Mensagens de Traição


É fácil ceder à ilusão quando estão em jogo sentimentos e por vezes, o nosso coração é o primeiro inimigo. Se estamos carentes ele implora por uma nova paixão e é fácil sermos precipitados em nossas decisões. Se uma pessoa nos atrai fisicamente, é habitual esquecermos tudo o resto e ignorarmos até aspetos ruins da sua personalidade. Quando vemos as coisas com elas realmente são, na maioria dos casos, já estamos demasiado envolvidos e as nossas emoções acabam quebradas.

Antes que seja tarde, deixe de ver sua situação apenas com os olhos desse coração traiçoeiro. Seja mais racional e enxergue se a pessoa por quem sente essa paixão é, de fato, um verdadeiro complemento para você. Não se deixe levar apenas pela beleza porque não é ela que vai fazer você feliz. E se concluir que essa pessoa não é a indicada para estar do seu lado, use de sua sinceridade e coloque um ponto final no assunto. É mais fácil curar um pequeno golpe nas suas expectativas, do que uma grande decepção na sua vida.

Minhas palavras vão diretamente para nossa relação. Nossa união sempre foi bonita, sempre nos deu muitas coisas bonitas e verdadeiras. Foi um namoro construído com amor real. Acontece que você estragou tudo, você jogou nossa ligação para o lixo como se fosse um pedaço de papel de rascunho. Nunca imaginei que fosse possível você me trair, mas foi isso que você me fez.

Acredite que não me sinto magoada, não sinto uma tristeza profunda. Neste momento sinto raiva, ódio por você me ter enganado, por ter conseguido destruir todos os sonhos que a gente tinha por concretizar, por ter envergonhado nossa história de amor. Você é a maior desilusão de toda a minha vida!

Sempre procurei agradar você, creio que fui uma namorada muito atenciosa, muito carinhosa e parti sempre em busca de melhorar nossa vida! É por isso que me sinto profundamente decepcionada! Não tenho interesse em continuar junto com você, agora quero cuidar mais de mim e encontrar um novo rumo para a felicidade. Faça o mesmo, parta em busca de uma vida boa e verdadeira. Adeus!

Você não hesitou no momento da traição. Partiu em busca de uma aventura sem pensar que me poderia estar magoando. Não respeitou a promessa de lealdade que fez, nem mostrou consideração pelo nosso casamento.

Se era liberdade que queria, já poderia ter dito antes. Eu daria espaço para você satisfazer seus caprichos egoístas. Daria tempo para você ir em busca de uma nova paixão ardente, como se tivesse retornado à adolescência. Daria tudo isso para você, menos a garantia de que permaneceria do seu lado.

Você sabe como eu amo você, mas não posso continuar fazendo este papel, encarando toda esta situação com passividade. Não posso permitir que o meu coração seja humilhado e despedaçado desta forma. Durante dias, meses, ou até anos, talvez tenha sido ingénua e acreditado cegamente nas suas palavras de amor, mas agora é o momento de colocar um ponto fina em tudo isto. Você agora é livre para fazer da sua vida o que quiser.

Quem ama, deve cuidar o suposto objeto desse amor, e trair fica exatamente no oposto dessa ideia. Um dos alicerces da nossa união, a promessa absoluta, era a lealdade. Você teve a coragem de a quebrar, você! O meu marido! Aquele que prometera me amar e ficar do meu lado para o bem e para o mal.

Você jogou no lixo imundo todo o nosso amor, toda a nossa história em conjunto. Você provou que não nutre por mim mais nenhum respeito ou amor. Para mim este é o final, um final sem volta, um final definitivo, pois quem não me ama, quem não me respeita não merece o meu tempo, não merece sequer um pedaço dos meus pensamentos. Na verdade, não merece nem a minha mágoa ou a minha raiva.

Este é um adeus, um adeus irrevogável, um adeus para sempre!

Errar todo o mundo erra, e desta vez eu errei feio, eu sei. Me desculpa, por favor! Ter traído você foi uma das piores asneiras que alguma vez cometi ou cometerei na vida, mas foi um momento de fraqueza, uma situação isolada, momentânea e sem repetição.

Talvez agora isso não lhe sirva de muito consolo, mas não teve nenhum significado, e jamais será repetida, eu prometo. Me perdoa, por favor! Eu amo você!

