Mensagens de Reflexão


Caminhamos ao encontro do amor e do desejo. Não buscamos lições, nem a amarga filosofia que se exige da grandeza. Além do sol, dos beijos e dos perfumes selvagens, tudo o mais nos parece fútil. Quando a mim, não procuro estar sozinho nesse lugar. Muitas vezes estive aqui com aqueles que amava, e discernia em seus traços o claro sorriso que neles tomava a face do amor. Deixo a outros a ordem e a medida. Domina-me por completo a grande libertinagem da natureza e do mar.

(Albert Camus)

Dê à vida aquilo que você deseja receber dela.

Nego-me a saber quem são
aqueles meus inimigos,
e a todos eu dou a mão,
embora tantas as intrigas.

No calor dessas batalhas,
sem brigar, dou-lhes amor.
Se ainda houver uma mortalha
minha, dá-la-ei a qualquer ator

que se dispuser a continuar
uma grande luta inversa,
sem ódios, atirando ao ar
muitas balas de vida, em versos.

Vamos, não chores...
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis casa, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o "humour"?

A injustiça não se resolve.
À sombra do mundo errado
murmuraste um protesto tímido.
Mas virão outros.

Tudo somado, devias
precipitar-te, de vez, nas águas.
Estás nu na areia, no vento...
Dorme, meu filho.

(Carlos Drummond de Andrade)

Aproveite todos os momentos que você tem.
E aproveite-os mais se você tem alguém especial para os compartilhar.
Especial o suficiente para passar seu tempo.
E lembre-se que o tempo não espera ninguém.

Portanto, pare de esperar até que você termine a faculdade;
Até que você volte para a faculdade;
Até que você perca 5 quilos;
Até que você ganhe 5 quilos;
Até que você tenha tido filhos;
Até que seus filhos tenham saído de casa;
Até que você se case; até que você se divorcie;
Até sexta à noite; até segunda de manhã;
Até que você tenha comprado um carro ou uma casa nova;
Até que seu carro ou sua casa tenham sido pagos;
Até o próximo verão, primavera, outono, inverno;
Até que você esteja aposentado;
Até que a sua música toque;
Até que você tenha terminado seu drink;
Até que você esteja sóbrio de novo;
Até que você morra,
E decida que não há hora melhor para ser feliz do que o agora mesmo!
A felicidade é uma viagem, não um destino.
Curta sua semana com muitas coisas boas!
Tenha uma Boa Semana!

Um novo dia está começando e hoje eu sinto que tudo vai dar certo. Sonhos serão sonhados e por eles lutaremos e os realizaremos.

Sorrisos serão distribuídos com carinho, palavras de amor serão sussurradas para ouvidos apaixonados escutarem.

Bom dia! Seja feliz com todas as coisas maravilhosas que já tem na sua vida, e o que achar que ainda falta, vá, procure e lute com garra por isso!

Tudo é possível quando o sonho e a vontade se juntam. Tenha um dia lindo!

Desde pequenos ouvimos sempre aquele velho conselho para aprendermos com nossos erros. Mas não seria bem melhor se o errado, neste caso, fossem outros e não você? Ganhar mais experiência na vida com nossos erros provavelmente já deve ser intrínseco ao ser humano, mas não seria nada mal mudar um pouco a perspectiva dessa forma antiga de aprendizado.

Certamente é bem mais fácil perceber as consequências de um erro quando somos nós que cometemos, mas também não é difícil imaginar como seria mesmo sem o vacilo acontecer. Se conseguíssemos abstrair alguma experiência de pelo menos um erro cometido por cada amigo que conhecemos, já nos proporcionava algum conhecimento para tentar não cometer os mesmos.

Vamos tentar focar nas lições dadas por tantas histórias que ouvimos todos os dias que não acabaram tão bem, para evitar sermos personagens principais de outras iguais. Aprenda com os erros dos outros e não necessite ter os seus!

Tento definir essa sensação de impotência, essa fraqueza que abala minha mente já doente e sozinha. Tentei encontrar-me nos olhares de quem estava ao meu lado, tentei me sustentar nos sonhos que ouvi, tentei encontrar forças aonde não mais havia.

