Mensagens de Falecimento

Certa vez houve uma inundação numa imensa floresta. O choro das nuvens que deveriam promover a vida dessa vez anunciou morte. Os grandes animais bateram em retirada fugindo do afogamento, deixando até os filhos para trás. Devastavam tudo o que estava à frente. Os animais menores seguiam seus rastros. De repente uma pequena andorinha, toda ensopada, apareceu na contramão procurando a quem salvar.
As hienas viram a atitude da andorinha e ficaram admiradíssimas. Disseram: “Você é louca! O que poderá fazer com um corpo tão frágil?”. Os abutres bradaram: “Utópica! Veja se enxerga a sua pequenez!”. Por onde a frágil andorinha passava, era ridicularizada. Mas, atenta, procurava alguém que pudesse resgatar. Suas asas batiam fatigadas, quando viu um filhote de beija-flor debatendo-se na água, quase se entregando. Apesar de nunca ter aprendido mergulhar, ela se atirou na água e com muito esforço pegou o diminuto pássaro pela asa esquerda. E bateu em retirada, carregando o filhote no bico.
Ao retornar, encontrou outras hienas, que não tardaram muito a declarar: “Maluca! Está querendo se heroína!”. Mas não parou; muito fatigada, só descansou após deixar o pequeno beija-flor em local seguro. Horas depois, encontrou as hienas embaixo de uma sombra. Fitando-as nos olhos, deu a sua resposta: “Só me sinto digna das minhas asas se eu as utilizar para fazer os outros voarem”.

(Augusto Cury)
(trecho do livro "O Vendedor de Sonhos")

Meu amor, chegamos a esta maravilhosa época de celebração que é a Páscoa, e eu sinto uma grande alegria no coração por esse fato, e por poder compartilhar mais este momento com você.

Esta é uma época de renovação, renascimento, esperança e sobretudo amor, pois a paixão e o sacrifício de Cristo se transformaram em vitória sobre a morte, em triunfo do amor.

Este é um momento de alegria, um momento de comemoração junto da família, daqueles que enchem nosso coração de amor. Este é um momento que eu também quero celebrar junto de você, pois eu o amo muito.

Desejo-lhe uma feliz Páscoa, e que a vida continue sendo tão doce para você quanto o chocolate mais gostoso que experimentar nesta data!

Nenhum amor
se perde no vento
se esgota no tempo.

Nenhum amor
desvanece sem receio
desaparece sem medo.

Nenhum amor
é menor que a morte
ou maior que a sorte
de viver.

Nenhum amor
é chama ou fogo
ou água sem sede
de beber.

Conquistar não é conquistar-se.
Muitos conquistam o ouro da Terra
e adquirem a miséria espiritual.
Muitos conquistam a beleza corpórea
e acabam no envilecimento da alma.
Muitos conquistam o poder humano
e perdem a paz de si mesmos.
Necessário que o espírito se acrisole na
experiência e na luta, valendo-se delas
para modelar o caráter,
senhoreando a própria vida.
Para possuirmos algo com acerto e
segurança, é indispensável não sejamos
possuídos pelas forças deprimentes que
nos inclinam sentimento e raciocínio
aos desequilíbrios da sombra.
Indubitavelmente, todos podemos
usufruir os patrimônios terrestres,
nesse ou naquele setor do cotidiano,
mas é preciso caminhar com
sabedoria para que o abuso não nos
infelicite a existência.
É por isso que sofrimento e dificuldade,
obstáculo e provação constituem para
nós preciosos recursos de superação
e engrandecimento.
Todos os valores externos concedidos à
personalidade, em trânsito no mundo,
são posses precárias que a enfermidade
e a morte arrancam de improviso,
mas todos os valores que entesouramos
no próprio ser representam posses
eternas que brilharão conosco,
aqui e além, hoje e amanhã...
Na esfera espiritual, cada criatura é
aproveitada na posição em que se
coloca e somente aqueles que
conquistaram a si mesmos,
nos reiterados labores da educação,
através do suor ou da lágrima,
do trabalho ou da renúncia, são capazes
de cooperar na extensão do amor e da luz,
cujo crescimento na Terra exige,
invariavelmente, o coração e o cérebro,
as ações e as atitudes daqueles que
aprenderam na lei do próprio sacrifício
a conquista da vida imperecível.
Reflete naquilo que te falam,
antes de te entregares
psicologicamente ao que se te diga...