Em um instante tão violento quanto fugaz você abalou todo o meu mundo, toda a nossa vida. Foi igual a um terrível pesadelo o descobrir que você, meu marido, me traiu. Toda a confiança foi quebrada, todo o sentimento bom manchado.

Mas e assim que a névoa de raiva e mágoa se levantou dos meus olhos, eu pude ver seu arrependimento e o quanto eu ainda o você. Você me pede perdão, e eu não tenho como não perdoar. Afinal, todos erramos, faz parte da natureza humana, e quem nunca errou que jogue a primeira pedra.

Todos merecem uma segunda oportunidade, e esta é a sua, a segunda e a última! Talvez não venha a ser fácil consertar nosso casamento, esquecer totalmente, mas vamos tentar juntos, pois eu sei que ainda vale a pena, que nossa história não terminou e ainda tem muita coisa linda para nós vivermos, muito amor para compartilharmos.

Sempre discordei quando diziam que os amigos são para as ocasiões. Aos meus, sempre os encarei como sendo para toda a vida. No entanto, não exigindo perfeição de ninguém, sempre esperei lealdade e sinceridade em retorno. Sobretudo de você, em quem sempre confiei, confidenciei e partilhei minha vida.

Sua atitude me desiludiu muito e eu quero que saiba que estou profundamente triste com você.

Eu perdoo você.
Apesar de estar me sentindo ainda bastante machucada com sua mentira, eu perdoo você. O amor foi privilegiado. Na balança, o prato tombou mais para o lado do nosso casamento. Espero que você consiga apagar seu erro em breve. De outra forma será difícil dar continuidade ao crescimento da insegurança e desconfiança que sinto neste momento.

Sempre desejei ter um casamento longo e feliz. É somente por isso, e por amar você de verdade, que nosso casamento está ainda de pé. Confesso que fiquei tremendamente desiludida porque tinha você na maior consideração. Sempre vi você como o marido perfeito. O marido que sempre cuidou de nossa família com empenho e muito carinho. São coisas dessas que motivam a gente a continuar em frente, sabe? O problema é quando a gente cai na real e se apercebe que tudo não passava de uma farsa. É muito complicado. Muito triste!

De qualquer forma, tenho esperança que tudo volte a ser como era. Que a gente possa deitar sossegado na almofada, orgulhoso do dia que passou.
Prova que não estou cometendo um erro.
Beijo

Amizade é para mim um sentimento tão ou mais sagrado que o amor. Podemos não trocar alianças ou prometer fidelidade eterna, mas a lealdade é algo obrigatório.

Por isso são insuportáveis a decepção e a tristeza quando alguém a quem entregamos a nossa amizade, com quem compartilhamos segredos e esperanças, em quem confiávamos a própria vida, nos apunhala pelas costas de forma tão mesquinha como você fez comigo.

Desde o dia em que seu punhal se afundou no meu peito que eu tento entender o por quê. Por quê? Eu confiava em você, eu amava você! Costuma dizer-se que amigos são a família que escolhemos, pois bem, com você vejo que errei muito na escolha e como o erro foi meu, assumo parte da culpa de ter acreditado em você.

Com o tempo a amargura passará, pois tudo passa, mas ficarei esperando, a vida inteira se for preciso, pela sua explicação, pelas suas desculpas. Meu lado mais emocional esperará sempre pelo dia em que você apresentará uma desculpa lógica para tudo isso, e assim talvez podermos retomar nossa amizade...

Eu preciso do seu perdão! Eu sei que errei muito, mas como não posso mudar o passado pretendo melhorar no presente para poder ter um futuro ao seu lado.

Você é o amor da minha vida e não vou desistir de ser e fazer você feliz. Mas preciso do seu perdão. Me desculpe!

Não é fácil viver com a culpa, com o arrependimento, com a tristeza de um erro. E só espero que esse erro não seja fatal, porque eu não consigo viver sem você. Me perdoe, por favor!

Sei que errei e fiquei a perder. Você sempre mostrou o seu amor todos os dias e eu não aproveitei a oportunidade de ter uma pessoa maravilhosa do meu lado. Agora estou aqui, vendo você partir, com os remorsos de que poderia ter sido um namorado diferente.

Peço pelo menos que você me perdoe. Sei que é difícil, pois você se sente magoada, mas o meu arrependimento é genuíno. Acredite que eu aprendi uma grande lição por ter perdido você desta forma.