Caminhando sozinha percebi quantos sonhos abri mão, quantas vezes passei por cima de mim para que outro alguém sorrisse de corpo e alma e iluminasse o mundo por aí, de quantas pessoas conheci e apaixonada deixei voar pra longe de mim; encontrei a escuridão e o vazio de persistir e acreditar que conseguiria caminhar sozinha, quando na verdade até mesmo o maior dos tolos sabia que sozinha, nem uma alma é capaz de vagar sem se lesar pelas quinas da estrada.

Cai em becos sem saída, caí em vertigens e alucinações, caí sem forças pra levantar me apoiando em ter que continuar não por mim, mas por aqueles que estavam à minha volta. Hoje percebo que ali, esqueci de mim, esqueci de viver pra mim, esqueci que precisava de mim para continuar a seguir. Ali percebi que já não suportava mais a solidão, não queria mais esse caminho de escuridão, talvez ali também, percebi que era tarde demais…

Olhei ao meu redor, no chão havia sangue e estilhaços espalhados do que um dia foram meus sonhos, minha esperança, minha força; encontrei fotos rasgadas de pessoas que deixei passar, de pessoas que saíram do meu caminho sem cogitar; havia folhas espalhadas da minha história esmaecidas irrecuperáveis; em um canto, havia amor, esquecido, largado, jogado como algo sem valor e por toda extensão havia medo, fúria, dor, lágrimas… Tá um caos, tudo se tornou um caos, vozes sumiram, sorrisos se tornaram lembranças doces, presenças se espatifaram com o vento e a escuridão veio tomar conta de uma morada que não era dela.

Pode ter sido só um erro, talvez o erro foi abrir mão do primeiro sonho e desencadear sucessivas desistências; talvez tenha sido encontrar conforto na escuridão e no silêncio, como se de silêncios fizessem um mundo bom; talvez foi ter deixado passar por cima de mim, colocando a vontade dos outros melhores ou mais urgentes que as minhas vontades, ter aberto mão de sorrir para ver os outros sorrirem, ou talvez é ter feito tudo na esperança de um dia todo o feito voltar pra mim como uma avalanche de boas energias. Talvez o erro não tenha sido desistir, tenha sido ser incapaz, impotente, incoerente quando necessitava só um pouquinho de garra e vontade; talvez nem tenha tido erro, mas o medo tenha tomado conta do que um dia fazia toda a história ter sentido…

Talvez ninguém sinta que há necessidade de sentido, ou talvez o sentido esteja nos motivos, e os motivos são tantos que nem cogitem percebê-los, só sabem que são eles que dão toda a coerência em viver, dão todo o brilho em querer seguir cada vez mais… E talvez seja esse querer, e esse motivo que não fazem mais parte do que hoje sou talvez não seja meu sorriso que faça falta, mas o sorriso de alguém ao olhar pra mim, talvez também nem tenha mais importância, se a importância de existir já sucumbiu em mim.

(Devaneadora)

Ninguém é totalmente habilitado em todas as coisas. Somos seres individuais dotados de características únicas, mas também possuímos incapacidades que ficam facilmente expostas quando estamos sós.

Contudo, se as pessoas estiverem juntas e trabalharem em equipe, as virtudes de umas encobrirão as dificuldades de outras e a probabilidade de conseguirem alcançar todos os seus objetivos será claramente maior.

É preciso não desejar ser o melhor, mas sim querer estar entre os vencedores.

Como é sabido e já foi repetido até à exaustão, ‘errar é humano, mas perdoar é divino’. Errar todos erramos, faz parte da condição humana, e aos que, como você, saem feridos do processo cabe a decisão de perdoar ou não o humano que errou.
Mas perdoar não é fácil, e esquecer é quase impossível!

Por algo se diz que perdoar é divino, que é necessária grandeza de coração para o fazer, mas a verdade é que se optar por perdoar se sentirá mais feliz, além que mostra caráter.

Tenha em conta que só os fortes perdoam, só um coração bom encontra a magnanimidade para perdoar com sinceridade e seguir em frente.