(Chico Xavier)

Chegando a esta época de celebração que é a Páscoa, os sons dos sinos, dos Aleluias, são abafados pelos ruídos dos papéis que embrulham os ovos de chocolate sendo rasgados.

Essa e tantas outras distrações, mais ou menos doces, fazem a maioria das pessoas se esquecerem do verdadeiro significado da Páscoa.

Pois celebrar a Páscoa é celebrar o amor de Cristo pela humanidade, que entregou a própria vida por todos nós. É celebrar a vida, o triunfo de Jesus sobre a morte.

Páscoa é alegria, é época de renascimento, de renovação. Páscoa é tempo de cultivar a fraternidade e o amor, de renovar sentimentos bons e puros nos corações de cada um.

Páscoa é comemoração em família. É olhar o próximo e ser altruísta, pois esse foi o ensinamento maior do filho de Deus. Feliz Páscoa para todos vocês!

Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre
Em nosso espírito sofrer pedras e setas
Com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja,
Ou insurgir-nos contra um mar de provações
E em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais.
Dizer que rematamos com um sono a angústia
E as mil pelejas naturais - herança do homem:
Morrer para dormir... é uma consumação
Que bem merece e desejamos com fervor.
Dormir... Talvez sonhar: eis onde surge o obstáculo:
Pois quando livres do tumulto da existência,
No repouso da morte o sonho que tenhamos
Devem fazer-nos hesitar: eis a suspeita
Que impõe tão longa vida aos nossos infortúnios.
Quem sofreria os relhos e a irrisão do mundo,
O agravo do opressor, a afronta do orgulhoso,
Toda a lancinação do mal-prezado amor,
A insolência oficial, as dilações da lei,
Os doestos que dos nulos têm de suportar
O mérito paciente, quem o sofreria,
Quando alcançasse a mais perfeita quitação
Com a ponta de um punhal? Quem levaria fardos,
Gemendo e suando sob a vida fatigante,
Se o receio de alguma coisa após a morte,
–Essa região desconhecida cujas raias
Jamais viajante algum atravessou de volta –
Não nos pusesse a voar para outros, não sabidos?
O pensamento assim nos acovarda, e assim
É que se cobre a tez normal da decisão
Com o tom pálido e enfermo da melancolia;
E desde que nos prendam tais cogitações,
Empresas de alto escopo e que bem alto planam
Desviam-se de rumo e cessam até mesmo
De se chamar ação.

(William Shakespeare)

Sinto muito pela sua perda, meu bom amigo!
A vida é bastante injusta, ela faz com que a gente se sinta do tamanho de um grão de areia. Eu sei que é isso que você está sentindo neste momento de profunda tristeza, porque perder alguém assim tão especial é como perder o chão. É como fazer uma visita às profundezas da angústia. Mas eu tenho uma coisa boa para dizer para você: você vai ultrapassar esta situação.

Você tem seu período de luto, que respeito e que merece seu próprio respeito. Entendo isso. Acontece que seu ente querido está desejoso de ver você tocar a vida para a frente. Pode ter certeza que ele não está preocupado com seu luto, aliás, ele quer que você entenda o inevitável da vida, que é a morte. É hora de tomar consciência que tudo vai passar. Claro que ficará sempre a marca, porque você não é um robô, um androide. Você é, além de um grande amigo e um exemplo de homem, um ser muito forte que vai dar a volta aos seus sentimentos. Se levanta e vive!
Toda a força do mundo para você.
Abraço Sentido!

Você será sempre o homem que marcou minha vida, que fez meu coração sorrir e que deu um sentido para minha vida. E eu te amo!

E agora que você se foi a saudade já está machucando, sabe? Desejo que você parta em paz e que não falte harmonia nesse mundo que está prestes a conhecer!

Eu estarei aguardando o momento do nosso reencontro, porque uma história como a nossa não termina com a eterna despedida da morte! Vou honrar seu nome todos os dias e em todos os instantes, meu bem! Te amo.

Dói. É uma dor física, é uma dor na alma. É uma dor que dura, é uma dor feita para durar. Dói enterrar um amor, dói como poucas coisas são capazes de doer na vida.

Um amor que morre é um amor que morre é um potencial de vida que deixa de existir. São projetos, são expectativas, são sonhos que nunca vão se realizar.

O amor tem essa estranha capacidade de nos fazer acreditar, que nos querer fazer lutar. Mas quando está destinado a acabar, a morrer, o melhor é aceitar.