Eu agradeço a cada pessoa que tentou me derrubar e destruir, a cada pessoa que me humilhou e cobiçou o que me pertence. Agradeço cada olhar traiçoeiro, cada palavra grosseira, cada humilhação, cada mentira...

Eu agradeço todas as calúnias e a todos os caluniadores, a todos os que querem e gostam de me ver sofrer por qualquer motivo. Porque somente assim é que me fortaleci mais com a justiça de Deus!

Há quantos anos nos conhecemos? Será que ainda conseguimos fazer as contas? Será que conseguimos nos lembrar de todos os momentos felizes que passamos juntas? Será que conseguimos nos lembrar de todas as linhas da nossa história que escrevemos juntas?

Minha amiga querida, você é tão especial para mim. Você já é parte da minha vida há tanto tempo que nem quero contar. Só quero contar e recontar tudo o que já vivemos, tudo o que já fomos felizes.

Às vezes, a memória nos trai, podemos não nos lembrar da data exata dos acontecimentos, ou das palavras exatas que dissemos, ou da ordem exata das coisas.

Mas o coração não se engana. Sempre que pensamos no passado, e em tudo que já fizemos e fomos uma para a outra, o coração se aquece e sorri. É com amor que ele nos faz lembrar de nós. Eu te adoro, minha amiga! Obrigada por fazer parte da minha vida e por ser para mim uma irmã!

Meu dia a dia é mais tranquilo até ao momento em que minha cabeça me leva até você. Minha cabeça me trai, o coração aperta, a atenção esvanece o frio na barriga... Com tantos sintomas a saudade até parece doença, mas sei que a cura é a sua presença.

(Bob Marley)

A formiguinha coitadinha
cansada de trabalhar
carregava sua folhinha
só pensava em descansar...

Ao chegar no formigueiro
encontrou um tremendo bafafá
suas irmãzinhas temiam o traiçoeiro
tamanduá...

A formiguinha correu ligeiro
e a folhinha carregou
achou um novo formigueiro
onde a depositou...

Era um formigueiro protegido
perto de um rio corrente
o tamanduá temido
ali não seria valente...

Penou o dia inteiro
e resolveu descansar
com um doce açucareiro
pôs-se a sonhar!

Sua vida trabalhosa
era dura e azeda
sonhava com os doces da roça
na casa da Dona Leda...

Lá entre potes de goiabada
viveu anos esquecida
até ser expulsa, coitada,
culpa do inseticida !

Lambuzou-se com o mel
de sonhos açucarados
acordou e olhou ao léu
lembrando do pesado...

Lá se foi a formiguinha
para mais uma batalha
mesmo pequenininha
diariamente trabalha...

Sua vida é assim
e esperta ela olha
procurando entre capins
encontrar suas folhas...

Quando chegar o frio
Ela terá sua comida
e perto do leito rio
estará protegida...

A formiguinha sabe que o inverno
não custa a tardar
e de seu trabalho eterno
irá se beneficiar!

Nós mulheres não broxamos. Dirigimos melhor. Não ficamos carecas. Não sofremos de fimose. Temos um dia internacional. Sentamos de pernas fechadas e não dói.

Podemos usar tanto rosa como azul. Sempre sabemos que o filho é nosso. Temos prioridade em botes salva-vidas. Pés femininos têm direito até a clubes de fãs. Uma greve de sexo consegue qualquer coisa.

Não pagamos contas, no máximo rachamos. A programação da TV é 90% voltada para nós. Somos os primeiros reféns a serem libertados. Existem diversas roupas que modelam nosso corpo.

A idade não atrapalha nosso desempenho sexual. Podemos ir ao trabalho de bermuda e sandálias. Seguro de automóvel é mais barato para mulheres. Podemos ficar excitadas sem que ninguém perceba. Podemos fazer sexo quantas vezes quisermos. Somos carregadas na noite de núpcias.

Se formos traídas somos vitimas, se traímos, eles são cornos. Podemos dormir com uma amiga sem sermos chamadas de lésbicas. Somos capazes de prestar atenção em várias coisas ao mesmo tempo. Mulher de embaixador é embaixatriz, marido de embaixadora não é nada.