Seja nobre e perdoe, a felicidade não se encontra na vingança ou no remoer de sentimentos como a raiva. A felicidade está no altruísmo, no amor, no perdão, em todos os bons sentimentos e gestos que puser em marcha, pois eventualmente eles voltarão a você.

Há quem pense que a felicidade é privilégio de poucos. Talvez daqueles que têm um belo físico, dos bem nascidos e ricos. Como nos enganamos nessa vida!

A felicidade não é privilégio de ninguém. É sim, um esforço contínuo para reconhecer o belo nas pequenas coisas do cotidiano. Quem não se esforça, dificilmente encontra a felicidade.

Se você não para para ver o pôr do sol dificilmente irá presenciar sua beleza e ser tocado por essa dádiva. Se você não rega as flores do seu jardim como pode ter a felicidade de vê-las florescer? Se você decide não sorrir porque está tendo um dia daqueles, provavelmente não cultivará sorrisos.

Felicidade é esforço e escolha. Nós escolhemos como ver a vida, como lidar com as pessoas. Escolhemos amar ou odiar. Escolhemos perdoar. Somente escolhas generosas, honestas, sinceras e amorosas nos conduzem à felicidade.

A felicidade não cai do céu, ela não bate à nossa porta. É preciso procurá-la em todas as coisas e pessoas. É preciso doar amor, carinho e ajudar ao próximo. É preciso ter fé; fé em nós mesmos, em Deus e nas pessoas que nos rodeiam.

Para tudo isso é preciso esforço e perseverança, mas vale a pena, pois a felicidade nunca desistirá de você. Não desista nunca da felicidade. Seja feliz agora e sempre e lembre-se que a felicidade é contagiante!

Os guerreiros ninjas vão para o campo; o milho acabou de ser plantado. Obedecendo ao comando do treinador, pulam por cima dos locais onde as sementes foram colocadas.

Todos os dias os guerreiros ninjas voltam para o campo. A semente se transforma em broto, e eles saltam por cima. O broto se transforma em uma pequena planta, e eles saltam por cima.

Não se aborrecem. Não acham que é perda de tempo.

O milho cresce, e os saltos se tornam cada vez mais altos. Assim – quando a planta está madura – os guerreiros ninjas ainda conseguem saltar sobre ela. Por quê? Porque conhecem bem seu obstáculo.

Mas existe gente que não age assim: quando o problema é pequeno, não dão importância; e quando o problema cresce, sentem-se incapazes de superá-lo.

(Paulo Coelho)

A vida é um risco, mas não a viver com intensidade é algo ainda mais perigoso.

A impressão que eu tenho é de não ter envelhecido, embora eu esteja instalada na velhice. O tempo é irrealizável. Provisoriamente, o tempo parou para mim. Provisoriamente. Mas eu não ignoro as ameaças que o futuro encerra, como também não ignoro que é o meu passado que define a minha abertura para o futuro. O meu passado é a referência que me projeta e que eu devo ultrapassar. Portanto, ao meu passado eu devo o meu saber e a minha ignorância, as minhas necessidades, as minhas relações, a minha cultura e o meu corpo. Que espaço o meu passado deixa pra minha liberdade hoje? Não sou escrava dele. O que eu sempre quis foi comunicar da maneira mais direta o sabor da minha vida, unicamente o sabor da minha vida. Acho que eu consegui fazê-lo; vivi num mundo de homens guardando em mim o melhor da minha feminilidade. Não desejei nem desejo nada mais do que viver sem tempos mortos.

(Simone de Beauvoir)

Quando somos jovens vivemos na ilusão de que a vida é longa, interminável, que sempre haverá tempo para o que for. Quando somos adultos demasiadas preocupações e diferentes circunstâncias nos impedem de pensar sobre a vida. E assim, quando chega o momento de a ponderar, ela já passou!

Não deixe para amanhã, ou até mesmo para logo. Agora é o momento certo para agarrar a vida, para a viver plenamente, pois o depois pode não chegar jamais! Aprenda a viver o agora e seja feliz!

Desculpa é uma palavra fácil de dizer. Talvez seja por isso que as pessoas não pensam muito antes de fazer algo que vai virar um motivo para usá-la! Se você respeita e tem consideração pelas pessoas que estão à sua volta e, principalmente, pelas pessoas que lhe amam, tenha cuidado com os sentimentos delas e não crie situações que exigem pedidos de desculpas.