No amor como na vida, não há como lutar contra a morte. Quando ela anuncia a sua chegada, é preciso respeitar. Não há mais nada a fazer, a não ser preparar o coração e alma para um período de luto e sofrimento, para os dias escuros, para a tristeza.

Mas não podemos nos entregar a dor. Um amor que morre é uma vida que renasce. Sonhos vão, mas outros vem. É preciso saber aceitar, é preciso sabedoria e força para seguir em frente, ainda que o corpo pareça pesado, e o coração pareça não mais querer bater.

Dói enterrar um amor.

Quando à corte silente do pensar
Eu convoco as lembranças do passado,
Suspiro pelo que ontem fui buscar,
Chorando o tempo já desperdiçado,

Afogo olhar em lágrima, tão rara,
Por amigos que a morte anoiteceu;
Pranteio dor que o amor já superara,
Deplorando o que desapareceu.

Posso então lastimar o erro esquecido,
E de tais penas recontar as sagas,
Chorando o já chorado e já sofrido,

Tornando a pagar contas todas pagas.
Mas, amigo, se em ti penso um momento,
Vão-se as perdas e acaba o sofrimento.


(William Shakespeare)

Como uma sentença, todos vivemos nossas vidas na sombra do inevitável e terrível desfecho que é a morte. Uma certeza que mesmo assim, sempre nos consegue pegar de surpresa quando nos atinge através dos que mais amamos.

Foi assim que me senti quando você se foi, minha querida mãe. Quando abro os olhos a cada nova manhã, ainda penso estar vivendo um pesadelo, pois ainda passou pouco tempo e custa a acreditar que tudo isto é real.

Desde então minha alma vive em um luto carregado, em uma melancolia incurável, em uma saudade insustentável. Talvez a sabedoria popular prove ter razão e o tempo tudo melhore, talvez. Mas por enquanto saber que está para sempre longe, para sempre inalcançável, é a mais insuportável das ideias.

Minha querida mãe, não importa onde esteja agora, não importa quanto tempo tenho de esperar para a poder reencontrar além da vida. Esta saudade vai ser eterna, pois para sempre eu vou amar você!

Meus pensamentos se infundem
Na tua loção sensual.
Então eu caminho adentro
Da solidão dessa estrada...
Meu peito rompe-se no topo
Desse gozo virginal,
E deságuo ao descobrir
Que minha saudade não é alada...

As asas se dissiparam
Na vastidão desse caminho.
Tentei fazer a alquimia perfeita
Para não te perder.
Mas aqui, nesse deserto,
Estou desnudo e sozinho,
Misturei notas, criei acordes,
E não encontrei você...

Como um perfumista,
Peguei a essência de diferentes rosas.
Mas a química perfeita da tua alma
Parecia não existir mais.
Em versos vãos, transformei lembranças
Em simples prosas...
A saudade do teu cheiro
Envenenou-me em nos umbrais!

Diante dessa estrada
Empoeirada de anêmica paixão,
Acho que a sombra da morte aparece
Em sorrateiros sinais.
E ao perigoso romper desse iludido,
E indelével coração,
Destilo-me junto ao chão
No aroma vermelho dessa lembrança fugaz...

Numa casa havia duas cachorras. Uma falsa e mentirosa, a outra, sincera e de muito bom coração. Um dia a falsa foi pedir ajuda à amiga e companheira de moradia.

- Comadre, meus filhos estão para nascer. Será que você me cederia um cantinho da sua casa para que eu possa tê-los em segurança?
Comovida, a cachorra generosa permitiu que a outra se instalasse.
- Como minha casa não é grande, você fica sozinha com ela e eu me ajeito por aí até que seus filhos nasçam.
- Obrigada, minha amiga - agradeceu falsamente comovida a falsa.

A dona da casa dormiu três dias na rua. No quarto dia, ela voltou.
- Agora que seus flhos nasceram, eu quero minha casa de volta.
- Oh, mas veja como eles são bichinhos tão fraquinhos. Deixe-me ficar mais uma semana.
- Está bem, mas só mais uma semana.
Decorrido o prazo, lá veio outra desculpa esfarrapada:
- Meus filhos ainda estão muito pequenos, dê-me mais um mês.

E cada vez que a cachorra boa voltava, a malandra pedia mais tempo até que um dia, quando voltou a pedir que devolvesse sua casa, deu de cara com sete cães enormes que lhe arreganharam os dentes. Eram os filhotes da cachorra má que já haviam crescido.
- Você quer sua casa? Pois venha tomá-la.
E pularam no pescoço da cachorra boa, sangrando-lhe até a morte.