Não somos obrigadas a usar sempre a mesma roupa nas festas Black-tie. 98% das indústrias de cosméticos e 89% das indústrias têxteis são voltadas para nós. Não nos desesperamos na frente de um campo de grama com uma bola e 22 mulheres.

Você não precisa ser perfeita para ouvir assobios na rua, basta usar minissaia.
Somos monogâmicas (embora precisamos testar vários homens para achar um que vale a pena). Mulher de presidente é primeira dama, marido de presidenta é um zero à esquerda, mesmo que seja de direita.

Nosso cérebro dá conta do mesmo serviço, mesmo com 3 milhões de neurônios a menos, ou seja, nossos neurônios são mais eficientes. Se resolvermos exercer uma profissão tipicamente masculina somos “pioneiras”, mas se um homem resolve exercer uma profissão tipicamente feminina é bicha.

É por isso e muito mais que somos poderosas, pois podemos fazer tudo que o homem faz, mas é de salto alto.

Bons tempos era quando não tinha mais ninguém entre nós. Eu sempre pensei que eu fosse a sua melhor amiga. Pensei que nós faríamos tudo juntas, e que compartilharíamos todos os momentos e as confidências importantes das nossas vidas.

Mas pelo que vejo, as coisas não são bem assim. Você pode até achar que isso é uma crise boba de ciúmes, mas eu sei que não é apenas isso. Eu me decepcionei com você, você traiu a minha confiança.

Achei que eu era a amiga em quem você confiava os seus segredos, mas vi que estava enganada. Mas não faz mal, todo mundo passa por decepções na vida. Mas apesar de tudo, quero que você saiba que sou sua amiga, que gosto de você e que espero que um dia a nossa amizade volte a ser como era antes.

Quando te sentires só, desamparado
com mil e um problemas a resolver.
Quando já fizeste de tudo sem
nenhum resultado alcançar.
Quando o desespero em tua porta
bater e o desalento de ti se aproximar.
Quando tuas esperanças se findarem
e a desolação te alcançar.
Quando vires o mundo ruir a teus pés
e nada puderes fazer. Quando a fé de
ti se afastar e a nada puderes recorrer.
Quando a desilusão e a decepção te
abaterem. Quando a traição, a intriga,
a inveja, da lealdade e da amizade te
afastarem. Quando tua saúde uma
peça te vier a pregar. Quando a fome,
o desemprego, a violência perto de ti
chegarem. Quando a roda da fortuna
ao contrário para ti girar. Quando te
sentires só, abandonado e a
depressão em ti se instalar. Quando a
dor da perda de entes queridos chegar.
Quando nada mais restar a fazer.

Lembra-te: Existe uma força a teu favor!
Ela está dentro de ti esperando por ti,
aguardando um momento teu uma
entrega, um gesto, de confiança. E
podes crer: Ela jamais te abandonará,
pois ela é a vida em teu ser e trabalha
constantemente ao teu lado! Abre teus
olhos, tua mente, teu coração e
entrega-te, e contigo, todo e qualquer
problema, toda e qualquer aflição, e
verás que não estás e nunca estiveste
sozinho. Verás todos teus problemas
chegarem ao fim!

Invejar e fofocar sobre a vida alheia não são apenas atos feios e vergonhosos, mas caraterísticas de pessoas mesquinhas, pequenas, infelizes e desinteressantes.

Quando alguém sente inveja ou espalha maledicência sobre outra pessoa, logo se percebe que o invejoso e fofoqueiro se acha inferior. Por isso ele tenta esconder esse fato espalhando mentiras e tentando destruir a vida de quem pensa ser superior, seja a que nível for.

A essas pessoas mesquinhas e traiçoeiras eu aconselho introspeção e mais valorização pessoal. Lamento que se sintam inferiores e apenas consigam sentir felicidade tentando destruir a vida daqueles que eles pensam que são mais felizes e realizados. Mas tenho uma informação importante para vocês: felicidade não se alcança assim!

Pessoas felizes têm sentimentos bons dentro de si, e pelos outros espalham também essa felicidade. E isso nem sempre nasce com a pessoa, mas também se treina. Eduque seu coração e mente para o bem, para o amor, para a amizade, e será muito mais feliz!

Causa-te surpresa o fato de ser o teu acusador de agora, o amigo aturdido de ontem, que um dia pediu-te abrigo ao coração gentil e ora não te concede ensejo, sequer, para esclarecimentos.