Desculpa é sim uma palavra fácil de dizer, mas a resposta nem sempre é fácil de ouvir. Tenha responsabilidade emocional, por você e pelos outros. Não faça nada sabendo que pode magoar alguém. Não há nada mais delicado e frágil do que um coração. As feridas no coração são sempre as que demoram mais tempo para cicatrizar.

Antes de precisar pedir desculpas por algo, pense muito no que vai fazer! Não faça do pedido de desculpas um hábito. Isto não demonstra cordialidade ou educação, demonstra apenas que você não mede os seus atos, e que não aprende com os seus erros.

Você não deve desistir do amor e lutar para que esse sentimento não entre mais no seu coração. É preciso perceber que são as pessoas que nos decepcionam, são suas atitudes que nos magoam e fazem, por vezes, um relacionamento se tornar em uma experiência dolorosa.

Continue acreditando nele, mesmo que não tenha encontrado ainda alguém verdadeiramente especial. O amor continua a ser o mestre capaz de nos ensinar a compartilhar os melhores momentos da vida. Pode ser que no futuro ele se torne uma agradável surpresa e você seja feliz em não ter renunciado a esse maravilhoso sentimento.

Que tipo de pessoa você prefere ao seu redor? Aquela que sempre leva tudo para o melhor ou a que a que sempre arrasta tudo para o pior?

Mas será que você é como essa pessoa que deseja ao seu lado? Será que definitivamente não atraímos aquilo que damos?

Seja exatamente o tipo de pessoa que gostaria de encontrar. Se quiser estar rodeado de pessoas felizes, seja feliz! Se quiser estar ao lado de pessoas positivas, seja positivo! Mas se quiser negatividade, bem, aí pode ficar com você.

Pare de pensar que somente os outros estão errados, que aquele ou aquela deveria ter agido de outra forma com você. Seja sempre o primeiro a enviar felicidade. Não espere receber para poder dar.

Seja o que leva o sorriso no rosto, independentemente do que acontecer. Mas se mesmo assim aparecerem uns e outros infelizes por aí, o mais importante é que a felicidade já faz parte de você, e quem sabe assim uns e outros a recebem por aí.

Quando somos jovens sonhamos muitos sonhos impossíveis e fantasiamos uma realidade que nunca chega a existir. Com o tempo percebemos que a vida quase nunca é aquilo que esperávamos dela, e às vezes ficamos tristes e desapontados por isso.

Mas apesar dela não ser o que sonhamos um dia, aquilo que devemos pensar é que talvez ela seja precisamente aquilo que deve ser. Muitas vezes quando algo não acontece como queríamos é para nosso bem.

Olhe com atenção para sua vida e veja tudo de bom que existe nela, pois o problema é que muitas vezes só focamos no negativo ou no que nunca aconteceu. Agradeça por tudo que tem, por tudo que já conquistou e superou e verá como se sentirá mais feliz.

Nem sempre as coisas correm do jeito pretendido. Por vezes, não existe justiça, igualdade. Na verdade, a vida é um momento, uma etapa onde todos procuram realização, felicidade, harmonia!

Acontece que tudo deve ser conquistado com empenho, com força e com irreverência. É por isso que só os audazes, os corajosos, atingem seus objetivos. Não há tempo para ter medo da mudança; é ela que determina o sucesso. Sem medo, arrisque e mude tudo que está errado em você, em seu mundo!

Perdemos oportunidades; não ousamos tentar, por medo de errar. Perdemos afetos; não ousamos amar. Perdemos pessoas; não ousamos dizer “eu te amo”, “você é importante”. Perdemos descobertas; não ousamos experimentar coisas novas.

Perdemos tempo; não ousamos dizer não, nem sim. Perdemos personalidade; não ousamos “sacudir o barco”, dizer o que realmente pensamos. Perdemos vida, por que não ousamos viver. Sem uma certa dose de ousadia, a vida nada mais é do que um tedioso corredor da morte.