Moral da história: Expulsa o mal da tua casa e da tua vida antes que ele se fortaleça.

O amor que sentimos pelos nossos filhos é maior que qualquer outro. Vai além da vida, além de qualquer decepção. Pois é o único amor que é incondicional, altruísta, que apenas quer saber do outro.

Nossa felicidade está ligada à deles, mas se tivermos que sacrificar a nossa pela dos nossos filhos, nunca hesitaremos.

É um amor que escala montanhas se necessário, e é o único que cresce e bate forte no coração até ao seu último sopro de vida, e mais além.

Porque amar um filho é um compromisso eterno, que nem a morte é capaz de interromper.

A vida é um percurso às vezes demasiado complicado, e muitos de nós ficamos cansados e chegamos a perder a esperança de encontrar o pedaço do caminho sem tantas dificuldades. Chega a haver quem desista do caminho, quem pare de lutar por falta de forças.

Mas por mais difícil que às vezes pareça, há algo que você deve manter bem presente em sua mente: nada dura para sempre! Apenas a morte é definitiva, apenas para ela não existe um remédio ou uma alternativa. Para tudo resto, ainda que pareça que não, existe uma solução.

Tudo eventualmente acaba por mudar, por passar. Mas para isso você precisa acreditar e batalhar, nunca desistir, pois quando há vontade, quando acreditamos realmente, tudo pode ser possível, e sonhos se tornam reais!

A persistência compensa, a sua determinação, a sua luta pela superação, trarão frutos e uma recompensa que no final, valerá por todo sofrimento.

Encare as dificuldades como aquilo que elas são: momentos difíceis mas necessários de crescimento e aprendizagem, e muitas vezes também, oportunidades para mudar o que não está bem na sua vida.

Nunca desisto. O mundo pode desabar nas minhas costas e a carga ficar demasiado pesada, mas não desisto porque mereço vencer, e não abaixo os braços mesmo que acabe por algumas vezes perder.

A vida me ensinou que virar as costas à luta é declarar nossa própria morte antecipadamente. E eu sou uma guerreira que não cede ao medo, uma vencedora que nunca fugirá às adversidades.

Hoje o dia é muito especial para todos nós! Esta é a data que traz à memória todos aqueles que amamos e que partiram cedo demais. Vamos fazer com que seja um dia de paz, tranquilidade e reflexão.

Eu sei que não é fácil aceitar que a vida ou a morte leve aqueles que tanto adoramos. Com saudade no coração com a saudade e a esperança em um reencontro, vamos celebrar a vida no dia de hoje!

Não acredito que exista algum obstáculo impossível de superar, e apenas a morte não tem volta. Por muito complicadas que às vezes pareçam as barreiras, ultrapassa-las trará sempre uma recompensa incrível, e por isso eu lhe peço: não desista da nossa amizade!

Você é muito especial para mim. Sem você, sem a sua amizade, minha vida ficará terrivelmente mais pobre, mais triste, mais apagada. Não ceda à tentação de desistir, não baixe os braços. Nossa amizade merece nosso investimento, nossa dedicação, ela merece que você tente, pelo menos.

E eu e você seremos dois lutando por essa linda e promissora amizade. Eu e você seremos duas pessoas que juntas serão mais fortes, que juntas continuarão a cultivar e compartilhar um dos sentimentos mais puros que existem: a amizade verdadeira!

Do fruto da boca o coração (um homem moral) se farta, do que produzem os lábios se satisfaz (seja bom ou ruim). A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto. PROVÉRBIOS 18.20-21

Problemas fazem parte da vida, mas Deus tem provido uma forma poderosa para você livrar-se da preocupação e da ansiedade que normalmente acompanham os problemas. Deus quer que coisas boas aconteçam em sua vida, mas você deve cooperar com Ele ao cuidadosamente escolher o que você pensa e fala. Ao falar palavras negativas você está atraindo experiências negativas, mas, quando você fala palavras positivas e cheias de fé, pode esperar receber a bondade de Deus. Sim, tempos de problemas são inevitáveis, mas é durante esses momentos que você tem a oportunidade de disciplinar seus pensamentos e palavras, obedecer a Deus e exercitar e aumentar sua fé. Quando você escolhe a disciplina, escolhe a vida.

