Mensagens de Raiva


Viver é uma oportunidade, uma chance sem igual; sem repetição. E tudo que fazemos contra a paz, o amor e a alegria no mundo representa o errado que vive em nós.

Basta de ódio, de ganância, de raiva. É hora de adotar uma nova postura perante a vida! É hora de ser feliz! E não se esqueça que a raiva é coisa mesquinha e que não resolve ou melhora algo nos seus dias.

Enfrente os desafios com um agradecimento no rosto e um sorriso no coração! É que a vida merece ser desfrutada intensamente.

Vivemos em uma sociedade que releva a importância da raiva e a beleza da vingança. Vemos isso nos filmes, na televisão, em videogames. A raiva é um veneno que desperta o animal em nós, os instintos primitivos que estão acorrentados no nosso coração.

Apesar disso, eu acredito que não é errado sentir raiva. Todos nós temos esse tipo de sentimento às vezes. Ter raiva ao presenciar alguma injustiça até pode ser bom. É sinal que não estamos dormentes e que a nossa bússola moral continua funcionando.

Errado é deixar que a raiva assuma o controle da tua vida e te leve para onde quiser. Porque a raiva é um péssimo motorista que só sabe o caminho para a destruição.

Então nunca deixe a raiva se apoderar de você, porque em poucos segundos ela pode destruir a sua vida e a de outras pessoas. Mas isso não significa que você deve ser passivo e deixar passar em claro as atitudes perversas dos outros.

As respostas não violentas são quase sempre mais eficazes, assim como um sussurro pode ser muito mais forte do que um grito.

A raiva não é um sentimento muito fácil de ser controlado, ela tem o poder de elevar nossas emoções ao máximo e abrir as portas para atitudes indesejáveis. Não liberá-la de forma saudável pode gerar uma aglutinação de muitos outros sentimentos, como o ódio e o rancor, diminuindo cada vez mais as chances de ter tudo bem resolvido.

Libertar a sua mente deste sentimento é imprescindível, mas antes de qualquer coisa é necessário ter sempre a certeza que tomar uma atitude com as emoções afloradas, muito provavelmente causará um futuro arrependimento.

É muito importante que consiga olhar para o acontecimento que gerou a raiva com outros olhos, tentando perceber que a culpa nem sempre está direcionada apenas a uma pessoa. Mas se mesmo assim não conseguir se libertar, não deixe este sentimento consumir você sem ao menos tentar.

Se não conseguir afastar a raiva sozinho, procure alguém que confie e de preferência não esteja de forma alguma envolvido, perceber outra visão sobre o problema pode fazer com que enxergue mais amplamente. Independentemente do método utilizado, o mais importante é não deixar de modo algum que a raiva tome a frente das suas atitudes e comande as emoções que você estiver vivendo.

O estresse é o maior amigo da ansiedade e o maior inimigo da paz. Você é um marido muito dedicado, muito bom, mas seus nervos deitam tudo a perder. Vou sempre apoiar você em tudo, pode escrever que eu assino por baixo, só que assim, com seus comportamentos furiosos, tudo fica mais difícil.

Devo dizer que entendo muitas das suas atitudes, meu bem. Entendo de verdade, mas não posso aprovar que sua fúria – e você sabe que é monstruosa, seja maior que qualquer razão.
É que você muitas vezes está certo, só que seu jeito agressivo afasta as boas pessoas para longe.
A mim não vai afastar, não. Prometo que estarei sempre do seu lado, meu bem, mas assumo que gostava de ver você mais calmo. Gostava de encontrar paz em suas palavras.
Isso me deixaria bem feliz.

Continue sendo esse homem maravilhoso, dedicado.
Estou consigo nessa luta. Acredite que não precisa se irritar tão facilmente.

Beijo com carinho, meu bem.

Namorado que gosta da namorada não deve ter atitudes que lhe causem raiva ou tristeza. Eu sei que você sabe disso, mas parece que ultimamente se esqueceu.

Amar e namorar não pode ser isto que estamos vivendo agora, e por isso lhe peço que mude suas atitudes. Eu gosto de você, mas não gosto do que tem me feito. Se é para sofrer eu posso fazê-lo sozinha, não preciso da sua ajuda.

Eu quero amar você e voltar ao tempo em que você me fazia feliz todos os dias. Por favor, repense suas atitudes e mude para melhor!

Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas. No dia seguinte, Júlia sua amiguinha, veio bem cedo convidá-la para brincar.

Mariana não podia porque ia sair com sua mãe naquela manhã. Júlia, então, pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio.

Mariana não queria emprestar, mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme pôr aquele brinquedo tão especial.

Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão. Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada. Chorando e muito nervosa, Mariana desabafou: - Está vendo, mamãe, o que a Júlia fez comigo? Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão.

Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Júlia pedir explicações. Mas a mãe, com muito carinho, ponderou:

- Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa? Ao chegar a sua casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou. Você lembra do que a vovó falou? Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro, depois ficava mais fácil limpar. Pois é, minha filha! Com a raiva é a mesma coisa. Deixa a raiva secar primeiro, depois fica bem mais fácil resolver tudo.

Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu ir para a sala ver televisão. Logo depois alguém tocou a campainha. Era Júlia, toda sem graça, com um embrulho na mão. Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando:

- Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atrás da gente? Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei. Aí ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado. Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você. Espero que você não fique com raiva de mim. Não foi minha culpa.

- Não tem problema, disse Mariana, minha raiva já secou.

E, tomando a sua coleguinha pela mão, levou-a para o quarto para contar história do vestido novo que havia sujado de barro.

"O ódio nunca desaparece enquanto pensamentos de mágoa forem alimentados na mente. Ele desaparecerá tão logo esses pensamentos de mágoa forem esquecidos.
Se o telhado for mal construído ou estiver em mau estado, a chuva entrará na casa; assim, a cobiça facilmente entra na mente, se ela é mal treinada ou está
fora de controle.
Um fabricante de flechas tenta fazê-las retas; assim, um sábio tenta manter correta a sua mente.
Uma mente perturbada está sempre ativa, saltitando daqui para lá, sendo de difícil controle; mas a mente disciplinada é tranqüila; portanto é bom ter sempre a mente sob controle.
Aquele que protege sua mente da cobiça, ira e da estultícia desfruta da verdadeira e duradoura paz.
Proferir palavras agradáveis, sem a prática das boas ações, é como uma linda flor sem a fragrância.
A fragrância de uma flor não flutua contra o vento; mas a honra de um homem transparece mesmo nas adversidades do mundo.
Numa viagem, um homem deve andar com um companheiro que tenha a mente igualou superior à sua; é melhor viajar sozinho do que em companhia de um tolo.
Um amigo insincero e mau é mais temível que um animal selvagem; a fera pode ferir-lhe o corpo mas o mau amigo lhe ferirá a mente.
Ser tolo e reconhecer que o é vale mais que ser tolo e imaginar que é um sábio.
O leite fresco demora em coalhar; assim, os maus atos nem sempre trazem resultados imediatos. Estes atos são como brasas ocultas nas cinzas e que, latentes, continuam a arder até causar grandes labaredas."

Amir e Farid eram dois mercadores árabes muito amigos. Sempre viajavam juntos, cada qual com seus camelos, mercadorias, escravos e empregados.

Numa das viagens em que o calor se apresentava abrasador, pararam às margens de um grande rio. Farid resolveu tomar um banho e para isso mergulhou nas águas caudalosas. Fosse porque se distraísse ou porque não se apercebesse, acabou sendo arrastado pela correnteza do rio. Amir, pressentindo o risco que corria o amigo, atirou-se no rio e o salvou, embora com esforço.

Muito agradecido, Farid chamou um dos seus escravos e lhe ordenou que escrevesse numa pedra próxima, em letras grandes e profundas: "aqui, com risco de perder sua própria vida, Amir salvou o seu amigo Farid."

A viagem prosseguiu. Os negócios se realizaram e no retorno, pararam no mesmo local para um descanso rápido. Começando a conversar, iniciaram uma discussão por divergência de opiniões. Com os ânimos acirrados, Amir esbofeteou Farid.

Então Farid se aproximou da margem do rio, escolheu uma pequena vara e escreveu na areia: "aqui, por motivos tolos, Amir esbofeteou Farid."

O escravo que escrevera na rocha a frase anterior, ficou intrigado e perguntou: "senhor, quando foi salvo, mandou gravar o feito numa pedra. Agora escreveis na areia a ofensa recebida. Por que agis assim?"

Farid largou a vara, olhou o escravo e respondeu: "os atos de bondade, de amor e de abnegação devem ser gravados na rocha para que todos os que tiverem oportunidade de tomar conhecimento deles, procurem imitá-los. Porém, quando recebermos uma ofensa, devemos escrevê-la na areia, bem perto das águas, para que seja por elas levada. Assim procedendo, ninguém tomará conhecimento dela. E, acima de tudo, para que qualquer mágoa desapareça de pronto do nosso coração."

Sábia ponderação de Farid. Agíssemos todos desta forma e menos ódio e malquerenças haveria sobre a terra. A gratidão seria a nota constante nos relacionamentos humanos e ninguém esqueceria o bem recebido. Igualmente, os gestos de bondade se espalhariam, pois seriam causa de imitação por muitos.

Em contrapartida, menos doenças e indisposições seriam geradas pelos homens, pois não alimentando mágoa, nem rancores, viveriam mais serenamente, o que equivale a menos propensão a enfermidades. A mágoa é sempre geratriz de infortúnios para si e de infelicidade para os outros.

