas não deve ser vulgar.

Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos. Que se comova quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações da infância.

Precisa-se de um amigo para não enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que bata nos ombros sorrindo e chorando, mas que nos chame de amigo, para se ter consciência de que ainda se vive.

Dia do Escoteiro

No escotismo tudo é um doce sonho.
Se ouve falar da Ilha de Browsea, De Gilwell Park, sobre toda aquela mística, aquela fraternidade, aqueles aprendizados maravilhosos.
Ouve-se contar sobre os Jamborees passados, sobre o ultimo Mundial no Chile, sobre os acampamentos em outros estados.
Passam-se os dias, passam-se os sábados, o escoteiro interessado, aprende, estuda, lê, se diverte, acampa com a maior boa vontade, enfrenta problemas, discute as realidades, chora no Fogo de Conselho, se anima com a Jornada.
Sobe ao cume de um Pico, se alegra ao ser Escoteiro da Pátria.
Mas o tempo continua a passar, se prepara para a ponte pioneira, para quem sabe ser chefe da escoteirada.
Se recorda das palavras de BP, que para ser possível basta tirar o IM da palavra...Mas começa a duvidar de tudo, de tudo que o escotismo é capaz de fazer acontecer, pois nem mesmo um sonho da Juventude a classe média- baixa pode o escotismo ter assim mesmo o Escoteiro apaixonado continua ao Movimento Amar, com todo aquele pique de garoto, com todo o amor ao fundador, com toda a vontade de continuar a caminhada que pode levar mais um jovem a recomeçar a poesia por BP inventada

Seus olhos, pedras preciosas
Seus cabelos, ondas do mar
Seus lábios, poesias grandiosas
Seu sorriso, um universo a navegar.

Seu colo, um lugar a me aquecer
Suas mãos, não me deixam fraquejar
Seus braços, como laços a me envolver
Seu coração, um universo a desvendar.

Seus cabelos em movimento
Seus olhos, como o brilho do luar
Seus lábios, puro encantamento
Seu sorriso, um universo a apreciar.

Seu colo, um lugar a me compreender
Suas mãos, dispostas a me levantar
Seus braços, não me deixam te perder
Seu coração, um universo a conquistar.

Hoje,
que as memórias se esvaem
e os amigos fogem de mim,
só tenho minhas poesias
como amigas
confidentes,
mesmo assim,
impertinentes,
sem rima e vazias
não inspiram a menor confiança:
elas também me traem.

(Ivone Boechat)

Tem beijo que parece mordida
Tem mordida que parece carinho
Tem carinho que parece briga
Tem briga que aparece pra trazer sorriso

Tem sorriso que parece choro
Tem choro que é por alegria
Tem dia que parece noite
E a tristeza parece poesia

Tem motivo pra viver de novo
Tem o novo que quer ter motivo
Tem aquele que parece feio
Mas o coração nos diz que é o mais bonito.

(Fernando Anitelli - Teatro Mágico)