Há que se diferenciar ousadia de comportamento impensado (e até mesmo estúpido). Ousar é uma arte. Se você está pensando que ousar é dizer umas quantas verdades ao seu chefe, sem pensar nas consequências, está muito enganado!

A ousadia frutífera tem dois pilares: a coragem e a inteligência. Por tanto, não venha se queixar se acabar jogando fora seu emprego, inspirado neste texto!

(Blog Deusario)

Saiu o leão a fazer sua pesquisa estatística, para verificar se ainda era o Rei das Selvas. Os tempos tinham mudado muito, as condições do progresso alterado a psicologia e os métodos de combate das feras, as relações de respeito entre os animais já não eram as mesmas, de modo que seria bom indagar. Não que restasse ao Leão qualquer dúvida quanto à sua realeza. Mas assegurar-se é uma das constantes do espírito humano, e, por extensão, do espírito animal. Ouvir da boca dos outros a consagração do nosso valor, saber o sabido, quando ele nos é favorável, eis um prazer dos deuses. Assim o Leão encontrou o Macaco e perguntou: "Hei, você aí, macaco - quem é o rei dos animais?" O Macaco, surpreendido pelo rugir indagatório, deu um salto de pavor e, quando respondeu, já estava no mais alto galho da mais alta árvore da floresta: "Claro que é você, Leão, claro que é você!".

Satisfeito, o Leão continuou pela floresta e perguntou ao papagaio: "Currupaco, papagaio. Quem é, segundo seu conceito, o Senhor da Floresta, não é o Leão?" E como aos papagaios não é dado o dom de improvisar, mas apenas o de repetir, lá repetiu o papagaio: "Currupaco... não é o Leão? Não é o Leão? Currupaco, não é o Leão?".

Cheio de si, prosseguiu o Leão pela floresta em busca de novas afirmações de sua personalidade. Encontrou a coruja e perguntou: "Coruja, não sou eu o maioral da mata?" "Sim, és tu", disse a coruja. Mas disse de sábia, não de crente. E lá se foi o Leão, mais firme no passo, mais alto de cabeça. Encontrou o tigre. "Tigre, - disse em voz de estentor -eu sou o rei da floresta. Certo?" O tigre rugiu, hesitou, tentou não responder, mas sentiu o barulho do olhar do Leão fixo em si, e disse, rugindo contrafeito: "Sim". E rugiu ainda mais mal humorado e já arrependido, quando o leão se afastou.

Três quilômetros adiante, numa grande clareira, o Leão encontrou o elefante. Perguntou: "Elefante, quem manda na floresta, quem é Rei, Imperador, Presidente da República, dono e senhor de árvores e de seres, dentro da mata?" O elefante pegou-o pela tromba, deu três voltas com ele pelo ar, atirou-o contra o tronco de uma árvore e desapareceu floresta adentro. O Leão caiu no chão, tonto e ensangüentado, levantou-se lambendo uma das patas, e murmurou: "Que diabo, só porque não sabia a resposta não era preciso ficar tão zangado".

Moral: Cada um tira dos acontecimentos a conclusão que bem entende.

(Millôr Fernandes)

Se fosse fácil de alcançar ninguém lutaria para lá chegar!

Disse um poeta que a palavra amor é uma palavra vazia, à espera de ser preenchida por alguém. É verdade que a palavra amor só faz sentido em nossa vida quando alguém desperta em nós o sentimento. Mas o amor é um sentimento raro, com uma conjugação complexa.

Como todo verbo, o amor tem os seus tempos... passado, presente e futuro, e todas as suas condicionais. O amor é também composto, intransitivo e, às vezes, intransigente. O amor é uma palavra simples, mas com significados e sentidos muito complicados. É uma palavra curta, mas onde cabe muita coisa.

O amor é como o tempo, todos nós sabemos o que é, mas se nos pedirem para explicar não conseguimos.

Uma verdadeira amizade mostra todo seu valor perante as dificuldades. É normal que entre duas pessoas imperfeitas surjam problemas e que algumas palavras firam seus corações. Mas quando isso acontece, dois amigos conseguem superar esses desentendimentos através de uma sincera reconciliação.

Não permita que o orgulho ou a teimosia faça você perder uma amizade. Hoje em dia, preservar um bom amigo vale mais do que guardar um tesouro.