Despertas, espantado, ante a relação de impiedosas queixas que guardava de ti, ele que recebeu, dos teus lábios e da tua paciência, as excelentes lições de bondade e de sabedoria, com as quais cresceu emocional e culturalmente.

Percebes, acabrunhado, que as tuas palavras foram, pelo teu amigo, transformadas em relhos com os quais, neste momento, te rasga as carnes da alma, ele, que sempre se refugiou no teu conforto moral.

Reprocha-te a conduta, o companheiro que recebeste com carinho, sustentando-lhe a fragilidade e contornando as suas reações de temperamento agressivo.

Tornou-se, de um para outro momento, dono da verdade e chama-te mentiroso. Ofereceste-lhe licor estimulante e recebes vinagre de volta. Doaste-lhe coragem para a luta, e retribui-te com o desânimo para que fracasses.

Ele pretende as estrelas e empurra-te para o pântano. Repleta-se de amor e descarrega bílis na tua memória, ameaçando-te sem palavras.

Não te desalentes!
O mundo é impermanente.
O afeto de hoje torna-se
o adversário de amanhã.

As mãos que perfumas e beijas, serão, talvez, as que te esbofetearão, carregadas de urze. Há mais crucificadores do que solidários na via de redenção.

Esquecem-se, os homens, do bem recebido, transformando-se em cobradores cruéis, sem possuírem qualquer crédito. Talvez o teu amigo te inveje a paz, a irrestrita confiança em Deus e, por isso, quer perturbar-te.

Persevera, tranquilo!

Ele e isto, esta provação, passarão logo, menos o que és, o que faças. Se erraste, e ele te azorraga, alegra-te, e resgata o teu equívoco.

Se estás inocente, credita-lhe as tuas dores atuais, que te aprimoram e te aproximam de Deus. Não lhe guardes rancor.

Recorda que foi um amigo, quem traiu e acusou Jesus; outro amigo negou-o, três vezes consecutivas, e os demais amigos fugiram dele. Quase todos O abandonaram e O censuraram, tributando-Lhe a responsabilidade pelo medo e pelas dores que passaram a experimentar. Todavia, Ele não os censurou, não os abandonou e voltou a buscá-los, inspirá-los e conduzi-los de volta ao reino de Deus, por amá-los em demasia.

Assim, não te permitas afligir, nem perturbar pelas acusações do teu amigo, que está enfermo e não sabe, porque a ingratidão, a impiedade e a indiferença são psicopatologias muito graves no organismo social e humano da Terra dos nossos dias.

“Muitos creram no seu nome;
mas o próprio Jesus não se confiava a eles,
porque Ele mesmo sabia o que era a natureza humana.”
João 2.23-25

O Homem não é perfeito, pelo contrário, e todos os dias temos a prova que as pessoas têm defeitos e erram constantemente. Jesus sabia isso e por essa razão, e apesar de amar seus discípulos, Ele apenas confiava plenamente em seu Pai, Deus todo poderoso.

Pois por muito que amemos e confiemos naqueles que estão mais próximos de nós, eles podem nos desapontar e às vezes trair. Assim é a natureza humana. Por isso, devemos confiar totalmente apenas em Deus, pois Ele jamais nos decepcionará.

O Senhor, seja qual for o seu percurso, sempre se manterá ao seu lado, nunca abandonará e jamais desamparará ou trairá você. Deus é fiel e Ele sim ama você incondicionalmente. É claro que deve amar, respeitar e confiar nos seus semelhantes, mas é a Deus a quem deve amar sobre todas as coisas!

Em algum momento das nossas vidas acabaremos por descobrir que aquela amizade que tanto estimávamos e acreditávamos real, era afinal falsa. Nesse momento pomos tudo em causa, e sofremos muito, mas também aprendemos.

Não se desespere porque perdeu amigos, pois eles nunca foram seus amigos. Eu sei que custa muito ver pessoas de quem gostávamos e em quem confiávamos se afastarem de nós, ou nos traírem sem razão aparente. Mas deve encarar isso como uma bênção, pois na verdade elas estão fazendo um favor para você.

Aprenda com elas e para a próxima tente selecionar melhor seus amigos. Nunca se esqueça que é melhor poucos amigos mas verdadeiros, pois esses jamais se afastarão de você e quando precisar serão seu apoio.