(Joyce Meyer)
(Joyce Meyer Brasil)

O amor verdadeiro é aquele que nada, nem ninguém, destrói. É um sentimento que perdura e supera todo tipo de obstáculos. É olhar a pessoa que amamos e saber que é ao seu lado que queremos estar, para sempre.

O amor verdadeiro é aquele que nem a separação ou a morte conseguem destruir. Ele persiste no coração e resiste a qualquer quantidade de tempo.

O amor verdadeiro é aquele que nos faz felizes e sorrir a toda hora. É o sentimento que nos prende a alguém sem nos fazer sentir prisioneiros.

Perdemos oportunidades; não ousamos tentar, por medo de errar. Perdemos afetos; não ousamos amar. Perdemos pessoas; não ousamos dizer “eu te amo”, “você é importante”. Perdemos descobertas; não ousamos experimentar coisas novas.

Perdemos tempo; não ousamos dizer não, nem sim. Perdemos personalidade; não ousamos “sacudir o barco”, dizer o que realmente pensamos. Perdemos vida, por que não ousamos viver. Sem uma certa dose de ousadia, a vida nada mais é do que um tedioso corredor da morte.

Há que se diferenciar ousadia de comportamento impensado (e até mesmo estúpido). Ousar é uma arte. Se você está pensando que ousar é dizer umas quantas verdades ao seu chefe, sem pensar nas consequências, está muito enganado!

A ousadia frutífera tem dois pilares: a coragem e a inteligência. Por tanto, não venha se queixar se acabar jogando fora seu emprego, inspirado neste texto!

(Blog Deusario)

Eu tinha medo, eu tinha medo do escuro, eu tinha medo da solidão, tinha medo de morrer. Eu costumava ter calafrios, imaginava fantasmas e não via as tragédias no telejornal. Eu era muito supersticiosa, não passava debaixo de escadas, fugia de gatos pretos e tinha medo da lua cheia.

E andava cheia de amuletos da sorte, e tinha medo de sonhar, de desejar algo e esse desejo não se realizar. Tinha medo de ouvir a minha voz, de dizer em voz alta o que queria. Tinha medo de amar, tinha medo de sofrer. Eu vivia escondida do mundo, debaixo da minha cama. Eu tinha medo do mundo.

Mas um dia percebi que já estava vivendo o meu maior medo: a minha vida estava passando e eu não estava vivendo. Eu já estava morrendo sem ver. Eu tinha medo de "nãos", e não percebia que não lutava pelo "sims". Percebi que na verdade estava vivendo com medo da vida, em vez de ter medo da morte. Foi aí que resolvi viver!

Hoje você faria mais um aniversário, comemoraríamos e estaríamos juntos festejando esta data, mas você não está mais aqui e no lugar ficou um vazio que nunca será preenchido.

Sinto conforto em saber que a morte não é o fim e que existe um lugar lindo onde vamos nos reencontrar e passaremos a eternidade juntos em paz e plena harmonia.

Vou acender uma vela em sua homenagem, cantar parabéns e fazer votos de que você esteja aproveitando este descanso e que esteja feliz na companhia das pessoas amadas que, assim como você, já partiram deste plano material.

Nunca vou deixar de sentir a sua falta e continuarei a pensar em você todos dias.

Sempre que o amor desvendar
o céu para mim eu vou tentar
encontrar um espaço para nós
dois.

E sim – serei maior se tiver sua
companhia nos momentos cruéis
da vida e até nos mais belos da
morte.

Quando o amor chamar meu nome
eu quero escutar o seu, sem respirar
e sem outro ruído ou som ou vozes
perdidas.

E não – desistirei de procurar a paz
se é guerra que ela me oferece, mas
vou sempre lutar pelo seu melhor
sorriso.


Geralmente, em toda parte,
No ângulo mais sombrio
Dos recantos desprezados,
Vem a aranha e tece o fio.

Escura, silenciosa,
Atendendo ao próprio instinto,
Seja dia, seja noite,
Vai fazendo o labirinto.

Por manter o enorme enredo,
Insiste e nunca esmorece,
Condenar-se por si mesma
É seu único interesse.

Desdobrando movimentos
Nos impulsos insensatos,
Pratica perseguições,
Multiplica assassinatos.

Insetos despreocupados,
Na ilusão cariciosa,
Transformam-se em prisioneiros
Da pequena criminosa.

Satisfeita, a aranha escura.
Prossegue na horrenda lida,
Nos venenos que segrega
Traz a morte e suga a vida.