Ele pode estar olhando as suas fotos neste exato momento. Porque não? Passou-se muito tempo. Detalhes se perderam. E daí ? Pode ser que ele faça todas as coisas que você faz, escondida. Sem deixar rastro nem pistas. Talvez ele passe a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. Ou percorra trajetos que eram seus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças. As boas. Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você . Todos os dias. E ainda assim preferir o silêncio. Ele pode reler seus bilhetes, procurar o seu cheiro em outros cheiros. Ele pode ouvir as suas músicas, procurar a sua voz em outras vozes. Quem nos faz falta acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta. Não há escape! Talvez ele perceba que você faz falta. E diferença. De alguma forma, numa noite fria. Você não sabe. Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado verão em Paris. Talvez ele volte. Ou não.

A realidade virtual é imortal.
E infinitamente correlacionada.
É o software do universo.
Esse nível de realidade é silencioso.
A mente está sempre falando, mas aqui há silencio profundo.

É eterno, porque nunca morrerá porque nunca nasceu, sempre esteve lá.
Não tem energia, mas toda energia vem daí.

Esse nível de realidade não tem tempo, é a criatividade infinita, o potencial infinito. Esse nível de realidade tem um infinito poder de organização.

Esse nível de realidade é a nossa própria alma.

(Deepak Chopra)

A tirania do egoísmo é o principal desafio que temos para construir uma civilização à altura da real humanidade que representamos.

Nesse sentido, o assunto consiste em encontrar o lugar certo para o egoísmo, pois há uma utilidade para esse no esquema universal, assim como também há o problema decorrente do seu abuso.

Somos entidades cósmicas criativas, emanamos faíscas de Vida e as projetamos consciente e inconscientemente na realidade para moldá-la ao nosso bel prazer.

Esta é a utilidade do egoísmo. A inutilidade do egoísmo consiste em nos apegarmos tanto a esse processo e o identificarmos como próprio que perdemos de vista o vínculo com o Universo.

Afinal, a Vida não começa nem termina com nossas presenças, ressuscita, se preserva e autodestrói através de todos e de cada um.

(Arauto do Futuro)

Com uma vida sempre tão agitada será que temos mesmo liberdade, podemos realmente afirmar que somos livres para fazermos o que nos dá vontade? Se pensarmos mais profundamente podemos ver que nossa autonomia é bem restrita e condicionada.

Com horários estipulados para cada atividade, ainda temos que nos vestir e falar de acordo com cada ocasião, pois não queremos ser hostilizados por alguns olhares intimidantes. Em um mundo regrado pelos padrões, ficar fora deles pode às vezes custar muito caro.

Ser magro, acordar cedo, fazer hora extra, comprar aquela roupa, fazer dieta. Estamos rodeados de convenções que nem sempre se encaixam em todo o mundo.

Mais importante que seguir o que muitas vezes está imposto, é perceber a melhor maneira de se inserir sem ser prejudicado. Olhar intimamente para dentro e conhecer o que de fato nos faz felizes pode ajudar a perceber qual o melhor caminho que se deve seguir.

Obviamente vivemos em sociedade onde muita coisa deve ser respeitada, mas sua vontade tem que ser devidamente considerada. Até que provem o contrário, só temos uma vida para ser vivida. Deixarmos de ser o que realmente somos porque pode entrar em choque com a sociedade, é a maior prova do bloqueio da nossa liberdade.

Devemos escolher sempre a felicidade. E mesmo que possa parecer um pouco fora da nossa realidade, fique ao lado da sua verdadeira liberdade!

Todo mundo merece ser feliz! cada um do seu jeito, mas todos estamos destinados a encontrar a alegria. Por um minuto ou por uma vida inteira, todos devemos estar de bem com a vida.

Mas para isso acontecer é necessário que cada um se ame verdadeiramente! O sentimento que as outras pessoas têm por nós é muito importante, mas nada se aproxima do verdadeiro poder do amor próprio.

Ame-se imediatamente! Encontre coisas suas únicas e originais, apaixone-se pelo seu cabelo, pelo seu rosto ou por algo secreto que ninguém conhece! Ame-se simplesmente.