Quantas vezes pensamos: Ah, se eu pudesse começar de novo, faria tudo diferente...

Começar de novo não é necessariamente começar novo. Quando a vida lhe der uma oportunidade de recomeçar, pense novo. Às vezes, essas oportunidades chegam em forma de rupturas, mudanças dramáticas, perdas, rejeição, doenças. Às vezes, a chance se esconde no fim das grandes crises, das guinadas da sorte, das puxadas de tapete. Às vezes, só criamos coragem depois que perdemos o rumo, o chão. Na maior parte das vezes, só enxergamos com clareza quando estamos de fora.

Começar novo não é reiniciar, é inventar outro padrão. É preciso reconhecer os erros, os nossos e os alheios, as fraquezas, os excessos, os entraves. Começar novo é permitir-se inclusive novos enganos, erros, fragilidades mas não os mesmos.

Só quem já apanhou da vida é capaz dessa façanha: passar os planos a limpo, faxinar os porões do coração, despedir-se daquelas dores crônicas, libertar-se do passado. Quando os velhos modelos falem, os antigos códigos não dizem mais nada, o futuro imaginado desaparece e até os sonhos murcham mas a despeito de tudo você percebe saídas, diagnostica a crise, identifica as fragilidades e não se dá por vencido, nesse momento você está engendrando o novo. Não uma retomada mas uma nova história.

Só quem viveu bem suas perdas e enganos pode começar novo. Só quem conhece o peso do fracasso, da solidão e da esperança perdida pode trocar de pele, escolhas, script. Como disse o filósofo: “O que não me mata, me fortalece”. Alguns caminhos, erros e ideais só se percorre, comete e persegue uma vez. Muitos deles têm prazo de validade. Nossas escolhas, certezas e sonhos não são estáticos nem imexíveis; muitas vezes são eles que se mudam de nós, desistem de nós. Insistir é burrice, é prolongar o desgaste.

Quando a vida lhe der uma oportunidade de recomeçar, seja generoso, diga sim, surpreenda-se e experimente ser a pessoa que você se tornou depois que enfrentou suas noites traiçoeiras, chorou suas perdas, atravessou seus desertos, matou seus leões.

(Hilda Lucas)
(M de Mulher)

Algumas palavras magoam e eu sei disso perfeitamente, mas o coração por vezes é traiçoeiro e nos faz falar irrefletidamente. Você não merecia que eu tivesse agido assim, por isso peço desculpas por aquilo que disse.

Não consigo aguentar este clima frio entre nós; acredite que estar nos seus braços é bem mais confortável. Perdoe-me meu amor, quero muito que as coisas corram sempre bem entre nós.

Não há maior loucura na vida
Que desistir de ser feliz amanhã
Só porque algo correu mal hoje.

Se um amor não deu certo
Não perca a esperança
De que o próximo será o verdadeiro.
Se alguém traiu você
Não desconfie de todo mundo.
Se o seu sonho ainda não se realizou
Não desista de o perseguir.

A vida é mesmo assim
Ora corre bem, mal ou assim-assim
Mas o importante é nunca desistir,
Pois amanhã quem sabe que
Coisas maravilhosas esperam você!

É impossível viver bem um mundo onde não se tem confiança nas pessoas, apesar de tantas histórias que ouvimos envolvendo traições, mentiras e falsidade, não podemos deixar que tudo isso afete completamente a nossa capacidade em confiar nos outros.

A nossa intuição muitas vezes envia diversos sinais de alerta, dos quais ignoramos, mas nos mantermos alerta em algumas situações que despertam a nossa desconfiança deve ser algo constante.

Ao dar um voto de confiança, não podemos esperar que tal pessoa cumprirá o que foi dito com toda a certeza, é essencial ter sempre em mente que estamos sujeitos a todo tipo de sentimento e sobre o futuro não é possível ter sempre tanta certeza.

Apesar de todo cuidado que deve ser tomado, não podemos jamais permitir que esta incerteza sobre o que pode vir pela frente nos impeça de conviver com as pessoas. A confiança deve sim estar presente, o que devemos ter sempre cautela é com as expectativas que podem ser ampliadas descontroladamente.

Confiar com um pouquinho de desconfiança deve ser visto como uma questão de segurança, mas para que isto funcione bem, é necessário equilibrar muito bem esta balança.