Ataques de raiva e de mau humor produzem danos sérios nas células do cérebro, envenenam o sangue, causam insônia, depressão e pânico; suprimem a secreção dos sucos gástricos e da bílis nos canais digestivos, criando gastrites e úlceras, esgotam a energia e vitalidade, causam problemas cardíacos, provocam velhice prematura e encurtam a vida. Quando você se zanga sua mente fica perturbada e isto reflete em seu corpo que sente distúrbios. Todo o sistema nervoso se agita e você se enerva, perdendo a harmonia, a eficiência de agir, o vigor e o entusiasmo. A raiva é uma energia poderosa que precisa ser dissolvida para que você possa ser mais livre e saudável.

Colocar a raiva para fora apenas agrava esta emoção negativa e a faz crescer ainda mais. Se deixarmos isto sem controle, expressando nossa raiva cada vez mais, ela não vai se reduzir e sim aumentar, gerando mais dor e inquietude para nós.

(Emilce Shrividya)

Como lâmina cortante, ácida, penetrando em minha alma esquartejada, sua traição foi tão dolorosa quanto surpreendente. Na cabeceira de minha cama, o nosso retrato é agora resto de um passado que vive em cada ferida que tenho por curar. Não há remédios, palavras ou desculpas que apaziguem este sufoco e hoje é junção de amor e ódio, ainda o que sinto.

Como é que você esqueceu e jogou fora toda a paixão que nos unia? Pensava eu que pudesse morrer de amor, enquanto em segredo era esse amor que você matava. Nossas promessas e planos não passavam afinal de miragens, um caminho sem retorno, uma história de inveracidade.

Não tenho escolha senão seguir meu caminho. Não me chame mais, não pronuncie sequer meu nome. Vou partir sem olhar para trás, feliz em saber que dei o melhor de mim. Seus atos irrefletidos só magoaram a mim, mas no fundo, foi a nós dois quem você traiu.

Minha filha, a inveja fecha todas as portas e todas as janelas com vista para a felicidade! Sua prima não merece o tratamento que você lhe está dando. Não é justo! Não foi isso que ensinei para você!

Não entendo a razão de tanto ciúme, sabe? Parece que você tem raiva dela! Vocês são do mesmo sangue, são família. Por favor, eu lhe peço, pondere suas atitudes, porque é você quem está errada! Seja feliz com a felicidade de sua prima!

Que dia é hoje?
Marcaria a data do teu olhar,
Marcaria a data dos acontecimentos,
Marcaria a data do teu amor passageiro.

Sei que haverá um tempo,
Que dia é hoje?
Sei que jamais te esquecerei,
Sei que jamais tu me esquecerás.

Que desejo é este de saberes que dia é este,
para que adianta marcar o dia de hoje,
Se não tem dia marcado para tu chegar
Mas que dia é hoje.

Não sei o que sentes
se é ódio ou amor
se é raiva ou rancor
Queria descobrir que dia é hoje
tu tão longe e ao mesmo tempo tão perto

Quero te sentir, ouvir-te falar
ouvir o som da tua voz
Mas permanece calado
há se olhar falasse o que o seu me diria?
sei que um dia descubrirei
Mas por enquanto que dia é hoje.

A inveja é coisa de gente pequena, de gente que não vive bem com sucesso de outras pessoas. Você é minha grande desilusão! Julgava ter uma amiga, sabe? Acontece que você foi falsa e mesquinha, porque nunca se importou verdadeiramente comigo.

Na verdade, seu ciúme demonstra o quanto sua personalidade é triste. É que amiga não tem inveja, não conhece malvadez. Amizade é cumplicidade e satisfação com a felicidade e conquista do outro. Você é uma falsa amiga, contudo torço por seu bem-estar.

Minhas palavras vão diretamente para nossa relação. Nossa união sempre foi bonita, sempre nos deu muitas coisas bonitas e verdadeiras. Foi um namoro construído com amor real. Acontece que você estragou tudo, você jogou nossa ligação para o lixo como se fosse um pedaço de papel de rascunho. Nunca imaginei que fosse possível você me trair, mas foi isso que você me fez.

Acredite que não me sinto magoada, não sinto uma tristeza profunda. Neste momento sinto raiva, ódio por você me ter enganado, por ter conseguido destruir todos os sonhos que a gente tinha por concretizar, por ter envergonhado nossa história de amor. Você é a maior desilusão de toda a minha vida!

Sempre procurei agradar você, creio que fui uma namorada muito atenciosa, muito carinhosa e parti sempre em busca de melhorar nossa vida! É por isso que me sinto profundamente decepcionada! Não tenho interesse em continuar junto com você, agora quero cuidar mais de mim e encontrar um novo rumo para a felicidade. Faça o mesmo, parta em busca de uma vida boa e verdadeira. Adeus!

A liberdade vive dentro de cada um, e apenas nós mesmos temos o poder de a alcançar. O primeiro e mais importante passo é afastar-se de todos os sentimentos maus, de tudo que possa estar lhe fazendo mal.

Corte e lute contra tudo que seja negativo, contra a raiva, a inveja, o ódio, o preconceito… Pois esses sentimentos são prisões para a alma e nunca permitirão que você seja realmente feliz.

Então liberte-se de tudo que é mau, pois só assim irá experimentar a verdadeira felicidade.