Mas um dia, o espanador,
Na luta material,
Vem e arranca essa infeliz
Das teias de horror do mal.

A aranha, porém, não cede,
Com teimosia e com arte,
Foge ao bem que se lhe fez,
E vai tecer noutra parte.

Quem medita na conduta
Dessa aranha renitente,
Encontra a cópia fiel
Da vida de muita gente.

A muitos presos do engano,
Deus envia a dor e as provas;
Mas, depois de liberdade,
Vão prender-se em redes novas.

Feliz Páscoa para todos!
Que este momento de festa e
celebração do triunfo de Jesus
sobre a morte, seja de alegria
e reflexão para todos.

Que cada um possa olhar
dentro do seu coração e lá
encontrar fé e determinação.
E que hoje e sempre a palavra
de Deus nos guie e oriente.

Desejo felicidade para todos,
e que em família todos possam
festejar o amor e a paz
desta época tão especial.

Quando a morte chega e nos rouba um ente querido, facilmente nos entregamos à dor. Mas por muito que custe aceitar você deve confiar nos desígnios e planos de Deus. Mantenha a fé e a esperança; tenha força!

A melhor forma de honrar a pessoa que se foi é seguindo a sua vida e recordando sempre quem partiu. Reviver lembranças, contar as histórias dessa vida que acabou e prestando homenagem a quem se foi.

Lembre-se, enquanto viver no seu coração, na sua saudade, quem se foi nunca desaparecerá por completo! Meus sentimentos.

Este dia dos pais é diferente, é também marcado pela ausência, por aquele vazio de quem se foi cedo demais. Gostaria que meu pai estivesse aqui para lhe confessar todo amor que sinto por ele!

Eu sei que não é possível, seu corpo cedeu à morte e não está mais aqui. Eu sei, mesmo assim é difícil de aceitar.

Perder um pai como eu perdi o meu é também perder o rumo à felicidade e alegria na vida. Mas eu não posso deixar passar este dia sem lhe fazer a devida homenagem.

Papai, esteja onde estiver, se puder me ler e escutar, eu quero que saiba que o amo acima de qualquer coisa ou pessoa e também que o considero o melhor pai do mundo. Até um dia e descanse em paz.

No dia em que você se foi, chovia. No dia em que você se foi, a chuva ficou em meu coração e as nuvens negras tomaram conta da minha alma.

No dia em que você se foi, senti saudades do que não íamos viver. Senti saudades do que fomos. Uma saudade que me fulminava, enquanto via você partir.

Para a morte, não há explicação possível. A morte é a pior parte da vida. Não sei se ela é pior para quem vai ou para quem fica. Viver com a morte ao lado, sempre à espreita, esperando pela próxima oportunidade para levar aqueles que amamos é angustiante.

Mas para viver, às vezes é preciso esquecer a morte. Eu quero poder esquecer a sua morte e lembrar a sua vida. Hoje e para sempre quero lembrar do que vivemos, do tempo maravilhoso em que eu tive a sorte e a felicidade de ter você ao meu lado.

Eu quero poder espalhar essas nuvens e fazer a chuva parar; eu quero chegar ao fim do arco-íris e encontrar a paz que me trazia o seu sorriso para sentir novamente algum conforto e alegria no meu coração.

Quando éramos crianças acreditávamos que vivíamos em um mundo cheio de fantasias! Pensávamos que podíamos ser qualquer coisa, pensávamos que os nossos pais eram super heróis e que nós um dia poderíamos voar. Pensávamos que a morte nunca iria chegar.

Mas o sino do tempo tocou e nós crescemos. A mágica da infância acabou e nós só nos demos conta quando percebemos que os anos haviam passado e que não conseguimos voar quando o caminho estava difícil.

Mas algumas vezes, se ficarmos muito atentos, ainda é possível ouvir novamente aquela canção que ouvíamos quando éramos crianças. A melodia nos vem à cabeça e podemos dar asas aos nossos sonhos, podemos desejar alcançar uma estrela, ou agarrar na cauda de um cometa e ir para lugares distantes.

Não somos mais crianças, mas ainda guardamos aquela criança dentro de nós. E sempre que possível, podemos e devemos despertá-la com uma melodia alegre.

Recomendados para você

29 frases de falecimento para este momento difícil
29 frases de falecimento para este momento difícil
Como dar os pêsames pelo falecimento (dicas e mensagens)
Como dar os pêsames pelo falecimento (dicas e mensagens)