Como esquecer
o que fizeste comigo?
Como ignorar a dor
em meu coração ferido?
Ele sangra e dói quando
me lembro da tua traição!
A cada batida em meu peito
ressoa solidão, solidão, solidão.
Tento esquecer e recomeçar,
talvez em teus braços
mesmo aprender a perdoar.
Olho para ti e meu corpo
arde de paixão, mas na minha
memória o desejo se mistura
com a tua traição.
Perdoar.
Será que algum dia conseguirei?
Esquecer.
Será que em algum momento
isso eu viverei?
Não sei...

Conheço pessoas que afirmam que para ser feliz é preciso amar. Amar a família, os amigos, a terra, as árvores e até as alfaces. Sem esquecer, é claro, de um amor desses de tirar o fôlego e bater mais forte o coração.

Porém, já ouvi vários relatos de quem já amou muito, já teve seu coração saindo pela boca e mergulhou em abismo de paixões, de onde sempre demorava para emergir. Por isso mudaram o discurso e dizem que ser feliz é amar a si mesmo e proteger-se. Eles defendem que o melhor romance é aquele com data para terminar.

Num pensamento rápido, é interessante essa corrente. Todo mundo que tem medo de se envolver demais com alguém, poderia se atirar em paixões programadas para terminar antes que ultrapasse seu limite e comece a amar. Haveria apenas paixão entre os namorados, casais e amantes. Seriam todos ficantes, na verdade. A volta da poligamia. A extinção da traição. Mas fazendo uma reflexão maior, não sou adepto de paixão efêmera, que não possibilite o amor.

Talvez não seja tão pós-moderno ou nem moderno para entender esses amigos que pensam assim. Tampouco confiaria plenamente em alguém que não se entrega os próprios sentimentos e propusesse datar a minha paixão.

(Elder Nunes Corrêa Junior)
(Repórter de Bicicleta)

Um homem tinha tudo o que sempre quis e imaginou ter na vida. Seus sonhos eram realizados, sua família muito grande e bonita e os seus bens não paravam de crescer. Ele possuía tudo e sua saúde também era inabalável.

Um dia, porém, como uma desgraça repentina, este homem perdeu absolutamente tudo. Ficou na miséria e ainda teve a saúde afetada por uma doença terrível. Ele ficou praticamente só, caído, desanimado e desejando até mesmo a própria morte.

Apesar da atualidade do fato, este caso ocorreu há milhares de anos com um homem chamado Jó. Esse personagem está descrito na Bíblia como uma pessoa justa e reta diante de Deus e que procurava se desviar do que manchava a sua fé (Leia Jó 1:8). No entanto, isso não foi suficiente para mantê-lo longe da tristeza que lhe abateu nem da falta de esperança que se aproximava cada vez mais forte.

Houve situações em que ele lamentava e chorava, em outras amaldiçoava o dia em que nasceu, lembrava-se do período em que era rico e feliz ao lado da família e afligiu-se tanto até que finalmente perdeu a esperança na vida, mas escolheu mantê-la.

Se ocorresse de Jó se matar, o caso dele seria mais um (como acontece em nossos dias) de pessoas que, por perderem tudo, ou por causa de traição e decepção, ou mesmo por uma falta de sentido à vida, não conseguem mais manter a fé, nem em Deus nem em si mesmas, e que por isso escolhem acabar com ela.

Jó, porém, não perdeu a fé. E, apesar de tanto sofrimento, a proclamou quando disse: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus” (Jó 19:25-26)

Qual é a situação em que você se encontra no momento? A falta de esperança tem lhe tirado o sono e lhe trazido peso? Como voltar a ter fé, mesmo em um momento de desespero e angústia?

Faça como Jó: declare a sua fé e clame ao mesmo Deus que o tirou do pó e lhe restituiu tudo o que havia perdido, principalmente, a paz.

(Jaqueline Corrêa)
(Arca Universal)

Ainda pior que a convicção do não, a incerteza do talvez é a desilusão de um "quase". É o quase que incomoda, que entristece, que mata, trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou, não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono do quase.

Pergunto então, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não pergunto, contesto. A resposta sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados.

Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.

Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris teria somente tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Para os erros, há perdão; para os fracassos, chance; para os amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive, já morreu!